Você está na página 1de 11

BLOQUADORES DOS CANAIS DE CÁLCIO

Embora os bloqueadores possam


relaxar muitos tipos diferentes de
músculo liso, exercem mais efeito
sobre o músculo liso vascular
(arterial).

Indicações: hipertensão, certas


arritmias cardíacas, algumas formas
de angina.
BLOQUADORES DOS CANAIS DE CÁLCIO

Efeitos adversos: bradicardia, depressão cardíaca, bloqueio AV, parada cardíaca,


insuficiência cardíaca, rubor, tonturas, náuseas, constipação e edema periférico.
Seletividade dos bloqueadores dos canais de cálcio
Vasodilatação Depressão da Depressão da Depressão da
(arteríolas periféricas contratilidade automaticidade do automaticidade do
e artérias coronárias) cardíaca nó SA nó AV
Nifedipino 5 1 1 0
Diltiazem 3 2 5 4
Verapamil 4 4 5 5
Posologia usual: 10 mg 3X Posologia usual: 5 ou 10
ao dia com aumento mg 1X ao dia
gradual durante um
período de 7 a 14 dias,
conforme necessidade e
tolerância. Dose máxima:
até 180 mg ao dia, e como
dose única, até 30 mg

Metabolismo de 1ª passagem Alta biodisponibilidade= efetivo em doses mais baixas


Rápido início de ação Início lento de ação
Taquicardia reflexa= risco aumentado de isquemia e infarto Menor risco de taquicardia reflexa
Meia-vida curta= 4h Meia-vida longa= 40h

Efeitos Adversos: Rubor, constipação, bradicardia, bloqueio AV e insuficiência cardíaca


Nitroglicerina
Dinitrato de isossorbida

Efeitos agudos: hipotensão ortostática,


taquicardia, cefaleia pulsátil,
taquifilaxia (mais comum com a
nitroglicerina).
PRAZOSINA

Mecanismo de ação: bloqueio dos adrenorreceptores alfa-1 pós-sinápticos em arteríolas e


vênulas, com preferência pelas arteríolas, resultando em vasodilatação

Pontos positivos: Geralmente sua ação anti-hipertensiva não é acompanhada de


taquicardia reflexa. Seu efeito terapêutico é uma queda da tensão arterial não
acompanhada por uma mudança clínica significativa no débito e frequência cardíacos.

Efeitos adversos: hipotensão ortostática, retenção de sal e água

Espectro terapêutico: Ao localizar-se na glândula prostática grande quantidade de alfa-


adrenoceptores, produz melhoria sintomática na hiperplasia prostática benigna,
evidenciando-se uma redução do volume da urina vesical residual e melhoria na frequência
da micção.
ANTAGONISTAS β-ADRENÉRGICOS
Contraindicados para pacientes com asma
Cuidado com a suspensão abrupta (suprarregulação)

Produzem vasodilatação periférica, redução da resistência


vascular periférica e hipotensão arterial.

Menor redução global da FC em repouso e da PA em


comparação com antagonistas puros

Menor grau de broncoconstrição


INIBIDORES DO SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA
Inibidor da renina= alisquireno

Inibidores da ECA= captopril, enalapril, ramipril, lisinopril

Antagonistas dos receptores AT1= losartana, valsartana

Ocasionalmente houve relatos de


angioedema, diarreia, miosite, dores
abdominais, dispepsia, refluxo
gastresofágico, tosse, hiperuricemia, cefaleia
e enjoos

Tosse seca, angioedema,


hiperpotassemia

Redução da agregação plaquetária, diminuição dos


níveis séricos de ácido úrico, incidência diminuída de
fibrilação atrial, efeitos antidiabéticos. Foram
descritos enjoos, náuseas, artralgias, fadiga, astenia,
diarreia, dor abdominal ou lombar,
rinite, rash cutâneo
ANTIHIPERTENSIVOS DE AÇÃO CENTRAL

Metildopa
Clonidina
Análogo da L-dopa
agonista-antagonista alfa-adrenérgico
Efeitos adversos: sedação, cansaço mental, Efeitos adversos: sedação, boca seca, depressão.
diminuição da concentração, pesadelos, Risco de nervosismo, taquicardia, cefaleia e sudorese
galactorreia, sinais extrapiramidais, depressão. após a retirada abrupta.
ANTIHIPERTENSIVOS
DISPONÍVEIS: GRAU DE
RECOMENDAÇÃO E
NÍVEL DE EVIDÊNCIAS
Esquemas
Terapêuticos
Combinação
de Fármacos