Você está na página 1de 2

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS

ESCOLA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES E HUMANIDADES


CURSO DE FILOSOFIA

A ética do ponto de vista do senso comum

Professor: Waldir Souza Guimarães


Alunos: Luciano Morais Mendonça
Disciplina: Filosofia Aristotélica

Goiânia 2019
A ética do ponto de vista do senso comum

Existe uma profunda ligação entre ética e filosofia: a ética nunca pode deixar de ter como
fundamento uma concepção filosófica do homem que nos dá uma visão total deste como
um ser social e histórico. Dentre os vários conceitos com os quais a ética trabalha e que
pressupõe um prévio esclarecimento filosófico, como os de liberdade, necessidade, valor
e consciência, vamos nos ater ao de sociabilidade, ou seja, como a ética deve estar inserida
nas relações humanas em sociedade no dia a dia.
A ação humana é fruto de uma escolha entre o certo e o errado, e entre o que é bom e o
que é mal. O indivíduo procura se basear em parâmetros socialmente aceitos que lhe
permite conviver com as outras pessoas, em outras palavras, ele busca sempre se guiar
pelos conceitos que norteiam a prática dos valores positivos e das qualidades humanas. A
ética não somente serve de base para as relações humanas, mas, trata também das relações
sociais dos homens.
A filosofia, como sabedoria de vida, corresponde a uma visão da filosofia prática, isto é,
uma reflexão voltada para as condições e os critérios segundo os quais tomamos decisões
em nossa vida concreta, no que nos baseamos para isso e como visamos sempre o melhor
resultado, embora nem sempre consigamos antecipar como consegui-lo. Segundo essa
concepção, a filosofia é importante e pode contribuir para nossa vida prática. Aristóteles,
é certamente o filósofo que conduz a sua filosofia com um fim prático, pois a sua filosofia
da ética tem em si a “busca pelo bem comum”, cujo principal objetivo é adquirir uma
sabedoria que conduza os homens à felicidade.