Você está na página 1de 2

DIREITO PENAL 12.

A legítima defesa e a coação moral irresistível


são causas excludentes da ilicitude.
EXCLUDENTES
13. Considere a seguinte situação hipotética.
1. São causas excludentes de culpabilidade o
estado de necessidade, a legítima defesa e o Antônio e José escalavam uma montanha quando
estrito cumprimento do dever legal. perceberam que a corda que os sustentava estava
prestes a romper-se. Ante o perigo iminente, José,
2. O consentimento do ofendido é causa de
para salvar-se, empurrou Antônio no precipício,
exclusão de ilicitude expressa no CP.
lesionando-o mortalmente.
3. Segundo o Código Penal, o agente que tenha
Nessa situação, José agiu amparado pela
cometido excesso quando da análise das
excludente de ilicitude da legítima defesa.
excludentes de ilicitudes será punido apenas se
o tiver cometido dolosamente. 14. A legítima defesa é causa de exclusão da
ilicitude da conduta, mas não é aplicável caso
4. A inexigibilidade de conduta diversa e a
o agente tenha tido a possibilidade de fugir da
inimputabilidade são causas excludentes de
agressão injusta e tenha optado livremente
ilicitude.
pelo seu enfrentamento.
5. O erro de proibição é causa excludente de
15. Age impelido por estado de necessidade o
ilicitude.
bombeiro que se recusa a ingressar em prédio
6. Há excludente de ilicitude em casos de estado onde há incêndio de grandes proporções, com
de necessidade, legítima defesa, em estrito iminente risco de desabamento, para salvar a
cumprimento do dever legal ou no exercício vida de alguém que se encontre em andar alto
regular do direito. e que tenha poucas chances de sobreviver,
dada a possibilidade de intoxicação por
7. Há excludente de tipicidade em casos de fumaça, se houver risco para sua própria vida.
estado de necessidade, legítima defesa,
exercício regular do direito e estrito 16. O estrito cumprimento do dever legal, causa de
cumprimento do dever legal. exclusão da ilicitude, consiste na realização de
um fato típico por força do desempenho de
8. A inexigibilidade de conduta diversa e a uma obrigação imposta diretamente pela lei,
inimputabilidade são causas excludentes de não compreendendo a expressão dever legal a
tipicidade. obrigação prevista em decreto ou regulamento.
9. Em regra, o fato típico não será antijurídico se 17. Quando o crime é praticado sob influência de
for provado que o agente praticou a conduta violenta emoção ou paixão, exclui-se a
acobertado por uma causa de exclusão de culpabilidade, diminuindo-se a pena
antijuridicidade. cominada ao delito.
10. A condição de silvícola e a surdo-mudez 18. Situação hipotética: Um policial, ao cumprir
completa são consideradas causas de exclusão um mandado de condução coercitiva expedido
da imputabilidade absoluta, por presunção pela autoridade judiciária competente,
legal expressa, com fulcro no critério submeteu, embora temporariamente, um
biopsicológico, de as pessoas nessas condições cidadão a situação de privação de liberdade.
demonstrarem incapacidade de entender o que Assertiva: Nessa circunstância, a conduta do
seja ilicitude e de se autodeterminar de acordo policial está abarcada por uma excludente de
com esse entendimento. ilicitude representada pelo exercício regular de
11. O estado de necessidade, a legítima defesa, o direito.
estrito cumprimento do dever legal e o
exercício regular de direito são excludentes da
culpabilidade do agente que pratica delito. CULPABILIDADE
19. São causas excludentes de culpabilidade, a 30. Considere que Bartolomeu, penalmente capaz
obediência hierárquica e a coação moral e mentalmente são, tenha praticado ato típico e
irresistível. antijurídico, em estado de absoluta
inconsciência, em razão de estar
20. O erro inevitável sobre a ilicitude do fato é
voluntariamente sob a influência de álcool.
causa excludente de antijuridicidade.
Nessa situação, Bartolomeu será apenado
21. A embriaguez fortuita completa não exclui a normalmente, por força da teoria da actio
culpabilidade do agente. libera in causa.

22. A conduta motivada pela emoção ou pela


paixão interfere na imputabilidade penal.
23. A coação irresistível, que constitui causa de
exclusão da culpabilidade, é a coação moral,
porquanto a coação física atinge diretamente a
voluntariedade do ato, eliminando, se
irresistível, a própria conduta.
24. A imputabilidade, a exigibilidade de conduta
diversa e a potencial consciência da ilicitude
são elementos da culpabilidade.
25. As escusas absolutórias também são
consideradas causas de exclusão da
culpabilidade.
26. A embriaguez acidental, proveniente de força
maior ou caso fortuito, exclui a culpabilidade,
ainda que o sujeito ativo possuísse, ao tempo
da ação, parcial capacidade de entender o
caráter ilícito do fato que praticou.
27. Pessoas doentes mentais, que tenham dezoito
ou mais anos de idade, mesmo que sejam
inteiramente incapazes de entender o caráter
ilícito da conduta criminosa ou de determinar-
se de acordo com esse entendimento, são
penalmente imputáveis.
28. Na situação em que o agente, com o fim
precípuo de cometer um roubo, embriaga-se
para ter coragem suficiente para a execução do
ato, não se aplica a teoria da actio libera in
causa ou da ação livre na causa. Gabaritos:

29. Em relação à menoridade penal, o Código 1-E; 2-E; 3-E; 4-E; 5-E; 6-C; 7-E; 8-E; 9-C;10-E; 11-E;
Penal adotou o critério puramente biológico, 12-E; 13-E; 14-E; 15-C; 16-E; 17-E; 18-E; 19-C; 20-E; 21-
E; 22-E; 23-C; 24-C; 25-E; 26-E; 27-E; 28-E; 29-C; 30-C.
considerando penalmente inimputáveis os
menores de dezoito anos de idade, ainda que
cabalmente demonstrado que entendam o
caráter ilícito de seus atos.