Você está na página 1de 6

Enterprise Resource Planning (ERP):

Implantação, impacto e beneficio na Contabilidade Gerencial1

Moises, Robson, Leide,


Gisele, Gabriella, Vitor2

RESUMO

Os sistemas ERP se manifesta como uma realidade em crescente difusão pelo


universo empresarial e no meio contábil. Os trabalhos de investigação que
surgiram nos últimos anos reforçam a visão destes sistemas como meios para se
compreender, mas também interrogar, a natureza do controle de gestão. O
presente artigo tem por objetivo analisar o processo de implantação de Sistemas
Integrados da modalidade (ERP) e assim, obter resultados sobre seus benefícios e
impactos na gestão da contabilidade. A inovação tecnológica se propõe
diretamente uma ferramenta de grande relevância. Para contribuir com o estudo,
tive como base a implantação do sistema ‘’Domínio System’’. Na década de 2000 a
DOMINIO SISTEMAS verificou evidencia que o ERP provoca a redução dos
trabalhos de rotina, particularmente ao nível da contabilidade no mundo ERP.
Portanto, o planejamento se torna a melhor alternativa para uma eficiente
implantação de sistema ERP na Contabilidade Gerencial, custos, despesas e
outros.

PALAVRAS-CHAVE: ERP, gestão, impacto, beneficio.

1. Introdução

A concorrência e a competitividade no mundo empresarial globalizado


estão cada vez mais acirradas, já que a procura de novos mercados é
contínua. Qualquer diferencial, seja estratégico ou tecnológico, é de muita
importância e pode ser decisivo para o melhor posicionamento da
organização em face da concorrência. Entre alguns diferenciais possíveis, um
software empresarial que administra, gerencia, controla e fornece diversas
informações, o Enterprise Resource Planning – ERP, é uma alternativa
interessante.

________________________
1 Artigo apresentado no curso de Ciências Contábeis da instituição Dom Pedro II Jequié (2018), Disciplina
Teoria Geral de Sistemas de Informação, sob orientação do Professor: MSc. Gilberto V da Silva.
2 Acadêmicos do curso de Ciência Contábeis – Instituição Dom Pedro II.
Para o mercado atual, agilidade e poder de resposta são cruciais para
atender as necessidades dos clientes que, a cada dia, tornam-se mais
exigentes. Este artigo aborda fatores importantes a serem considerados e
avaliados em um projeto de implantação de ERP em escritórios contábeis,
tendo como objetivos analisar e avaliar sistemas ERP utilizados no município
e também descrever o que é um Sistema ERP, apontar os processos
beneficiados e os impactos que ela traz.

2. Métodos

O presente artigo apresentou o desenvolvimento da implantação de um sistema


ERP, ou seja, sistemas integrados de gestão empresarial como solução ideal para
a criação de vantagens competitivas que garantam a sobrevivência da empresa
em longo prazo. Serão discutidos benefícios e métodos que ajudam a adotar um
sistema integrado de gestão empresarial unificando todos seus processos em
escritórios de contabilidade, como a gestão da produção passou a ser realizada
após a implantação deste sistema e quais são os sistemas mais utilizados no
município de Feira de Santana, BA em comparação paralela com a DOMINIO
SYSTEM. Para este artigo, foi realizado uma pesquisa de revisão bibliográfica,
desenvolvida através de consultas a blogs, entidades( SWS), artigos publicados e
teses disponibilizadas na internet que tratam do tema de sistemas integrados de
gestão empresarial e, mais especificamente, da implantação desses sistemas no
rol contábil. No processo investigativo foram aplicados questionários contendo
perguntas (INDIRETAMENTE), direcionadas a utilização dos Sistemas ERP no
escritório de contabilidade. Essa coleta de dados foi feita durante o primeiro
trimestre de 2017 por uma empresa terceirizada na cidade local, realizando in-loco.
Desse amostrado, possibilitou conhecer a realidade dos escritórios sobre a
implantação/utilização dos sistemas ERP. Buscou-se, mediante uma pesquisa
explicativa e descritiva, analisar como os sistemas ERP causam impactos na
gestão contábil das organizações: explicativa, por ser voltada para a interpretação
e explicação dos fatos; descritiva, já que se pretendeu descrever determinado
fenômeno, o processo de utilização de um sistema ERP na área contábil.
3. Resultado

Na tabela 1 estão apresentados os principais fatores que foram levados em


consideração para a aquisição de sistemas ERP, conforme levantamento realizado
na pesquisa de campo.
De acordo com os resultados mostrados (tabela 1), foi verificado que a
implantação de um sistema ERP se tornou uma necessidade em 42% do escritório
de contabilidade de FDS, para integrar os processos e informações, 27% dos
colaboradores indicaram a adequação as normas do governo como fator
preponderante para a implantação, 23% respondeu que seguir tendências do
mercado foi o motivo de implantar o sistema, já a busca por eficiência foi
responsável por 8% dos escritório que implementaram os sistemas.
Tabela 1 – Aquisição de sistema ERP

Necessidade de Aquisição
Integração de processos e informações 42%
Seguir Tendências do mercado 23%
Adequação as normas do governo 27%
Falta de eficiência 8%
Processo de Aquisição
Suporte técnico 12%
Indicação 47%
Funcionalidade 29%
Acessibilidade 12%
Fonte: Questionário de Pesquisa

Já o processo de escolha do sistema no município, é feito através de


Indicação (47%) influenciado pela classe contábil em FSA que mantém uma boa
relação e o conhecimento sobre o sistema é repassado ao escritório, seguido por
escolha por Funcionalidades (29%) e por Suporte Técnico e Acessibilidade
(ambos com 12%). Segundo Barbosa (2000), o profissional contábil, como um
elemento que integra a organização, também está inserido nesse contexto, e
vem sofrendo uma forte pressão diante das mudanças, pois a sua função está
sendo reformulada a cada passo desse processo de transformação. Esse
profissional deve buscar alternativas para agregar valor não só a empresa com o
seu trabalho, utilizando a tecnologia da informação como uma aliada na
aquisição e desenvolvimento de competências. Sobre os sistemas utilizados no
escritório de contabilidade do município foram descritos os usos dos pacotes de
aplicativos mostrados no gráfico 1.Conforme dados obtidos (Gráfico 1.), foi
verificado que o sistema mais utilizado nos escritório de contabilidade de FSA é a
DOMINIO (58%) que é considerado no município como o programa certo a ser
usado pelos demais escritórios por suas funcionalidades e sendo utilizados por
grande parte dos escritório o suporte técnico prestado pelo sistema é mais viável,
seguido por MasterMaq e SWS com 17% .
Através do Gráfico 2, pode-se perceber que os processos mais beneficiados
pela implantação do sistema ERP nos escritórios de contabilidade são os Livros
Fiscais e Analisadores Fiscais (80% e 75% dos relatos, respectivamente), 67% dos
escritórios também utilizam módulos gerenciais e de RH pelos sistemas, 58%
utilizam módulo Financeiro, módulos de Estoque e Importação de dados são
utilizados em 50% dos escritórios e o processo menos utilizado é o de Contratos,
sendo utilizado em 25% dos escritórios da região.Todos os escritórios consultados
em Venda Nova do Imigrante não possuem um setor de TI identificados dentro do
escritório, este fato se dá pelas características da região, e por se tratar de
escritórios de pequeno porte, sendo assim, os custos de manter um departamento
de TI seriam muito elevados.

Gráfico 2: Processos Beneficiados

Fonte: Questionário de Pesquisa Terceirizada.

Não havendo departamento de TI dentro do escritório, pequenos problemas


podem surgir, problemas que muitas vezes só o suporte técnico do Sistema ERP é
capaz de resolver, e por Venda Nova do Imigrante estar situada no interior do
Espírito Santo, o tempo-resposta geralmente do suporte é alto, o que justifica,
portanto, as principais dificuldades apontadas (Quadro 2.) foram a falta de suporte
(44%), discrepâncias entre os modelos de uso já utilizados dentro da empresa e os
novos modelos implantados pelos sistemas também são dificuldades citadas
por28% dos escritórios analisados. Por fim, a dificuldade em capacitar os usuários
foi apontada por 22% deles e para 6% a falta de equipamento é uma grande
dificuldade.

Dificuldades Encontradas
Falta de Suporte 44%
Dificuldade em alterar processos 28%
internos
Dificuldade em capacitar os usuários 22%
Falta de equipamento 6%
Fonte: Questionário de Pesquisa

Sendo assim, torna-se necessário o treinamento de pessoal oferecido pela


maioria dos sistemas ERP, visando minimizar eventuais problemas com usuários
internos, e consequentemente diminuir a dependência do suporte oferecido pelo
sistema.

4. Considerações finais

Com o mercado evoluindo rapidamente, os escritórios de contabilidade


precisaram se adaptar rapidamente a demanda do mercado, e principalmente, as
novas exigências impostas pelo governo, pela globalização e pelo grau de
informação necessária para fornecer as empresas. Sendo assim, os sistemas
ERP se tornam ferramenta útil para agilizar e integrar as informações, diminuindo
assim a assimetria de informação existente entre contabilidade e administração
da organização.
Através dos resultados obtidos, foi possível conhecer o sistema ERP mais
utilizados nos escritórios de contabilidade do município de FSA, projetar custos e
metas a serem alcançadas, identificar quais processos serão beneficiados e quais
às maiores dificuldades encontrados durante e após a implantação do sistema.
Constatou-se que é necessário fazer uma análise da situação do escritório de
contabilidade e¸ Por fim, o presente trabalho de investigação constatou que os
impactos poderão ser moldados pelas circunstâncias do processo de
implementação, pelas próprias características das organizações, ou pelas opções
internas dos seus responsáveis. Tais constatações necessitarão de ser validadas
em futuros trabalhos de investigação a organizações com características, opções
e processos de implementação distintos.
7. Referências

SWS INFORMATICA-
Av. Rio Branco, 3°, Bloco 4, CENTRO JEQUIÉ-BA

DOMINIO SISTEMAS
Rua Antônio Lisboa da Cruz, 1031- LT 06 QD 73, Setor Central, Gurupi - TO

BRIGHAM, E. F. ; HOUSTON, J. F. Fundamentos da moderna administração financeira.


Rio de Janeiro: Campus, 1999.

COLANGELO FILHO, L. Implantação de sistemas ERP (Enterprise Resources Planning):


um enfoque de longo prazo. São Paulo: Atlas, 2001.

GLAUTIER, M. W. E. ; UNDERDOWN, B. Accounting theory and practice. 5. Ed. London:


Pitman Publishing, 1994.

INSTITUTO BRASILEIRO DE SIDERURGIA - IBS. Exportações brasileiras – gráficos.


Disponível em: <http://www.ibs.org.br>. Acesso em: 03 mai. 2005.

INTERNATIONAL DATA GROUP – IDG. SAP. R/3 da SAP: sua utilização no mundo.
Disponível em : < www.idg.com.br > . Acesso em: 19 jan. 2005.

LAUDON, K. C. ; LAUDON J. P. Management information systems: organization and


technology in the networked enterprise. 6. ed. EUA: Prentice-Hall, 2000.

MELO, I. S. Administração de sistemas de informação. São Paulo: Pioneira, 1999.

O’BRIEN, J. A. Sistemas de informação e as decisões gerenciais na era da Internet.


São Paulo: Saraiva, 2001.

POZZEBON, M. ; FREITAS, H. Pela aplicabilidade – com um maior rigor científico – dos


estudos de caso em sistemas de informação. In: ENCONTRO NACIONAL DOS
PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO – ENANPAD, 21, 1997,
Rio das Pedras. Anais..., Rio de Janeiro: ANPAD, 1997.

PADOVEZE, C. L. Contabilidade gerencial: um enfoque em Sistema de Informação


Contábil. São Paulo: Atlas, 2000.

PEREIRA, M. F. F. Gerenciamento da informação: um diagnóstico da micro e pequena