Você está na página 1de 4

INTRODUÇÃO

A escolha da obra em questão para embasar o presente projeto, motivou-se,


sobretudo pelo autor da mesma. Gabriel Garcia Marquez é um autor laureado com
premiações importantes no âmbito da literatura ,como o Prêmio Nobel De Literatura,
resultantes da coleção de suas obras, as quais foram traduzidas para vários idiomas.
Portanto a simples menção do seu nome se impõe, justificando a sua predileção.
Especificamente sobre Memórias de Minhas Putas Tristes, além de ser uma produção
que abordar diversos temas relevantes da experiência humana. Ela foi produzida tendo
como inspiração, como é elucidado na sua sinopse, a produção a casa das belas
adormecidas de Kawabata, Yasunari, também laureado com o Prêmio Nobel.
Nessa obra relevante, Memórias de Minhas Putas Tristes, Marquez, brinda o
leitor com a narrativa de um Senhor nonagenário que tem como oficio o jornalismo o
qual ele exerce pela escrita de crônicas dominicais. Esse senhor faz um relato da sua
vida, intensamente regrada pelo sexo, com relações sexuais sem compromisso, com o
uso de prostitutas.
No seu relato fica evidente por algumas passagens como a sua vida sexual,
descompromissada e sem vínculo emocional, desde cedo era substancialmente ativa,
“Lá pelos meus vinte anos comecei a fazer um registro com o nome, a idade, o lugar, e
um breve recordatório das circunstâncias e do estilo. Até os cinquenta anos eram
quinhentas e catorze mulheres com as quais eu havia estado pelo menos uma vez”,
“Dormia no Bairro Chinês duas ou três vezes por semana, e com tão variadas
companhias, que em duas ocasiões fui coroado como cliente do ano.”
Também é notório, que uma relação monogâmica como o casamento, dado seu
estilo de vida, não seria possível, o que pode ser constatado por uma tentativa de
matrimonio que resultou em fracasso, “A quem me pergunta respondo sempre com a
verdade: as putas não me deram tempo para casar”
Assim, prestes há fazer noventa anos, solitário e já tido experimentado as mais
variadas experiências sexuais ao longo da sua vida, decide se presentear com aquele
experiência que nunca ousou ter os tempos de outrora , qual seja, se relacionar com uma
virgem de pouca idade.
Essa experiência em particular se torna para esse Senhor uma jornada que faz
com que ele descubra e experimente muito mais do que um simples experiência sexual
com uma jovem virgem, mas o faz lidar com as limitações da sua idade a consciência de
sua velhice, a amizade retomada com uma antiga cafetina, a força das aparências frente
a vida e sobretudo ao amor.
A problemática que se revela evidente no presente projeto embasado pela obra,
memória de minhas putas tristes de Gabriel Garcia Marquez e a relação que se pode
estabelecer entre a mentalidade que uma pessoa adota perante a velhice e como essa
mentalidade influencia na consciência de idade nas suas limitações e principalmente na
possibilidade de amar.

OBJETIVOS

Objetivos gerais

Abordar a Velhice, o Amor e suas especificidades presentes na narrativa de


Gabriel Garcia Marquez, Memórias de Minhas Putas Tristes.

Objetivos Específicos

Descrever o estilo de vida assumido pelo personagem principal de Memórias de


Minhas Putas Tristes.
Definir a percepção que o protagonista possui do amor e suas conseqüências.
Discutir sobre a mentalidade adotada no contexto da velhice pelo narrador da
obra de Marquez.
Identificar a amizade agridoce que o Senhor assume com a cafetina Rosa
Cabarcas.
Problematizar a relação passional entre o narrador e Delgadina.
Citar as conseqüências e o impacto que essa relação produz na vida do
Nonagenário.
Debater sobre a mensagem que Marquez procura evidenciar na sua obra.

Justificativa

A primeira vista a começar pelo título e principalmente nas primeiras páginas


pela linguagem sem pudor do narrador. E possível imaginar que o livro se trata tão
somente de mais um relato pessoal da vida de um velho degenerado, portanto um livro
que não oferece algo significativo para o leitor, tampouco que abordar questões
relevantes para o ser humano, se não o contrário.
Entretanto a medida que a narrativa avança, nota-se que o erotismo não é a
temática principal da obra de Gabriel Garcia Marquez. O episodio mais marcante da
obra é o encontro do personagem central com o seu “presente” que o mesmo resolveu se
dar no ensejo dos seus noventa anos após uma vida boemia e tórrida, que consistia em
um noite com uma jovem virgem. Embora o mesmo não tendo a possibilidade de
aproveitar o presente como outrora, esse lhe proporcionou uma experiência que resultou
na descoberta do amor. Essa descoberta em idade improvável modificou a vida desse
senhor em todos os sentidos
Esse encontro marca, portanto a transição da narrativa que a primeira vista se
mostrava apenas como um relato sexual de um senhor nonagenário para uma narrativa
que aborda questões elementares para o ser humano.
Atualmente o mundo é marcado pelas aparências e nesse contexto as
intervenções da medicina atua no sentido de modificar a aparência física e retardar o
máximo possível o envelhecimento, além das relações caracterizadas atualmente pela
superficialidade, sendo assim a obra de Marquez, abordar questões quem entram em
confronto com contexto acima mencionado e faz os leitores refletirem sobre elas e
principalmente sobre a mentalidade da velhice e como ela afeta a qualidade da mesma
em todos os aspectos da vida, ao problematizar todos esses aspectos relevantes para a
vida, a obra Memórias de Minhas Putas Tristes evidencia um atualidade e justifica a sua
leitura e o presente projeto nela embasado