Você está na página 1de 2

4

POTENCIAL ELÉTRICO
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO KL 270410
PROT: 3614
PROF:. EQUIPE FÍSICA 08
IMPACTO: A Certeza de Vencer!!!
1. POTENCIAL ELÉTRICO (V).
Considere um ponto P a uma distância d de uma carga ATENÇÃO

puntiforme Q. Além do vetor campo elétrico E , a carga
puntiforme também cria no ponto P uma grandeza DIFERENÇA DE POTENCIAL – ddp (U).
escalar, denominada potencial elétrico V, dado por: A ddp U entre dois pontos é dada pela diferença entre seus
NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br

potenciais.
por exemplo, a ddp U entre os pontos A e B será:
Q V E V=KQ
+ d UAB = VA – VB = 80 – 20 = 60
P
d
TRABALHO ELÉTRICO.
Vamos relembrar o Teorema da energia cinética e o princípio da
 Unidade de V, no SI: V (volt) conservação de energia.

OBS: Sendo o potencial elétrico V uma grandeza “O trabalho realizado pela resultante das forças, mede a
escalar, leva-se em consideração o sinal da carga variação de energia cinética”.
puntiforme Q. Ou seja, o potencial elétrico poderá ser
positivo ou negativo, dependendo do sinal da carga Q. “A cinética não pode ser criada nem destruída, mas
somente transformada em outras modalidades”.
2. POTENCIAL ELÉTRICO RESULTANTE (VR) NO PONTO
P DEVIDO A VÁRIAS CARGAS PUNTIFORMES.
O potencial elétrico resultante VR é dado pela soma
algébrica dos potenciais elétricos V1, V2, V3, ... , Vn,
criados separadamente pelas cargas do sistema Q1, Q2,
Q3, ... , Qn.
Q1 Qn

d1 dn

VR
P Se  AB ECB  ECA
d2 d3
e
Q2 Q3
E PA  ECA  EPB  ECB E PA  EPB  ECB  ECA

VR = V1 + V2 +V3 + ... + Vn Então:  AB EPA  EPB


VR = K Q1 + K Q2 + K Q3 + ... + K Qn
d1 d2 d3 dn Como: E p  q  v

OBS1: No sentido da linha de força, o potencial Concluímos:  AB q  (VA  VB )


elétrico diminui; e no sentido oposto, aumenta.
OBS:. VA  VB é chamada de diferença de pontecial
Q V = 80 V VB = 20 V
A (d.d.p) e, é representada por U.
+
A B
 AB q  U AB )
OBS2: Uma carga negativa move-se espontaneamente
do menor para o maior potencial; e se for positiva, do
SUPERFÍCIES EQUIPOTENCIAIS.
maior para o menor potencial.
Há um deslocamento espontâneo para os pontos de
Q V = 80 V menor potencial elétrico, quando cargas positivas são
– VB = 20 V
A
abandonadas, apartir do repouso, num campo elétrico.
+
A + B As cargas negativas se deslocam, quando abandonadas
CONTEÚDO - 2011

do repouso, num campo elétrico, para pontos de maior


Conclui-se, então, que para ocorrer movimentação de potencial. Ao lugar geométrico dos pontos que
cargas elétricas, torna-se necessária uma diferença de apresentam o mesmo potencial elétrico, chamamos de
potencial entre os pontos A e B. superfície equipotencial.
Carga positiva Carga negativa REVISÃO:
01. Uma carga de 2 . 10–7 C encontra-se isolada, no
NOSSO SITE: www.portalimpacto.com.br

vácuo, distante 6 cm de um ponto P.


a) O vetor campo elétrico, no ponto P, está voltado para a
carga.
b) O campo elétrico, no ponto P, não existe porque não
existe aí nenhuma carga.
c) O potencial elétrico, no ponto P, é positivo e vale 3 . 104
V.
V1 > V2 > V3 > V4 V1 < V2 < V3 < V4 d) O potencial elétrico, no ponto P, é negativo e vale – 5 .
104 V.
A diferença de potencial UAB entre duas superfícies e) n.d.a.
equipotenciais separadads por uma distância d, num
 02. O gráfico abaixo representa o potencial gerado por
campo elétrico uniforme E , será calculado por: uma carga elétrica puntiforme no vácuo, em função da
distância aos pontos do campo. Sabendo-se que K0 = 9,0 .
U AB  E  d 109 V.m/C, pode-se afirmar que a distância d2 vale:

01. Uma carga elétrica puntiforme cria no ponto P, situado V (volts)


a 20cm dela, um campo elétrico de intensidade 900 V/m. V1
O potencial elétrico nesse ponto P é:
a) 100 V c) 200 V
b) 180 V d) 270 V e) 360 V 90

02. No esquema, o potencial V e o campo elétrico E no 60


centro do quadrado serão: 30
a) V = 0 e E ≠ 0 +Q –Q
b) V = 0 e E = 0 0 1,0 2,0 d2 d (m)
c) V ≠ 0 e E = 0
d) V ≠ 0 e E ≠ 0 +Q –Q
e) n.d.a
a) 3,0 m c) 5,0 m
03. A distribuição de cargas puntiformes em que o campo b) 4,0 m d) 6,0 m e) 7,0
e o potencial elétrico são ambos nulos na origem é:
03. No campo elétrico uniforme mostrado na figura, tem-
a) – Q c)– Q e) n.d.a. se entre os pontos A e B uma d.d.p UAB = 1 . 104 V. Uma
partícula com massa m = 2 mg e carga elétrica q = 4C e,
–Q –Q é abandonada a partir do repouso no ponto A, e desloca-
–Q 0 +Q 0 se espontaneamente para o ponto B. Determine:

–Q +Q

b) d)
+Q –Q
+Q +Q
+Q 0 +Q 0
a) O trabalho realizado pela força elétrica que age na
+Q –Q partícula no deslocamento de A para B;

04. Uma carga q = 400 μC produz um campo elétrico na


região do espaço próximo a ela. A diferença de potencial
produzida pela carga entre os pontos A e B do esquema
abaixo é, em V: (Dado: K = 9.109 N.m2/C2)
Q A B b) A velocidade da partícula ao passar pelo ponto B.

4m 4m
CONTEÚDO - 2010

a) 450 000 c) 560 000


b) 480 000 d) 740 000 e) 640 000

REVISÃO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!