Você está na página 1de 8

213

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DE JOVENS ATLETAS DE FUTSAL MEDIANTE


INTERFERÊNCIAS DE TORCEDORES DURANTE COMPETIÇÃO
1
Adinã Fernandes Leme

RESUMO ABSTRACT

Este trabalho apresenta o resultado de Analyzing the behavior of young athletes by


questionários criados para investigar jovens interference of futsal fans during competition
atletas em relação ao comportamento da
torcida e a influência na sua performance This paper presents the results of
durante o jogo de futsal. Sabemos que a questionnaires designed to investigate young
torcida tem capacidade de exercer uma athletes in relation to the supporters behavior
influência importante no desempenho do and its influence on the athlete’s performance
atleta, podendo agir em alguns momentos during the futsal’s game. We know that the
como um fator motivador e as vezes como supporters have an important ability of
estressor, dependendo de fatores relacionados influencing the performance of athletes, which
ao indivíduo e à situação, com quantidade can at times act as a motivational or a stressful
diferentes em cada um dos atletas. Por se factor, depending on features related to the
tratar de atletas jovens e se encontrarem em person and the situation, in different amount in
fases de desenvolvimento da personalidade, each athlete. For being young athletes in
diversos autores apontam que por falta desta process of personality development, many
maturidade, existe certa facilidade de falta de authors suggest that this lack of maturity leads
concentração e estresse devido à pressão to lack of concentration and stress due to the
exercida pela torcida, apresentando maiores pressure put by the supporter’s crowd,
dificuldades em controlar suas emoções e showing more difficulties in controlling their
reações. Neste trabalho confirma a suspeita emotions and reactions. This paper confirms
do comportamento dos jovens atletas sobre a the suspicion of young athlete’s behavior under
interferência das torcidas, reagindo de forma the intervention of the supporters reacting
positiva ou negativa, demonstrando equilíbrio positively or negatively, showing emotional
em algumas situações e desequilíbrio balance in some situations and unbalance
emocional no decorrer do jogo. during the match.

Palavras-chave: Futsal, Comportamento, Key words: Futsal, Behavior, Performance.


performance.

E-mail:
afleme@bol.com.br
1-Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da
Universidade Gama Filho - Futebol e Futsal: Endereço para correspondência:
As Ciências do Esporte e Metodologia do Rua Tomaz Jasso, 490 – apto. 44 – Jardim
Treinamento. Dona Irma.
Jaguariúna – Estado de São Paulo.
CEP: 13820-000.

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
214

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

regional mediante manifestações das torcidas


INTRODUÇÃO a favor ou contra durante o jogo, analisando o
ambiente e a ansiedade dos atletas em
Como tradição do futebol e pela relação ao jogo e a partir destes parâmetros
maneira parecida de se jogar, o futsal também ter um conhecimento especifico do
herdou grandes espetáculos e várias comportamento de cada atleta, sua
competições. composição e utilização no momento exato na
Com o aumento das competições por equipe conforme o jogo.
diversos lugares, acabou envolvendo e
expondo atletas de várias idades, que também MATERIAIS E MÉTODOS
ficou marcado por um aumento cada vez maior
de torcedores, identificados como amantes ou Todos os elementos da amostra
apenas curiosos do esporte, que pela distância participaram livre e espontaneamente do
que os separam do jogo e dos atletas acabam experimento, após lerem e assinarem o termo
influenciando no comportamento do atleta. de consentimento livre e esclarecido, conforme
Estas manifestações que de maneira resolução 196/96 do ministério da saúde.
direta ou indiretamente, acabam contribuindo O presente estudo tem quinze (15)
para o sucesso ou o fracasso no elementos, do gênero masculino, sendo dois
desenvolvimento do atleta durante o jogo, (02) da idade de 15 anos e treze (13) da idade
vibrando positivamente em caso de vitória e as de 17 anos, pertencente a equipe de futsal da
vezes vaiando por culpa de um resultado não categoria sub15 e sub17, do projeto esportivo
satisfatório, um lance, uma jogada mal denominado Esportes Integrado do colégio
sucedida, e neste contexto além dos olhares e Coc/Integrado do município de Santo Antonio
cobrança da torcida, os jovens atletas contam de Posse, do Estado de São Paulo.
também com olhares dos colegas de equipe, O procedimento será através de
do técnico e da família que acompanha todo o método quantitativo, aplicando três (03)
seu movimento durante o jogo. questionários de perguntas fechadas, sendo o
Como estes atletas por ser ainda primeiro com quatro (04) questões, o segundo
muito jovens e em fases de desenvolvimento com cinco (05) questões e o terceiro com nove
físico e principalmente da sua personalidade, (09) questões aos alunos e coletados após 24
poderão, portanto, apresentar maiores horas.
dificuldades em controlar suas emoções e Estatística descritiva: frequência
reações. absoluta, frequência relativa e média.
O objetivo deste trabalho é investigar
através de questionário o comportamento de RESULTADOS
jovens atletas em competições de nível

QUESTIONÁRIO 1 - Resultados do comportamento da performance de jovens atletas em


relação à influência da torcida a favor durante os jogos de futsal:

1ª Questão: Sinto-me motivado.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 1 1 0 0 0 1 6 3 3
0 0 6,66% 6,66% 0 0 0 6,66% 40% 20% 20%

2ª Questão: Não interfere no meu desempenho pela concentração da partida.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1 0 0 2 0 3 2 3 2 2 0
6,66% 0 0 13,33% 0 20% 13,33% 20% 13,33% 13,33% 0

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
215

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

3ª Questão: Quando a torcida vaia diminui a motivação.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 0 3 0 3 2 1 3 2 0
0 6,66% 0 20% 0 20% 13,33% 6,66% 20% 13,33% 0

4ª Questão: Voz da família no meio da torcida é importante.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
7 1 2 3 1 1 0 0 0 0 0
46,66% 6,66% 13,33% 20% 6,66% 6,66% 0 0 0 0 0

QUESTIONÁRIO 2 - Resultados do comportamento da performance de jovens atletas em


relação à influência da torcida durante os jogos de futsal contra a sua atuação.

1ª Questão: Aumenta motivação para vencer.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 0 1 0 2 2 3 2 0 5
0 0 0 6,66% 0 13,33% 13,33% 20% 13,33% 0 33,33%

2ª Questão: Atrapalha minha concentração.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 1 1 2 3 1 2 3 1 0
0 6,66% 6,66% 6,66% 13,33% 20% 6,66% 13,33% 20% 6,66% 0

3ª Questão: Aumenta a pressão para vencer.

Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 0 0 1 1 1 3 2 2 4
0 6,66% 0 0 6,66% 6,66% 6,66% 20% 13,33% 13,33% 26,66%

4ª Questão: Não modifica meu desempenho.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 0 2 0 4 2 2 1 3 0
0 6,66% 0 13,33% 0 26,66% 13,33% 13,33% 6,66% 20% 0

5ª Questão: Aumenta preocupação do jogo.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 0 1 0 1 3 6 1 1 1
0 6,66% 0 6,66% 0 6,66% 20% 40% 6,66% 6,66% 6,66%

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
216

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

QUESTIONÁRIO 3 - Resultados do comportamento da performance de jovens atletas em


relação ao fator emocional no que interfere no desempenho do atleta durante os jogos de futsal:

1ª Questão: A ansiedade interfere no desempenho.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 0 0 0 3 2 3 2 2 3
0 0 0 0 0 20% 13,33% 20% 13,33% 13,33% 20%

2ª Questão: Ânimo na vontade de jogar.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 1 0 0 1 1 2 3 4 3
0 0 6,66% 0 0 6,66% 6,66% 13,33% 20% 26,66% 20%

3ª Questão: Problemas pessoais.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
2 0 1 1 0 3 1 3 2 1 1
13,33% 0 6,66% 6,66% 0 20% 6,66% 20% 13,33% 6,66% 6,66%

4ª Questão: A importância do relacionamento no time com os atletas e técnicos.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 1 0 0 1 1 0 6 2 3 1
0 6,66% 0 0 6,66% 6,66% 0 40% 13,33% 20% 6,66%

5ª Questão: Confiança dos jogadores do time no atleta.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 0 0 0 1 0 4 5 3 2
0 0 0 0 0 6,66% 0 26,66% 33,33% 20% 13,33%

6ª Questão: Debilitação física ou fadiga.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1 0 0 0 1 1 2 5 2 2 1
6,66% 0 0 0 6,66% 6,66% 13,33% 33,33% 13,33% 13,33% 6,66%

7ª Questão: Fatores quadra (condição, situação, limpeza, localização).

Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
1 0 0 2 1 2 0 3 4 1 1
6,66% 0 0 13,33% 6,66% 13,33% 0 20% 26,66% 6,66% 6,66%

8ª Questão: Histórico da partida.


Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

0 2 0 1 2 3 1 4 1 1 0
0 13,33% 0 6,66% 13,33% 20% 6,66% 26,66% 6,66% 6,66% 0

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
217

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

9ª Questão: Autoconfiança.
Escala
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10
0 0 0 0 0 0 0 0 6 4 5
0 0 0 0 0 0 0 0 40% 26,66% 33,33%

DISCUSSÃO No questionário um (01) deste


trabalho, podemos observar que em relação à
Não é uma tarefa fácil, entender quais motivação dos atletas na influência da torcida
as influências que uma torcida poderá exercer a favor durante os jogos de futsal, treze (13)
no desempenho de um atleta em plena ação atletas apontaram níveis acima de cinco (05),
do jogo, mas é sabido que ela tem um peso e apenas dois (02) atletas, apontaram níveis
determinante que dependendo da abaixo de 5, na escala de 0 a 10,
personalidade do atleta e principalmente idade demonstrando que 86% da equipe sentem-se
e sua experiência, poderão influenciar positiva motivados no jogo quando existe uma
ou negativamente na conduta do atleta. manifestação favorável da torcida e apenas
A sua experiência e o inicio de sua 14% de atletas da equipe tem índice baixo de
carreira, somando as atitudes da torcida, motivação.
acabam repercutindo de maneira significativa Com relação à interferência no
no comportamento do jovem atleta, podendo desempenho do atleta pela concentração na
acarretar em uma situação de descontrole partida quando existe uma influência da
emocional e que consequentemente, torcida, nove (09) dos atletas entrevistados,
prejudicará no desempenho, mesmo que a representando 60% da equipe, apresentaram
intenção da torcida seja para incentivá-lo, níveis acima de 5 na escala demonstrando
afirma Junior e colaboradores (2007). uma instabilidade de concentração, enquanto
Junior e colaboradores (2007) afirmam que seis (06) representando 40% da equipe,
que no ambiente da competição esportiva tem apontaram níveis igual e abaixo de cinco (05),
aumentado muito a participação de torcedores. demonstrando estar mais estáveis na
Às vezes com participação de amantes do concentração não tendo muita interferência no
esporte ou apenas curiosos, que direta ou desempenho.
indiretamente, contribuem com o sucesso ou o No ponto de vista de Junior e
fracasso do atleta, de forma incentivadora nos colaboradores (2007), o comportamento do
casos de vitórias e às vezes vaiando nos atleta sofre muita influência no que diz respeito
casos de uma derrota ou uma ação sem à reação diante da presença do público em
sucesso. Segundo afirmam que o atitude de apoio ou de crítica manifestado
comportamento do atleta sofre com estas através de aplausos ou vaias.
manifestações dentro do ambiente de jogo Apresentado esta situação aos atletas
conforme a ação do público, sendo de apoio entrevistados, sobre a influência da torcida no
ou critica em relação a sua presença ou seu sentido de vaiar o jogo se diminui a motivação,
jogo. oito (08) atletas apresentaram níveis acima de
Podendo ser de um lado motivantes, cinco (05), representando 54% da equipe e
contribuindo para um resultado satisfatório da sete (07) representando 46%, apresentaram
ação esportiva, como de outro lado, níveis iguais e abaixo de cinco (05),
contribuem para um demasiado aumento de demonstrando um equilíbrio na equipe em
ativação neuromuscular do atleta, aumentando relação às vaias durante o jogo.
em níveis indesejados para a performance da Em outra situação, Filgueira e
tarefa tendo como consequência um baixo Schwartz (2007) apontam que a presença dos
rendimento do atleta. pais em jogos sempre desperta alguma reação
Neste trabalho apresentamos três (03) no atleta jovem, seja de contentamento ou de
questionários, totalizando dezoito (18) constrangimento, de aprovação ou
questões dirigidas à quinze (15) atletas desaprovação e que estudos identificaram que
buscando informações sobre suas condições algumas crianças se sentiam incomodadas
emocionais antes, durante e depois dos jogos com a presença dos pais, e que outras
da competição de futsal.

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
218

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

crianças tinham comportamento contrário e se equipe, apresentaram níveis acima de cinco


sentiam bem, tendo a presença dos familiares. (05) na escala, enquanto que apenas três (03)
Concluído então que o resultado da representando 20%, apresentaram níveis
sua atitude neste ambiente depende das iguais e abaixo de cinco (05), indicando que, a
lembranças, dos acontecimentos que maioria dos atletas absorve a pressão para
marcaram suas vidas, exercendo uma vencer o jogo.
influência direta sobre o atleta e também no Na condição da modificação do
seu modo de agir, desde o inicio da atividade desempenho do atleta durante o jogo sobre
física até o treinamento e a competição. influência da torcida contra sua atuação, oito
Navarro e Almeida (2008), concluíram (08) representando 54% da equipe
na sua pesquisa, que a maioria das crianças apresentaram níveis acima de cinco (05) e
pesquisadas gosta que seus pais estejam sete (07) representando 46%, apresentaram
presentes nos jogos, mesmo que isso cause níveis igual e abaixo de cinco (05), indicando
maiores níveis de ansiedade e nervosismo. um equilíbrio em relação ao desempenho do
Em relação aos pais, a pesquisa aponta que a atleta durante a partida.
maioria participa e que a maioria se comporta Na situação de aumento da
durante o jogo, mas caso seu filho seja vaiado, preocupação com o jogo, doze (12)
reagiria devolvendo os insultos. representando 80% da equipe apresentaram
Questionado os atletas sobre a níveis acima de cinco (05), enquanto que
situação da importância da identificação da somente três (03) representando 20% tiveram
voz da família no meio da torcida como forma os níveis iguais e abaixo que cinco (05),
de incentivo, os entrevistados apresentaram indicando uma preocupação maior dos atletas
níveis iguais e abaixo de cinco (05), sendo que em relação ao jogo.
sete (07) apresentaram nível zero (0), Segundo Junior e colaboradores
representando 47% da equipe, apontando que (2007) em síntese, as influências da torcida no
a voz da família não tem grande carga de desempenho do atleta, podem ser vistas como
importância em relação ao jogo, no entanto um conjunto de forças somado a pessoas, as
oito (08), representando 53% sentem certo potenciais de avaliações, tanto do atleta
incômodo, conforme apresentado na escala. quanto da torcida. É necessário que o atleta
No questionário dois (02) deste aprenda a habituar-se a enfrentar as situações
trabalho, onde abordamos o comportamento envolvendo todo tipo de torcida, seja ela a
da performance de jovens atletas em relação à favor ou contra, silenciosa ou explosiva.
influência da torcida durante os jogos de futsal Comentam que as informações
contra sua atuação se aumenta ou não a transmitidas da torcida aos atletas, podem e
motivação para vencer, doze (12) devem trabalhar de maneira que o atleta vê e
representando 80% da equipe apresentaram reage como estímulo, sendo um importante
níveis acima de cinco (05), enquanto que modo de adaptação às várias manifestações
apenas três (03) representando 20%, da torcida, criando uma mudança do atleta na
apresentaram níveis iguais e abaixo de cinco forma de ver a torcida e encará-la.
(05), demonstrando que é verdadeiro afirmar Assim, ele terá condições eficaz de
que a maioria dos atletas sintam mais absorver da torcida algo positivo para o
motivados para o jogo quando identificam sucesso da sua ação e até neutralizar efeitos
manifestação da torcida contra sua atuação de manifestações negativas da torcida.
durante o jogo. Segundo Junior e colaboradores
Quando perguntado se a manifestação (2007), um dos fatores mais importantes que,
da torcida atrapalha a sua concentração no momento, acredita-se como fator
durante o jogo, sete (07) representando 47% modificador para o desempenho do atleta é
da equipe apresentaram níveis acima de cinco conhecido como potencial de avaliação de
(05) e oito (08) representando 53%, uma torcida, demonstrando que a excitação,
apresentaram níveis iguais e abaixo de cinco tensão e a possível ansiedade do jogador não
(05), demonstrando certo equilíbrio na parecem derivar simplesmente da presença da
concentração do jogo. torcida, e sim, da maneira pela qual o atleta
Perguntado se a influência da torcida considera o potencial de avaliação do
contra sua atuação aumenta a pressão para torcedor.
vencer, doze (12) representando 80% da

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
219

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

No entanto, este fator acaba gerando da equipe, apontaram níveis acima de cinco
uma infinidade de emoções no atleta, podendo (05) e apenas um (01) representando 6%
ser de ações positivas ou negativas, que direta apresentou nível igual a cinco (05), informando
ou indiretamente influenciará no a importância do equilíbrio emocional através
comportamento, contribuindo no nível de da confiança dos jogadores no time.
excitação do atleta e podendo a partir destas A questão dirigida ao atleta sobre a
ações serem um determinante das atitudes do interferência em relação debilitação física ou
atleta durante um jogo. fadiga, doze (12) atletas representado 80% da
A partir destas citações sobre o equipe apontaram níveis acima de cinco (05) e
comportamento da performance de jovens três (03) representando 20% apresentaram
atletas em relação ao fator emocional na níveis igual e abaixo de cinco (05),
interferência do desempenho durante os jogos comprovando que tal situação interfere no
de futsal, constatou-se um grande índice de fator emocional.
interferência nos fatores ansiedade, ânimo, Samulski (2002) afirma que não só as
problemas pessoais, relacionamento, ações externas podem provocar motivação
confiabilidade, debilitação física, ambiente, positiva ou dificuldades para o rendimento
histórico da partida e autoconfiança. esportivo, mas também problemas de gênero
No fator ansiedade, se interfere no seu ambiental, por exemplo, uma chuva durante a
desempenho, doze (12) atletas, representando competição, um acidente, a localização, um
80% do grupo apresentaram níveis da escala tumulto na torcida e inclusive a influência de
superior a cinco (05) e apenas três (03) espectadores, etc.
atletas, representando 20% apontaram nível Nesta situação foi perguntado aos
igual a cinco (05) na escala, indicando que a atletas sobre o ambiente da quadra, as
ansiedade interfere muito no desempenho condições, situações, limpeza e localização,
durante o jogo de futsal. Em relação ao ânimo nove (09) dos atletas, representando 60% da
na vontade de jogar, treze (13) atletas, equipe apresentaram níveis acima de cinco
representando 86% da equipe, apontaram (05), e seis (06) representando 40%
níveis acima de cinco (05), enquanto que apresentaram níveis iguais e abaixo de cinco
apenas dois (02) representando 14%, com (05), demonstrando que estes fatores
níveis iguais e abaixo de cinco (05), interferem no fator emocional dos atletas. Já
demonstrando que apesar do fator emocional na questão do histórico da partida sete (07)
interferir no seu desempenho, a maioria dos representando 46% da equipe apontaram
atletas sentem ânimo na vontade de jogar. níveis acima de cinco (05) e oito (08)
Questionado sobre a interferência no representando 54% com níveis iguais e abaixo
desempenho do atleta durante os jogos de de cinco (05), indicando que o histórico da
futsal relacionado a problemas pessoais, oito partida é um fator de equilíbrio emocional
(08) atletas, representando 54% da equipe durante o jogo.
apresentaram níveis acima de cinco (05), Em relação a autoconfiança, Junior e
enquanto que sete (07) representando 46%, colaboradores (2007), comenta que no esporte
demonstraram níveis iguais e abaixo de cinco é um dos fatores psicológicos mais
(05), apresentando assim certo equilíbrio nesta frequentemente citados por sua influência
situação. sobre o rendimento esportivo. Nesta questão
Em relação à importância do os quinze (15) atletas entrevistados apontaram
relacionamento no time com os atletas e níveis acima de cinco (05), indicando que
técnicos, doze (12) atletas representando 80% autoconfiança é um fator que interfere no fator
da equipe apontaram níveis acima de cinco emocional, representando 100% da equipe.
(05), enquanto que três (03) representando
20% apontaram níveis iguais e abaixo de cinco CONCLUSÃO
(05), informando a importância do
relacionamento no grupo para se obter um Noto que o comportamento dos atletas
equilíbrio emocional. em relação à interferência das torcidas é de
Também questionado sobre a maneira diferente para cada um.
confiança dos jogadores do time no atleta se Apresentando grande pressão e motivação
interfere no jogo afetando o fator emocional, para vencer o jogo quando positiva e uma
quatorze (14) dos atletas representando 94% queda da concentração no jogo quando

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956
220

Revista Brasileira de Futsal e Futebol


ISSN 1984-4956 versão eletrônica
P e r i ó d i c o do I n s t i t u t o B r a s i l e i r o d e P e sq u i s a e E n si n o e m F i s i o l o gi a do E x e r c í c i o
w w w . i b p e f e x . c o m . b r / w w w . r b f f . c o m . b r

negativa e tendo certo equilíbrio quando


percebe a voz familiar no meio da torcida.

REFERÊNCIAS

1-Filgueira, F.M.; Schwartz G.M. Torcida


familiar: a complexidade das inter-relações na
iniciação esportiva ao futebol. Laboratório de
Estudos do Lazer. Rio Claro. Revista Port.
Ciência Desportiva. Vol. 7. Núm. 2. p. 245-253.
2007.

2-Junior, J.M.C.; Moreno, M.R.; Souza, A.F.;


Prado, M. M.; Machado, A. A. A influência da
torcida na performance de jogadores
brasileiros de Futsal: um viés da Psicologia do
Esporte. Revista Motriz. Vol.13. Núm. 4. p.
259-265. 2007.

3-Navarro, A. C.; Almeida, R. Futsal. São


Paulo. Phorte. p. 30. 2008.

4-Samulski, D.M. Psicologia do Esporte.


Barueri. Manole. p. 135. 2002.

Recebido para publicação em 15/04/2013


Aceito em 28/04/2013

Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v.5, n.17, p.213-220. Set/Out/Nov/Dez. 2013. ISSN 1984-4956