Você está na página 1de 8

CONTRASTE ARQUITETURA

ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO – APR


NUMERO: 67
EMPRENDIMENTO: VENTURA GERÊNCIA RESPONSÁVEL: COMPRTILHADOS/RSUD/SI/SOM
SISTEMA: MANUTENÇÃO CIVIL PREDIAL
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Seladora, emassamento, lixamento e pintura em paredes e forro com tinta acrilica á base de água, com utlização de escada de 5 ou 7 degraus e ferramentas manuais.
FOLHAS: 01 / 05 LOCAL: 23º ao 26º Pavimento da Torre Leste DATA: 8/12/2013 VALIDADE: 30 (Em dias)
CAUSA OU AVALIAÇÃO
POSSÍVEIS
ETAPAS DO SERVIÇO TIPO DE RISCO NATUREZA DO FONTE GERADORA QUALITATIVA MEDIDAS DE CONTROLE / MITIGADORAS * RESPONSAVEL / OBSERVAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS
RISCO S P CR

Não transportar material manualmente com


Lombalgia, Dores de peso acima de 23 kg e não levantar peso
Transporte de
ERGONÔMICO Esforço Físico coluna, Fadiga, Stress, II B T acima de 40 kg. Revezamento na realização
ferramenta e materiais
Dores musculares. das atividades. Utilizar carrinhos de
transporte quando possivel.
1. Transporte manual de
todo material envolvido na
execução da atividade e Queda de mesmo Superficie de Lesões corporais devido Avaliar o local verificando se há desniveis no 1.Antes do início das atividades deverá
II B T ser realizado DDSMS com evidência e
organização do local. Com nivel sustentação (piso) a queda. piso ou obstrução da passagem.
uso de carrinho repassar as instruções contidas nesta
plataforma. APR e na FISPQ, para todos os
ACIDENTE executantes envolvidos.
ter total atenção durante a realização da
Ferramentas e Lesões corporais, Corte atividade, sinalizar o local, realizar verificação -Deverão estar no local da atividade, PT,
Impacto contra III C M APR e FISPQ de cada produto utilizado.
equipamentos contuso da ferramenta e equipamento atestando
perfeitas condições de uso.

Realizar pausa de acordo com a atividade. 2.Sempre haverá um funcionario


Flexão e extensão dos Lombalgia, Dores de
Postura Fazer revezamento na realização da atividade. segurando a escada para que o outro
ERGONÔMICO membros superiores e coluna, Fadiga, Stress, II B T
Inadequada Não permanecer na mesma posição por mais possa realizar a atividade com segurança.
inferiores. Dores musculares.
de 40 minutos.

3.Antes do inicio da atividade o


Utilizar máscara semi facial para vapores responsavel deverá comunicar
Vapores Orgânicos Irritação nos olhos, na orgânicos, óculos ampla visão e luva de latex, imediatamente ao SMS e a operação
QUÍMICO Seladora Eucatex III C M
(contato físico) pele e vias respiratórias. Manter a area isolada. O sistema de exaustão predial.
do andar deverá estar ligado.

2. Seladora em paredes e
sancas, com utlização de 4.Uso obrigatorio dos EPI'S: Calçados de
Ter total atenção durante a realização da
escada de 5 ou 7 degraus
Ferramentas e Lesões corporais, Corte atividade, sinalizar o local, realizar verificação segurança, óculos de proteção, capacete
e ferramentas manuais. Impacto contra III C M com jugular, luvas de malha pigmentada
equipamentos contuso da ferramenta e equipamento atestando
perfeitas condições de uso. ou de raspa, mascara com filtro para
produtos quimicos e mascara para poeira.

ACIDENTE Sempre havera um funcionario segurando a


escada para que o outro possa realizar o
Queda de diferente serviço com segurança. Avaliar as condiçoes
Superficie de Corte, escoriações e
nivel abaixo de 2 III C M da escada verificando os montantes e degraus
sustentação (escada) fraturas.
mts da escada e não ultrapassar os tres ultimos
degraus. A escada devera conter um
dispositivo que a mantenha aberto.
CONTRASTE ARQUITETURA
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO – APR
NUMERO: 67
EMPRENDIMENTO: VENTURA GERÊNCIA RESPONSÁVEL: COMPRTILHADOS/RSUD/SI/SOM
SISTEMA: MANUTENÇÃO CIVIL PREDIAL
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Seladora, emassamento, lixamento e pintura em paredes e forro com tinta acrilica á base de água, com utlização de escada de 5 ou 7 degraus e ferramentas manuais.
FOLHAS: 02 / 05 LOCAL: 23º ao 26º Pavimento da Torre Leste DATA: 8/12/2013 VALIDADE: 30 (Em dias)
CAUSA OU AVALIAÇÃO
POSSÍVEIS
ETAPAS DO SERVIÇO TIPO DE RISCO NATUREZA DO FONTE GERADORA QUALITATIVA MEDIDAS DE CONTROLE / MITIGADORAS * RESPONSAVEL / OBSERVAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS
RISCO S P CR

Realizar pausa de acordo com a atividade.


Flexão e extensão dos Lombalgia, Dores de
Postura Fazer revezamento na realização da atividade.
ERGONÔMICO membros superiores e coluna, Fadiga, Stress, II B T
Inadequada Não permanecer na mesma posição por mais
inferiores. Dores musculares.
de 40 minutos.

5.Em caso de riscos observados durante


Utilizar máscara semi facial para vapores a atividade o responsavel devera parar
Vapores Orgânicos Irritação nos olhos, na orgânicos, óculos ampla visão e luva de latex, imediatamente a atividade e comunicar ao
QUÍMICO Massa corrida suvinil III C M SMS.
(contato físico) pele e vias respiratórias. Manter a area isolada. O sistema de exaustão
do andar deverá estar ligado.

3. Emassamento em
paredes e sancas, com 6.Não deverá haver atividade na mesma
utlização de escada de 5 vertical
ou 7 degraus e
ferramentas manuais.
Ter total atenção durante a realização da
Ferramentas e Lesões corporais, Corte atividade, sinalizar o local, realizar verificação
Impacto contra III C M
equipamentos contuso da ferramenta e equipamento atestando 7. Antes do início do trabalho o
perfeitas condições de uso. operador deve comunicar ao
encarregado, qual o serviço a ser
executado, para que as providências
sejam tomadas.

ACIDENTE

Sempre havera um funcionario segurando a


escada para que o outro possa realizar o
Queda de diferente serviço com segurança. Avaliar as condiçoes
Superficie de Corte, escoriações e
nivel abaixo de 2 III C M da escada verificando os montantes e degraus
sustentação (escada) fraturas.
mts da escada e não ultrapassar os tres ultimos
degraus. A escada devera conter um
dispositivo que a mantenha aberto.
CONTRASTE ARQUITETURA
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO – APR
NUMERO: 67
EMPRENDIMENTO: VENTURA GERÊNCIA RESPONSÁVEL: COMPRTILHADOS/RSUD/SI/SOM
SISTEMA: MANUTENÇÃO CIVIL PREDIAL
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE:Seladora, emassamento, lixamento e pintura em paredes e forro com tinta acrilica á base de água, com utlização de escada de 5 ou 7 degraus e ferramentas manuais.
FOLHAS: 03 / 05 LOCAL: 23º ao 26º Pavimento da Torre Leste DATA: 8/12/2013 VALIDADE: 30 (Em dias)
CAUSA OU AVALIAÇÃO
POSSÍVEIS
ETAPAS DO SERVIÇO TIPO DE RISCO NATUREZA DO FONTE GERADORA QUALITATIVA MEDIDAS DE CONTROLE / MITIGADORAS * RESPONSAVEL / OBSERVAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS
RISCO S P CR

Realizar pausa de acordo com a atividade.


Flexão e extensão dos Lombalgia, dores de
Postura Fazer revezamento na realização da atividade.
ERGONÔMICO membros superiores e coluna, fadiga, cansaço II B T
Inadequada Não permanecer na mesma posição por mais
inferiores. musculares.
de 40 minutos.

Utilizar máscara semi facial para poeira,


Poeiras
Irritação nos olhos, na oculos ampla visão e luva de malha
QUIMICO aerodispersóides Lixamento III C M
pele e vias respiratórias. pigmentada, Manter a area isolada. Será
(contato físico)
utilizado exaustor para a renovação do ar. 8.Antes de iniciar as atividades,
o responsavel deve avaliar as condições
do ambiente quanto a iluminação
4. Lixamento em paredes e ventilação e qualidade de EPI e EPC
sancas, com utlização de e documentação pertinente.
escada de 5 ou 7 degraus
e ferramentas manuais. 9.Em caso de riscos observados no ato
de execução do serviço, o responsavel
Ter total atenção durante a realização da
devera parar a tarefa e comunicar o SMS
Ferramentas e Lesões corporais, Corte atividade, sinalizar o local, realizar verificação
Impacto contra III C M
equipamentos contuso da ferramenta e equipamento atestando
perfeitas condições de uso.

ACIDENTE

Sempre havera um funcionario segurando a


escada para que o outro possa realizar o
Queda de diferente serviço com segurança. Avaliar as condiçoes
Superficie de Corte, escoriações e
nivel abaixo de 2 III C M da escada verificando os montantes e degraus
sustentação (escada) fraturas.
mts da escada e não ultrapassar os tres ultimos
degraus. A escada devera conter um
dispositivo que a mantenha aberto.
CONTRASTE ARQUITETURA
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO – APR
NUMERO: 67
EMPRENDIMENTO: VENTURA GERÊNCIA RESPONSÁVEL: COMPRTILHADOS/RSUD/SI/SOM
SISTEMA: MANUTENÇÃO CIVIL PREDIAL
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE:Seladora, emassamento, lixamento e pintura em paredes e forro com tinta acrilica á base de água, com utlização de escada de 5 ou 7 degraus e ferramentas manuais.
FOLHAS: 04 / 05 LOCAL: 23º ao 26º Pavimento da Torre Leste DATA: 8/12/2013 VALIDADE: 30 (Em dias)
CAUSA OU AVALIAÇÃO
POSSÍVEIS
ETAPAS DO SERVIÇO TIPO DE RISCO NATUREZA DO FONTE GERADORA QUALITATIVA MEDIDAS DE CONTROLE / MITIGADORAS * RESPONSAVEL / OBSERVAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS
RISCO S P CR

Flexão e extensão dos Lombalgia, Dores de


Postura Realizar pausa de acordo com a atividade.
ERGONÔMICO membros superiores e coluna, Fadiga, Stress, II B T
Inadequada Fazer revezamento na realização da atividade.
inferiores. Dores musculares.

10.O local deve ser devidamente isolado


com fita ou corrente zebrado.

Utilizar máscara semi facial para vapores 11.Não armazenar materiais no local da
Vapores Orgânicos Tinta acrilica á base Irritação nos olhos, na orgânicos, óculos ampla visão e luva de latex, atividade.
QUÍMICO III C M
(contato físico) d'água Coral pele e vias respiratórias. Manter a area isolada. O sistema de exaustão
do andar deverá estar ligado. 12. Identificar o extintor de CO2 ou PQS
mais próximo na ausencia destes, solicitar
do SMA a colocação provisória de um ou
5. Pintura em paredes e
mais extintores no local da atividade.
sancas com tinta acrilica á
base de água, com
13. Deverá Haver um acompanhamento
utlização de escada de 5
periódico do TST nas atividades
ou 7 degraus e
envolvidas.
ferramentas manuais.
Ter total atenção durante a realização da
Ferramentas e Lesões corporais, Corte atividade, sinalizar o local, realizar verificação 14. Durante o trabalho com utilização de
Impacto contra III C M
equipamentos contuso da ferramenta e equipamento atestando produtos que exalem cheiro forte, o
perfeitas condições de uso. sistema de exaustão do andar deverá
estar ligado.

15. As atividades que produzam cheiro


forte deverão ser realizados nos finais de
ACIDENTE semana ou entre 19H e 4H.

Sempre haverá um funcionário segurando a


escada para que o outro possa realizar o
Queda de diferente serviço com segurança. Avaliar as condiçoes
Superficie de Corte, escoriações e
nivel abaixo de 2 III C M da escada verificando os montantes e degraus
sustentação (escada) fraturas.
mts da escada e não ultrapassar os tres ultimos
degraus. A escada devera conter um
dispositivo que a mantenha aberto.
CONTRASTE ARQUITETURA
ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO – APR
NUMERO: 67
EMPRENDIMENTO: VENTURA GERÊNCIA RESPONSÁVEL: COMPRTILHADOS/RSUD/SI/SOM
SISTEMA: MANUTENÇÃO CIVIL PREDIAL
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Seladora, emassamento, lixamento e pintura em paredes e forro com tinta acrilica á base de água, com utlização de escada de 5 ou 7 degraus e ferramentas manuais.
FOLHAS: 05 / 05 LOCAL: 23º ao 26º Pavimento da Torre Leste DATA: 8/12/2013 VALIDADE: 30 (Em dias)
AVALIAÇÃO
CAUSA OU QUALITATIVA
POSSÍVEIS
ETAPAS DO SERVIÇO TIPO DE RISCO NATUREZA DO FONTE GERADORA MEDIDAS DE CONTROLE / MITIGADORAS * RESPONSAVEL / OBSERVAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS
RISCO S P CR

Queda de mesmo Superficie de Observar o local verificando se não há


Lesão e contusão II B T
nivel sustentação (PISO) desnivel no piso e obstrução de passagem.
13. Ao observar qualquer situação que
não estiver descrita nesta APR que
ACIDENTE apresenta risco grave e iminente ao
Ter atenção na atividade, sinalizar o local, trabalhador ou entorno, interromper
Na retirada de todo realizar verificação das ferramentas e imediatamente e comunicar ao SMA e a
Impacto contra Escoriações e lesões III C M
material equipamentos atestando perfeitas condições operação predial.
de uso.

14.Atenção as atividades simultaneas.


Utilização de EPI Máscara semi fácil com filtro
Irritação nas vias 15. Uso de exaustor no local da atividade,
6.Organização do local, Poeira, retirada do material e (pff1),luva de latex, óculos de
QUIMICO respiratórias e nos III C M jogando o ar contaminado para fora do
retrada de sobras da obra aerodispersóides limpeza do local segurança.Providênciar isolamento do local
olhos. ambiente.
e limpeza do local.

Não transportar material manualmente com Emergência:8800


Lombalgia, Dores de peso acima de 23 kg e não levantar material Fiscal da obra Priscila:3224-0272
Transporte de Nucleo: 704-1002
Esforço Físico coluna, Fadiga, Stress, II B T com peso acima de 40kg. Revezamento na
ferramenta e materiais Fiscal do Contrato: 7116-0966
Dores musculares. realização das atividades. Utilizar carrinhos
de transporte quando possivel. Patrimonial: 1090
ERGONÔMICO SMS:704-1018 ou 704-2032

Realizar pausa de acordo com a atividade.


Flexão e extensão dos Lombalgia, Dores de
Postura Fazer revezamento na realização da atividade.
membros superiores e coluna, Fadiga, Stress, II B T
Inadequada o transporte devera ser realizado por mais de
inferiores. Dores musculares.
um profissional.

Legenda:
Severidade (S): I - Desprezível, II - Marginal, III -Media, IV-Crítica, V - Catastrófica.
Probabilidade (P): A - Extremamente Remota, B - Remota, C- Pouco provável, D - Provável, E - Freqüente.
Categoria de Risco (CR): T - Tolerável, M - Moderado, NT - Não Tolerável.
* As medidas de controle/ mitigadoras seguiram a seguinte hierarquia: eliminação, substituição, controle de engenharia, sinalização, alerta, e/ou controles administrativos; EPIs.

RESPONSÁVEL PELA ATIVIDADE SEGURANÇA DO TRABALHO RESPONSÁVEL PELA INSTALAÇÃO SMS


SEVERIDADE

Descrição/Características
Categorias de Severidade
Segurança Pessoal Segurança das Instalações Meio Ambiente Imagem
Sem lesões, ou no máximo Sem danos ou danos
Sem danos ou com danos
I Desprezível casos de primeiros socorros, insignificantes aos Sem impacto
mínimos ao meio ambiente.
sem afastamento. equipamentos ou instalações.
Danos leves aos equipamentos Danos devidos a situações
Lesões leves em empregados
ou instalações (os danos são ou valores considerados
II Marginal e terceiros. Ausência de Impacto local
controláveis e/ ou de baixo toleráveis entre níveis
lesões extramuros.
custo de reparo). mínimo e médio.
Lesões de gravidade Danos devido a situações ou
moderada em pessoas Danos severos a equipamentos valores considerados Impacto
III Crítica
intramuros. Lesões leves em ou instalações. toleráveis entre níveis médio Regional
pessoas extramuros. e máximo.
Danos devido a situações ou
Provoca morte ou lesões Danos irreparáveis a Impacto
valores considerados acima
IV Catastrófica graves em uma ou mais equipamentos ou instalações Nacional e/ou
dos níveis máximos
pessoas intra ou extramuros. (reparação lenta ou impossível). Internacional
toleráveis.
PROBABILIDADE OU FREQUÊNCIA

Extremamente Conceitualmente possível, mas extremamente improvável na


A
Remota vida útil da instalação. Sem referências históricas.
Não esperado ocorrer durante a vida útil da instalação, apesar
B Remota
de haver referências históricas.

C Pouco Provável Possível de ocorrer até uma vez durante a vida útil da instalação.

Esperado ocorrer mais de uma vez durante a vida útil da


D Provável
instalação.

E Frequente Esperado ocorrer muitas vezes durante a vida útil da instalação.


emamente improvável na
s históricas.
a útil da instalação, apesar

nte a vida útil da instalação.

z durante a vida útil da

e a vida útil da instalação.