Você está na página 1de 4

clinica medica puc

XVI APARELHO GENITAL MASCULINO

O interrogatório do aparelho genital masculino permite, já de início, a orientação do diagnóstico, com a verificação dos
seguintes sintomas:

1 Impotência "coeundi"
a) Ereção peniana ausente, incompleta ou fugaz, geralmente é determinada, no jovem, por situações exclusivamente

clinica medica puc


psicógenas. O erotismo decorre, em qualquer idade, no jovem ou no adulto e no velho, da dependência de fatores
psicológicos do que propriamente orgânicos. Os orgânicos são muito mais raros e dependem de lesões penianas ou
medulares ao nível do centro da ereção. Os fatores psicológicos são um misto do instinto ou da vontade do ato da cópula, da
afetividade dirigida no sentido da transferência erótica, e em proporções menos influentes, das funções da inteligência. À
medida da experiência obtida, da idade cronológica e da idade da evolução psicológica em seu todo (inteligência,
afetividade e instinto), tornam-se mais importantes os fatores de transferência erótica afetiva e da participação do raciocínio
ou dos julgamentos do ego e do superego. Daí o motivo pelo qual nos adultos jovens, adultos e velhos (e isto é aplicável
para ambos os sexos), a ereção peniana ou o erotismo masculino ou o feminino dependerem em maior proporção desses
dois elementos a afetividade e o raciocínio. Haverá então, a necessidade de, no interrogatório, desde já, obter elementos,
para a exploração da impotência "coeundi".
No diabético e nos ateroesclerosos, por placas ateromatosas das artérias hipogástricas, determinando a redução do fluxo
sanguíneo, existirá a falta de engurgitamento dos corpos cavernosos sempre acompanhado do componente psicológico, no
sentido depressivo, que influi no comportamento consciente, intelectual e afetivo, do erotismo. No diabete pancreático é
frequente este sintoma, e é irreversível, sem conhecimentos bem definidos sobre a sua patogenia. No câncer da próstata, nos
processos inflamatórios e neoplásicos do vero-montano e, finalmente, nas lesões medulares (centro da ereção), e nos
processos inflamatórios e neoplásicos do próprio pênis que impossibilitam a ereção, compreende-se o sintoma referido,
pela falta do ingurgitamento venoso dos corpos cavernosos, e a vasoconstrição fisiológica arterial e arteriolar de origem
simpática, na ereção.
b) Priapismo é a ereção dolorosa do pênis, persistente e sem excitação erótica, determinada pelas lesões medulares
circulatórias primárias ou secundárias e pelas lesões inflamatórias ou neoplásicas. Se a ereção persistir por 2 ou mais dias,
ocorre a trombose do corpo cavernoso, o que, na evolução, leva à fibrose do corpo cavernoso com a perda da ereção.

2 Impotência "generandi" ou infertilidade é dependente de numerosos fatores: distúrbios hormonais por processos
testiculares, inflamatórios ou não, com ou sem atrofia testicular, por febres de longa duração, pela azospermia de
autoagressão (auto-anticorpos contra as próprias células geradoras dos espermatozóides). Qualquer que seja o processo
testicular deverá sempre ser bilateral e tomando todo o parênquima de células germinativas. Será suficiente uma
percentagem de 25% aproximadamente, de parênquima funcionante, para que a fertilidade esteja presente. É
imprescindível, pela dependência hormonal com a hipófise anterior, a integridade orgânica e funcional desta última. (Ver
Sistema Endócrino).

clinica medica puc


clinica medica puc

3 Ejaculação
a) dor à ejaculação durante o coito ou algopaurenia ocorre nos processos inflamatórios da uretra posterior, litíase,
neoplasias prostáticas e espasmos das vesículas seminais nas próstato-vesiculites.
b) Escassa na espermatocistite crônica, com perda de elasticidade das vesículas seminais, ou insuficiência endócrina
primária ou secundária dos testículos.
c) Precoce é índice de situação conflitual psicógena ligada à esfera sexual, dependente de distúrbios da evolução da

clinica medica puc


libido na concepção de Freud. Raramente é dependente de processo prostático ou vesicular ou da uretra posterior.
d) Hemospermia ejaculação sanguínea determinada por excessos sexuais com a congestão exagerada próstato-vesicular,
ou nos processos inflamatórios e neoplásicos próstato-vesiculares, ou da uretra posterior.

4 Testículo ! Epidídimo ! Bolsa testicular.


a) Ectopias uni ou bilaterais sem dor e com dor (orquite). São as criptorquidias.
b) Testículos móveis ora na bolsa, ora no trajeto inguinal, expressam a persistência do conduto peritonio-vaginal. Poderá
ocorrer a fixação no conduto com orquite e aumento de volume, ou torção do cordão espermático, com forte dor localizada.
c) Aumento de bolsa testicular, geralmente unilateral.
c1) Por aumento do testículo com dor como ocorre na orquite a vírus, pós-parotidite epidêmica; na orquiepididimite (Tbc
urogenital ou por outros germes); geralmente, quando a dor é localizada no lado esquerdo e aparece na posição ortostática,
representa a varicocele. A varicocele do lado direito sugere compressão da veia cava inferior ou da veia renal, geralmente
por tumor.
A varicocele isolada, já na informação do paciente, é relatada como um enovelamento tortuoso situado do lado do testículo.
c2) Indolor, e com líquido na cavidade vaginal, ocorre na hidrocele, dando a sensação de bolsa distendida e elástica à
palpação; quando sem líquido na cavidade vaginal, a suspeita mais frequente é de neoplasia testicular.
c3) Indolor, com grande aumento e se continuando no canal inguinal, é a frequente hérnia íngüino-escrotal.

5 Pênis !
a) Fimose é o alongamento da pele que recobre a glande, não permitindo a sua exteriorização. A secreção das glândulas no
sulco bálano-prepucial corresponde ao que se denomina esmegma, de valor, na presença prolongada por falta de higiene, na
provocação das neoplasias do colo uterino, da vagina e do pênis, como agente químico irritativo no próprio pênis, e na
mucosa do colo do útero e da vagina decorrente de coitos repetidos. Estes conhecimentos já demonstrados, decorrem da
patologia geográfica cancerológica e de grande valor na medicina preventiva. A fimose, muitas vezes, dificulta o coito.
b) Lesões:
b1) ulceração única, indolor, profunda, com adenite inguinal não supurativa, sugere o protosifiloma;
b2) as ulcerações múltiplas, superficiais, dolorosas, com adenite supurativa, sugerem a infecção pelo bacilo Ducrey;
b3) as vesículas mínimas pouco dolorosas, pouco pruriginosas, sem adenite, são a expressão do herpes genital;

clinica medica puc


clinica medica puc
b4) os nódulos indolores que provocam dor à ereção com desvio lateral do pênis, geralmente localizados na porção
proximal, constituem o "induratio penis", muitas vezes dificultando o coito;
b5) a lesão nodular, depois infiltrativa ou proliferativa e irregular, e mais tarde ulcerada, na junção bálano-prepucial, em
prepúcio longo ou com fimose, sugere a neoplasia maligna, que é precocemente acompanhada de gânglios inguinais e
crurais aumentados de volume (metástase ganglionar), e/ou, pelo plexo linfático pré-púbico, levando à metástase para os
gânglios ilíaco-pélvicos, que podem preceder ou suceder às metástases íngüino-crurais.
c) Meato normal ou de localização superior epispádia ou inferior hipospadia em qualquer dos seguintes

clinica medica puc


segmentos: glande, pênis, bolsa testicular e períneo.

SINOPSE
1 Impotência "Coeundi"
a) Ereção peniana: ausente, incompleta, fugaz
Psicógena.
ateromas da artéria hipogástrica
Diabetes
Lesões penianas e no centro medular da ereção.
b) Priapismo lesões medulares de qualquer natureza, primária ou secundária, que atingem o centro da ereção.

2 Impotência "Gerandi"
distúrbios hormonais por processos testiculares em ambos os testículos.
Azospermia por autoagressão.
Lesões da hipófise anterior.

3 Ejaculação
a) Algopaurenia processos inflamatórios ou neoplásicos uretrais ou prostáticos, e espasmos das vesículas seminais nas
próstato-vesiculites.
b) Ecassa espermatocistite crônica e insuficiência endócrina testicular.
c) Precoce psicógena ou, raramente, por processo prostático, vesicular ou uretral posterior.
d) Hemospermia congestões exageradas próstato-vesiculares, e processo inflamatório ou neoplásico próstato-vesicular
ou uretral posterior.

4 Testículo ! Epidídimo ! Bolsa Testicular:


a) Criptorquidias.
b) Testículos móveis por persistência do conduto peritonio-vaginal sem dor, e quando com dor forte localizada, exprime
torção do cordão espermático.
c1) Com dor orquites, orquiepididimites e varicocele.

clinica medica puc


clinica medica puc
c2) Indolor
com líquido na cavidade vaginal = hidrocele.
sem líquido na cavidade vaginal = neoplasia testicular.
c3) Indolor, grande aumento, e continuando no canal ingiiinal = hérnia íngüino-escrotal.

5 Pênis
1. Fimose e esmegma.

clinica medica puc


2. Lesões
Protosifiloma.
Cancro mole (B. de Ducrey).
herpes genital.
"induratio penis"
neoplasias.
Meato
Hipospadia
epispadia

clinica medica puc