Você está na página 1de 6

Biologia e Geologia 12º Ano de Escolaridade 2017/2018

FICHA DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS – V1 30 de maio/2018


Nas respostas aos itens de escolha múltipla, selecione a opção correta.
Escreva, na folha de respostas, o grupo, o número do item e a letra que identifica a opção escolhida.

Grupo I

Um trabalho realizado pela investigadora portuguesa Sílvia Vilarinho deu


origem a estudos em amostras humanas de doentes infetados pelo vírus da
Hepatite B, que podem culminar num novo medicamento contra esta doença
que afeta 400 milhões de pessoas (…) A investigadora demonstrou que a
Hepatite B pode ser prevenida pela administração endovenosa de um
determinado anticorpo (…).
Em comunicado, o ICBAS admite que o trabalho desenvolvido pela
investigadora portuguesa pode vir a originar um novo tipo de tratamento para a Hepatite B, que afeta
cerca de 400 milhões de pessoas em todo o mundo (…). A novidade da investigação realizada por Sílvia
Vilarinho resulta da identificação de um mecanismo pelo qual determinadas células conseguem
provocar a morte daquelas que estão infetadas.  Desta forma, abre-se a possibilidade de uma nova
estratégia terapêutica para os doentes infetados pela Hepatite B. “Apesar do vírus da hepatite B não
ser maléfico para a célula infetada, a resposta imunitária do organismo contra essa infeção conduz ao
mau funcionamento do fígado. A descoberta de Sílvia Vilarinho permitiu tratar ratinhos infetados com
a administração endovenosa de um anticorpo que previne a lesão hepática”, salienta o comunicado do
ICBAS. Segundo destaca, a prevenção da lesão hepática e, consequentemente, do mau funcionamento
do fígado deve-se ao facto das células do sistema imunitário residentes neste órgão serem capazes de
reconhecer as células infetadas.
Na sequência destes estudos em animais, já tiveram início as investigações em amostras humanas, além
de ter sido registada a patente do anticorpo utilizado.
https://www.tsf.pt/vida/ciencia-e-tecnologia/interior/investigadora-portuguesa-descobre-anticorpos-eficazes-contra-hepatite-b-
1127746.html (3/02/2009)

Na figura 1 apresenta-se um processo biotecnológico que leva à produção de


anticorpos com aplicações terapêuticas, como as descritas no texto.

Figura 1

1. Identifique o tipo de anticorpos referidos no texto e que podem


ser produzidos pelo mecanismo descrito na figura.

2. As células identificadas na figura pelas letras A, B e C são, respetivamente


(A) Linfócitos T ativados, Mielomas e Hibridoma.
(B) Linfócitos B ativados, Mielomas e Hibridoma.
(C) Linfócitos B ativados, Plasmócitos e Mieloma.
(D) Linfócitos T ativados, Plasmócitos e Mieloma.

3. Baseando-se no esquema da figura 1, ordene as letras


correspondentes às fases, de modo a estabelecer a sequência
correta do procedimento. Comece pela letra A
(A) Linfócitos provenientes do rato.
(B) Desenvolvimento dos hibridomas num meio de cultura.
(C) Isolamento de anticorpos monoclonais.
(D) Fusão de linfócitos B com células de mieloma.
(E) Hibridomas clonados são mantidos em culturas permanentes.
(F) Seleção de hibridomas produtores do tipo de anticorpos pretendido.

4. A Hepatite B pode ser prevenida pela administração endovenosa de anticorpos como os produzidos
pelo mecanismo identificado na figura.
Relacione as características desses anticorpos com a sua capacidade de fazer com que as células do
sistema imunitário do fígado sejam capazes de reconhecer as células infetadas.

5. A bioconversão é
(A) A introdução de genes estranhos no genoma de um determinado organismo.
(B) A fusão de células do mesmo tipo pertencentes a espécies diferentes.
(C) A produção de substâncias úteis a partir de microrganismos, aos quais é fornecida uma substância
precursora.
(D) A extração de substâncias produzidas naturalmente por microrganismos por homogeneização das
suas células.

6. Atualmente, existem diversas substâncias utilizadas no diagnóstico e na terapêutica de doenças que


são produzidas por processos biotecnológicos. Por exemplo, a partir da penicilina é possível realizar
transformações que conduzem à produção de penicilinas semissintéticas como a ampicilina ou a
amoxicilina.
Explique de que modo a bioconversão tem mostrado vantagens na obtenção de produtos, relativamente
aos processos de síntese química tradicional.

Grupo II

O iogurte é um produto do leite fermentado originário da Bulgária, no qual Lactobacillus


bulgaricus e Streptococcus thermophilus são os microrganismos dominantes, embora o iogurte seja
produto de uma flora mista de microrganismos. Originalmente, era feito basicamente de leite de vaca
ou cabra, que possuem grande quantidade de sólidos. Este leite era inoculado em sacos de couro e
deixado em repouso de 8 a 10 horas até que se
transformasse em uma solução heterogénea com uma fase
viscosa. O catabolismo da lactose pelo Streptococcus
thermophilus e Lactobacillus bulgaricus resulta
principalmente na produção de ácido láctico e, embora o
processo de conversão consista de várias reações químicas,
pode- se simplificá-lo pela equação representada.
Adaptado

1. Considere a reação de formação de ácido láctico a partir de


ácido pirúvico e os gráficos (I e II) da figura 2
Figura 2

Analise as afirmações que se seguem relativas à reação em causa. Selecione a alternativa que as avalia
corretamente.

1- O gráfico I representa a variação da concentração de ácido láctico.


2- O gráfico II representa a variação da concentração de lactato desidrogenase.
3- O gráfico II representa a variação da concentração de ácido pirúvico na ausência de lactato
desidrogenase.

(A) A afirmação 1 é verdadeira; as afirmações 2 e 3 são falsas.


(B) As afirmações 1 e 2 são verdadeiras; a afirmação 3 é falsa.
(C) As afirmações 2 e 3 são verdadeiras; a afirmação 1 é falsa.
(D) A afirmação 3 é verdadeira; as afirmações 1 e 2 são falsas.

2. A fermentação láctica é um processo metabólico


(A) anaeróbio em que ocorre a produção de ATP, a partir de compostos orgânicos.
(B) aeróbio em que ocorre a produção de ATP, a partir de compostos orgânicos.
(C) anaeróbio em que ocorre a produção de ATP, a partir de compostos inorgânicos.
(D) aeróbio em que ocorre a produção de ATP, a partir de compostos inorgânicos.

3. Considere as seguintes afirmações relativas ao fabrico do iogurte.


Selecione a alternativa que as avalia corretamente.
1- O pH do iogurte é desfavorável ao desenvolvimento de microrganismos.
2- O iogurte contém mais lactose do que o leite.
3- No decurso da reação da fermentação láctica, o meio torna-se mais alcalino.
(A) As afirmações 1 e 2 são verdadeiras; a afirmação 3 é falsa.
(B) A afirmação 1 é verdadeira; as afirmações 2 e 3 são falsas.
(C) A afirmação 3 é verdadeira; as afirmações 1 e 2 são falsas.
(D) As afirmações 2 e 3 são verdadeiras; a afirmação 1 é falsa.

4. No processo de fabricação da cerveja a atividade das leveduras sobre os açúcares do malte


corresponde a uma reação
(A) anabólica e ocorre na presença de oxigénio.
(C) catabólica e ocorre na ausência de oxigénio.
(B) anabólica e ocorre na ausência de oxigénio.
(D) catabólica e ocorre na presença de oxigénio.

5. Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência temporal dos acontecimentos


relacionados com o processo de fermentação alcoólica realizado pela levedura Saccharomyces cerevisiae.

(A) Redução das moléculas de ácido pirúvico.


(B) Formação de duas moléculas de ácido pirúvico.
(C) Produção de álcool etílico.
(D) Síntese de ATP no hialoplasma das bactérias.
(E) Ativação de um substrato orgânico presente nos cereais.

Grupo III

Os esquemas da figura 3 representam o modelo de atuação da enzima que catalisa a transformação da


lactose de acordo com a equação acima representada.

Figura

1. Faça corresponder a cada um dos números (de 1 a 5) da figura 2, uma das letras (de A a G).
(A) Lactase (B) Glicose (C) Galactose (D) Lactose
(E) Complexo enzima-substrato (F) Centro alostérico (G) Centro ativo

2. As enzimas são proteínas globulares com estrutura terciária e possuem uma região, designada centro
ativo, que se liga ao substrato formando o complexo enzima-substrato. Sobre este complexo, classifique
como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmações:

(A) É uma ligação irreversível.


(B) É uma ligação estável e duradoura.
(C) Da desintegração deste complexo resultam os produtos da reação.
(D) Depende da relação conformacional que há entre centro ativo e substrato.
(E) É um complexo que no final da reação se transforma num produto de excreção metabólica.
(F) As reações ocorrem nos centros ativos, onde uma orientação tridimensional adequada dos
aminoácidos é necessária.
(G) Muitas enzimas sofrem ligeiras modificações de forma, quando se ligam ao substrato.
(H) Quando degenera, a enzima fica inutilizada; quando o complexo se desintegra, a enzima fica
igualmente inutilizada.
3. O gráfico da figura 4 relaciona a velocidade de uma dada reação enzimática com a concentração do
substrato, sem qualquer tipo de inibidor e com inibidores.
Figura 4

3.1. Relacione cada curva A, B e C do gráfico com


uma das situações a seguir referidas:

I- Reação com um inibidor competitivo.


II- Reação com um inibidor não competitivo.
III- Reação sem qualquer inibidor.

3.2. Indique qual dos tipos de inibição representados no gráfico da figura 3 poderá ser ultrapassado,
aumentando a concentração do substrato?

4. A partir de um conjunto de experiências, em que se utilizaram diversas enzimas em diferentes


condições, foram registados os resultados nos gráficos da figura 5 (A, B, C, D e E) e retiradas certas
conclusões.

Figura
5

Utilizando os gráficos como chave, faça corresponder as letras de cada um deles às conclusões das
respetivas experiências:

Chave Conclusões
Gráfico A (1) Para que a atividade da enzima seja máxima é necessário adicionar ao meio um ácido.
Gráfico B (2) O aquecimento prolongado da enzima provoca a sua desnaturação.
Gráfico C (3) A alcalinização do meio é necessária à atividade da enzima.
Gráfico D (4) O aumento de velocidade da atividade enzimática é o resultado do aumento de
Gráfico E concentração de substrato sobre a qual atua a enzima.
(5) A atividade enzimática cessa porque se esgotou o substrato.

5. O consumo de alimentos frescos nem sempre é possível, havendo necessidade de os produtos


alimentares serem conservados de modo a evitar a sua degradação quer pelas próprias enzimas quer
pela ação das enzimas dos microrganismos. Um dos processos de conservação é a congelação.
Explique, tendo em conta os resultados da atividade experimental realizada, a utilização da técnica
de congelação para conservar alimentos.

FIM
Cotações
Total
Grupo Questão 1 2 3 4 5 6
I
Cotação 5 5 5 15 5 15 50
Grupo Questão 1 2 3 4 5
II
Cotação 5 5 5 5 5 25
Grupo Questão 1 2 3.1 3.2 4 6
III
Cotação 10 10 15 5 10 10 60