Você está na página 1de 4

Semanário

Paróquia Nossa Senhora da Esperança – STIEP


ANO 2011 Nº 32
LIBERDADE
6º Dom T. Comum

O tema da liberdade domina a liturgia de hoje. Para os gregos “livre” era o


homem que podia participar da administração da “polis” (o verdadeiro cidadão), em
contraposição ao prisioneiro de guerra, que havia preferido a escravidão à morte. Para
o judaísmo liberdade é a faculdade exclusiva do ser humano que o capacita a agir ou
deixar de agir. É dele que parte a decisão para a ação. Aqui ela pode ser chamada de
“livre arbítrio” ou “autodeterminação”. Logo na 1ª leitura diz o autor sagrado: “no
princípio Deus criou o homem e o entregou à sua própria consciência” (Ecle 15,16-
21). Entenda-se aqui “à sua própria responsabilidade”: cada um pode ter a vida que
escolher, mas também sofrerá as consequências de suas escolhas. Deus não constrange
o homem a agir segundo sua vontade, pois sua sabedoria consiste em respeitar a
liberdade que Ele próprio lhe concedeu. Se permite que o homem peque não é porque
lhe dê esse direito, e sim porque respeita sua livre decisão. Como Pai, Deus quer o bem e a
vida para seus filhos. Entretanto, não os realiza sem que o homem faça seu esse querer
divino, decidindo-se livremente pelo seu próprio bem e pela sua própria vida: “não mandou

RETIRO ESPIRITUAL
Cada um pode ter a vida Confira os AVISOS e a
No silêncio e na oração, Deus
que escolher, mas também programação
nos revela sua face e nos
sofrerá as consequências da semana
fortalece como fortaleceu a
de suas escolhas.
Cristo nas tentações.
Página 01 Página 04
Página 03
01
ninguém agir como ímpio e a ninguém deu licença de pecar”. A lei deveria ser a garantia dos
direitos entre as pessoas, mas às vezes ela é elaborada ou interpretada segundo o que é
“legal” e não segundo o que é “legítimo”, isto é, de acordo com o verdadeiro senso de
justiça.
No Evangelho Mateus mostra Jesus qual novo Moisés, revelando a nova justiça do
Reino. Viver a nova realidade do Reino é se deixar guiar por um espírito de justiça que
ultrapassa todos os códigos legais: “se a vossa justiça não ultrapassar a dos escribas e
fariseus, não entrareis nos Reino dos Céus”. Assim Jesus, com autoridade, vai além da
interpretação legalista própria do seu tempo. Sem abolir “a Lei e os Profetas”, Ele mostra o
verdadeiro sentido das Escrituras. Nele se cumpre tudo quanto elas anunciavam. Trata-se de
querer o bem e a vida para todos, e não simplesmente medir a quantidade de mal que não é
lícito praticar. Não basta condenar o que é proibido legalmente, mas tudo, mesmo as
pequenas coisas que tenham sabor de injustiça. Por exemplo: não basta “não matar”; é preciso
também evitar a cólera contra o irmão. Não basta “não adulterar”; é preciso evitar isso
mesmo quando ainda é um desejo. Não basta “não jurar falso”; é preciso não jurar de modo
algum (Mt 5,17-37).
No séc. XVIII nasce um novo conceito de liberdade centrado no indivíduo. Define-se
como o direito de o indivíduo dizer, fazer ou pensar o que bem lhe aprouver. Essa ideologia
considera o indivíduo como autoridade suprema e toda tentativa de regulamentação da
liberdade é tida como injustificada. No campo da economia ela é conhecida como
“liberalismo” (hoje “neo-liberalismo”) e tem resultado em tremendos desajustes sociais.
Nesse contexto é que nascem na Europa as ditaduras do facismo, do nazismo e do
comunismo, passando de um conceito de sociedade em que o indivíduo era tido como
soberano, para outro igualmente absurdo em que o Estado é o soberano: são as ideologias
totalitaristas. Desde então tem vivido a humanidade encurralada entre esses dois conceitos
ideológicos de liberdade. O 1º dá ao indivíduo o direito de ignorar a sociedade, o 2º dá ao
Estado o direito de ignorar o indivíduo. O 1º promete a riqueza individual à custa do bem
comum, o 2º promete a riqueza social à custa da liberdade e da dignidade da pessoa humana.
O 1º esquece a sociedade, o 2º esquece o homem, de modo que ele não ouse pensar, querer ou
sentir separado da massa, ou do Estado que a representa. Os estudiosos dizem que o
verdadeiro sentido da liberdade traz uma relação com a ordem ética. Deste modo ela é
“risco” e é “conquista”: é risco enquanto deixa ao homem a glória de optar pelo bem e o
tremendo poder de optar pelo mal; é conquista enquanto exige do homem uma luta constante
contra todas as forças internas e externas que comprometam a realização de sua plenitude.

PARA REFLEXÃO: Divorciar é “legal”, mas será que é “legítimo”? De que me serviria a
liberdade se eu não escolhesse a vida ao invés da morte, ou o bem ao invés do mal?

Bom domingo, feliz semana a todos!


Pe. Antonio Almeida.
02
O que é um
Retiro Espiritual?
Lemos, muitas vezes, nos santos Evangelhos, que
Jesus se afastava das multidões que o seguiam e retirava-se
para um ermo onde pudesse entregar-se à contemplação.
Antes de iniciar a sua vida pública, recolheu-se a um
deserto, onde sua natureza humana foi posta à prova, sem
que o demônio a pudesse dominar. A seus discípulos
igualmente, ao voltarem da missão, retirava-se com eles
para que pudessem na solidão estar a sós com Deus.
O silêncio e o recolhimento na oração foram e são
marca constante na Igreja, desde quando os Apóstolos, no Cenáculo, por nove dias, na oração
e no silêncio, esperaram a manifestação do Espírito Santo. Santa Tereza afirmava que Deus
sempre quer nos falar, mas o mundo faz tanto barulho que não o podemos ouvir. Nas
atividades do dia a dia nós nos perdemos. Deixamos até de pensar.
No silêncio e na oração, Deus nos revela sua face e nos fortalece como fortaleceu a
Cristo nas tentações.
Autor: Dom Eurico dos Santos Veloso - Arcebispo emérito de Juiz de Fora

A Pastoral Familiar aguarda por você. Faça sua inscrição na Secretaria paroquial
e nos dias 18, 19 e 20 de fevereiro, entregue-se à contemplação, ao silêncio e à
oração.
Fevereiro
Dia Nome Dia Nome
13 Deraldo Evangelista Costa 15 Mário César M. Dos Santos
13 Lelia Santos P. Benigno 15 Sandra Maria M. Mendes
13 Luciano de Jesus dos Santos 18 Antonia de Jesus da Mota
13 Uranice Souza Ferreira 19 Marcio de Azevedo Araújo
14 Maria Angélica de C. Franco 19 Maria das Dores B. da Silva
14 Maria da Glória M. Rocha 19 Celma Mª Oliveira G Silveira

Dia Aniversário de casamento


15 Clemildo O. Ferreira e Maria das Graças B. Ferreira
19 Antonio Oliveira Silva e Noélia Souza C. Silva
A vida é um dom de Deus. São felizes todos os filhos de Deus, que só pela certeza de estarem
vivendo, repetem todos os dias: obrigado Senhor!
Feliz Aniversário e muitos anos de vida!
03

Avisos Paroquiais
Escola da Bíblia – a partir de 14 de fevereiro, próxima segunda- feira, retomaremos nossos estudos.
Curso preparatório para Crisma – início: 12 de fevereiro às 17h, para adolescentes de 15 a 18
anos. Maiores de 18 anos, início em 20 de março.
Reunião dos Ministros - dia 16 de fevereiro às 20h, na Igreja matriz. Todos estão convidados.
Posse de Dom Petrini - A cerimônia será realizada no dia 19 de fevereiro, às 15h, o Bispo Dom
Petrini toma posse no Estádio Municipal de Camaçari.
Retiro Espiritual da Paróquia N. Sra. da Esperança - Nos próximos dias 18, 19 e 20 de
fevereiro, no Mosteiro das Beneditinas, acontecerá o RETIRO ESPIRITUAL da nossa Paróquia.
Informações: 3342-0768
Divino Pai Eterno – dia 20 de fevereiro, às 17h, na praça do antigo Clube Português - Pituba,
acontecerá uma tarde de louvor ao Pai Eterno com a presença do Pe. Robson de Oliveira. Participe!
Pastoral do Batismo – dia 26 de fevereiro, às 15h na Igreja matriz, curso de preparação de Pais e
Padrinhos. Inscrevam-se na secretaria paroquial.
Coral da Esperança – Inscrições abertas para novos participantes com idade superior a 20 anos.
Local para inscrições: Secretaria paroquial, por tel: 9974-4727, ou aos sábados das 08 às 10h
Legião de Maria – reunião na Igreja matriz, na sala São Rafael, toda terça-feira às 15:30h.
Contato; Helenice 3342-1375. Sinta-se convidado(a) e faça parte desta Legião.
Convite à comunidade – Pastoral de Iniciação à Vida Cristã, convida toda comunidade para
participar, no dia 20 de fevereiro às 20h na Igreja matriz, da Celebração de entrada de membros de
nossa paróquia no catecumenato.
Lojinha da Paróquia – Grande Promoção! Compre a partir de R$ 20,00 e ganhe um excelente brinde.
Já temos Chaveiros e Terços com a imagem de Nossa Senhora da Esperança. Adquira o seu!

Quer anunciar? Quer divulgar sua Pastoral? Entre em contato com Brasilton tel.: 9974-4727

LITURGIA DIÁRIA de 13 a19/ fev Dom Eclo 15,16-21; Sl 118 (119); 1Cor 2,6-10 Mt 5,17-37

Seg Gn 4,1-5.25; Sl 49 (50); Mc 8,11-13 Ter Gn 6,5-8;7,1-5.10; Sl 28 (29); Mc 8,14-21


Qua Gn 8,6-13.20-22; Sl 115 (116) Mc 8,22-26 Qui Gn 9,1-13; Sl 101 (102); Mc 8,27-33
Sex Gn 11,1-9; Sl 32 (33); Mc 8,34-9,1 Sab Hb 11,1-7; Sl 144 (145); Mc 9,2-13

MISSA DOM SEG TER QUA QUI SEX SAB


MATRIZ 8:30h e 19:00h 19h 07:30h 19h 19h 19h 18:30h
VALE DOS RIOS 07h **** ****** **** **** **** ****
MÃE RAINHA 16h 07h 07h 07h 07h 07h 16h

ATENDIMENTO DOS PADRES:


Pe. Carlos André Sextas-Feiras das 09h às 12h e das 14h às 19h.
Pe. Antonio Almeida Após as celebrações.
SECRETARIA : Segunda a sexta das 08h às 12h e das 14h às 19h. Aos sábados das 08h às 12h.

Acesse o nosso site: www.pnsesperanca.com 04