Você está na página 1de 3

TRIBUNAL DE

CONTAS
Fl. Rub.
193

GABINETE ADROALDO MOUSQUER LOUREIRO

TRIBUNAL PLENO SESSÃO: 26.11.2011

PROCESSO: 7630-02.00/10-2
ÓRGÃO: Agência Estadual de Regulação dos Serviços
Públicos Delegados do Rio Grande e do Sul -
AGERGS
ASSUNTO: Processo de Contas-Outros
EXERCÍCIO: 2010

IRREGULARIDADE. Despesas com publici-


dade desprovidas da motivação para a esco-
lha e de comprovação de razoabilidade nos
preços ajustados. Aplicação de advertência à
Origem e de baixa de responsabilidade, com
ressalvas, dos dois administradores.

Trata-se da Tomada de Contas de 2010, da Agência


Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do
Rio Grande do Sul - AGERGS, gestão de Pedro de Souza Bisch
Neto e Gertrudes Pelissaro dos Santos.

A análise dos documentos juntados aos autos resul-


tou no relatório emitido pelo órgão técnico, evidenciando a ocorrên-
cia de apenas uma inconformidade, sobre a qual o Responsável,
devidamente intimado, encaminhou justificativas e apensou docu-
mentos.

O Relatório da CAGE destacou que os atos de gestão


foram praticados, nos seus aspectos relevantes examinados, com a
adequação aos princípios da Administração Pública, bem como as
demonstrações contábeis também representaram adequadamente
a posição patrimonial e financeira da Entidade ao final do exercício.
TRIBUNAL DE
CONTAS
Fl. Rub.
194

Na reinstrução do feito, a Supervisão de Auditoria e


Instrução de Contas Estaduais - SAICE - concluiu pela manutenção
integral da irregularidade apontada, a qual a seguir se destaca:

Da Auditoria

Item 1.1 - Despesas com banners no site do jornalista


Políbio Braga e na Newsletter Vide Versus, envolvendo R$
44.175,00, desprovidas da motivação para a escolha e de compro-
vação de razoabilidade nos preços ajustados.

Parecer do Ministério Público de Contas

A representante do Ministério Público de Contas, Dra.


Fernanda Ismael, Adjunto de Procurador, através do Parecer nº
9.968/2011, manifestou-se pela multa aos dois administradores;
pela baixa de responsabilidade, com ressalvas, aos dois admi-
nistradores; pela recomendação ao atual responsável para que
evite a repetição dos apontes criticados nos autos, bem como veri-
ficação, em futura auditoria, das medidas implementadas em tal
sentido.

É o relatório, passo ao voto.

A única situação destacada no presente feito, que


encerra pequenas incongruências na forma de execução dos
gastos com publicidade, sem causar qualquer prejuízo à Enti-
dade, concluo que ela ocasiona a aplicação de advertência à Ori-
gem, a fim de que avalie melhor a real necessidade desse tipo de
dispêndio.
TRIBUNAL DE
CONTAS
Fl. Rub.
195

Diante do exposto, voto:

a) pela baixa de responsabilidade, com ressalvas,


de Pedro de Souza Bisch Neto e Gertrudes Pelissaro dos San-
tos, Administradores da Agência Estadual de Regulação dos
Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul - AGERGS,
exercício de 2010, com fundamento no inciso II do artigo 99 da
Resolução nº 544/2000, notificando-se o atual Administrador para
que corrija o aponte, bem como verificação, em futura auditoria, das
medidas adotadas em tal sentido; e

b) após trânsito em julgado, cumpra-se o estatuído


no Regimento Interno, artigo 101, bem como se arquive o presente
processo.

É o voto.

Adroaldo Mousquer Loureiro


Conselheiro-Relator.