Você está na página 1de 2

----- Original Message -----

From: João Santos Fernandes


To: gs@gllp.pt
Sent: Saturday, February 26, 2011 12:34 PM
Subject: Fw: Jantar

Muito Respeitável Irmão Grande Secretário,


Venerável Mestre da Respeitável Loja São Miguel,
Meus Bem Amados Irmãos em Qualquer Grau ou Qualidade desta
Respeitável Loja e da GLRP:

Dado que até ao momento a GLRP que apadrinhou, promoveu e


divulgou às Respeitáveis Lojas, através da Grande
Secretaria, empenhos da Franco-Maçonaria em jantares de natureza
partidária ainda não se demarcou desta inexplicável iniciativa de
natureza política vertida para a neutralidade oficial da Franco-
Maçonaria Universal, consagrada na sua REGULARIDADE, venho
pedir esclarecimento urgente sobre este assunto face à passividade
anormal da minha Obediência, seus MRR* II* Chefes dos Corpos
Rituais e Grande Inspector para o R.E.R. no tocante ao meu Rito, pois
que se outra posição não houver que me determine e esclareça uma
normalidade actuante, remeterei ao Partido Socialista e aos Partidos
representados na Assembleia da República a minha demarcação
desta iniciativa como Franco-Maçon e Membro da GLRP.

Acresce que agora quando assistimos a anónimos «planfletos»


electrónicos contra as ELEIÇÕES, escandalizando puristas de última
hora (embora eu não concorde com o medo- de quê e de quem?-, é
pena que não se denuncie a putrefacção vertida e consagrada nos
rituais, mesmo que anonimamente em último recurso dos medrosos)
disse-o na altura própria sobre o MODO TRAPACEIRO,
INTEMPESTIVO e DUVIDOSO como estava a decorrer o que via, mas
mais uma vez (mesmo pela via adequada) foi uma PRANCHA NO
DESERTO. Só tenho pena que o RI* Paulo Miranda não seja ou não
tivesse sido João Santos Fernandes, pois dos fracos e medrosos não
reza a História e é cobardia maçónica a falsa tolerância quando
devemos recorrer da asneira. Segundo foi voz corrente, dado que me
recusei a estar presente, foi indelicada a maneira como o Candidato
derrotado foi tratado em termos de não ser espontâneamente
convidado a dizer algo ou mesmo a ter «assento» a Oriente. Ontem,
como hoje, remeto ao RI* Paulo Miranda também este meu e-mail
como o fiz com a minha Prancha aos 14 dias do mês de Junho de
6010 A.D. Não tenho Máscara de Veneza para Carnavais Iniciáticos
de Ordens Secretas.
Bem Meu Amados Irmãos cheguei a um ponto que quero PAZ, mas
por favor acabem com tragédias e comédias gregas no TEATRO DA
ILUSÃO. Podem construir sem mim, mas de certo não constroem
contra mim nem contra os Príncípios da Franco-Maçonaria Universal e
da sua Regularidade.

João Santos Fernandes