Você está na página 1de 4

SÍNTESE DA NORMATIVA E INDICAÇÕES OPERATIVAS PARA A FORMULAÇÃO DE

UM CORRETO PEDIDO DE INCENTIVO À TRADUÇÃO DE UM LIVRO ITALIANO.

Existem dois tipos de incentivos:

a) Prêmio:
trata-se de um incentivo para uma obra italiana já traduzida, publicada e colocada no
mercado local, para a qual solicita-se um prêmio para uma operação editorial autônoma;
b) Contributo:
trata-se de um incentivo, para uma futura tradução publicada de uma obra italiana, para a
qual solicita-se um apoio econômico;

Não existe um modelo pré-estabelecido, ou esquema fixo, para que editores e tradutores possam
apresentar a solicitação da concessão de incentivos previstos no Cap. 2619 (que trata da divulgação da
língua e da cultura italiana por meio de livro traduzido).
Podemos, porém, fornecer algumas indicações úteis e assinalar alguns requisitos indispensáveis
para um modelo de solicitação:

1. Os interessados podem apresentar o pedido ao Instituto Italiano de Cultura ou à Embaixada da


Itália até 31 de março ou até 30 de setembro de cada ano. (FATOR INDISPENSÁVEL);
2. O pedido deve conter:
a. Indicação, se existente, de um projeto concordado entre editores, autores, tradutores e a
Embaixada da Itália e/ou Instituto Italiano de Cultura. O projeto pode, também, ser de
natureza plurianual;
b. Indicação dos possíveis favorecidos e destinatários do projeto;
c. Breve descrição e motivação da obra a ser traduzida e/ou da operação editorial.
(ELEMENTO INDISPENSÁVEL);
d. Currículo do tradutor e contrato da editora com o mesmo (ELEMENTO
INDISPENSÁVEL). Lembramos que o incentivo destina-se exclusivamente ao trabalho
de tradução e será quitado à Editora pelas representações italianas no território
(Embaixada e/ou Instituto Italiano de Cultura). Garantias apresentadas pela Editora
assegurando a qualidade da tradução, confirmadas pelo Instituto Italiano de Cultura e/ou
Embaixada, serão levadas em consideração para a avaliação final da solicitação;
e. Sintético plano financeiro do editor, com custos totais da operação editorial, custos da
tradução e valor da contribuição solicitada. (ELEMENTO INDISPENSÁVEL).
Ressaltamos que o incentivo é destinado ao financimento exclusivo da tradução. O custo
desta, portanto, deve ser coerente com o valor da contribuição solicitada e com a
situação do mercado local;
f. Declaração sobre os prazos previstos para a publicação;
g. Anexar um exemplar do livro em italiano ou uma fotocópia (que será aceita somente se
acompanhada de declaração justificando os motivos pelos quais não foi possivel anexar
o exemplar original editado na Itália). Para a solicitação de Prêmio, anexar o texto
traduzido e publicado e um exemplar do livro em italiano. (ELEMENTO
INDISPENSÁVEL);
h. Para a solicitação de um Contributo: a editora apresentará a aquisição dos direitos
autorais, no caso desta já ter sido realizada, ou carta de intenção do editor local para o
editor italiano, sobre a futura aquisição desses direitos (por carta de intenção entende-se
a expressão de uma formal e documentada motivação, por parte do editor estrangeiro em
relação ao editor italiano, de publicar uma determinada obra no caso de tornarem-se
concretas algumas condições e, portanto, estabelecidas as bases de uma sucessiva
aquisição ou cessão, gratuita ou a qualquer outro título, dos direitos autorais).
(ELEMENTO INDISPENSÁVEL). O contributo, se aprovado, será quitado à Editora
somente após a apresentação da aquisição dos direitos autorais por parte da mesma.
i. Para a solicitação de um Prêmio: a editora apresentará cópia da relativa aquisição dos
direitos autorais. (ELEMENTO INDISPENSÁVEL).
j. Consideramos útil exprimir algumas considerações sobre a natureza dos prêmios e sobre
as características que devem possuir os pedidos para solicitá-los. O Prêmio é destinado
apenas para a atividade autônoma de um editor que traduziu, publicou e
disponibilizou no mercado local uma obra relevante da cultura italiana. Portanto, é
necessário que a ocorrência acima descrita esteja documentada nesta solicitação, que
deverá ser acompanhada, também, de uma declaração crítica que testemunhe e justifique
a escolha editorial e que forneça informações sobre a receptividade da obra. Tal
declaração (por exemplo: uma resenha de artigos críticos publicados em jornais e
revistas especializadas, um resumo da contra-capa e/ou das abas, o prefácio de um
texto), pelo menos em parte ou em seus aspectos mais significativos, deverão ser
traduzidos em língua italiana. (ELEMENTO INDISPENSÁVEL).
k. IMPORTANTE: as cópias de contratos, as cartas de solicitação por parte das
editoras, o “clipping” com os materiais difundidos na mídia impressa, enviados
para sustentar a solicitação de incentivos, deverão ser traduzidos em italiano ou
pelo menos em inglês, para permitir que os membros da Comissão Nacional (Grupo
de trabalho Língua e Editoração) possam realizar a leitura dos mesmos.
l. Qualquer outro elemento que o requerente considerar útil.
(exemplos de modelos a serem impressos em papel timbrado da editora que apresenta a solicitação)

(Modelo):

Ao
Istituto Italiano di Cultura de São Paulo

Assunto: Cap. 2619 – Pedido de contribuição para a difusão da cultura italiana no exterior por
meio de livro e livro traduzido.

Submete-se à cortês apreciação deste Instituto Italiano de Cultura o seguinte projeto de


tradução, produção e divulgação da obra.

(nome, autor, editor)

Pede-se, portanto, a este Instituto Italiano de Cultura que queira instruir o pedido de
contribuição previsto no D.I. supracitado.

Anexa-se:

1. Carta de solicitação à tradução (seguir as instruções da página anterior para formular


corretamente o pedido);
2. Projeto financeiro-editorial;
3. Currículo do tradutor e contrato com a editora;
4. Documento sobre direitos autorais;
5. Cópia do texto em língua original.

Agradecemos a atenção e enviamos nossas cordiais saudações.

(assinatura do editor)
-----------------------------------------------
INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O PROCEDIMENTO DE QUITAÇÃO DOS
INCENTIVOS CONCEDIDOS.

A quitação das contribuições ocorre somente depois que o Ministério das Relações Exteriores
da Itália tiver recebido cópia do livro, traduzido e publicado, onde conste a seguinte menção tanto em
língua italiana como em língua portuguesa:

“Questo libro è stato pubblicato grazie ad un contributo per la traduzione da parte del
Ministero degli Affari Esteri Italiano”

“Obra publicada com a contribuição do Ministério das Relações Exteriores da Itália para a
tradução”

Os pagamentos efetuados pelo Ministério das Relações Exteriores da Itália para o exterior
ocorrem somente no período de fevereiro a outubro de cada ano.

A partir do recebimento do comunicado do Ministério das Relações Exteriores da Itália da


atribuição do contributo (efetuado através da Embaixada e/ou Instituto Italiano de Cultura), a Editora
terá um prazo máximo de dois anos para a tradução e publicação da obra.

Após este prazo, os fundos empenhados resultarão “em perempção” e estarão disponíveis por
um ulterior período de dez anos. Uma obra traduzida e publicada pode, portanto, chegar Ministério das
Relações Exteriores da Itália até dez anos sucessivos ao precedente limite dos dois anos. Vale recordar
que, para os fundos “em perempção”, o desbloqueio acontece até e não posteriormente à primeira
semana de setembro de cada ano. Depois de tal data, os pagamentos passam para o ano subseqüente. É
evidente, então, que a utilização do mecanismo da “perempção” prolonga em muito a quitação do
incentivo.