Você está na página 1de 3

Negócios - Semace está desestruturada - Diário do Nordeste

Negócios - Semace está desestruturada - Diário do Nordeste DAÍ A MOROSIDADE (25/4/2010) Semace está desestruturada

DAÍ A MOROSIDADE (25/4/2010)

Semace está desestruturada

25/4/2010

De julho do ano passado até agora, mais de 3.300 pedidos de licença

chegaram à Semace. Para analisá-los, a instituição conta, hoje, com

uma equipe de apenas 30 pessoas, que tem que dar conta de todas as

demandas do Estado. Algumas delas acumulam mais de 400

procedimentos, que, geralmente, são bastante complexos. Esta

situação, segundo a superintendente do órgão, Lucia Teixeira,

explica boa parte da morosidade que existe no Ceará para expedição

de licenças ambientais.

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=774229

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=774229 Em junho próximo, 107 novos profissionais concursados devem

Em junho próximo, 107 novos profissionais concursados devem assumir o trabalho na Superintendência FOTO: KID JÚNIOR

"Há uma falta de estrutura completa dessa instituição aqui", dispara a titular. "Aqui não tinha

tecnologia da informação. Nós temos pouquíssimos servidores públicos, todos eles vindos de outros

órgãos que foram extintos, e todos certamente já de bastante idade. Pra licenciamento, 30 para dar

conta do Estado inteiro, o que é suficiente pra fazer de algumas empresas. Eram pra ser, no

licenciamento, pelo menos 10 vezes isso", complementa.

E ainda há um agravante: estes profissionais, além de terem a missão de realizar os licenciamentos,

ainda acumulam outras funções no órgão, como a de fiscais. "A Semace nunca teve fiscais", destaca.

Entretanto, Lucia pondera: "A gente já está concertando isso. A lei para a carreira de fiscal foi criada

e fizemos um concurso".

A superintendente informa que, em junho, 107 novos profissionais devem estar assumindo o trabalho

na Semace, provenientes do concursos realizado que selecionou 122 pessoas. Destes, 15 serão

alocados no Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam). Lucia acrescenta que esses

profissionais ocuparão os cargos de gestor ambiental, procurador autárquico, além dos fiscais, que

serão 62.

"O fiscal fiscaliza todas as obras, as unidades de fiscalização, o transporte de madeira, entre outros.

Agora, o pessoal de licenciamento vai poder sair dessa tarefa", diz. "Não é tanto [o número de

profissionais], porque o pessoal que estava irregular vai ter que sair, mas vai melhorar muito".

Com isso, além de uma chamado "rearranjo" que está sendo feito nos procedimentos do órgão, Lucia

acredita que será possível dar mais celeridade aos processos. Uma outra medida será colocar somente

técnicos no atendimento da Semace, que farão uma triagem dos pedidos antes de levá-los ao

Negócios - Semace está desestruturada - Diário do Nordeste

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=774229

licenciamento. "Desta forma, só vão entrar aqui os projetos que estiverem prontos para serem licenciados", explica.

Essa preocupação se mostra importante visto a frequência com que estudos mal elaborados chegam ao órgão para o licenciamento. "O empreendedor normalmente faz tudo o que é pedido, só reclama do tempo, não dos pedidos do órgão ambiental, especialmente os grandes. Mas os que não são grandes, não sei porque, mas o fato é que os estudos são muito mal feitos. Tem a história do ´Ctrl C, Ctrl V´ [expressão para designar a cópia de arquivos]".

"Tem estudo para empreendimento em uma área de praia, por exemplo, e nos estudos tem falando de vegetação, de caatinga. Teve um que teve o desplante de, no papel, riscar o nome de outra empresa e escrever o nome da sua ao lado", exemplifica.

Segundo ela, alguns municípios e órgãos públicos buscam empresas que acabam fazendo este tipo de procedimento. "E a gente perde muito tempo mandando concertar". (SS)

Licenciamento Conheça as regras

Em geral, os licenciamentos ambientais expedidos aos novos empreendimentos seguem o seguinte processo burocrático:

Licença Prévia (LP): concedida na fase preliminar do planejamento do empreendimento ou atividade, aprovando sua localização e concepção, atestando a viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases de sua implantação. Saliente-se que nesta fase do licenciamento ainda não é autorizado o início das obras.

Licença de Instalação (LI): autoriza o início da instalação do empreendimento ou atividade de acordo com as especificações constantes dos planos, programas e projetos executivos aprovados, incluindo as medidas de controle ambiental e demais condicionantes, da qual constituem motivo determinante. Neste momento, ainda não é autorizada a operacionalização do empreendimento.

Licença de Operação (LO): autoriza a operação da atividade, obra ou empreendimento, após a verificação do efetivo cumprimento da exigências das licenças anteriores (LP e LI), bem como do adequado funcionamento das medidas de controle ambiental, equipamentos de controle de poluição e demais condicionantes determinadas para a operação.

Negócios - Semace está desestruturada - Diário do Nordeste

Jurisprudencia Leis, Jurisprudências, Doutrinas e Artigos no Direito. Veja mais!

www.editoramagister.com/

Consultoria Ambiental ISO, normas e certificações. Comprove! Serviço especializado.

www.unionambiental.com.br

Vagas de Emprego As melhores oportunidades de emprego estão aqui. 7 dias grátis

EmpregoCerto.UOL.com.br

Licenciamento Ambiental Prévia, Instalação e Operação Curso Online, Veja Amostra Grátis

www.ComExito.com.br/Licenciamento

Veja Amostra Grátis www.ComExito.com.br/Licenciamento http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=774229

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=774229

© 2009 Editora Verdes Mares

Interesses relacionados