Você está na página 1de 7

CELEBRAÇÃO MATRIMONIAL (Irene)

BRUNO & ELLEN


(Pais e Irmão do Noivo: Vera Lúcia Barbosa, José Oscar Barbosa e Rodrigo)
(Pais e Irmã da Noiva: Sirlei Alves dos Santos, Valdeci Dionísio Cardoso e Kellen)
1. COMENTÁRIO INICIAL

COM.: Sejam todos bem-vindos para esta celebração do


testemunho e da confirmação do amor. Amar é experimentar
a plenitude do bem, misturada a um êxtase divino e humano.
Amar é sentir que a terra e o céu formam um paraíso sem
contradições. É acreditar que o sonho não é utopia distante,
mas expressão da verdade concreta que geramos no ventre
da esperança. O amor não tem barreiras, invade qualquer
limite humano para se manifestar. Estamos aqui para
testemunhar que o amor é presente; é Deus se manifestando
de forma humana e concreta. O amor é mistério que se
revela. É força que se rende, é luz que reflete. Hoje
celebramos o amor em forma de entrega, doação, ternura e
graça. Celebramos, na fé, o amor de Bruno e Ellen.

2. TESTEMUNHAS DO NOIVO E DA NOIVA

Música de entrada das Testemunhas.

3. ENTRADA DO NOIVO E SUA MÃE

Música de entrada do Noivo e sua Mãe.

4. ENTRADA DA NOIVA COM O SEU PAI

Música de entrada da Noiva e seu Pai.

5. ACOLHIDA E ORAÇÃO
PR.: Para a celebração deste casamento, meus irmãos e
irmãs, felizes, aqui nos reunimos na casa do Senhor, no dia
em que estes nossos amigos Bruno e Ellen resolveram
estabelecer o seu novo lar. Para eles este momento é de
suma importância! Por isso, vamos acompanhá-los com a
nossa amizade e nossa oração fraterna.  Unidos a eles,
ouviremos atentamente a Palavra que hoje Deus nos dirige. E
depois, juntamente com a Santa Igreja,  por meio de Jesus
Cristo, nosso Senhor, vamos pedir a Deus Pai que acolha,
abençoe, e mantenha sempre unidos  estes noivos, seus
servos e nossos irmãos. 
1
ORAÇÃO
PR.: OREMOS - Ó Deus, que desde o princípio do
mundo abençoastes a união conjugal, infundi nestes vossos
servos Bruno e Ellen a graça da vossa bênção, para que
vivam unidos em santa aliança,  num só coração, numa só
alma, numa só santidade. Por Cristo, nosso Senhor.

Todos: Amém!

6. LITURGIA DA PALAVRA

COM.: Este é o momento em que o pão da Palavra vem para


nos nutrir e fundamentar nossas buscas. Na leitura do livro do
Gênesis que vamos ouvir, Deus deseja que o homem, com
sua companheira, usufruam de todo o bem e possua vida
plena. A única condição é aceitar o projeto divino de vida e
fraternidade.

Primeira Leitura (Ef 5,2a. 21-33) – Cláudia

Salmo 127 (128) – Equipe de Canto

COM.: No Evangelho, Jesus nos diz que construir a casa


sobre a rocha em viver e agir de acordo com a justiça do
Reino, apresentada no Sermão da Montanha. Quem quer
construir uma família precisa se estruturar com a solidez que
vem do amor de Deus. Cantemos!

Proclamação do Evangelho (Mt 7, 21.24-25)

7. HOMILIA

Reflexão.

8. RITO SACRAMENTAL

COM.: Para tudo há um tempo, mas quem ama faz a hora


acontecer, constrói a vida e faz dela uma escola para o
aprendizado cotidiano do amor. Agora, Bruno e Ellen, diante
de Deus e da comunidade, celebram o amor e o selam com a
graça e o sinal da fé.

2
Diálogo antes do consentimento.
PR.: Caros noivos Bruno e Ellen, viestes a esta igreja para
que, na presença deste Sacerdote/Diácono que vos assiste e
da comunidade cristã, a vossa decisão de contrair matrimônio
seja marcada por Cristo com um sinal sagrado. Cristo
abençoa com generosidade o vosso amor conjugal. Já vos
tendo consagrado pelo batismo, vai enriquecer e fortalecer-
vos agora com o sacramento do matrimônio, para que sejais
fiéis um ao outro por toda a vida e possais assumir todos os
deveres do matrimônio.
Consentimento
PR.: Bruno e Ellen, viestes aqui para unir-vos em matrimônio.
Por isso, eu vos pergunto perante a Igreja: é de livre e
espontânea vontade que o fazeis?

NOIVOS: Sim!

PR.: Abraçando o matrimônio, ides prometer amor e fidelidade


um ao outro. É por toda a vida que o prometeis?

NOIVOS: Sim!

PR.: Estais dispostos a receber com amor os filhos que Deus


vos confiar, educando-os na lei de Cristo e da Igreja?

NOIVOS: Sim!
Aceitação do consentimento.
PR.: Agora, convido vocês, caros noivos Bruno e Ellen, a se
darem as mãos e firmarem a sagrada aliança do matrimônio,
manifestando publicamente o seu consentimento.

NOIVO:Eu, Bruno, te recebo, Ellen, por minha esposa e te


prometo ser fiel, amar-te e respeitar-te na alegria e na tristeza,
na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

NOIVA: Eu, Ellen te recebo, Bruno, por meu esposo e te


prometo ser fiel, Amar-te e respeitar-te na alegria e na tris-
teza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida.

PR.: O Deus de Abraão, o Deus de Isaac, o Deus de Jacó, o


Deus que abençoou os nossos primeiros pais no paraíso
confirme e abençoe em Cristo este compromisso que mani-
festastes perante a Igreja. Ninguém separe o que Deus uniu!

PR.: Bendigamos ao Senhor!


AS.: Graças a Deus!
3
9. BÊNÇÃO DAS ALIANÇAS

COM.: O amor desconhece os limites da expressão. É criativo


por natureza. Deixa o coração arder como fogo e festa. Por
isso, cria símbolos que vão além da capacidade e interpre-
tação das palavras. As alianças que agora serão abençoadas
traduzem e expressam para Bruno e Ellen o compromisso
recíproco de fidelidade e ajuda mútua.
Música de entrada das alianças.

Bênção das alianças

PR.: A nossa proteção está no nome do Senhor!

AS.: Que fez o céu e a terra!

PR.: O Senhor esteja convosco!

AS.: Ele está no meio de nós!

PR.: Ó Deus, que fizestes várias alianças com os homens


através de Noé, Abraão, Moisés, prometendo-lhes proteção
carinhosa e dando-lhes a missão de formar, no vosso amor, o
vosso povo, para o nascimento do vosso Filho Jesus Cristo,
abençoai agora estas alianças que Bruno e Ellen vão usar.
Fazei que elas sejam o sinal da promessa mútua de proteção,
fidelidade, amor e uma lembrança contínua da missão que
receberam de vós de preparar um ambiente humano e cheio
de amor para testemunhar a vossa presença no mundo.
AS.: Amém!

O Esposo antes de colocar a aliança no dedo da Esposa, diz:

Ellen, recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha


fidelidade. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

Em seguida, a Esposa coloca a aliança no dedo do Esposo e diz:

Bruno, recebe esta aliança em sinal do meu amor e da minha


fidelidade. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

4
10. PRECES DA COMUNIDADE (Silvana e José Antônio)

PR.: Irmãos e irmãs, Cristo prometeu atender-nos quando


estivermos unidos no amor e na fé. Façamos neste momento
nossas preces por este novo casal, pela nova família que vão
constituir, pelos casais aqui presentes e por todos nós.

1 - Por Bruno e Ellen, para que o Senhor conceda


largamente um amor fiel e amadurecido na alegria e na dor, e
assim o lar que hoje começam seja um ambiente onde haja
sempre acolhida e calor humano, rezemos:

AS.: Senhor atendei a nossa prece!

2 - Pelos pais de Bruno e Ellen, que souberam educar seus


filhos para o amor, para o serviço e para a responsabilidade, a
fim de que possam sentir sempre as alegrias que provêm da
família, rezemos:

3 - Por todos os jovens que se preparam para o casamento, a


fim de que compreendam a beleza e a seriedade do amor
verdadeiro, que tem sua fonte em Deus, rezemos:

4 - Por todas as famílias aqui presentes, para que sejam


verdadeiras comunidades de amor e vida, sinais vivos da
comunhão de pessoas que existem em Deus, rezemos:

5 - Para que a celebração deste matrimônio nos leve a


acreditar na força do amor que é eterno, porque vem de Deus,
rezemos:

6 - Para que compreendamos que é na família que se formam


os verdadeiros cidadãos, construtores de um mundo de
fraternidade, justiça e alegria, rezemos:

7 - Pelos doentes e todos os que sofrem, pelos idosos e


abandonados de nossa sociedade, para que se sintam
acolhidos e amados pelos casais cristãos, rezemos:

PR.: Ouvi, Senhor, as nossas preces. Ajudai-nos a vos louvar


na alegria, a vos procurar nos momentos tristes e sentir vossa
presença em nossa vida de trabalho. Isso vos pedimos por
nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho e nosso irmão, na
unidade do Espírito Santo.

11. PAI NOSSO


5
12. BÊNÇÃO NUPCIAL
COM.: Este é o momento da bênção nupcial. O Presidente da
Celebração, os Pais dos esposos e seus padrinhos vão
estender sobre eles o braço direito. Esse é um gesto que
significa bênção e proteção sobre o amor e a vida deste novo
casal.
Os Esposos se ajoelham.
PR.: Irmãos e irmãs em Cristo, invoquemos as bênçãos
divinas sobre este casal, para que Deus sustente com seu
auxílio aos que enriqueceu com o Matrimônio.

Ó Deus, Vós unis a mulher ao marido e dais a esta união


estabelecida desde o início a única bênção que não foi
abolida, nem pelo castigo do pecado original, nem pela
condenação do dilúvio.
Volvei o Vosso olhar de bondade sobre estes Vossos
filhos, que, unidos pelo vínculo do matrimônio, esperam
ser fortalecidos pela Vossa bênção: enviai sobre eles a
graça do Espírito Santo, para que, impregnados da vossa
caridade, permaneçam fiéis na aliança conjugal.

O amor e a paz permaneçam no coração da vossa filha


Ellen e ela busque o exemplo de santas mulheres,
exaltadas com louvores nas Sagradas Escrituras.

Nela confie o seu marido Bruno; e saiba honrá-la com a


devida estima, reconhecendo-a companheira e co-
herdeira da vida divina, e amando-a com aquele amor com
que Cristo amou a sua Igreja.
Nós vos pedimos, ó Pai, que estes vossos filhos
permaneçam firmes na fé e amem os vossos
mandamentos; que se conservem fiéis um ao outro e
sejam para todos um exemplo.

Animados pela força do Evangelho, sejam entre todos,


verdadeiras testemunhas de Cristo. (Sejam eles fecundos
em filhos, pais de comprovada virtude, e possam ver os
filhos de seus filhos).
Enfim, após uma vida longa e feliz, alcancem o reino do
céu e o convívio dos santos. Por Cristo, Nosso Senhor.
Amém.

6
13. AGRADECIMENTOS FINAIS

14. BENÇÃO FINAL

15. ASSINATURA DA ATA DO CASAMENTO