Você está na página 1de 3

A três tipos de idolatria e todas mencionadas na Bíblia:

1ª. Idolatria por pessoas I Co. 1: 10 – 13; Atos 14: 8 – 15.

2ª. Idolatria por dinheiro Cl. 3: 5.

3ª. Idolatria por ídolos (deuses) Lv. 26: 1.

A idolatria por pessoas ou por dinheiro é um pecado que está no nível humano, é da natureza da carne, do
desejo, da vontade, o homem com uma vida em espírito consegue vencer estes pecados Gl. 5: 16 - 20; I Pd.
4: 2 e 3.

A idolatria por ídolos, imagens de escultura é um pecado que rouba a glória de Deus, ocupa o lugar que
Deus deveria ocupar no espírito do homem, é uma rejeição ao Deus vivo uma falsa adoração João 4: 23 e
24.

Presos pela Idolatria

Deus é Amor
Campanhas e mais Campanhas, onde um dia é a campanha, no outro é a corrente, outro dia é a oferta
especial, no outro a oferta da santa ceia, no outro a oferta da campanha do final de ano, outro dia é a
oferta especial para assinar no livro de prata, no outro, assina no livro de ouro, o voto, etc, etc..

Universal
Um dia é a idolatria da água do Jordão, no outro é a mesuza, no outro é a corrente da família, no
outro a campanha do empresário, no outro, a corrente da aliança com Deus, no outro é a fita do
dizimista, no outro é dá o tudo na fogueira do inferno, no outro, é a rosa ungida pelos servos do diabo,
no outro é o boi de Gideão

Igreja da Graça
Depois da distribuição do envelope foi dito que cada um deveria pegar três feijões e plantar em algum
lugar, quando nascesse a vagem, a pessoa deveria abri-la, pegar os feijões e contar, o número de
sementes que constasse na vagem é o que Deus multiplicaria pela oferta que foi posta no envelope.

Assunto: Idolatria

Considerações:
Iniciaremos agora o estudo do segundo grupo da lista de Gálatas, capítulo 5, versículos de 19 a 22. Neste
segundo grupo estão relacionados os pecados contra Deus.

Introdução:
Segundo o dicionário: Culto a ídolos, amor demasiado.
Podemos definir idolatria em um sentido mais abrangente, como qualquer dedicação ou amor excessivo
prestado a alguém ou algo sem ser Deus; em outras palavras: colocar Deus em segundo plano.
Idolatrar se refere ao reconhecimento público dado aos “deuses”, ou ainda ao reconhecimento público de
que algo é mais valioso do que Deus para uma pessoa, ainda que muitas vezes não declare isso, mais os seus
gestos demonstrem.
Desenvolvimento:
1ª Parte
A adoração aos ídolos sempre foi algo condenado por Deus. Ainda no antigo testamento vemos como esta
prática é abominável aos olhos do Senhor e como o povo de Israel sofreu com este pecado, que para os
judeus, era considerado como origem de muitos outros males. O apóstolo Paulo confirma este pensamento
ao escrever sua epístola aos romanos falando no capítulo 1 sobre a depravação dos gentios (Rm 1.18-32).
A idolatria é condenada veementemente também no novo testamento; para os cristãos dos primeiros séculos
os ídolos nada eram, no entanto quem os adorava fazia a vontade dos demônios (ICo 8.4-13 , 10.19-21).
Quando falamos em idolatria logo pensamos na adoração de ídolos ou coisa semelhante, pensamos também
nos ímpios idólatras que não conseguem enxergar que seus ídolos não servem para nada. Quando lemos
Gálatas 5. 20 aprendemos que a idolatria é uma obra da carne; mais será que Paulo estava escrevendo para
ímpios? Certamente que não!
Como servos de Deus devemos estar atentos para a idolatria em suas mais variadas faces, pois em um
sentido mais abrangente, como já vimos, idolatria não é apenas ajoelhar-se diante de um ídolo qualquer,
veja a advertência que o apóstolo Paulo faz em I Co 10. 1-13.

2ª Parte
Crentes idólatras?
Infelizmente percebemos em nossas igrejas que a idolatria tem se infiltrado de um modo muito astuto; a
carne tem falado mais alto na vida de muitos, e como no tempo antigo e também nos dias de hoje entre os
ímpios, a idolatria arrasta consigo muitos outros problemas. Um crente idólatra causa problemas para si e
para a igreja.
Observamos os seguintes tipos de idolatria na vida de alguns que dizem amar a Deus em primeiro lugar:
Amor ao dinheiro, idolatria a determinado cantor, idolatria ao líder (ainda que ele esteja caído é venerado),
idolatria à mulher, namorada, filhos, carro, etc...

O amor ao dinheiro:
Este problema é considerado por Deus como uma forma de idolatria.
Jesus comparou o dinheiro com um “outro deus” e afirmou ser impossível ama-lo e amar ao dinheiro ao
mesmo tempo (Mt 6. 24).
Na epístola aos Colossenses, no capítulo 3, versículo 5, Paulo diz que toda espécie de avareza é idolatria.
A avareza é mencionada e advertida em passagens como: Rm 1.29; Ef 5.3; Hb 13.5 e II Pe 2.14.
O amor ao dinheiro é a causa da queda de muitos “cristãos” e Paulo orienta ao jovem pastor Timóteo para
ter cuidado com estas coisas ( I Tm 6. 6-12).
Poderíamos citar muitas outras passagens, mais aqui fica o alerta dado por Paulo aos Coríntios: “... amados,
fugi da idolatria...” ( I Co 10. 14).
Problemas advindos da idolatria ao dinheiro: O crente idolatra faz a sua igreja local sofrer, pois não
gosta de contribuir e ainda induz os outros a fazerem o mesmo.
Além de sua vida espiritual estar indo “por água a baixo”, ele prejudica a comunidade com críticas
constantes. O crente idólatra não percebe que o dinheiro para ele é mais importante do que Deus, e esquece
do amor aos irmãos. A avareza torna o crente um verdadeiro “parasita espiritual”.

A idolatria aos líderes:


É interessante notar como os crentes possuem facilidade para aceitar líderes em pecado e rejeitar àqueles
que verdadeiramente estão na presença de Deus.
Às vezes aquele líder que era uma benção desvia-se da presença de Deus e o povo insiste em segui-lo.
Recentemente presenciamos no Brasil a queda de um famoso pastor, o mesmo caiu e permanece em
adultério e por incrível que pareça, muitos afirmam que ele ainda é um grande homem de Deus e estão atrás
dele aborrecendo ao Senhor!
Não devemos esquecer da obediência aos nossos guias que velam pelas nossas vidas, devemos seguir o
exemplo daqueles que vivem uma vida de dedicação e piedade, a Bíblia manda que honremos nossos líderes
e a desobediência é grave diante de Deus, no entanto não devemos amar a ninguém mais do que ao Senhor a
ponto de aceitarmos o que é contrário a Deus.
Problemas advindos da idolatria a líderes: Rebelião, pois quando o líder é punido, o crente levanta-se
contra a autoridade superior. Outro problema é a divisão, pois após a punição o ex-líder se separa do corpo e
arrasta após si, àqueles que o idolatram.

A idolatria aos parentes:


Colocar a mulher, filhos ou amigos, acima de Deus é uma forma de idolatria. Ninguém nos ama mais do que
o Senhor; ter esse tipo de pensamento causa decepção e desgosto.Devemos amar a Deus sobre todas as
coisas. O amor ao Senhor deve ser o motivo de todas as outras formas de amor.
Jesus disse que aquele que ama mais os seus parentes e amigos do que ele, não é digno de servi-lo (Mt 10.
37)!
Existem muitos irmãos que sob o pretexto de ganhar os seus parentes ou de dar atenção a eles, deixam de ir
a igreja ou de produzir na casa de Deus; alguns abrem mão do seu próprio chamado. Atenção sem
discernimento é pretexto para não se dedicar ao Senhor!
Não devemos ser “8 nem 80”, precisamos de sabedoria! A dedicação somente é errada quando a família
começar a perecer, Deus ama a nossa família.
Problemas causados pela idolatria a parentes ou amigos: Entre outros, na igreja gera rebeldia, pois
quando o pastor precisa repreender um parente, a pessoa toma partido e não aceita a correção.

Outros exemplos:

A) Amor aos bens materiais- Para Deus é loucura( Lc 12. 16-21).


Leva o crente à não amar aos irmãos, etc...

B) Idolatria aos cantores - Leva os mesmos a soberba.


Inversão de valores, ou seja, preferem seus ídolos à Palavra de Deus.
Investem nos seus ídolos ao invés de investirem na obra do Senhor.

Conclusão:

A idolatria é uma obra da carne que muitas vezes pode ser encontrada dentro da própria igreja local
e por isso devemos vigiar para não sermos contaminados por ele, seja em qual for o seu aspecto.
Qualquer vestígio de idolatria detectado em nossa vida deve ser eliminado pelo poder do Espírito
santo.