Você está na página 1de 2

A DOUTRINA DA GRAÇA DE DEUS

“Do Senhor vem a salvação”. Jonas 2:9. “Porque pela graça sois salvos, por
meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que
ninguém se glorie; porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas
obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas”. Efésios 2:8-10.
Há dois sistemas de doutrina acerca da salvação, e só dois. Um diz que a
salvação vem ao homem através dos seus próprios méritos, ou que vem a ele
através de uma mistura de obras e graça. O outro sistema diz que a salvação é
100% pela graça, sem as obras da parte do homem. Assim a salvação é pela graça
de Deus desde o início até ao fim.
Estes dois sistemas de doutrina são conhecidos como Arminianismo e
Calvinismo. Observe os dois sistemas comparados:

Calvinismo Arminianismo
1. Depravação Total 1. Depravação Parcial
Inabilidade Total Abilidade Humana (Livre Arbítrio)
2. Eleição Incondicional (Absoluta) 2. Eleição Condicional
Dependente da Vontade Divina Dependente da Vontade Humana
3. Expiação Limitada 3. Expiação Geral
Redenção Particular Redenção Universal
4. Graça Irresistível 4. Graça Resistível
Chamada Eficaz Chamada Pode Ser Rejeitada
5. Preservação e Perseverança dos Salvos 5. Apostasia Possível
Segurança Eterna da Salvação Pode Perder a Salvação

Estes dois nomes são somente apelidos para os dois sistemas de doutrina
sobre a graça de Deus na salvação. O Calvinista não é um seguidor de João
Calvino. O Arminiano não é um seguidor de James Arminius. Estes dois homens
(João Calvino e James Arminius) foram os dois que mais popularizaram estes dois
sistemas de doutrina, e é por isso que os nomes pegaram neles.
Foi no ano 1610 (ano após a morte de James Arminius) que cinco artigos
foram publicados baseados nos ensinos desse professor Holandês pelos seus
alunos. A publicação desses cinco artigos foi um protesto contra a doutrina da graça
da eleição, e um pedido que o reino holandês a mudasse (negasse). O pedido foi
negado.
João Calvino nem James Arminius começaram o sistema de doutrina com os
seus nomes correspondentes. Estas doutrinas já foram ensinadas antes dos dois.
Alguns herejes por muito tempo tinham pregado arminianismo, e Jesus Cristo e
Seus Apóstolos tinham pregado a eleição da graça de Deus desde o primeiro
século. Observe: Jesus Cristo, Mateus 1:21, 11:25-27, 26:28, João 6:37-40, 10:14-
16, 26-28; Apóstolos, Atos 13:48, Efésios 1:3-14, Tiago 1:18, I Pedro 1:2, Apocalipse
17:8.
A diferença entre estes dois sistemas de doutrina não é só de ênfase, como
muitos dizem, mas é o seu conteúdo mesmo, a sua doutrina é basicamente
diferente. A pergunta é: Deus salva o pecador, ou só ajuda o pecador se salvar? Ou
é que o Deus Trino salva o Seu povo escolhido, ou é que Deus está tentando salvar
o pecador, se o pecador deixa-lO.
Os cinco pontos do calvinismo é um ponto só, e não pode separá-los sem
destruir todos. Deus o Pai elegeu antes da fundação do mundo alguns para salvar,
Deus o Filho remiu os eleitos do Pai, e Deus o Espírito Santo chama os eleitos do
Pai e os remidos do Filho para receber a salvação eficazmente. O Deus Trino faz
tudo necessário para salvar este povo eleito, do princípio até ao fim. Ele faz isso
perfeita e completamente pela Sua graça maravilhosa.
O arminianismo é o coração e a alma da doutrina do Papismo e da heresia. O
calvinismo é o coração e a alma da obra da salvação providenciada por nosso Deus
bondoso. Deus nos salva gratuitamente pela Sua graça soberana.
“A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do Senhor é fiel,
e dá sabedoria aos símplices. Os preceitos do Senhor são retos e alegram o
coração; o mandamento do Senhor é puro, e iluminam os olhos”. Salmo 19:7-8.
“Toda a escritura é divinamente inspirada. E proveitosa para ensinar, para redargüir,
para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e
perfeitamente instruído para toda a boa obra.” II Timóteo 3:16-17.
A questão suprema é o que a Palavra de Deus ensina sobre este assunto. A
validez de uma doutrina depende totalmente de que a Bíblia ensina. A nossa única
regra de fé e prática são as Escrituras somente e sempre. Para determinar o que é a
verdade, e o que não é a verdade, a opinião humana, nem a filosofia humana, nem a
sabedoria humana pode entrar nos nossos pensamentos. A única fonte infalível que
Deus nos deu para saber a verdade é a Sua Palavra. Então, vamos ver o que Deus
diz na Sua Palavra sobre a graça de Deus na salvação.
“Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela sua redenção que há
em Jesus Cristo. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para
demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a
paciência de Deus; para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para
que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:24-26.