Você está na página 1de 1

Deus Cura o Homossexualismo?

Existe na sociedade, na mente dos homens, graus de pecado. Para o homem, um pecado pode ser
socialmente aceito mais de que um outro. Enquanto um pecado veio a sofre o desdém do homem, os
outros eram permitidos. Era a vez de adultério ser o pecado pior nos olhos da sociedade. Enquanto este
era o pior pecado a glutonaria, a traição e o bebedice foram tolerados. Depois veio a vez das drogas.
Enquanto as drogas eram o pior pecado, a prostituição foi aceita pela sociedade. Depois chegou a vez de
homossexualismo. Para muitos este é o pior pecado e alguém pode ser homicida, prostituta (o), etc. e
conhecer a tolerância da sociedade. Por causa do homem ser liberal e inconstante com seu próprio
pecado, Deus é o juiz do homem. Deus tem um juízo puro e fiel.

Toda e qualquer desobediência da lei de Deus é iniqüidade ou pecado (I João 3:4; 5:17). Todo e qualquer
pecado gera a morte (Tiago 1:15; Ezequiel 18:20). Cristo representava o Seu povo em tudo, e levou
sobre Si o castigo que era necessário para salvar-lhes e apresentar-lhes justos diante de Deus (Isa 53:4-
11). Toda e qualquer pessoa que é salva hoje antes andava segundo o curso deste mundo, segundo o
príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência” (Efés 2:2,3).
Existe pessoas na Bíblia que, antes de serem salvas, andavam em prostituição, a impureza e a vil
concupiscência (Col. 3:5-7). Existe pessoas na Bíblia que eram efeminadas e sodomitas mas foram
lavadas, santificadas e justificadas em nome do Senhor Jesus Cristo (I Cor 6:9-11). Se as pessoas salvas
andavam segundo o curso deste mundo, praticavam a vil concupiscência e eram efeminadas e sodomitas,
mas, agora são apresentadas limpas diante de Deus pelo sangue de Cristo, basta concluir que Cristo
representou tal pecado do homossexualismo tanto quanto qualquer outro pecado.

Mesmo que Deus salva todo pecador que vem a Deus por Ele; mesmo que o pecador é lavado
completamente de todos os seus pecados no ponto de vista de Deus, o pecador que teve uma vida de
pecado antes de ser salvo, terá cicatrizes na sua vida enquanto ande neste mundo. Cada um de nós tem “o
pecado que tão de perto de nos rodeia” (Heb 12:1) e este é causa de muita lamentação na vida do Cristão
(Rom 7:24). Tanto mais tempo gasto no pecado, maior a sua cicatriz. Em nossa carne não habita bem
algum mas somente a lei do pecado (Rom 7:18, 23). Todavia, o Cristão, na regeneração, tem uma nova
natureza através do Espírito Santo que vem morar nele (I Cor 6:19; II Cor 6:16). Por ter o Espírito Santo
morando no Cristão, e por ter ainda a lei do pecado na carne, há uma luta constante entre a carne e o
espírito (Gal 5:17). Por Aquele que é nascido em nós ser maior do que a tentação, da carne e do pecado,
podemos ter a vitória (I João 4:4; João 16:33; Rom 7:25). Mas a vitória não vem sem uma luta que leva-
nos a mortificar os nossos membros que estão sobre a terra, e, isso continuamente (Col. 3:5-11).

Tanto mais o salvo seja feita conforme na imagem de Cristo, mas a cura do seu pecado é feito. Quanto
mais o Cristão aprenda de lançar sobre Cristo as suas ansiedades (I Pedro 5:7); quanto mais o salvo
aprenda de procurar o escape que o Deus fiel dá com cada tentação que permite que vem nos exercitar (I
Cor 10:13) mais curado ele fica daquele pecado que tão perto dele rodeia. Mas mesmo podendo alegrar
na graça que superabunde onde o pecado abunde (Rom 5:20), os dardos inflamados do maligno pode soar
e ferir. Portanto é necessário nunca confiar na carne mas sempre ser vestido de toda a armadura de Deus
(Efés 6:10-20). Somente assim pode qualquer resistir no dia mal.

Missionário Calvin Gardner - Rua Santa Cruz das Palmeiras, 333 - 15.805-035 Catanduva, SP - (017) 523-2675
http://www.geocities.com/wbtbrazil
http://br.geocities.com/batistacatanduva
E-mail: wbtbrazil@usa.net
Arquivo:curahomo.doc/jul99/Catanduva, São Paulo