Você está na página 1de 11

16/05/12

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

Ao Santíssimo Sacramento

PUBLISHED: JANUARY 2ND, 2012

| CATEGORIES: POESIA, POETAS ESCOLHIDOS | 0 COMMENTS

Padre José de Anchieta – (1534 – 1597)

| 0 COMMENTS Padre José de Anchieta – (1534 – 1597) Al Santissimo Sacramento . Oh

Al Santissimo Sacramento

.

Oh que pão, oh que comida,

Oh que divino manjar

Se nos dá no santo altar

Cada dia.

Oh che pane, oh che il cibo, Oh che delizia divina Se diamo il santo altare Ogni giorno.

.

Filho da Virgem Maria

Que Deus Padre cá mandou

E por nós na cruz passou

Crua morte.

Figlio della Vergine Maria Padre, Dio mandò Per noi sulla croce ha Greggio morte.

.

E

para que nos conforte

Se deixou no Sacramento

Para dar-nos com aumento

Sua graça.

HHOOMMEE SSOOBBRREE OO AAUUTTOORR Biblioteca
HHOOMMEE
SSOOBBRREE OO AAUUTTOORR
Biblioteca

May 2012

April 2012

March 2012

February 2012

January 2012

December 2011

November 2011

October 2011

September 2011

August 2011

July 2011

June 2011

May 2011

April 2011

March 2011

February 2011

January 2011

Categorias

Estante (5) Amarga Aprendizagem (1)

História Sindicalista (1)

Lições de Encontro (1)

O Custeio dos Sindicatos (1)

Outras Lições (1)

Poesia (711) Poemas do Garoeiro (396) Especial (33)

Poetas Escolhidos (314)

Prosa (100) Em Foco (32)

Escolhidos (68)

Parceiros

(314) Prosa (100) Em Foco (32) Escolhidos (68) Parceiros Agência Sindical Barão de Itararé União Brasileira

Agência Sindical

Em Foco (32) Escolhidos (68) Parceiros Agência Sindical Barão de Itararé União Brasileira de Escritores

Barão de Itararé

(68) Parceiros Agência Sindical Barão de Itararé União Brasileira de Escritores www.garoeiro.com.br/?p=3096

União Brasileira de Escritores

16/05/12

E per confortarci

Se lasciato nel Sacramento Per darci un aumento La sua grazia.

.

Esta divina fogaça

É manjar de lutadores,

Galardão de vencedores

Esforçados.

Questo pane divino

E ‘delicatezza di combattenti, Premio di vincitori Laboriosi.

.

Deleite de enamorados

Que com o gosto deste pão

Deixem a deleitarão

Transitória.

Godimento degli amanti Che con il gusto di questo pane Può sentire la vittoria come qualcosa di Transitoria.

.

Quem quiser haver vitória

Do falso contentamento,

Goste deste Sacramento

Divinal.

Che vuole essere la vittoria La contentezza falso, Ti piace questa Sacramento Divino.

.

Ele dá vida imortal,

Este mata toda fome,

Porque nele Deus e homem

Se contêm.

Egli dà la vita immortale, Questo uccide tutti la fame, Perché in lui Dio e uomo Sono contenuti.

É fonte de todo bem

Da qual quem bem se embebeda

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Não tenha medo de queda

Do pecado.

E ‘la fonte di ogni bene

Per cui quelli che si ubriacano e

Non abbiate paura di cadere Del peccato.

.

Oh! que divino bocado

Que tem todos os sabores,

Vindes, pobres pecadores,

A comer.

Oh! po ‘di divino Che ha tutti i sapori,

Venite, poveri peccatori,

Il cibo.

.

Não tendes de que temer

Senão de vossos pecados;

Se forem bem confessados,

Isso basta.

Hai solo da temere Per i vostri peccati; Se correttamente confessato, Questo è sufficiente.

.

Que este manjar tudo gasta,

Porque é fogo gastador,

Que com seu divino ardor

Tudo abrasa.

Spendere tutto questo delicatezza, Perché il fuoco è uno spreco, Che con il suo ardore divino Tutto brucia.

.

É

pão dos filhos de casa

Com que sempre se sustentam

E virtudes acrescentam

De contino.

E ‘il pane dei bambini da casa Con che sempre tenere

E virtù aggiungere

In continuo.

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

.

Todo al é desatino

Se não comer tal vianda,

Com que a alma sempre anda

Satisfeita.

Tutto è follia il resto Se non si mangiano queste carni, Con l’anima va sempre Soddisfatta.

.

Este manjar aproveita

Para vícios arrancar

E virtudes arraigar

Nas entranhas.

Questa delicatezza prende Per iniziare a vizi

E virtù radicata

Nelle viscere.

.

Suas graças são tamanhas,

Que se não podem contar,

Mas bem se podem gostar

De quem ama.

Le sue grazie sono tali, Che non può contare, Piuttosto, può piacere Chi ama.

.

Sua graça se derrama

Nos devotos corações

E os enche de benções

Copiosas.

La sua è diffusa la grazia Nel cuore pio

E pieno di benedizioni Abbondante.

.

Oh que entranhas piedosas

De vosso divino amor!

Ó meu Deus e meu Senhor

Humanado!

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Oh che viscere pio Del tuo amore divino! O mio Dio e mio Signore Umani!

.

Quem vos fez tão namorado

De quem tanto vos ofende?!

Quem vos ata, quem vos prende

Com tais nós?!

Chi ti ha fatto così il fidanzato Chi si offende così?! Che vi si lega, che terrà Con nodi stretti?!

.

Por caber dentro de nós

Vos fazeis tão pequenino

Sem o vosso ser divino,

Se mudar.

Per noi, per adattarsi State facendo così poco Senza il vostro essere divino, Se si modifica.

.

Para vosso amor plantar

Dentro em nosso coração

Achastes tal invenção

De manjar,

Per il vostro amore crescere Dentro i nostri cuori Hai trovato tale invenzione Custard,

.

Em o qual nosso padar

Acha gostos diferentes

Debaixo dos acidentes

Escondidos.

In cui il nostro gusto Pensate gusti diversi Sotto gli incidenti Nascosti.

.

Uns são todos incendidos

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Do fogo de vosso amor,

Outros cheios de temor

Filial,

Alcuni sono tutti accesi

Il fuoco del tuo amore,

Altri erano pieni di paura dei bambini,

.

Outros com o celestial

Lume deste sacramento

Alcançam conhecimento

De quem são,

Altri con la celeste Luce di questo sacramento gamma di note Chi sono,

.

Outros sentem compaixão

De seu Deus que tantas dores

Por nos dar estes sabores

Quis sofrer.

Altri si sentono compassione Dio infatti ha tanto molti dei vostri dolori Per averci dato questi sapori Ho voluto soffrire.

.

E desejam de morrer

Por amor de seu amado,

Vivendo sem ter cuidado

Desta vida.

E vuole morire

Per il bene della sua amata, Vivere senza un’attenta Questa vita.

.

Quem viu nunca tal comida

Que é o sumo de todo bem,

Ai de nós que nos detém

Que buscamos!

Chi ha mai visto alimentari quali Qual è il più alto di ogni bene, Guai a noi che possiede

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Noi cerchiamo!

.

Como não nos enfrascamos

Nos deleites deste Pão

Com que o nosso coração

Tem fartura?

Come non imbottigliato

Il piacere del Pane Con il cuore

E ‘pieno?

.

Se buscarmos formosura

Nele está toda metida,

Se queremos achar vida,

Esta é.

Se si ricerca la bellezza In tutto è confuso, Se troviamo la vita, Questa è.

.

Aqui se refina a fé,

Pois debaixo do que vemos,

Estar Deus e homem cremos

Sem mudança.

Qui la fede è raffinato, Per ciò che vediamo sotto, Credono di essere Dio e l’uomo Senza modifiche.

.

Acrescenta-se a esperança,

Pois na terra nos é dado

Quanto lá nos céus guardado

Nos está.

Aggiunge alla speranza, Perché la terra è dato Come nei cieli salvato Siamo.

.

A claridade que lá

Há de ser aperfeiçoada,

Deste pão é confirmada

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Em pureza.

La chiarezza che non ci C’è da migliorare, Questo pane è confermato In purezza.

.

Dele nasce a fortaleza,

Ele dá perseverança,

Pão da bem-aventurança,

Pão de glória.

La sua forza nasce, Dà la perseveranza, Pane di beatitudine, Pane di gloria.

.

Deixado para memória

Da morte do Redentor,

Testemunho de Seu amor

Verdadeiro.

È stato lasciato alla memoria La morte del Redentore, Testimonianza del Suo Amore Vero.

.

Oh mansíssimo Cordeiro,

Oh menino de Belém,

Oh Jesus todo meu Bem,

Meu Amor.

Oh mansíssimo Agnello Oh bambino di Betlemme Bene tutti i miei Oh Gesù, Il mio Amore.

.

Meu Esposo, meu Senhor,

Meu amigo, meu irmão,

Centro do meu coração,

Deus e Pai.

Mia moglie, mio Signore, Il mio amico, mio ​​fratello, Centro del mio cuore, Dio e Padre.

.

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Pois com entranhas de Mai

Quereis de mim ser comido,

Roubai todo meu sentido

Para vós

Infatti, con le viscere di Madre Tu vuoi che io per essere mangiato, Rob tutto il mio senso Per voi

.

Com o sangue que derramasses,

Com a vida que perdesses,

Com a morte que quisesses

Padecer.

Con il sangue che hai versato, Con la vita che hai perso, Con la morte che si voleva Soffrire.

.

Morra eu, por que viver

Vós possais dentro de mim;

Ganha-me, pois me perdi

Em amar-me.

Lasciatemi morire, a vivere per Voi siete in me; Win me, perché ho perso In amarmi.

.

Pois que para incorporar-me

E mudar-me em vós de todo,

Com um tão divino modo

Me mudais.

Per me quella di incorporare E mi ha fatto cambiare in voi a tutti, Con tale modo divino I mudais.

.

Quando na minha alma entrais

É dela fazeis sacrário,

De vós mesmo é relicário

Que vos guarda.

Quando la mia anima si

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

E lo si fa il tabernacolo,

Reliquiario di te stesso è Quella guardia voi.

.

Enquanto a presença tarda

De vosso divino rosto,

O saboroso e doce gosto

Deste pão

Mentre la presenza tarda Dal tuo volto divino,

Il gusto saporito e dolce Questo pane

.

Seja minha refeição

E todo o meu apetite,

Seja gracioso convite

De minha alma.

Essere il mio pasto

E tutto il mio appetito, Essere gentile invito Della mia anima.

.

Ar fresco de minha calma,

Fogo de minha frieza,

Fonte viva de limpeza,

Doce beijo.

Aria fresca della mia tranquillità, Fuoco della mia freddezza, Fonte viva e pulita Dolce bacio.

.

Mitigador do desejo

Com que a vós suspiro, e gemo,

Esperança do que temo

De perder.

Mitigare il desiderio Con che sospirare e gemere, La speranza della paura Da perdere.

.

Pois não vivo sem comer,

Como a vós, em vós vivendo,

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

16/05/12

Vivo em vós, a vós comendo,

Doce amor.

Per non vivere senza mangiare, Come voi, vive in te, Io vivo in te, a voi mangiare, Dolce amore.

.

Comendo de tal penhor,

Nela tenha minha parte,

E depois de vós me farte

Com vos ver.

Mentre mangio questi impegni,

E ‘la mia parte,

E dopo che mi hai nutrito Solo per vedere te.

.

Amém.

Postar um Comentário

Ao Santíssimo Sacramento » Garoeiro

Seu email nunca sera públicado sem sua autorização. Campos obrigatório: *

Nome *

Email *

Website

Comentário

Campos obrigatório: * Nome * Email * Website Comentário E E N N V V I
Campos obrigatório: * Nome * Email * Website Comentário E E N N V V I
Campos obrigatório: * Nome * Email * Website Comentário E E N N V V I
Campos obrigatório: * Nome * Email * Website Comentário E E N N V V I

EENNVVIIAARR CCOOMMEENNTTÁÁRRIIOO »»

Copyright © 2012 Garoeiro. Desenvolvimento: Antweb Desenvolvimento e Marketing

Home

Sobre o Autor