Você está na página 1de 19

Mapeamento das práticas de leitura dos

alunos do 1° e 2º ano (2ºciclo)  da


EMPGBR.

A ESCOLA EMPGBR

Contextualização:
– Localização: Contagem - MG
– Nº de Alunos : 20
– Idade média: 9 anos
• - Perfil Sócio-Econômico dos alunos

2
Os alunos da escola ...

3
4
JUSTIFICATIVA

O que nos leva a esta escolha?

 Afinidade com o tema


 Alinhamento TEORIA X PRÁTICA
 Direcionamento profissional

5
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

Consulta de Fontes - aprofundamento e alinhamento dos


conceitos teóricos:

• Conceitos de “letramento”, presentes em textos estudados no


3º período do Curso de Letras.

• Conceitos de letramento e alfabetização - falta de clareza e


entendimento /leigos e não-especialistas/.
(Alguns teóricos entendem alfabetização como o processo específico e
indispensável de apropriação do sistema de escrita, a conquista dos
princípios alfabético e ortográfico, que possibilita ao aluno ler e
escrever com autonomia)

6
• Conceitos de Letramento e Alfabetização
Consulta de Bibliografia Complementar (sugestão
( de leitura)
apresentada disponibilizada pela escola EMPGBR e
INTERNET

7
ALGUNS CONCEITOS:

“ ... O letramento pode começar com as práticas


que visam aos objetivos mais elementares da atividade
de leitura – a de extrair informações de textos – e
chegar até a atividade de leitura do entorno.”
[KLEIMAN, 2005].

8
“ ... o termo alfabetismo tem um foco individual.
bastante ditado pelas capacidades e
competências (cognitivas e linguísticas) escolares
e valorizadas de leitura e escrita (letramentos
escolares e acadêmicos), numa perspectiva
psicológica enquanto o termo letramento busca
recobrir os usos e práticas sociais de linguagem
que envolvem a escrita de uma ou de outra
maneira, sejam eles valorizados ou não
valorizados, locais ou globais, recobrindo
contextos sociais diverso (família, igreja, mídias,
escola estc.), numa perspectiva sociológica,
antropológica e sociocultural”. [ROJO,2009]

9
“ ... Quando se ensina uma criança, um jovem ou um
adulto a ler e escrever, esse aprendiz está conhecendo
as práticas de letramento da sociedade; está “em
processo” de letramento. Letramento é um conceito
criado para referir-se aos uso da língua escrita não
somente na escola, mas em todo lugar. Porque a
escrita está por todos os lados, fazendo parte da
paisagem cotidiana: no ponto de ônibus, anunciando
produtos, serviços, campanhas ...” [SOARES, 2004]

10
E ainda o conceito sobre letramento
veiculado recentemente por uma tradicional revista:

“... o resultado da ação de letrar-se, se dermos ao verbo


letrar-se o sentido de tornar-se letrado. ... Letramento
é o resultado da ação de ensinar e aprender as práticas
sociais de leitura e escrita; é o estado ou condição que
adquire um grupo social ou indivíduo como consequência de
ter-se apropriado da escrita e de suas práticas sociais”.
[AMAE EDUCANDO, nº 365, Agosto de 2009]

11
Alfabetizando, Caderno 2 – Ensino Fundamental de 9 anos. Na
página 13 desta publicação temos um conceito bastante amplo
para “letramento”,

“ ...Entende-se letramento como o processo de inserção e participação


na cultura escrita. Trata-se de um processo que tem início quando
a criança começa a conviver com as diferentes manifestações da
escrita na sociedade (placas, rótulos, embalagens comerciais,
revistas, etc.) e se prolonga por toda a vida, com a crescente
possibilidade de participação nas práticas sociais que envolvem a
língua escrita (leitura e redação de contratos, de livros científicos,
de obras literárias etc).A fonte de muitos equívocos e polêmicas
quanto aos conceitos de alfabetização e letramento é a não-
compreensão de que os dois processos são complementares, e não
alternativos ...” .”[Alfabetizando, p.13]

12
OBJETIVOS

Objetivo Geral
• Identificar as práticas de leitura de um grupo de alunos,
dentro e fora da escola, bem como as práticas
pedagógicas significativas e contextualizadas, que
oportunizam o letramento para esses alunos .
Objetivos Específicos
• Coletar dados e informações sobre os procedimentos
pedagógicos conduzidos regularmente, de forma a propiciar
aos alunos trabalhar o letramento e as práticas de leitura,
dentro e fora da escola;
• Identificar de que maneira as professoras trabalham com os
alunos os conceitos de letramento e as práticas de leitura,
em situações espontâneas, não programadas, que surgem no
decorrer das atividades diárias

13
• Produzir um relatório com o objetivo de compartilhar com
a escola e as professoras envolvidas, as percepções
acerca da situação investigada, no que diz respeito as
práticas de leitura.

METODOLOGIA DE ANÁLISE

Métodos e instrumentos utilizados para a realização


deste mapeamento.
mapeamento
• Método: Coleta de dados/informação
• Amostra: Composta de 20 alunos

14
– Questionário, para a coleta de dados junto aos alunos;
– Entrevista com professores (professora titular de
português e a professora de apoio);
– Questionário, com questões abertas, para os demais
professores das outras disciplinas.

Resultado da análise dos instrumentos

- Avaliação das informações coletadas


– Produção de um relatório sintético, acerca das condições
de letramento e as práticas de leitura do grupo de alunos.
– Encaminhamento de cópia do Relatório para a Escola.

15
O questionário evidenciou a opinião dos alunos sobre a
leitura:

• Para você por que é importante a leitura? 

 Porque ensina coisas boas

 Porque aprendi a ler

 Para aprender outras matérias e passar de ano

 Para saber o que acontece no mundo

 A leitura é boa

 A gente melhora em tudo

 Porque com a leitura adquirimos respeito

•  

•  
•  

16
• O que as crianças gostam de ler ....

17
Referências
• Alfabetizando, leitura e escrita; orientações para a organização do
ciclo Inicial de alfabetização. Belo Horizonte, Secretaria de Estado da
Educação de Minas Gerais, 2003. UFMG. Faculdade de Educação.
Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita. Disponível em: Acesso em
11 nov. 2009http://
www.educacao.mg.gov.br/images/stories/publicacoes/Caderno_2.PDF
• Alfabetização, Letramentos. Revista AMAE EDUCANDO, nº 365,
agosto de 2009. Disponível em:
http://www.fundacaoamae.com.br/images/stories/amae_educando/2009/agosto/a
Acesso em 4 nov. 2009
• KLEIMAN, Angela B. Preciso “ensinar” o letramento? Não basta ensinar
a ler e escrever? CEFIEL/IEL/UNICAMP, 2005. 60p. Disponível no
link:
http://www.letramento.iel.unicamp.br/publicacoes/artigos/preciso_ensinar_letram
. Acesso em 4 Nov. 2009
• Letramento, alfabetização e linguagem. Pró-Letramento, Brasília, 2007
Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/fasciculo_port.pdf
. Acesso em 24 out. 2009

18
• KLEIMAN, Angela B. Preciso “ensinar” o letramento? Não basta ensinar
a ler e escrever? CEFIEL/IEL/UNICAMP, 2005. 60p. Disponível no
link:
http://www.letramento.iel.unicamp.br/publicacoes/artigos/preciso_ensinar_letramen
. Acesso em 4 Nov. 2009
• Letramento, alfabetização e linguagem. Pró-Letramento, Brasília, 2007
Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/fasciculo_port.pdf
. Acesso em 24 out. 2009
• ROJO, Roxane. Letramento e capacidades de leitura para a cidadania.
Disponível em :
• http://demogidascruzes.edunet.sp.gov.br/LP/LetraCap.pdf .
Acesso em 24 out. 2009
• SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas
facetas. In: Revista Brasileira de Educação, nº 25, Jan/Abr
2004. Disponível em
http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n25/n25a01.pdf Acesso em 4-
11-2009

19