Você está na página 1de 53

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Escoamento Na Camada Limite, Re

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Comprimento de Desenvolvimento Hidrodinâmico

FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Entrada
Entrada

O escoamento tem V~0 no tanque e é acelerado para a entrada do canal; a pressão na entrada é menor que a

pressão no tanque. Camada Limite muito pequena na entrada, Bernoulli:

P

0

P

e

1

2

V

2

Desenvolvimento

FLUIDOS

Prof. Eugênio

DOS

MECÂNICA

UNICAMP

de

FEM/DE

Região

IM 250

Desenvolvimento • O escoamento próximo da parede é retardado (efeito da viscosidade); • O núcleo irrotacional

O escoamento próximo da parede é retardado (efeito da viscosidade);

O núcleo irrotacional do escoamento acelera (continuidade) O escoamento ocorre devido a diferença de pressão;

A media que as C.L. crescem o núcleo acelera mais e a pressão cai mais ...

u

u

v

u

U

x

y

e

x

dU

e

dx

 

2

u

y

2

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

FEM/DE UNICAMP

Região Desenvolvido

Prof. Eugênio
Prof. Eugênio

As duas C.L. se encontram,

O perfil de velocidades cessa de variar na direção axial (não há termos inerciais);

A queda de pressão é linear

1 dP

 

 

dx

2

u

y

2

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Comprimento de Desenvolvimento

Primeiro modelo (1891) Bousinesq. Grande revisão: Schmid, F.W. & Zeldin, B. (1969) AIChE J., v15, pp 612-614.

Escoamentos laminares,

L

e

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Comprimento de Desenvolvimento • Primeiro modelo (1891)

d 0.06Re

d

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Comprimento de Desenvolvimento

Aproximação Placa Plana:

 x  x   5  U e
x
x
5
 U
e

‘L e ’ pode ser estimado quando = d/2; substituindo na expressão acima:

  • d 5

2

 L e  U e
 L
e
 U
e

ou

L

e

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Comprimento de Desenvolvimento • Aproximação Placa Plana:

d 0.01Re

d

(valor correto 0.06 Re )

d

Estimativa abaixo do valor esperado; escoamento possui grad P favorável portanto atrasa o desenvolvimento da C.L. não previsto na solução

de Blasius.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Escoamento com Gradiente de Pressão Favorável

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Escoamento com Gradiente de Pressão Favorável •

dP/dx < 0 ocorre para escoamentos acelerados, isto é, a velocidade aumenta na direção do escoamento;

Considere o canal com contração; o aumento de vel. leva a uma diminuição da C.L. (linha vermelha);

O aumento da vel. favorece a convecção e diminui a espessura da C.L.

Curvatura do Perfil de Velocidades e

Ponto de Inflexão (P.I.) do Perfil

• A curvatura do perfil é definida como: 2 2   u  y 
• A curvatura do perfil é definida como:
2
2
u
y
2
2
 
 
u
y
3
2
 u
2
1 
 y
• aproximação válida quando du/dy <<1.
• A curvatura pode ser (+), (-) ou nula.
• Se  =0 há um ponto de inflexão, (P.I.), a curvatura muda
de sinal.
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

Um perfil de velocidades que apresenta um P.I. indica que possui uma mudança de curvatura

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Curvatura do Velocidades para dP/dx < 0 (gradiente favorável, esc. acelerado)

Avaliando na parede (y =0)

2  u 1  1  p      0 2 
2
u
1

1
p
 
 0
2
 
y
 
x
 y
y
0

Como na parede é < 0 e ele não muda de sinal, então o perfil não possui P.I.

Conseqüência:

-,-

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Curvatura do Velocidades para dP/dx < 0

tensão máxima ocorre na parede

y

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Placa Plana

Para a placa plana, dp/dx = 0 portanto a curvatura do perfil avaliada na parede (y=0) é nula:

2  u 1      0 2   y  y
2
u
1

 
 0
2
  y
 y
y
0
y
0

Note que o perfil de velocidades na placa plana apresenta o ponto de inflexão (k=0) na parede, veja figura.

Note que na parede é máximo e depois decresce para zero!

Escoamento com Gradiente de Pressão

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

Desfavorável

FEM/DE UNICAMP

Escoamento com Gradiente de Pressão IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio Desfavorável FEM/DE UNICAMP •

dP/dx > 0 ocorre para escoamentos desacelerados, isto é, a velocidade diminui na direção do escoamento;

Considere o canal com expansão; a diminuição de vel. leva a um aumento da C.L. (linha tracejada);

O aumento da Vel. desfavorece a convecção e aumenta a espessura da C.L.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Perfil de Velocidades para dP/dx > 0

0 0 FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio
0
0
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

Para dp/dx > 0 o ponto de inflexão no perfil , PI, está no escoamento!

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Perfil de Velocidades para dP/dx > 0

O perfil apresenta um ponto de inflexão (PI);

A máxima tensão ocorre dentro do escoamento da camada

limite;

y < PI, d/dy > 0;

  

2  u 2  y
2
u
2
 y
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Perfil de Velocidades para dP/dx > 0

0

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Perfil de Velocidades para dP/dx > 0

y > PI, d/dy < 0

Na parede (y=0) 2  p  u      0  x
Na parede (y=0)
2
p
u

 
 0
x
2
y
 y
y
0
y
0

A medida que dp/dx aumenta a parede pode ficar com

tensão nula (SEPARAÇÃO)

Um aumento de dp/dx faz com que o ponto de separação se mova para a esquerda e o escoamento é reverso .

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

r
r
r
r

Separação

O ponto de separação 2D apresenta tensão nula na parede!

Após o ponto de separação as Eq. C.L. não são mais válidas porque

/L ~1, a equação não é mais parabólica (precisa de 2 direções);

O processo de marcha não pode ser aplicado pois seria necessário ter informações a montante do ponto de

estagnação O problema passa a ser elíptico.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Separação do Escoamento e Camada Limite
Separação do Escoamento e Camada Limite

No ponto de separação /L ~O(1), portanto as aproximações da C.L. não são válidas, o escoamento é Elípitico!

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento e Camada Limite •
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento e Camada Limite •

separação

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento e Camada Limite •

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

FEM/DE UNICAMP

Prof. Eugênio
Prof. Eugênio

Separation due to abrupt geometry changes.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Visualização da Separação.

A inserção de tufos de algodão junto da superfície dão uma

indicação se o escoamento está

separado ou não.

Na foto ao lado pode-

se notar que o

escoamento na ponta

da asa se separa próximo do bordo de fuga da asa. Já aquele

próximo da fuselagem

apresenta uma grande área separado.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Separação e Recolamento

Back step flow

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação e Recolamento <a href= D i f f u s e r F o r w a r d s t e p f l o w C y l i n d e r " id="pdf-obj-18-23" src="pdf-obj-18-23.jpg">
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação e Recolamento <a href= D i f f u s e r F o r w a r d s t e p f l o w C y l i n d e r " id="pdf-obj-18-34" src="pdf-obj-18-34.jpg">
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação e Recolamento <a href= D i f f u s e r F o r w a r d s t e p f l o w C y l i n d e r " id="pdf-obj-18-52" src="pdf-obj-18-52.jpg">
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação e Recolamento <a href= D i f f u s e r F o r w a r d s t e p f l o w C y l i n d e r " id="pdf-obj-18-63" src="pdf-obj-18-63.jpg">

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Onde a Teoria da Camada Limite Não Se Aplica

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Separação do Escoamento, L ~ 1  escoamento c 2 direções predominantes
Separação do Escoamento,
L ~ 1  escoamento c 2 direções predominantes
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento, L ~ 1 
descolamento
descolamento
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento, L ~ 1 

descolamento

recolamento

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Separação do Escoamento, L ~ 1 
• Escoamento de água com Re 15000 em esfera. • Figura superior: ocorre uma C.L. laminar

Escoamento de água com Re 15000 em esfera.

Figura superior:

ocorre uma C.L. laminar até no ponto de separação ~ 82 graus.

Figura inferior: com o auxílio de um fio (trip wire) a C.L. laminar

transiciona para

turbulenta e o ponto de

separação se desloca para ~ 120 graus.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

ESCOAMENTO ELÍPTICO:

recirculação presente,

mais de uma direção predominante

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

ESCOAMENTO ELÍPTICO:

recirculação presente,

mais de uma direção predominante

FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Controle da Camada Limite

Objetivos: reduzir arrasto e aumentar sustentação Metas: controlar a transição e a separação Técnicas:

Sucção Injeção Mudança de Forma Remover ou introduzir perturbações

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Changing geometry by nose flaps

Prof. Eugênio
Prof. Eugênio
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Changing geometry by nose flaps Prof. Eugênio Vortex Generators FEM/DE UNICAMP
Vortex Generators FEM/DE UNICAMP
Vortex Generators
FEM/DE UNICAMP

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Controlling Separation by Vortex Generators

and Flow Deflection by Rear Spoilers

In their technical paper, Mitsubishi’s

engineers made the following conclusions:

(1) Vortex generators (VGs) were installed

immediately upstream of the flow separation

point in order to control separation of airflow

above the sedan’s rear window and improve

the aerodynamic characteristics.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Controlling Separation by Vortex Generators and Flow

It was found that the optimum height of the VGs is almost equivalent to the thickness

of the boundary layer (15 to 25 mm) and the optimum method of placement is to

arrange them in a row in the lateral direction 100 mm upstream of the roof-end at

intervals of 100 mm. The VGs are not highly sensitive to these parameters and their

optimum value ranges are wide. Better effects are obtained from delta-wing-shaped

VGs than from bump-shaped VGs.

(2) Application of the VGs of the optimum shape showed a 0.006 reduction in both the

drag coefficient and lift coefficient of the Mitsubishi Lancer Evolution.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

DAS DOS Prof. TRASEIRAS Eugênio

FLUIDOS

DOS VEÍCULOS

MECÂNICA

UNICAMP

DETALHES

FEM/DE

IM 250

TRASEIRAS DOS VEÍCULOS
TRASEIRAS DOS VEÍCULOS
TRASEIRAS DOS VEÍCULOS
TRASEIRAS DOS VEÍCULOS
TRASEIRAS DOS VEÍCULOS

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Alguns carros são equipados com um spoiler que as revendedoras

afirmam aumentar a tração nos pneus em alta velocidade. Investigue

a validade desta afirmação. Seriam estes dispositivos apenas decorativos? Comente sobre a Funcionalidade do Spoiler do
a validade desta afirmação. Seriam estes dispositivos apenas
decorativos? Comente sobre a Funcionalidade do Spoiler do Gol.
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Equação Integral da Camada Limite

(Kármán e Polhaussem 1921)

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Boundary Layer Displacement Thickness

The viscous force acting on the solid wall decelerates the flow next to the wall. It introduces a velocity gradient.

The mass flow for a given B.L. cross section is:

y

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Boundary Layer Displacement Thickness • The viscous

m

y

0

dy

y

0

U dy

e

 

U

e

*

It is equivalent to the mass flow

U e U e *
U e
U e
*

rate produced by the external flow

(1 st term) minus the mass flow

deficit due to the flow deceleration

near the wall, *.

Therefore, the displacement thickness for an incompressible

flow is:

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Boundary Layer Displacement Thickness • The viscous

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Um escoamento na região de entrada de um duto

quadrado conforme mostrado. Determine a variação de

pressão entre as seções (1) e (2). 2 é a espessura de deslocamento medida experimentalmente.

2     2  2   V   h  
2
2
2
 V
h
1
Resp.:
 
p
1
59Pa
2
2
*
h
 
2
2
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Boundary Layer Momentum Thickness

The momentum flux for a given B.L. cross section is :

J

y

0

2

u dy

y  U    u  dy     U e 0
y
U
 
u
dy
 
U
e
0
dm

2

e

q

U e U e q
U e
U e
q

It is also expressed by the product of

U times mass flow rate (1 st term)

minus the deficit of momentum due to the flow deceleration near the wall, q.

The momentum thickness, for an incompressible flow is:

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Boundary Layer Momentum Thickness • The momentum

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Avalie /, q para regime laminar utilizando os perfis:

linear, parabólico e senoidal. Compare seus resultados

com os valores obtidos para o perfil de potência 1/7

*

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Avalie  /  , q para
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Avalie  /  , q para

Perfil

q 

u

y

1

1

U

e

u

U

e

u

U

e

u

U

e

2

y

2

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Avalie  /  , q para

1 7

Sin

y

 

y

y

2

2

1

3

 

2

6

2

15

4

 

2

0.25

0.097

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Um escoamento de ar sobre uma placa plana fina, de largura b=0,3 m. O

escoamento é bidimensional. Admita que na C.L. o perfil de velocidades seja

linear. A placa tem 1 m de comprimento. Determine:

a) Vazão em massa através da superfície a-b

b) A componente x (e sentido) da força necessária para manter a placa

estacionária.

Re sp. :

m

ab

 

Ub

*

 

1

2

Ub

 

0,00399 kg / s

D

 

U

2

b

q  

0.167 U

2

b

  

0,00359 N (para esquerda)

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Equação Integral da Camada Limite

w

d

dx

U

2

q 

U

dU

dx

 

*

A equação von Kàrmàn aplica-se para escoamentos em regime laminar e turbulento!

u  U *    1 q   0
u
U
*
1
q 
0

f

;

 

1

 

0

1

u

U

u

u

U

1

U

 

y

y 

d

d

Ela relaciona a tensão na parede (laminar ou turbulenta) com os perfis de velocidade.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Perfil de Velocidades

FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Perfil Parabólico (3 c.c.)

FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio
FEM/DE UNICAMP
Prof. Eugênio

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Peris de Velocidades

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Blasius

Linear

Quadrático

Cúbico

Quarta

Potência

Senoidal

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Espessura de Deslocamento e de Momento

em função do perfil de velocidades

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Espessura de Deslocamento e de Momento em

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Aplicação Método Integral para Placa Plana

Uma placa plana com comprimento L=0,3m e b=1m largura é instalada

num túnel de água. A velocidade da corrente livre é de U = 2m/s. Considere o escoamento laminar e considere um perfil representado por

um polinômio do segundo grau. Determine como , * e w variam com x/L

na placa.

placa.

Encontre o arrasto total exercido pelo fluido numa face da

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Aplicação Método Integral para Placa Plana Uma
IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS Prof. Eugênio FEM/DE UNICAMP Aplicação Método Integral para Placa Plana Uma

Força total de arrasto

D  U

  • 2 bq

Resultados IM 250 MECÂNICA Método DOS FLUIDOS Integral FEM/DE UNICAMP Prof. Eugênio para Placa Plana
Resultados
IM 250
MECÂNICA
Método
DOS
FLUIDOS
Integral
FEM/DE
UNICAMP
Prof. Eugênio
para Placa Plana

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Comentários Sobre o Método Integral

Muito utilizado nas décadas de 20 a 60 (sec. XX); Empregado também em escoamentos com superfícies livres; A partir de formas do perfil de velocidades realiza estimativas sobre Cf, * e q. É capaz de prever ponto de separação 2D; Sucesso das estimativas ocorre devido ao processo integral que tende a suavizar os erros dos perfil de velocidades, Incertezas típicas de 15%

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

FIM

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Perfil de Velocidades para dP/dx < 0

O escoamento acelerado apresenta perfis de velocidade numa única direção.

A curvatura do perfil apresenta sempre o mesmo sinal, isto é, não há ponto de inflexão no perfil.

Inclinação do perfil na parede (y=0):

0 0 2  u  u  p  u  u   v
0
0
2
u
u
p
u
u
 
v
 
 
2
x
y
x
 y
2
p
u

 
 0
2
x
 y
y
y
0
y
0

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Tensão Viscosa na Placa Plana

A partir da Equação Integral da C.L. para uma Placa Plana temos que:

d

q

d

q

2

   U

w

C

f

2

dx

ou

dx

Numa placa plana (dp/dx=0) a variação da quantidade de movimento do escoamento equilibra a força de atrito na parede!

Perfil de Velocidades?

com o

FLUIDOS

Prof. Eugênio

O IM que FEM/DE MECÂNICA acontece

DOS

UNICAMP

250

Dentro da C.L. o perfil de velocidades muda a medida que o escoamento se move ao longo

da placa

A espessura da C.L. aumenta e a velocidade e o escoamento dentro da C.L. diminui a quantidade de movimento.

Perfil de Velocidades? com o FLUIDOS Prof. Eugênio IM FEM/DE MECÂNICA acontece DOS UNICAMP 250 •

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

O fluido ‘próximo’ à parede pode ser

levado ao repouso para uma Placa

A Plana velocidade (dP/dx=0)? próxima à parede é

estimada expandindo-a em série de

Taylor a partir da parede

u y

u 0

du dy
du
dy

  

y

y

0

O

y

  • 2

ou

u y

0

 

w

 

y

O

y

  • 2

Note que ‘próximo’ a parede a velocidade depende do valor da tensão na parede

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

Tanto para escoamento Laminar como para Turbulento, a tensão na parede para uma placa plana não é zero, mas decai continuamente:

Laminar

Turbulento

C

C

f

f

w

  • 1    U

w

  • 1    U

2
2
2
2

2

2

1.328

 Re x 0.0594  1/ 5 Re x
Re
x
0.0594
1/ 5
Re
x

Portanto o fluido não irá para repouso próximo da parede para escoamentos com dp/dx=0 porque C f > 0.

IM 250 MECÂNICA DOS FLUIDOS

Prof. Eugênio

FEM/DE UNICAMP

O que acontece para Escoamentos na

C.L. com dP/dx ≠ 0

Vamos representar as forças que atuam num elemento de fluido infinitezimal próximo da parede, isto é, dentro da C.L.: Atrito, Pressão e variação da quantidade de movimento, J

J F A F P
J
F A
F P
J F A F P
J
F A
F P

dp/dx < 0

dp/dx > 0

dP/dx < 0 gradiente de pressão favorável, força de pressão e variação da quantidade de movimento na

mesma direção e opostas ao atrito.

dP/dx > 0 gradiente de pressão desfavorável, força de pressão e atrito na mesma direção e opostas à quantidade de movimento.