Você está na página 1de 17

Modelo de Auto-Avaliação

das Bibliotecas Escolares

Metodologias de
Operacionalização
Domínio e subdomínios a
avaliar
Domínio B – Leitura e Literacia

B.1. Trabalho da BE ao serviço da


promoção da leitura na
escola/agrupamento.

B.3. Impacto do trabalho da BE nas


atitudes e competências dos alunos, no
âmbito da leitura e da literacia.
Processo e Impacto
BE ao serviço da
promoção da Identifico o subdomínio B.1. como
leitura na
sendo de processo, na medida em
escola/agrupame
nto. que o trabalho desenvolvido na BE e
avaliado neste âmbito promove
actividades como a pesquisa,
atitudes e hábitos de leitura bem
como procedimentos que estão na
base da construção do saber.
Nele podem destacar-se
factores críticos de
sucesso que sustentam
a prestação de serviços Fornece serviços que sustentam
ou processos pelos quais
o indivíduo encontra
activamente a formação e aquisição
maior ou menor grau de do conhecimento.
dificuldade em conseguir
satisfazer a(s) sua(s)
necessidade(s) de
formação.
Ainda sobre o sub domínio
B.1.
Interessa não perder de vista a orientação que
este indicador mantem, quando atentamos nos
factores críticos de sucesso que remetem para a
identificação do público alvo a satisfazer (“novos
públicos” e adequação de colecção a práticas e
necessidades existentes na Escola), as “acções
formativas” promotoras de desenvolvimento de
competências intrínsecas à leitura, entre outros.
B.3. Impacto do
trabalho da BE nas
atitudes e O impacto observado a partir
competências dos do conhecimento construído
alunos, no âmbito em cada e por cada indivíduo,
da leitura e da (obtido através das diferentes
literacia. interacções previstas pelo
utilizador da BE), promotor de
aquisição de competências ao
Neste subdomínio, os resultados
atingidos são preponderantemente nível da leitura e diferentes
o objectivo a atingir, são referidos
nos factores críticos de sucesso,
literacias, ditará procedimentos
detalhadamente e esses mesmos futuros da BE e resultados que
resultados permitirão aos serviços
prestados e designados em B.1.
interessarão à escola, no que
uma análise de desempenho e concerne o sucesso educativo
melhoria, rectificação ou anulação
futura, de determinado do aluno.
procedimento.
Para além disso, o
subdomínio B.3.
Permite ainda sublinhar a importância dos
serviços prestados pela BE no âmbito de
estabelecimento de articulações entre
departamentos, docentes em geral, para a
promoção de hábitos de leitura, atitudes
formativas e interactivas, tornando a BE
num pólo de cruzamento de informação, num
“carrefour” do conhecimento, na construção
efectiva do indivíduo.
Avaliação B.1./B.3.
E.B. Fragata do Tejo - Moita
Cronograma
2009/2010
1º Período
Diagnosticar, reunindo documentação (evidências) indicadoras da situação actual. Análise Swot,
levantamento de condicionalismos, orientações da Rede(RBE), legislação, ofertas de serviços possíveis
e realizadas anteriormente…
Leitura de Registo de Diagnóstico da Preparação de Definição do Formação de
actas e reuniões com situação relativa ainstrumentos domínio a avaliar, utilizadores:
relatórios equipa e horário de para recolha de indicação de recepção de
anteriores: docentes funcionamento : evidências: justificações e alunos de
colaboradores; Questionários, apresentação a quinto ano na
Análise de Existência de planificações, pedagógico e ao BE com visita
sugestões e Registo de horário que relatórios, Director Executivo guiada e
críticas, sugestões; permita utilização registos diários da escolha entrega de
registo de análise de plena ou parcial de utilização de realizada. guião do
alterações a documentação: da BE, espaço e fundo utilizador ao
realizar; … guiões de leitura, semanalmente… documental; … DT, com PPS
de pesquisa, …. para
exploração em
F. Cívica
E.B. Fragata do Tejo - Moita
Cronograma
2009/2010
2º Período e 3º períodos

Distribuição, Estatística de Estatística de Estatística de Estatística da Estatística de Registo de


recolha e requisição Circulação de circulação de utilização de utilização actividades/
tratamento dedomiciliária livros PNL fundo espaço BE Informal da projectos
inquéritos/ documental para pesquisa BE
questionários, para aulas de orientada
(Professores e substituição pelo docente
alunos)

2º Período e 3º períodos

Registo de Avaliação de Top de livros Top de sites Projectos Registo de alunos


visitas ao colecção lidos preferidos realizados utilizadores da BE para
blog, para complemento de plano de
Plataforma, promoção de acompanhamento Individual
sala de leitura: e de recuperação
estudo virtual avaliações de
resultados
Apresentação de resultados a partir da
Reunidos os análise dos dados compilados e com base
elementos ou nos descritores, Factores Críticos de
evidências… Sucesso, Evidências e Acções para
melhoria (RBE);
Identificação de níveis de desempenho;
Tratamento de questionários/ Apresentação de relatório final, com
elaboração de gráficos e dados indicação do perfil da BE, pontos fortes e
estatísticos; fracos, acções a desenvolver
Análise de actas e Preenchimento de quadro – síntese
documentos de registos
diversos; Divulgação: junto do Director e do
Comparação de resultados Conselho Pedagógico, DRELVT e RBE
anteriores; Definição de acções de melhoria e plano
Comparação de resultados de acção para ano lectivo seguinte
finais de avaliação dos alunos
da escola;
Apreciação de trabalhos
realizados pelos alunos na BE,
usando-a como recurso e meio
de auto formação;
B.1.
Trabalho da BE ao serviço da promoção da leitura na escola

agrupamento
Factores críticos de
. Actividades Público alvo Evidências Instrumento
sucesso s de recolha
de dados

A BE disponibiliza uma Levantamento de Professor Registo de propostas por Fichas de


colecção material existente, Bibliotecário departamentos; registo da
variada e adequada aos listagem de material Registo de reuniões com BE
gostos, interesses e para abate e responsáveis por cursos
necessidades dos verificação de títulos Equipa EFA; Lista de
utilizadores. mais lidos, coordenadora Registos de propostas requisições
requisitados individuais de docentes e de fundo
A BE identifica novos Docentes alunos. documental
públicos e adequa a colaboradores
colecção e as práticas às
Realização de Livros de
necessidades desses actividades de leitura requisições
públicos (CEF, EFA, CNO,
com os diferentes Utilizadores para leitura
outros). públicos para domiciliária
apropriação de
A BE identifica preferências, Director Listagem de
problemáticas e conversas informais Executivo material
dificuldades neste entre professora para sala de
domínio e delineia bibliotecária e aula
acções e programas que utilizadores
melhorem
as situações Divulgação de livros
identificadas. novos em blog,
plataforma e estante
de novidades.
Factores críticos de Actividades Público alvo Evidências Instrumentos de
sucesso recolha de dados

 A BE promove acções Recepção e visita Alunos Estatísticas de Registo de


formativas que ajudem a guiada à BE; requisição, requisições;
desenvolver Docentes circulação no
as competências na área agrupamento e uso Tratamento de
da leitura. de recursos dados;
Promoção dos Comunidade relacionados com a
A BE incentiva o títulos recentes; educativa em leitura.
empréstimo domiciliário. geral Registo de utilização
Promoção de livros Estatísticas de da BE enquanto
A BE está informada em conversas utilização informal espaço para
relativamente informais, no blog da BE. pesquisa orientada;
às linhas de orientação e e plataforma
actividades Moodle; Registo de utilização
propostas pelo PNL e Estatísticas de informal
desenvolve as utilização da BE
acções implicadas na sua Promoção de livros para actividades de Registo de
implementação. junto de docentes leitura empréstimo
para utilização em programada/articula domiciliário
 A BE incentiva a leitura actividades de da com outros
informativa, articulando substituição; docentes.
com os departamentos
curriculares no Divulgação de top Registos de Planificações de
desenvolvimento de de leitores actividades/projecto actividades e
actividades de assíduos; s. relatórios
ensino e aprendizagem ou Divulgação de Questionário aos
em projectos e acções resultados parciais docentes questionários
que incentivem a em Pedagógico;
leitura. Questionário aos
alunos
Factores críticos de Actividades Público alvo Evidências Instrumentos de
sucesso recolha de dados
A BE desenvolve, de Planificação de Alunos Estatísticas de
forma sistemática, actividades de utilização da BE
actividades no âmbito da acordo com o plano para actividades de Planificações
promoção da leitura: de acção Docentes leitura.
sessões e clubes de leitura, estabelecido. Relatórios
fóruns, blogs ou
outras actividades que Criação de fóruns Departamento
associem formas de leitura, para escrita s Registos e
de escrita ou de colaborativa; Estatísticas de documentação
comunicação em diferentes requisição interna da BE
ambientes e suportes. Manutenção de Conselho domiciliária.
 A BE promove encontros blog e Plataforma pedagógico Trabalhos de alunos
com escritores ou outros Moodle; Registo de
eventos culturais preferências na
que aproximem os alunos Criação e Pais e plataforma e blog,
dos livros ou de outros divulgação de encarregados
materiais/ambientes e googlegropus, de educação Registo de
incentivem o gosto pela Nings (redes actividades
leitura. sociais, utilização realizadas na BE;
A BE incentiva a leitura de facebook e
em ambientes digitais twitter… Registo e relatórios
explorando as de actividades com
possibilidades facultadas Promoção de escritores e de
pela WEB, como o actividades que actividades de
hipertexto, o e-mail, blogs, partilhem a leitura/promotoras
wikis, slideshare, youtube… formação de de leitura (palestras,
utilizadores para a debates, exposições)
utilização de
ambientes digitais
B.3.
Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos
alunos, no
âmbito da leitura e da literacia.
Factores críticos de Actividades Público alvo Evidências Instrumentos de
sucesso recolha de dados

Os alunos usam o Leitura Alunos Observação da PCT


livro e a BE domiciliária; utilização da BE
para ler de forma Actas de reuniões
recreativa, para se Jogos de Docentes Trabalhos realizados
informar ou para tabuleiro, online, pelos alunos Sugestões
realizar trabalhos pedagógicos;
escolares. Docentes Planificações
Leitura informal colaboradores  Análise das
de revistas e avaliações
jornais; dos alunos questionários
 Os alunos, de acordo Departamentos
com o seu Leitura de livros e
ano/ciclo de visionamento de  Questionário aos
escolaridade, documentários/fil docentes
Manifestam progressos mes.
nas competências de
leitura, lendo mais Pesquisa de  Questionário aos
e com maior informação alunos
profundidade. orientada e livre
Factores críticos de Actividades Público alvo Evidências Instrumentos de
sucesso recolha de dados
Os alunos Actividades de Alunos Registo de Grelhas de
desenvolvem trabalhos produção de texto actividades através observação
onde interagem com online, em suporte de planificações,
equipamentos e digital e em suporte de Docentes
ambientes papel. Relatórios de Registos online e
informacionais actividades registos de
variados, Promoção de Departamento requisição de
manifestando actividades de partilha s em geral Discussão de material,
progressos nas suas com envio de postais de resultados e documentos,
competências no Natal, convites, Pais sugestões de espaço…
âmbito da leitura e marcadores de livros; melhorias
da literacia.
Campeonato de Comunidade Registo de
ortografia escolar presenças e
 Os alunos participam utilizações
activamente Criação de actividades Centros
em diferentes de escrita colaborativa hospitalares
actividades associadas e criativa, entre outros
à promoção da leitura:
clubes de
leitura, fóruns de Dinamização de
discussão, jornais, sessões de escrita e
blogs, outros. leitura por alunos
monitores
Avaliar o domínio B por
quê?
A razão mais óbvia da escolha que fiz, em
relação ao domínio a trabalhar, prende-se
com o facto de ser este o domínio que estará
“na objectiva” este ano lectivo. Para além
disso, e porque a avaliação é facilitadora de
mudanças, promotora de melhorias e
formativa, precisava de apreciar o que foi já
avaliado no ano anterior e aferir critérios,
mudar hábitos, concretizar necessidades.
Bibliografia
Texto da Sessão Disponível na Plataforma da RBE

RBE. Modelo de autoavaliação das bibliotecas escolares


Disponível em:

http://forumbibliotecas.rbe.min-edu.pt/file.php/1/mod_auto_avaliacao

McNamara, Carter. Basic Guide to Program Evaluation.


Disponível em:
http://www.managementhelp.org/evaluatn/fnl_eval.htm#anchor1585345

SCOTT, Elspeth S. , How Good is your SchoolLibrary Resource Centre?


Disponível na plataforma