Você está na página 1de 13

O que é

Aprendizagem

Supervisoras: Rosana e Solange


Conceituação de Aprendizagem

Escola: - que o aluno aprenda


- que o professor oriente a
aprendizagem do aluno

Aprendizagem: modificação relativamente


duradoura do comportamento, através
da experiência, observação e treino
Características:
 Não se transmite por hereditariedade
 É um processo pessoal
 É gradual
 Tem caráter integrativo
 Processo contínuo

Formas de aprendizagem: condicionamento


clássico; condicionamento operante;
modelação; insight; reflexão e assimilação e
acomodação
Teoria de Piaget
Inteligência / Piaget:
 Destaca que cada pessoa, ao longo de seu
desenvolvimento, atravessa estágios diferentes
de inteligência (diferenças qualitativas).
 Não se limitou a contar acertos e classificar as
crianças de acordo com uma tabela.
 Preocupou-se com as respostas erradas e o
tipo de raciocínio que havia por detrás delas,
como se dava o processo de elaboração do
conhecimento
Hereditariedade X Ambiente
 Nãose coloca como ambientalista ou
geneticista – Posição de interacionismo
ou construtivismo
Teoria de Piaget
 Controle de esquemas mentais inatos(sugar;
apreender; olhar)- agindo e percebendo, assimila
e constrói o seu conhecimento.
 Dificuldades criam esquemas mais complexos.
 A maturação é importante.
 Assimila um objeto, acomoda um esquema.
Quatro estágios ou fases de
desenvolvimento da inteligência
 1° estágio: sensório motor (0 a 2 anos)
 2° estágio: pré- operacional (2 a 7
anos)
 3° estágio: operacional concreto (7 a
11anos)
 4° estágio: operacional formal (11 anos
em diante)
Algumas características:
1° estágio: sensório motor (0 a 2 anos)
 Reflexos: sucção, deglutição, apreensão palmar...;
 Permanência do objeto;
 A exploração manual e visual do ambiente;
 A experiência obtida com ações, a imitação;
 A inteligência prática(através de ações);
 Ações como agarrar, bater e chutar;
 Ações ocorrem antes do pensamento;
 A centralização no próprio corpo;
2° estágio: pré- operacional (2 a 7 anos)
Coincide com a fase pré-escolar
 Inteligência simbólica - o mundo do faz-de-conta
 Pensamento egocêntrico, intuitivo e mágico;
 Inteligência intuitiva: vê a realidade de um único ponto
de vista (centração);
 A noção de irreversibilidade (sabe que tem mãe mas
não sabe que é filho);
 Variância- percepção imediata;
 Raciocínio transdutivo (aplicação de uma mesma
explicação a situações parecidas);
 Animismo (vida a seres inanimados);
 Confusão entre aparência e realidade;
 Ludicismo-não comprometimento com a verdade
3° estágio: operacional concreto (7 a 11anos)
Operação: ação interiorizada
 Por volta dos 7 anos o equilíbrio entre a assimilação e a
acomodação torna-se mais estável;
 Surge a capacidade de fazer análises lógicas;
 A criança ultrapassa o egocentrismo;
 É capaz de compreender a propriedade transitiva, desde que
aplicada a objetos concretos;
 Reversibilidade: permite superar a variância;
 Conservação: quantidade, peso, volume, massa, comprimento;
 Descentração/flexibilidade;
 Seriação;
 Classificação;
 Necessidade de manipular objetos e referir-se a manipulações
conhecidas
4° estágio: operacional formal (12 anos
em diante)
 Realiza-se através da linguagem;
 Raciocínio hipotético – dedutivo (começa
a raciocinar lógica e sistematicamente);
 Habilidade de engajar-se no raciocínio
abstrato-as deduções lógicas podem ser
feitas sem o apoio de objetos concretos;