Você está na página 1de 13

RECURSO ORDINÁRIO

CONSTITUCIONAL –
R.O.C.
 Noção
 Recurso exclusivo da defesa
 Recurso previsto na Constituição: Art.
102,II e Art. 105,II da C.F.
 Devolução ampla. Analise do mérito e
forma.
 Funciona o STF e STJ como corte de
Apelação.
 Recurso Ordinário Constitucional no STF
(art. 102 II CF)
 Cabimento :
 decisão denegatória em única instância de
tribunais superiores sobre habeas corpus,
mandado de segurança, habeas data e o
mandado de injunção;

 Tem que ser Decisão Denegatória


 Tem que ser de única instância
 Tem que ser Decisão de Tribunal Superior
 - Habeas Corpus: Art. 5, LXVIII
- Mandado de Segurança: Art. 5, LXIX
- Habeas Data: Art. 5, LXXII
- Mandado de Injunção: Art. 5, LXXI
 CRIME POLÍTICO.
 Corresponde aos crimes previstos na Lei de
Segurança Nacional (Lei 7.170/83).
 Segundo Delmanto, os crimes políticos próprios
"somente lesam ou põem em risco a organização
política", (discurso inflamado de um lider)
 Já os crimes políticos impróprios "também
ofendem outros interesses além da organização
política" (ato de guerrilha no ato de assaltar
e/ou simplesmente participar e/ou colaborar no
assalto de um banco para obter fundos para
determinado grupo político)
 Competência da Justiça Federal.
 Recurso Ordinário Constitucional no STJ
(art. 105 II CF)
 Cabimento
 Decisão denegatória em única ou última
instância de TRF, TJ referente à habeas
corpus;
 - Decisão Denegatória
 - Última ou única instância

 Decisão denegatória em única instância do
TRF, TJ de mandado de segurança.
 - Decisão Denegatória
 - Única instância
 Procedimento e Prazo
 Habeas Corpus– Lei 8038/90 (Art. 30 ao
32).
 Recurso é interposto no prazo de 5 dias em
conjunto com as razões
 O pedido será direcionado ao Presidente do
Tribunal que denegou o Habeas Corpus.
 O Presidente do Tribunal faz o primeiro
Juízo de Admissibilidade.(divergência
doutrinária)
O não conhecimento gera a possibilidade do
Agravo Regimental.
 Sobe o Recurso para o STF ou STJ.
 Distribuído para um Ministro.(parte da Doutrina
entende que aqui ocorrerá juízo de
Admissibilidade)
 Vistas ao Ministério Público por 2 dias.
 Autos conclusos ao Relator
 Feito é julgado na primeira Sessão
independentemente de pauta. Julgado por uma
Turma, com aplicação do art. 113, §3 do CPC.
 Mandado de Segurança (Art. 33 ao 35
da lei)
 Recurso é interposto no prazo de 15 dias
em conjunto com as razões
 O pedido será direcionado ao Presidente
do Tribunal que denegou o Mandado de
segurança.
 O Presidente do Tribunal faz o primeiro
Juízo de Admissibilidade.
O não conhecimento gera a possibilidade do
Agravo Regimental.
 Sobe o Recurso para o STF ou STJ.
 Distribuído
para um Ministro. Ocorre o
segundo juízo de Admissibilidade.
 Vistas ao Ministério Público por 5 dias.
 Autos conclusos ao Relator
 Feito
é julgado na primeira Sessão
independentemente de pauta. Julgado por
uma Turma, com aplicação do art. 113, §3 do
CPC.
 Crime político
 Pedido é interposto para Presidente do
TRF no prazo de 5 dias
 5 dias para Razões e Contrarrazões
 Vistas ao Procurador Geral da
República
 Autos conclusos ao Relator que pede
data para julgar.
EFEITOS

 Devolutivo amplo.
 O Efeito suspensivo pode ser imposto,
mas é preciso solicitar.
NEGOU HC JULGA ROC FUNDAMENTO
OU MS LEGAL
TRF OU TJ STJ ART. 105, II,
CF
STJ, TSE OU STF ART. 102, II,
TSM CF
CONTRA STF ART. 102, II,
DECISÃO CF
QUE JULGA
CRIME
POLÍTICO