Você está na página 1de 46

Pontifícia Universidade

Católica de Goiás

Classificação dos solos


Geotecnia I - 2013

Disciplina: Geotecnia 1

Prof. : João Guilherme Rassi Almeida


CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 Classificar um solo: incluí-lo em um determinado grupo
composto por solos de características e propriedades geotécnicas
similares.

Objetivo: poder estimar o provável comportamento do solo para


uma adequada análise do problema.
Geotecnia I - 2013

Sistemas de classificação de solos ajudam a organizar


ideias e orientar o planejamento das investigações !!!

2
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

 FORMAS DE CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

• Pela origem → solos residuais e solos transportados


(aluviais, coluviais...)
• Pela sua evolução pedogenética → classificação
pedológica dos solos.
• Por características peculiares → presença de MO,
estrutura,...
• Pelo tipo e comportamento das partículas
Geotecnia I - 2013

constituintes → sistemas de classificação baseado em


propriedades e índices (mais empregados na
engenharia) – granulometria e limites de Atterberg.

3
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS)

Baseada tão somente na distribuição granulométrica dos solos.


Os solos são classificados pela fração granulométrica dominante
e subdominante: argila arenosa, areia siltosa, silte argiloso...
Duas letras: SW, CH, CL...

1ª: principal tipo 2ª: dados complementares.


Geotecnia I - 2013

G = pedregulho W = bem graduado


S = areia P = mal graduado
M = silte H = alta compressibilidade
C = argila L = baixa compressibilidade
O = orgânico Pt = turfa
4
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS)
1ª Etapa - verificar a % de finos (menor que 0,075 mm)
presente no solo:
Menor que 50%: solo granular (G ou S);
Maior que 50%: solo fino (M, C ou O).

Solos granulares – G ou S:
Geotecnia I - 2013

Observa qual faixa tem maior quantidade;


• Teor de finos < 5%
Bem graduado (W):
Para pedregulho (G): Cu > 4 e 1 < Cc < 3;
Para areia (S): Cu > 6 e 1 < Cc < 3.
5
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos granulares
Geotecnia I - 2013

-CC <1 a curva tende a ser


descontínua, há falta de grãos com
um certo diâmetro;
-CC>3 a curva tende a ser muito
uniforme na parte central;
-(1<CC<3) curva suave
6
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos granulares

• Teor de finos > 12%: a característica secundária f


(finos) e não mais a uniformidade de granulometria 
usar a Carta de Plasticidade (GC, SC, GM ou SM);
Geotecnia I - 2013

• Teor de finos entre 5% e 12%: recomenda-se que sejam


apresentadas as duas características intermediárias (ex.:
SP-SC, ou seja, areia malgraduada, argilosa);

7
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos finos
Silte; Argila ou Orgânico
• Se a fração fina é predominante  classificação em f(índices
de consistência) e não da % das frações granulométricas silte ou
argila.

• Casagrande → CARTA DE PLASTICIDADE


- Solos de comportamento argiloso  acima da Linha A
- Solos orgânicos e siltosos  abaixo da Linha A.
Geotecnia I - 2013

• Característica complementar dos solos finos:


compressibilidade
- Quanto maior o wL mais compressível o solo;
- A linha B delimita esse comportamento. wL > 50% alta compre.
(H); wL < 50% baixa compre. (L).
8
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos finos

• CARTA DE PLASTICIDADE

Linha A
IP  0,73  wL  20
Geotecnia I - 2013

Linha B
wL  50%

9
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos finos

• CARTA DE PLASTICIDADE

Ex: wL= 70
IP=40
CH: argila de alta
compressibilidade
Geotecnia I - 2013

70

10
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 (SUCS) - Solos finos
Geotecnia I - 2013

- Índices próximos das Linhas A ou B (ou sobre a faixa de IP 4


a 7), consistem em classificações intermediárias e as duas
classificações são apresentadas (ex. SC-SM, CL-CH);
11
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 (SUCS) - Solos finos

Para a classificação pela SUCS é necessário:


• Porcentagem de pedregulho – a fração que passa pela #76,2mm e é retida na
#4,75mm (N° 4);

• Porcentagem de areia – a fração que passa na #4,75mm e é retida na #0,075


(N° 200);
Geotecnia I - 2013

• Porcentagem de silte e argila – a fração mais fina que a #0,075mm;

• Coeficiente de uniformidade (Cu) e coeficiente de curvatura (Cc);

• Limite de liquidez e índice de plasticidade da fração do solo que passa na #


4,75mm.

12
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 (SUCS) - Solos finos

Para a classificação pela SUCS é necessário:


• Fração fina: porcentagem que passa na # N°200;

• Fração grossa: porcentagem retida na # N° 200;

• Fração de pedregulho: porcentagem retida na # N° 4;

• Fração de areia: porcentagem retida na # N° 200 – porcentagem retida na #


Geotecnia I - 2013

N°4.

13
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos finos
Distribuição granulométrica dos solos
Exercício 1: Com os dados
apresentados a seguir, 0,075mm

classifique os Solos A e B por


meio do SUCS.

Solo A: wL= 30%, wP = 22%;

Solo B: wL= 26%, wP = 20%.

14
 (SUCS) - Solos finos
Exercício 1:

Da curva tem-se:

Solo A
%Passa#200 =8
%Passa#4 (4,8mm)=100
Cu=0,135/0,085
Cu=1,59<6

Cc=(0,12)^2/(0,135.0,085)
Cc=1,25 > 1
Geotecnia I - 2013

WL=30
IP=30-22
IP=8 (maior que 7- acima da
Linha A)

15
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
Geotecnia I - 2012

SOLO A = SP-SC

16
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA UNIFICADO DE CLASSIFICAÇÃO DOS
SOLOS (SUCS) - Solos finos
Geotecnia I - 2012

17
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO*), (HRB), (TRB)
• Empregado na engenharia rodoviária  Também baseado na
granulometria e nos Limites.

São classificados em sete grupos principais: A-1 a A-7.

- Os grupos A-1, A-2 e A-3 (materiais granulares)  35% ou


menos passam na # 0,075 mm
Geotecnia I - 2012

- Os grupos A-4, A-5, A-6 e A-7 (materiais mais finos)  mais


de 35% passam na # 0,075 mm

*American Association of State Highway and Transportation.


18
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO), (HRB), (TRB)
Geotecnia I - 2012

*O solo será classificado no 1º Grupo de encaixe de cima para baixo


19
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO), (HRB), (TRB)
• Critérios para classificação:

-Tamanho dos grãos


Pedregulho= fração que passa na # 75 mm e fica retida na 2 mm;
Areia= fração que passa na # 2 mm e fica retida na # 0,075mm;
Silte e argila= fração que passa na # 0,075mm.

-Plasticidade
Geotecnia I - 2012

O termo siltoso é aplicado quando as frações finas do solo têm um IP ≤ 10,


já o argiloso IP ≥ 11.

-Se seixos e pedras (>75mm)


Registra-se sua presença, mas são excluídos pra classificação.

20
Geotecnia I - 2012  SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO

*O solo será classificado no 1º


Grupo de encaixe da esq. para
direita

21
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO), (HRB), (TRB)
Avaliação da qualidade do subleito →
Índice de grupo (IG) com os grupos e subgrupos do solo. Este
índice vem entre parênteses após a designação do grupo e
subgrupo.
IG  ( P0.075mm  35)[0,2  0,005( wL  40)]  0,01( P0.075mm  15)( IP  10)
- Se Eq. < 0 (valor negativo)  IG = 0;
Geotecnia I - 2012

- IG = número inteiro;
- IG (A-1-a, A-1-b, A-2-4, A-2-5 e A-3) = 0;
- O IG dos A-2-6 e A-2-7 são calculados só com a segunda parcela
da Equação.

22
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO), (HRB), (TRB)

A qualidade do desempenho de um solo como subleito é


inversamente proporcional ao IG.
IG=0 solo ótimo quanto a capacidade de suporte
IG=20 solo péssimo quanto à capacidade de suporte
Geotecnia I - 2012

subleito

23
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
(AASTHO), (HRB), (TRB)
Exercício 2: Classifique os solos pelo sistema TRB (calcule IG)
e SUCS.
Descrição Solo A Solo B Solo C
% passante na peneira n. 10 83 100 48
(2,0 mm)
% passante na peneira n. 40 48 92 28
Geotecnia I - 2012

(0,42 mm)
% passante na peneira n. 20 86 6
200 (0,075 mm)
wL (%) 20 70 -
IP (%) 5 32 NP

24
 SISTEMA RODOVIÁRIO DE CLASSIFICAÇÃO
SOLO A
Geotecnia I - 2012

*O solo será classificado no 1º


Grupo de encaixe da esq. para
direita  A-1-B

25
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 COMPARAÇÃO ENTRE TRB E SUCS
Geotecnia I - 2012

G = pedregulho W = bem graduado


S = areia P = mal graduado
M = silte H = alta compressibilidade
C = argila L = baixa compressibilidade
O = orgânico Pt = turfa

26
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 COMPARAÇÃO ENTRE SUCS E TRB
Geotecnia I - 2012

27
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

Quanto a origem dos solos pode-se classifica em dois grandes


grupos:

 Solos residuais - encontram-se no próprio local que se formaram


solos residual jovem (saprolítico), solo residual maduro, rocha
alterada.
Geotecnia I - 2012

 Solos transportados - são aqueles que foram levados ao seu atual


local por algum agente de transporte
Solo coluvionar, solo aluvionar, solos eólicos, drifts.

28
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos residuais
Geotecnia I - 2012

29
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos residuais

-solo residual maduro


Superficial ou sotoposto a um horizonte “poroso” ou “húmico”, e
que perdeu toda a estrutura original da rocha-mãe.

-solo saprolítico (residual jovem ou solo de alteração de rocha)


Geotecnia I - 2012

Solo que mantém que a estrutura original da rocha-mater, mas


perdeu a consistência / resistência de rocha.

-rocha alterada
Horizontes com fraturas e regiões de menor resistência, existem
grandes blocos de rocha original
30
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos residuais
Geotecnia I - 2012

31
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos residuais - saprolítico


Geotecnia I - 2012

32
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos residuais – rocha alterada


Geotecnia I - 2012

33
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos transportados

-solo coluvionar
Solos formados por ação da gravidade

-solo aluvionar
Solos resultantes do carreamento pela água fluvial.
Geotecnia I - 2012

-solo eólico
Solos transportados pelo vento.

-drifts
Solos transportados por geleiras.
34
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos transportados - solos coluvionares

Solo coluvionar
Geotecnia I - 2012

Solo residual

35
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos transportados - solos aluvionares


Geotecnia I - 2012

36
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos transportados - solos eólicos


Geotecnia I - 2012

37
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 QUANTO A SUA ORIGEM

 Solos transportados - drifts


Geotecnia I - 2012

38
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 CLASSIFICAÇÃO MCT - Miniatura, Compactado, Tropical

 Solos tropicais x Solos temperados

-Limitações das classificações tradicionais:


- Condições ambientais diferentes das encontradas no Brasil;
- Podem classificar solos de gênese diferente como sendo
pertencentes à mesma classe;
Geotecnia I - 2012

- Limitações quanto à correlação entre as propriedades-índices

39
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 CLASSIFICAÇÃO MCT - Miniatura, Compactado, Tropical

- NOGAMI E VILLIBOR (1980)


Comportamento peculiar dos solos tropicais

Solos
Tropicais
Geotecnia I - 2012

Solos Solos
Lateríticos Saprolíticos
40
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

 SOLO LATERÍTICO

- Solo superficial, típicos de partes bem drenadas das regiões tropicais


úmidas;

- Solo residual ou não, intemperizado em condições tropicais, rico em minerais


de argila. Compõe a camada superficial chamada de horizonte laterítico;
- Predomínio de caulinita e elevado teor de óxidos e hidróxidos de ferro e
Geotecnia I - 2012

alumínio;
- Estes últimos normalmente fazem o recobrimento ou ligações entre os
argilominerais e presença de quartzo, que é resistente a intemperização;
- Quando compactado apresentam: elevada resistência, baixa
permeabilidade e baixa deformabilidade.

41
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

 SOLO SAPROLÍTICO

-Resulta da decomposição ou desagregação in situ da rocha mantendo ainda, de


maneira nítida, a estrutura da rocha que lhe deu origem;

- Geralmente corresponde a camada mais profunda do perfil do solo tropical;

-Podem predominar outros argilominerais como a ilita e montmorilonita e


minerais primários na zona menos intemperizada;
Geotecnia I - 2012

- Importante!!!!! Os argilominerais nestes solos não se encontram recobertos


por óxidos e hidróxidos de ferro e de alumínio.

42
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

 SOLO LATERÍTICO E SAPROLÍTICO

Solo laterítico
Geotecnia I - 2012

Solo saprolítico

43
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
 Agregações dos Solos Lateríticos

Sem defloculante Com defloculante

100,0
80,0
% passa

60,0
40,0
20,0
Geotecnia I - 2012

0,0
0,0010 0,0100 0,1000 1,0000 10,0000 100,000
0
Diâmetro das partículas (mm)

44
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS

Ensaios de laboratório – Solo Laterítico?

- Método expedito (Método da Pastilha);

- Compactação mini-MCV e Perda de massa por imersão


Geotecnia I - 2012

45
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
Geotecnia I - 2012

46