Você está na página 1de 32

COLETA SELETIVA

UHE GUILMAN AMORIM

Kelly Maia
13/09/2016

| Pag 1
Como anda a sua interação com o
meio ambiente: Resíduos

• Você costuma deixar sobras de comida no


prato?
• Você joga lixo no chão, pela janela do carro
ou quando anda na rua?
• Você faz reutilização das embalagens dos
produtos que consome?
• Você coloca o lixo na lixeira e o acondiciona
corretamente para a coleta do serviço
público?

| Pag 2
ESSA É A MELHOR FORMA DE
DISPOR NOSSOS RESÍDUOS ?

| Pag 3
O QUE É RESÍDUO ?
É todo resíduo sólido resultante da atividade
humana ou gerado pela natureza em
aglomerações urbanas ou rurais.
O lixo é a sujeira, é o que não cheira bem,
geralmente não serve para nada, para muitas
pessoas.

? | Pag 4
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS
 Classe I – Perigosos
Característica apresentada por um resíduo que em função de suas
propriedades físicas, químicas ou infecto-contagiosas podem
apresentar:
 Riscos à saúde pública: provocando mortalidade, incidência de doenças
ou acentuando seus índices;
 Risco ao Meio Ambiente: quando o resíduo for gerenciado de forma
inadequada.

Exemplos:
 Resíduos inflamáveis;
 Resíduo de serviços de saúde (Mat. Infectado, agulhas, medicamentos);
 Óleo usado (contaminado);
 Resíduo têxtil contaminado (panos, estopas);
 Baterias, pilhas, lâmpadas Fluorescentes e assemelhados;
 Embalagens vazias contaminadas.
| Pag 5
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS

Classe II A – Não Inertes


Aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos classe I ou Classe
IIB.
Tem propriedades como:
Biodegradabilidade, Combustibilidade e Solubilidade em água.
Exemplos :
 Resíduo de varrição;  Resíduo plástico(filmes e peq.
Embalagens);
 Resíduo de restaurante(restos de
alimento);  Resíduo de borracha;
 Sucata de metais ferrosos;  Resíduo de Espumas;
 Embalagens metálicas (não  Fibras de vidro;
contaminadas);  Resíduo de madeira(restos de
 Sucata de metais não ferrosos(latão, embalagens,...);
etc);  Escória de aço carbono;
 Resíduo metálico(tambores);  Resíduo de refratários e materiais
 Resíduo de papel e papelão; não cerâmicos;
 Resíduo plástico(bombonas);  Resíduos de materiais cerâmicos.

| Pag 6
CLASSIFICAÇÃO DOS RESÍDUOS
 Classe II B – Inertes
Qualquer resíduo quando amostrado de uma forma representativa e
submetido a um contato dinâmico e estático com a água destilada, à
temperatura ambiente não tiver nenhum de seus constituintes
solubilizados as concentrações superiores aos padrões de potabilidade
da água, executando-se aspecto, cor, turbidez, dureza e sabor.
Não são decompostos prontamente.
Exemplo:
 Rochas;
 Tijolos;
 Vidros;
 Certos plásticos e borrachas que não são facilmente
decompostos;
 Luvas de borracha;
 Plástico que envolvem equipamentos;
 Isopor;
 Entulhos de construção civil e etc.
| Pag 7
COMO DESTINAR SEU
RESÍDUO ADEQUADAMENTE?

• Separar o Resíduo Comum em “Secos e


Úmidos”;

• Separar o Resíduo Industrial devidamente ;

• Colocar em lixeiras ou lugares altos evitando


assim que sejam rasgados por animais.
| Pag 8
RESÍDUOS INDUSTRIAIS

Trabalho Processo
Humano

RESÍDUOS

Sólidos Gasosos
Líquidos

| Pag 9
O QUE É FEITO COM ESTES
RESÍDUOS ?
TERCEIROS
Uma parte é
vendida à
Terceiros

Outra parte é
armazenada
em aterros
especiais ou...

Destruída
(co-processada,
incinerada ou
beneficiada)

| Pag 10
O QUE É COLETA SELETIVA?

A coleta seletiva é uma alternativa


ecologicamente correta que desvia, do
destino em aterros sanitários ou lixões,
resíduos sólidos que poderiam ser reciclados.

-a vida útil dos aterros é prolongada;


-o meio ambiente é menos contaminado;
-diminui extração de materiais naturais.

| Pag 11
PLANEJAMENTO
DESTINAÇÃO:
Verificar se a empresa possui licença para
receber este tipo de resíduo.
LOGÍSTICA:
Determinados resíduos necessitam de licença
para o transporte.
EDUCAÇÃO AMBIENTAL:
É importante que todos estejam compartilhando
do mesmo interesse.
| Pag 12
MÉDIA DE PRODUÇÃO DE LIXO

Em média: - O,5 kg /hab/dia


- 2,5 litros/hab/dia

Uma pessoa de 30 anos: - 5.500 kg


- 27.500 litros

| Pag 13
TIPOS DE COLETA SELETIVA

• Segregada por tipo;

• Secos & Úmidos.

| Pag 14
SEGREGADA POR TIPO

É separar os diferentes tipos de lixo


(papel, plástico, metal, vidro,rejeito
etc.) no momento de joga-lo na lixeira.
Lixo selecionado (descartar no lugar
certo) não é considerado lixo e sim
material de qualidade para ser reciclado.

| Pag 15
SEGREGADA POR TIPO

O P
R M
P L
G V E
Á

REJEITO
 A I T
P S
N D A
E T
I R L
L I
C O
C
O O

| Pag 16
EXEMPLO DE COLETORES

| Pag 17
COLETA SELETIVA SECOS E
ÚMIDOS
A Coleta Seletiva - Secos e Úmidos
orienta a população a separar o
lixo úmido (restos de comida,
cascas de alimentos) do rejeito
(lixo de banheiro, guardanapos,
papel toalha) e do lixo seco
(metais, papéis, plásticos, vidros).

| Pag 18
SECOS & ÚMIDOS

• Lixo seco: composto de papel, metal,


vidro e plástico isentos de matéria
orgânica;

• Lixo Úmido: resíduo orgânico;

•Rejeito: Não reciclável e não


compostável.
| Pag 19
LIXO SECO

| Pag 20
LIXO SECO

| Pag 21
LIXO ÚMIDO

| Pag 22
LIXO ÚMIDO

| Pag 23
REJEITO

| Pag 24
SECOS & ÚMIDOS

REJEITO
ÚMIDOS
SECOS

| Pag 25
RECICLAGEM

• É reaproveitar o lixo selecionado, usando-o


como matéria prima para a fabricação de novos
produtos.

O maior aliado da reciclagem é a


Coleta Seletiva.

| Pag 26
Vantagens

• Diminuir o desperdício.

• Diminuir a exploração de recursos naturais.

• Reduzir o consumo de energia.

• Diminuir a poluição do solo, água e ar.

• Aumentar a vida útil dos aterros sanitários.

• Possibilitar a reciclagem de materiais que iriam


para o lixo.
| Pag 27
GESTÃO DE RESÍDUOS
OLEOSOS
• Na cozinha: não descartar
resíduo oleoso direto na pia.

• Na fábrica: armazenar todo


o óleo usado em recipientes
fechados.

•Óleo na rede de coleta de


efluentes prejudica o
funcionamento do sistema de
tratamento de esgotos
sanitários.
| Pag 28
COMO PODEMOS PARTICIPAR ?

• Identificar os materiais que


podem ser reciclados.

• Disponibilizar na empresa,
lixeiras distintas para cada
tipo de resíduo.

• Treinar os colaboradores e
colegas de trabalho para a
correta destinação dos
resíduos.

| Pag 29
Todos podem participar o tempo todo:
nos escritórios, nas produção, nos
pátios e até no refeitório.

Não esqueça também de levar


esta idéia para casa
| Pag 30
PLANETA LIXO

A cada ano,
aumenta a
quantidade
d
a
c
A
e
m
u
q,h
lx
tip
n
o
.s

de lixo, e o
planeta
continua do
mesmo
tamanho.
| Pag 31
OBRIGADA!

Kelly Maia
kellypradomaia@hotmail.com
ecogenese@gmail.com

| Pag 32