Você está na página 1de 6

Parte lauri

GESTÃO DO TRABALHO EM EQUIPE EM SERVIÇOS DE


SAÚDE – TRABALHO INTERDISCIPLINAR
• A “postura do gerente” deve ser considerada no gerenciamento das equipes, devendo compartilhar
decisões por meio de escuta qualificada.

• A comunicação entre os profissionais, e destes com os clientes, é essencial no desenvolvimento do


trabalho em equipe de saúde.

• Estimular os vínculos profissional-usuário e usuário-serviço, incentivar a autonomia das equipes ainda na


construção de seus próprios projetos de trabalho, incitar o envolvimento e o compromisso de cada
equipe e da rede de equipes com o projeto institucional
TRABALHO INTERDISCIPLINAR
• O trabalho em equipe multiprofissional no processo de trabalho nos serviços de saúde é capaz de
transformar as formas de agir e os fatores que interferem no processo saúde-doença da população
• Apresentam-se os níveis de integração de Disciplinas:
• Multidisciplinaridade: Trata-se da justaposição de ideias, sem a cooperação entre as disciplinas. É o
estudo que agrega diferentes áreas do conhecimento em torno de um ou mais temas, no qual cada área
ainda preserva sua metodologia e independência
• Interdisciplinaridade: convergência de duas ou mais áreas do conhecimento, não pertencentes à mesma
classe, que contribua para o avanço das fronteiras da ciência e tecnologia, transfira métodos de uma
para outra, gerando novos conhecimentos ou disciplinas, e faça surgir um novo profissional com um
perfil distinto dos existentes, com formação básica sólida e integradora
• Transdisciplinaridade: Envolve uma coordenação de todas as disciplinas, com base em uma axiomática
geral (reconhecimento recíproco das áreas de atuação). A transdisciplinaridade se diferencia da
interdisciplinaridade ao destacar a participação de atores não acadêmicos na produção do conhecimento
TRABALHO INTERDISCIPLINAR
• A perspectiva do processo de trabalho interdisciplinar contesta a prática tradicional de
organização do trabalho em saúde, desenvolvida de maneira fragmentada, de modo
que cada grupo profissional realiza suas ações solitariamente, sem articulação entre os
saberes e fazeres das distintas profissões.

• Os diversos profissionais discutem e defendem a interdisciplinaridade, porém


permanecem limitados as suas disciplinas e práticas individuais, fragmentadas. Apesar
de ser considerado ideal, de estar preconizado em políticas governamentais, o trabalho
em equipe multiprofissional e interdisciplinar é uma realidade a ser construída.
TRABALHO INTERDISCIPLINAR

• As dificuldades encontradas para que se tenha um trabalho


multiprofissional e interdisciplinar são muitas, especialmente quando
considerada a necessidade de romper com uma prática ainda
fragmentada, fruto de formação disciplinar e de valorização das
especializações, bem como a forma como o trabalho na área da saúde se
estruturou.
TRABALHO INTERDISCIPLINAR
• A questão da interdisciplinaridade e o trabalho multiprofissional no SUS
veio a partir da criação dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF).
Os NASF foram criados pelo Ministério da Saúde em 2008.

• Os mesmos, foram criados para apoiar a implantação da Estratégia Saúde


da Família objetivando ampliar a abrangência, a resolutividade, a
territorialização, a regionalização e a ampliação das ações da Atenção
Primária à Saúde no Brasil

Interesses relacionados