Você está na página 1de 15

EDUCAÇÃO DE JOVENS

E ADULTOS (EJA)

Webconferência
Revisão
Organização da disciplina, dos
conteúdos e dos seus estudos
Esta disciplina teve duas partes bem distintas:
uma parte estrutural que trata da História, das
leis e das políticas, programas, projetos e ações,
e outra teórica e conceitual que consiste em
entender como o ser humano constrói seu
conhecimento, como ele aprende e que uso faz
deste conhecimento.
Organização da disciplina, dos
conteúdos e dos seus estudos
A primeira parte é necessária para todo e
qualquer profissional da Educação, qualquer
que seja a modalidade com que vá trabalhar.

A segunda é específica para trabalhar na


Educação de Jovens e Adultos. Se esta será
sua opção, estude o material de apoio
disponível nesta disciplina e busque, desde já,
se especializar no tema.
Conteúdos estruturantes da
formação em Pedagogia

Saiba que para um profissional da Pedagogia


não há como entender Educação sem entender
de História de leis e das políticas que a
implementam. Portanto, não diga que História
é coisa do passado, que odeia leis ou que não
gosta de política, principalmente se for
trabalhar em redes públicas de ensino.
Conteúdos estruturantes da
formação em Pedagogia
Eu apresentei esquemas para que possam
visualizar estes conteúdos de forma sistêmica
e mais abrangente.

1) Hierarquia das leis e das instituições


2) Organograma
3) Linha de Tempo: de onde partimos, onde
estamos e aonde precisamos chegar
Status epistemológico da
Pedagogia

A Pedagogia é a ciência que mais se ocupa do


ser humano, portanto é a ciência que melhor
precisa conhecê-lo. A Pedagogia é responsável
pela creche, pré-escola, séries iniciais do
Ensino Fundamental, além da direção de
escolas, coordenação pedagógica e supervisão
de ensino.
Status epistemológico da
Pedagogia
Durante toda a infância, até os 12 anos de
idade, a criança fica mais sob os cuidados da
Pedagogia do que de qualquer outra ciência ou
de sua própria família, portanto, mais do que
dominar métodos e técnicas de ensino a
Pedagogia precisa entender de ser humano.
Isso quer dizer que na Educação de Jovens e
Adultos não basta você dominar as teorias, os
modelos pedagógicos e os métodos e técnicas
de ensino.
EJA sob a perspectiva da
Pedagogia Social
Reforçamos nesta disciplina que os
conhecimentos podem ser classificados em quatro
grandes Domínios de Conhecimento – Universo,
Natureza, Corpo Humano e Sociedades Humanas -
e é isso que dificulta o tratamento curricular dos
conheci-
-mentos que tem um adulto. Denominamos o
conjunto destes conhecimentos como uma
Etnociência e se conhecemos a história de vida da
pessoa, como ela construiu o seu conhecimento e
que uso faz dele, fica mais fácil ajudá-la a organizar
este conhecimento e explicar os fundamentos
científicos implícitos nele.
EJA sob a perspectiva da
Pedagogia Social
Esta abordagem denominamos Alfabetização
Científica e assim ele vai entender ciências. Este
é o Princípio da Contextualização abordado no
texto da Semana 6 e a forma de levar para a sala
de aula o mundo da escola, os conhecimentos
construídos no mundo da vida e no mundo do
trabalho. Os textos que melhor fundamentam
esta perspectiva são Didática no Cárcere, O Mundo
da Vida e o Mundo da Escola e Sociedade e
Natureza, todos disponíveis no AVA.
Alfabetização Científica

Trabalhá-la sob a perspectiva da Etnociência


requer, primeiramente, ajudar o aluno a
organizar os conhecimentos que já tem, para
isso são uteis as Matrizes de Aprendizagem.
Nesta fase, o aluno precisará entender que até
que o Universo, a Natureza e o Corpo Humano
se constituíssem como tais, eles precisaram
aprender, por isso todos tem inteligência,
memória, história, linguagem e comunicação.
Alfabetização Científica

Entretanto, o Universo, a Natureza e o Corpo


Humano não retêm conteúdos e sim
resultados de aprendizagem, por isso são
perfeitos, equilibrados e permanentes, pois
sabem o que fazer regidos por leis que o ser
humano não compreende.
EJA como espaço da liberdade
e da autonomia
Art. 37. A educação de jovens e adultos será destinada àqueles
que não tiveram acesso ou continuidade de estudos nos ensinos
fundamental e médio na idade própria e constituirá instrumento
para a educação e a aprendizagem ao longo da vida.
§ 1º Os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens
e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade
regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as
características do alunado, seus interesses, condições de vida e de
trabalho, mediante cursos e exames.
§ 2º O Poder Público viabilizará e estimulará o acesso e a
permanência do trabalhador na escola, mediante ações integradas
e complementares entre si.
§ 3º A educação de jovens e adultos deverá articular-se,
preferencialmente, com a educação profissional, na forma do
regulamento.
EJA como espaço da liberdade
e da autonomia
Art. 38. Os sistemas de ensino manterão cursos e exames
supletivos, que compreenderão a base nacional comum do
currículo, habilitando ao prosseguimento de estudos em caráter
regular.
§ 1º Os exames a que se refere este artigo realizar-se-ão:
I - no nível de conclusão do ensino fundamental, para os maiores
de quinze anos;
II - no nível de conclusão do ensino médio, para os maiores de
dezoito anos.
§ 2º Os conhecimentos e habilidades adquiridos pelos educandos
por meios informais serão aferidos e reconhecidos mediante
exames.
Assim nós finalizamos nossa disciplina.
Espero ter despertado o interesse de vocês pela
Educação que se faz em tantos outros espaços
além da Escola e da Sala de Aula, e, muito
especialmente, pela EJA.
Continuarei à disposição de vocês em outros
espaços e em outros momentos.

Obrigado a todos/as, incluindo a Equipe Univesp,


que torna o EaD possível enquanto estratégia de
inclusão educacional.
EDUCAÇÃO DE JOVENS
E ADULTOS (EJA)

Webconferência
Revisão