P. 1
Manual SEFIP 8.4 (Leiaute)

Manual SEFIP 8.4 (Leiaute)

|Views: 2.601|Likes:
Publicado porMarcos Leal
manual da sefip da CEF
manual da sefip da CEF

More info:

Published by: Marcos Leal on Sep 11, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/27/2013

pdf

text

original

Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social - SEFIP

LEIAUTE DE FOLHA DE PAGAMENTO Manual de Especificação SEFIP - 8.0

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO/2005

SISTEMA EMPRESA DE RECOLHIMENTO DO FGTS E INFORMAÇÕES À PREVIDÊNCIA SOCIAL SEFIP - VERSÃO 8.0 PRINCIPAIS ALTERAÇÕES
O novo leiaute de folha de pagamento está sendo disponibilizado visando à adaptação e ajuste dos programas geradores do arquivo SEFIP.RE. Relacionamos abaixo as principais alterações que ocorrerão no SEFIP, cuja implantação está prevista para ocorrer no segundo semestre de 2005:      Os códigos declaratórios deixam de existir, sendo agregados aos códigos de natureza de recolhimento; O código 906 deixa de existir, sendo criada a opção “Ausência de Fato Gerador”, na tela de abertura do movimento; Criação do código de recolhimento 211 (Declaração para a Previdência Social de Cooperativa de Trabalho relativa aos contribuintes cooperados), em substituição ao código 911; Criação do código de recolhimento 135 (Recolhimento e/ou declaração ao FGTS e informações à Previdência Social relativas ao trabalhador avulso não portuário); Criação da categoria 26 (Dirigente sindical, em relação ao adic pago pelo sindicato; magistrado classista temporário da Justiça do Trabalho; magistrado dos Tribunais Eleitorais, quando, nas 3 situações, for mantida a qualidade de seg empregado (sem FGTS)), para informações do adicional pago;

 A empresa deverá entregar apenas um arquivo por competência, apresentando a totalidade de trabalhadores e obedecendo à chave definida pela Previdência, conforme abaixo:

Códigos de Recolhimento 115, 150, 155, 211 CNPJ/CEI do empregador Competência Chave FPAS Código de Recolhimento 130, 135, 608 CNPJ/CEI do empregador Competência FPAS Código de Recolhimento CNPJ/CEI do Tomador 650 CNPJ/CEI do empregador Competência FPAS Código de Recolhimento Número do processo/Vara/Período

Para os códigos exclusivos do FGTS (145, 307, 317, 327, 337, 345, 418, 604, 640 e 660) não se aplica a regra acima, ou seja, pode ser entregue mais de um arquivo por competência;

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO/2005

A empresa passa a identificar o recolhimento, declaração, retificação e/ou confirmação de informações através do campo Modalidade (Registro Tipo 00, campo 18), conforme tabela abaixo:

TIPO Branco 1 7 8 9

FINALIDADE Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência Declaração para FGTS e à Previdência Retificação de Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência Retificação de Declaração ao FGTS e à Previdência Confirmação Informações Anteriores – Rec/Decl ao FGTS e Decl à Previdência

   

O SEFIP passa a acatar até cinco cargas consecutivas de SEFIP.RE, desde que as modalidades sejam diferentes e a competência e o código de recolhimento sejam iguais; Para identificar o recolhimento complementar do FGTS, foi criado o indicativo “C” (Registro Tipo 32 – campo 12); A GFIP poderá ser impressa somente após a transmissão do arquivo validado pelo Conectividade Social; Criação do arquivo de competência 13 com informações exclusivas da Previdências Social.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO/2005

foi necessária a alteração e inclusão de críticas em alguns campos do arquivo de folha de pagamento (SEFIP.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Empregado Referente à Competência 13 Indicador de valor negativo ou positivo Valor Devido à Previdência Social Referente à Comp. 18. 20. 24. 17. Desc. 16. Nome do Campo Tipo de Remessa Competência Código de Recolhimento Indicador de Recolhimento FGTS Modalidade Indicador de Recolhimento da Previdência Social REGISTRO TIPO 10 – Informações da Empresa (Header da empresa ) Campo 15. 15. 13 Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 20. Nome do Campo Alíquota RAT Código de Centralização SIMPLES Código de Outras Entidades Código de Pagamento GPS Salário-Família Salário-Maternidade Contrib.Para atender o descrito acima.RE). 25. 26. 22. 17. 19. conforme relação abaixo: REGISTRO TIPO 00 – Informações do Responsável (Header do arquivo) Campo 3. 23. 16.

18.Outras Entidades sobre Folha de Pagamento Recolhimento de Competências Anteriores – Comercialização de Produção .0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . 17. 21. 16. 9. 19.REGISTRO TIPO 12 – Informações Adicionais do Recolhimento da Empresa Campo 5. 10.Pessoa Física Comercialização da Produção – Pessoa Jurídica Outras Informações – Processo Outras Informações – Processo – Ano Outras Informações . 20. 11 12. 26. 22.Valor do INSS sobre Folha de Pagamento Recolhimento de Competências Anteriores .Valor do INSS Recolhimento de Competências Anteriores – Comercialização de Produção – Outras Entidades Recolhimento de Competências Anteriores – Receita de Evento Desportivo/Patrocínio – Valor do INSS Valores pagos à Cooperativas de Trabalho – Serviços Prestados Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.Vara/JCJ Outras Informações – Período Início Outras Informações – Período Fim Compensação – Valor Corrigido Compensação – Período Início Compensação – Período Fim Recolhimento de Competências Anteriores . 15. 14. 13. Nome do Campo Dedução 13º Salário Licença Maternidade Receita Evento Desportivo/ Patrocínio Comercialização da Produção . 8. 6.

19. 17. 11.Outras Entidades sobre folha de pagamento. 16.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Desc.REGISTRO TIPO 20 – Registro do Tomador de Serviço/Obra de Construção Civil Campo Nome do Campo 13. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Código de Pagamento GPS Salário Família Contrib. 18.Valor do INSS sobre folha de pagamento. 8. Referente à competência 13 Valor de Retenção (Lei 9.Registro de informações adicionais do Tomador de Serviço/Obra de Const. Compensação – Valor Corrigido Compensação – Período Início Compensação – Período Fim Recolhimento de Competências Anteriores . Recolhimento de Competências Anteriores . 14. 9. 15. 10.711/98) Valor das faturas emitidas para o tomador REGISTRO TIPO 21 . Empregado Indicador de valor negativo ou positivo Valor Devido à Previdência Social. Civil Campo Nome do Campo 7.

10. Tipo de Inscrição – Tomador/obra de const. 5. 21. Civil(*) Inscrição Tomador/Obra Const. 19. REGISTRO TIPO 32 – Movimentação do Trabalhador Campo Nome do Campo 4.REGISTRO TIPO 30 . 16. 17. Tipo de Inscrição-Tomador/Obra Const. 5. Civil (*) Data Admissão (*) Código de Movimentação Data de Movimentação Indicativo de Recolhimento do FGTS Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 7.Registro do Trabalhador Campo Nome do Campo 4. Civil (*) Inscrição Tomador/obra de const. 12. 20. 23. 22.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . 11. civil (*) Remuneração sem 13o Remuneração 13o Ocorrência Valor Descontado do Segurado Remuneração base de cálculo da contribuição previdenciária Base de Cálculo 13o Salário Previdência Social – Referente à competência do movimento Base de Cálculo 13o Salário Previdência – Referente à GPS da competência 13.

RE _____________________________________ Validando os Registros de Entrada ____________________________________ Gerando o arquivo SEFIP.RE _________________________________________ Carregando o arquivo SEFIP.RE _____________________________________ 14 15 17 18 19 20 DISPOSIÇÕES GERAIS Validação __________________________________________________________ 21 TABELAS Tabela de Categorias de Trabalhador __________________________________ Tabela de Códigos de Recolhimento ____________________________________ Tabela de Códigos de Movimentação ___________________________________ Tabela de Movimentações casadas _____________________________________ Tabela de Códigos de Alteração de Trabalhador _________________________ Tabela de Ocorrências _______________________________________________ 68 69 70 71 72 72 Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.ÍNDICE INTRODUÇÃO Sobre o SEFIP ______________________________________________________ 09 Base de Incidência __________________________________________________ 10 ARQUIVO DE FOLHA DE PAGAMENTO Formato Obrigatório do Arquivo de Entrada ____________________________ Hierarquia dos Registros _____________________________________________ Classificando o arquivo SEFIP.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 .

ser transmitidos. Dúvidas relativas ao FGTS serão respondidas pela Caixa Econômica Federal. A CAIXA desenvolveu um Canal de relacionamento eletrônico. A GFIP poderá ser impressa somente após a transmissão do arquivo validado pelo Conectividade Social.GFIP e a Guia da Previdência Social – GPS.previdenciasocial. nos Postos de Arrecadação e Fiscalização do INSS e nas páginas da Caixa e do MPAS na Internet.br.caixa.caixa. os arquivos gerados pelo SEFIP deverão. bem como a relação dos campos contidos no arquivo.br ou da CAIXA. nos endereços www. para obterem maiores informações sobre o Sistema. ainda. O programa Conectividade Social é disponibilizado nas agências da CAIXA e no site www. em suas agências locais ou nas Centrais de Atendimento – 08005740101. por meio da Internet.gov. A Portaria Interministerial MT/MPAS Nº 326.gov. pelo número 191 nas Capitais ou 0800-780191 no interior.803/98.br e permite a transmissão pela internet dos arquivos gerados pelo SEFIP. disponível nos sites www.br. mediante o uso do CONECTIVIDADE SOCIAL.gov.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Para esclarecimento de dúvidas quanto à prestação das informações. Em caso de dúvidas sobre Legislação Previdenciária a empresa deve recorrer à Central de Orientação ao Contribuinte INSS local ou à Central de Atendimento Telefônico.br e www. As empresas podem. o contribuinte deve utilizar o Manual para Usuários do SEFIP. que pode ser obtido gratuitamente nas agências da Caixa. obrigatoriamente.caixa. O SEFIP gera automaticamente. de 19 de janeiro de 2000 estabeleceu a obrigatoriedade da entrega da GFIP em meio eletrônico para todos os empregadores sujeitos ao recolhimento do FGTS e/ou informações à Previdência Social.caixa. endereço www. a Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social . cada um dos registros. O presente manual apresenta a descrição do formato do arquivo de folha de pagamento a ser desenvolvido pela empresa.528/97.br ou www.mpas.mpas. após validação dos arquivos.br. A partir de março de 2005. de 10 de dezembro de 1997.gov.gov. conforme Portaria nº 227 de 25 de fevereiro de 2005. endereço www.gov. recorrer ao site da Previdência Social na Internet. seus tamanhos e críticas. estabeleceu a obrigatoriedade de utilização da Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social – GFIP. para uso gratuito por todas as empresas ou equiparadas que estão obrigadas a recolher o FGTS e/ou a prestar informações ao FGTS e à Previdência Social. regulamentada pelo Decreto nº 2. para troca de arquivos e mensagens por meio da Rede Mundial de computadores Internet. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. denominado CONECTIVIDADE SOCIAL. na rede bancária arrecadadora do FGTS. para fatos geradores ocorridos a partir de Janeiro de 1999.gov. Para facilitar o cumprimento dessas obrigações foi criado o Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social – SEFIP. de 20 de outubro de 1998.INTRODUÇÃO Sobre o SEFIP A Lei 9.

Adicionais de insalubridade. Produtividade. Abonos de qualquer natureza. Bonificações. por tempo de serviço. trabalho noturno. Representação. de 20. Horas extras. Diárias para viagem. Comissões. dentre outras. periculosidade.tanto para efeitos de cálculo da contribuição do FGTS quanto da Previdência Social .0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Repouso semanal remunerado. Etapas (marítimos). Férias normais gozadas na vigência do contrato de trabalho (inclusive um terço constitucional). exceto aqueles cuja incidência seja expressamente excluída por lei.1998. Décimo terceiro salário. Gratificações ajustadas (expressas ou tácitas).BASE DE INCIDÊNCIA A base de incidência do FGTS e da Previdência Social sofreu alterações. quando excederem a cinqüenta por cento da remuneração mensal do empregado.11. Prêmios contratuais ou habituais. Auxílio-doença (quinze primeiros dias de afastamento). pelo seu valor total. Quebra de caixa (bancário e comerciário). Gorjetas (espontâneas ou compulsórias). Aviso prévio trabalhado. as seguintes parcelas: I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV XVI XVII XVIII XIX Abono ou gratificação de férias. conforme texto da Lei 9711/98. por transferência de local de trabalho ou função. Integram para fins de cálculos dos valores devidos à Previdência Social e a serem recolhidos para o FGTS. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. com vistas a facilitar a aplicação de remuneração única . excedente aos limites legais (art. 143 e 144 da CLT).

Ajuda de custo. 470 da CLT. de 20/12/94. que exceder ao valor legal obrigatório. observadas as normas de proteção estabelecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego.929. salvo o salário-maternidade.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Saldo de salário. A incidência da contribuição sobre a remuneração das férias ocorrerá no mês a que elas se referirem mesmo quando pagas antecipadamente. 36 da Lei nº 4. VI VII VIII IX X XI Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. de 1º de dezembro de 1965.036/90). Ajuda de custo e o adicional mensal recebidos pelo aeronauta nos termos da Lei nº 5. Alimentação. Não se incluem na base de incidência do FGTS e da Previdência Social I II III IV V Abono do Programa de Integração Social – PIS e do Programa de Assistência ao Servidor Público – PASEP. de pesquisa científica e tecnológica e pelas fundações de apoio.pecuniário correspondente a conversão de 1/3 das férias (art. quando paga nos termos da Lei nº 6. Bolsa de complementação educacional de estagiário. Abonos de férias .870. em canteiro de obras ou local que. Salário in natura. de 30 de outubro de 1973. habitação e transporte. de 7 de dezembro de 1977. na forma do art. fornecidos pela empresa ao empregado contratado para trabalhar em localidade distante da de sua residência. Salário.494.XX XXI XXII XXIII XXIV XXV Retiradas de diretores não empregados equiparados aos trabalhadores sujeitos a regime do FGTS (art. convenção ou acordo coletivo de trabalho cujo valor não exceda a 20 dias (art. de que trata o art. Diárias para viagens. Benefícios da previdência social. 144 da CLT). regulamento da empresa. em parcela única. exija deslocamento e estada. Salário-família. por força da atividade. Bolsa de ensino.958. 143 da CLT) e aquele concedido em virtude de contrato de trabalho. 16 da Lei nº 8. nos termos e limites legais. Assistência ao trabalhador da agroindústria canavieira. desde que este direito seja extensivo à totalidade dos empregados da empresa. recebida exclusivamente em decorrência de mudança de local de trabalho do empregado. em conformidade com a Lei nº 8. pesquisa e extensão pagas pelas instituições federais de ensino superior. Complementação ao valor do auxílio doença. na forma da legislação trabalhista. Salário-maternidade. desde que não excedam a 50% (cinqüenta por cento) da remuneração mensal do empregado.

como proteção à relação de emprego contra a despedida arbitrária ou sem justa causa. Participação nos lucros ou resultados da empresa. de 8 de junho de 1973. Plano educacional que vise à educação básica e a cursos de capacitação e qualificação profissionais vinculados às atividades desenvolvidas pela empresa.XII XIII XIV XV XVI XVII XVIIII XVIX XX XXI XXII XXIII XXIV XXV XXVI XXVII XXVIII XXIX Direitos autorais . Multa paga ao empregado em decorrência da mora no pagamento das parcelas constantes do instrumento de rescisão do contrato de trabalho. previstas no inciso I do art. 9º da Lei nº 7. Licença prêmio indenizada. 477 da CLT.238. do pagamento da remuneração e do recolhimento da contribuição previdenciária. Parcela "in natura" recebida de acordo com os programas de alimentação aprovados pelo Ministério do Trabalho e da Previdência Social. Reembolso babá. quando devidamente comprovadas as despesas realizadas. observado o limite máximo de seis anos de idade da criança. nos termos da Lei nº 6. de 14 de abril de 1976. limitado ao menor salário-de-contribuição mensal e condicionado à comprovação do registro na carteira de trabalho e previdência social da empregada. quando da expiração normal do contrato . Indenização compensatória de quarenta por cento do montante depositado no FGTS. 10 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.valores recebidos em decorrência da sua cessão. observados. de 29 de outubro de 1984 – dispensa sem justa causa até trinta dias antes da data base. Indenização por tempo de serviço. conforme previsto no § 8º do art. Previdência complementar. Férias indenizadas e respectivo adicional constitucional. Indenização do tempo de serviço do safrista.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Indenização a que se refere o art. no que couber.321. 479 da CLT. 496 e 497 da CLT. os arts. do empregado não optante pelo Fundo de Garantia do Tempo de ServiçoFGTS. inclusive o valor correspondente à dobra da remuneração de férias de que trata o art. desde que este não seja utilizado em substituição de parcela salarial e que todos os empregados e dirigentes tenham acesso ao mesmo. Indenização recebida a título de incentivo à demissão. pago em conformidade com a legislação trabalhista. quando paga ou creditada de acordo com lei específica .art. aberta ou fechada .valor da contribuição efetivamente paga pela pessoa jurídica. anterior a 5 de outubro de 1988. Indenizações previstas nos arts. Indenização por despedida sem justa causa do empregado nos contratos por prazo determinado . observado o limite máximo de seis anos de idade. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.art. 14 da Lei nº 5. Reembolso creche pago em conformidade com a legislação trabalhista. desde que disponível à totalidade de seus empregados e dirigentes. 137 da Consolidação das Leis do Trabalho-CLT. Ganhos eventuais e abonos expressamente desvinculados do salário por força de lei.889. 9º e 468 da CLT.

Parcelas que só constituem base de incidência para o FGTS I II III IV Aviso prévio indenizado. Vestuários. exclusivamente. Remuneração que seria devida ao empregado afastado por motivo de acidente de trabalho. no que couber. Remuneração paga a contribuintes individuais sem FGTS. quando pagas ou creditadas em desacordo com a legislação pertinente. óculos. Servidor Público ocupante de cargo temporário. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS e Contribuição Social. 9° e 468 da CLT. despesas médico-hospitalares e outras similares. equipamentos e outros acessórios fornecidos ao empregado e utilizados no local do trabalho para prestação dos respectivos serviços. Remuneração que seria devida ao empregado afastado para prestar serviço militar obrigatório. Remuneração paga a Servidor Público titular de cargo efetivo. Remuneração paga a Agente Público. os arts. Valor despendido por entidade religiosa ou instituição de ensino vocacional com ministro de confissão religiosa. membro de instituto de vida consagrada. recebido na forma da legislação própria. Integram a remuneração exclusivamente para fins de cálculos dos valores devidos à Previdência Social: I II III IV V VI VII Adicional pago pelo sindicato a dirigente sindical. Remuneração paga a Agente Político. Vale transporte.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . inclusive o reembolso de despesas com medicamentos. aparelhos ortopédicos. integram a remuneração para todos os fins e efeitos. Valor das contribuições efetivamente pago pela pessoa jurídica relativo à prêmio de seguro de vida em grupo. de cargo em comissão. Remuneração paga a Servidor Público ocupante. de congregação ou de ordem religiosa em face do seu mister religioso ou para sua subsistência. desde que fornecido em condições que independam da natureza e da quantidade do trabalho executado. membro do Ministério Público e do Tribunal e Conselho de Contas.XXX XXXI XXXII XXXIII XXXIV XXXV Ressarcimento de despesas pelo uso de veículo do empregado quando devidamente comprovadas. Décimo terceiro salário correspondente ao aviso prévio indenizado. As parcelas acima relacionadas. magistrado. desde que previsto em acordo ou convenção coletiva de trabalho e disponível a totalidade de seus empregados e dirigentes. observados. próprio da empresa ou por ela conveniado. Valores pagos pela Justiça do Trabalho e Tribunais Eleitorais aos magistrados classistas. desde que a cobertura abranja a totalidade dos empregados e dirigentes da empresa. As indenizações previstas nos itens I e II somente poderão ser informadas na GRFC . Serviço médico ou odontológico.

O arquivo gerado deve chamar-se SEFIP. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. que pode assumir diferentes valores. a pessoa responsável pela carga do arquivo deverá verificar se os registros estão organizados segundo os critérios hierárquicos definidos e se os mesmos possuem o tamanho pré-estabelecido de 360 bytes cada. Cada registro possui o tamanho fixo de 360 bytes.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 .ARQUIVO DE FOLHA DE PAGAMENTO Formato Obrigatório do Arquivo de Entrada Antes de realizar a validação dos registros do arquivo de entrada de dados. a sua descrição e situação.RE e deverá estar no formato ASCII. conforme a tabela apresentada a seguir. a fim de que você possa obter todas as informações pertinentes sobre os procedimentos necessários para efetuar a formatação obrigatória para o arquivo de folha de pagamento do SEFIP. Esta seção apresenta o tipo de registro utilizado. As duas primeiras posições de cada registro representam o Tipo de Registro.

1 ou N registros tipo 32. Pelo menos 1 por 00 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa). Informações da empresa (header da empresa). Cada registro tipo 10 pode possuir apenas um registro tipo 12. Se existir. para a mesma chave. na hierarquia do arquivo. Se existir. Registro opcional. Cada registro tipo 20 pode possuir apenas um registro tipo 21. deve ter correspondência com um registro tipo 20 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + Tipo de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador). Inclusão/Alteração do endereço do trabalhador. (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + (Tipo de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador) + PIS/PASEP/CI + Data Admissão + categoria ). Cada registro 21 deve estar associado a somente um registro tipo 20. deve ter correspondência com um registro tipo 10 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + Tipo de trabalhador avulso. 1 por arquivo. deve ter correspondência com um registro tipo 10 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa). Pode estar associado a um registro tipo 10 ou tipo 20 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + (Tipo de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador) + PIS/PASEP/CI + Data Admissão + categoria).0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Cada registro tipo 12 deve estar associado a somente um registro tipo 10. na hierarquia do arquivo. na hierarquia do arquivo. Registro opcional. Registro do tomador de serviço/obra. arquivo). na hierarquia do arquivo. Obrigatório. deve ter correspondência com um registro tipo 10 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa). Registro opcional. Obrigatório. de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador).HIERARQUIA DOS REGISTROS Tipo do Registro 00 10 12 Descrição Situação 13 14 20 21 30 32 Informações do responsável (header do Obrigatório. Se existir. de prestação de serviço. Está associado a um registro tipo 10 ou 20 . de serviço/obra. Registro de movimentação do trabalhador. Pode haver 0. Se existir. na hierarquia do arquivo. Alteração cadastral do trabalhador. na hierarquia do arquivo. deve ter correspondência com um registro tipo 10 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa). empresa. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Registro opcional. Informações adicionais do recolhimento da Registro opcional. (Obrigatório para o recolhimento/declaração de Se existir. obra de construção civil e de dirigente sindical) Registro das informações adicionais do tomador Registro opcional. Registro do Trabalhador.

HIERARQUIA DOS REGISTROS Tipo do Registro 50 Descrição Registro de Empresa – Documento Específico de Recolhimento do FGTS (sua utilização exige autorização da CAIXA) Situação Para implementação futura Obrigatório quando tipo de remessa for igual a 3 – DERF Pelo menos 1 por 00 (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + Tipo de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador)). Não pode ser informado se tipo de remessa for igual a 1 – GFIP ou 2 – GRFC Obrigatório. Não pode ser informado se tipo de remessa for igual a 1 – GFIP ou 2 – GRFC Para implementação futura Obrigatório quando tipo de remessa for igual a 3 – DERF Está associado a um registro tipo 50 . 51 Registro de Individualização de valores recolhidos – Documento Específico de Recolhimento do FGTS (sua utilização exige autorização da CAIXA) Totalizador de arquivo (trailer do arquivo). 90 Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . (chave: Tipo de Inscrição + Inscrição da Empresa + (Tipo de Inscrição do Tomador + Inscrição do Tomador) + PIS/PASEP/CI + Data Admissão). 1 por arquivo.

data de admissão e categoria do trabalhador (campos 2. 5. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 5. 4 e 5). 3. PIS/PASEP/Nº Contribuinte Individual. 4 e 5). data de admissão e categoria do trabalhador (campos 2.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Registros 14 classificar por inscrição da empresa. Registros 12 classificar por inscrição da empresa (campos 2 e 3). 3. 6. PIS/PASEP/Nº Contribuinte Individual e data de admissão. 5. devendo estar agrupados. 4 e 5). 6 e 7) . 5. 3. data de admissão e categoria do trabalhador (campos 2. Registro 50 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço (campos 2. 7 e 8) . 7 e 8).RE O arquivo SEFIP. Registro 51 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço. Registros 13 classificar por inscrição da empresa. 6 e 7) . 3. data de admissão e categoria do trabalhador (campos 2. PIS/PASEP/Nº Contribuinte Individual . 3. Registros 21 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço (campos 2.Classificando o arquivo SEFIP. Registros 20 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço (campos 2. 3. PIS/PASEP/ Nº Contribuinte Individual. 3. Registros 32 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço. Registros 30 classificar por inscrição de empresa e de tomador de serviço. devendo estar agrupados. 4. 6 . 4. PIS/PASEP/ Nº Contribuinte Individual.RE deve estar classificado de acordo com a descrição abaixo:           Registros 10 classificar por inscrição da empresa (campos 2 e 3).

o mesmo deverá ser alinhado à direita e preenchido com brancos à esquerda. o mesmo deverá ser alinhado à direita e preenchido com zeros à esquerda.Validando os Registros de Entrada Neste capítulo você obterá as informações necessárias para efetuar a validação de seu arquivo de folha de pagamento. Na coluna Tipo. Os campos que tiverem o nome em negrito indicam que o seu conteúdo é obrigatório.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Caso não seja informado. deverá ser totalmente preenchido com brancos. Sempre que existir um campo numérico. deverá ser totalmente preenchido com brancos. Observações:    Os campos que possuírem (*) após o nome fazem parte da chave de indexação do registro. deverá ser totalmente preenchido com zeros. utilizamos as seguintes siglas: A: AN: N: V: D: Alfabético Alfanumérico Numérico Valor Data    Sempre que existir um campo texto. Caso não seja informado. o mesmo deverá ser alinhado à esquerda e preenchido com brancos à direita. Sempre que existir um campo de valor. Caso não seja informado.

TIPO Branco 1 7 8 9   FINALIDADE Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência Declaração ao FGTS e à Previdência Retificação de Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência Retificação de Declaração ao FGTS e à Previdência Confirmação Informações Anteriores – Rec/Decl ao FGTS e Decl à Previdência Sempre que existir mais de uma modalidade para a empresa. deve ser gerado um arquivo SEFIP. conforme abaixo. possibilitando a geração do arquivo validado com todos os trabalhadores CARREGANDO O ARQUIVO SEFIP.RE Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.RE Para permitir a geração do arquivo validado com todos os trabalhadores foram criados tipos de modalidade.GERANDO O ARQUIVO SEFIP.campo 18.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 .RE para cada modalidade para posterior geração de um único movimento com a totalidade de trabalhadores. que devem ser informados no Registro Tipo 00 .

etc…). A qualquer tempo poderá ser utilizada a funcionalidade de limpeza da base. serão mantidos caso os mesmos não venham informados nos arquivos das demais modalidades. Código de Centralização. Antes da execução do fechamento do movimento: . Endereço. Comercialização da Produção. Compensação. os mesmos serão atualizados. Se vierem serão substituídos. informando em todos os arquivos a mesma competência e código de recolhimento. Poderá constar em apenas uma modalidade para a mesma empresa/tomador. se houver uma nova carga. Os dados carregados do arquivo serão acumulados no banco de dados. após a confirmação.   TOMADOR – campos chave – Tipo de inscrição/Inscrição do Tomador Segue a mesma regra da empresa. Alíquota RAT. Para gerar um movimento com diferentes modalidades. que permite a exclusão de todos os dados de empresa/tomador/trabalhador.    A rotina de carga acatará apenas um arquivo SEFIP. possibilitando a geração do arquivo validado com todos os trabalhadores. como por exemplo: CNAE Fiscal.caso seja efetuada nova carga de arquivo com modalidade já existente no banco de dados. Alimentação do banco de dados: O banco de dados será alimentado pelo primeiro arquivo carregado. Nome Empresa/Razão Social. TRABALHADOR: campos chave . Na carga dos demais arquivos serão adotados os procedimentos a seguir:   RESPONSÁVEL: campos chave – Tipo de inscrição/Inscrição do responsável Sendo informado dados do responsável diferentes dos existentes no banco de dados. após a confirmação. Outras Informações . obedecendo a chave .caso seja efetuada nova carga com competência ou código de recolhimento diferente do banco de dados.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . Simples. exceto FPAS. .Vara. Será cadastrado na primeira carga. independente de ordem. de qualquer modalidade. Categoria. Código de Outras Entidades e valores de dedução. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. após a confirmação.PIS/PASEP/CI. mantendose no banco de dados apenas as informações do cadastro de responsável. Outras Informações Processo. Data de Admissão. todos os dados existentes na base para aquela modalidade serão excluídos e substituídos pelos novos. os demais dados do cadastro empresa serão atualizados pelo último arquivo carregado.   Após a execução do fechamento do movimento.RE por modalidade. Os dados carregados do Registro Tipo 12 (Receita Evento Desportivo/Patrocínio. EMPRESA: campos chave – Tipo de inscrição/Inscrição da empresa Se a empresa já constar no banco de dados. efetuar cargas consecutivas para cada uma delas. todos os dados existentes na base serão excluídos. pelos campos chave. todos os dados existentes no banco de dados serão excluídos e substituídos pelos novos.

alterações cadastrais e informações de endereço. todas as movimentações definitivas. as seguintes informações: remuneração 13º. dentre outras. remuneração base de cálculo 13º salário Previdência Social.0 Manual de Especificações AGOSTO/2005 . exceto I1. e as informações adicionais do movimento financeiro na opção MOVIMENTO.RE. é necessário completar as informações faltantes. antes de concluir o fechamento financeiro. I4 e L quando posteriores ao mês da competência. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. todas as informações complementares. gerado pelo programa de folha de pagamento e.DISPOSIÇÕES GERAIS Validação Para incluir novas informações de empresas/tomadores/trabalhadores. pois neste processo são excluídas.: NÃO realizar nova ABERTURA. incluindo se necessário as novas empresas/tomadores/trabalhadores na opção CADASTRO. I2. após finalizado o processo de importação do arquivo SEFIP. receitas. I3. OBS.

então número esperado CEI válido. 21 e 26. Tipo Crítica 1 1 2 2 N Tipo de Registro (*)  Campo obrigatório. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  Sempre “00”. então número esperado CPF válido. 5. 4.  Preencher com brancos. 6. 04. Nome do Campo De Até Tam. 19. A competência 13 admite apenas as categorias de trabalhador 01.  Não pode haver caracteres acentuados. 56 69 14 N Inscrição do Responsável  Campo obrigatório. Os códigos de recolhimento 418 e 604 devem ser utilizados exclusivamente na Entrada de Dados do SEFIP e estão contemplados apenas na versão em Plataforma Gráfica. 2 (CEI) ou 3 (CPF).  Só pode ser 1 (CNPJ). se a recolhimento e/ou  A opção 3 será implementada futuramente e somente deverá ser utilizada quando autorizada pela declaração e/ou retificação ao CAIXA. (Para indicar se o arquivo refere Só pode ser 1 (GFIP). 11. FGTS e à Previdência Social). A ausência de fato gerador e a exclusão de informações devem ser utilizadas exclusivamente na Entrada de Dados do SEFIP.    REGISTRO TIPO 00 – Informações do Responsável (Header do arquivo) A competência 13 destina-se exclusivamente à geração de informações à Previdência Social. 55 55 1 N Tipo de Inscrição – Responsável  Campo obrigatório.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Se Tipo Inscrição = 2.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 00 . 70 99 30 AN Nome Responsável (Razão  Campo obrigatório.  A primeira posição não pode ser branco.  Se Tipo Inscrição = 3. 20.  Se Tipo Inscrição = 1.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. 12. Social)  Não pode conter caracteres especiais. 2 3 53 51 AN Brancos (*)  Campo obrigatório. então número esperado CNPJ válido. 07. 05. ou 3 (DERF). 3 54 54 1 N Tipo de Remessa  Campo obrigatório.

7.

Nome do Campo Nome Pessoa Contato

De 100

Até 119

Tam 20

Tipo A

8.

Logradouro, rua, nº, andar, apartamento

120

169

50

AN

9.

Bairro

170

189

20

AN

10.

CEP

190

197

8

N

11.

Cidade

198

217

20

AN

12.

Unidade da Federação

218

219

2

A

                                 

Crítica Campo obrigatório. ão pode conter número. Não pode conter caracteres especiais. Não pode haver caracteres acentuados. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. A primeira posição não pode ser branco. Pode conter apenas caracteres de A a Z. Campo obrigatório. Não pode conter caracteres especiais. Não pode haver caracteres acentuados. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. A primeira posição não pode ser branco. Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Campo obrigatório. Não pode conter caracteres especiais. Não pode haver caracteres acentuados. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. A primeira posição não pode ser branco. Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Campo obrigatório. Número de CEP válido. Permitido apenas, números diferentes de 20000000, 30000000, 70000000 ou 80000000. Campo obrigatório. Não pode conter caracteres especiais. Não pode haver caracteres acentuados. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. A primeira posição não pode ser branco. Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Campo obrigatório. Deve constar da tabela de unidades da federação.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO /2005
REGISTRO TIPO 00

13. 14. 15.

Nome do Campo Telefone Contato Endereço INTERNET Contato Competência

De 220 232 292

Até 231 291 297

Tam. 12 60 6

Tipo N AN D

              

16.

Código de Recolhimento

298

300

3

N

17.

Indicador de Recolhimento FGTS (Para identificar se o recolhimento do FGTS será realizado até o dia 7 do mês seguinte ao da competência (no prazo) ou se será feito após esta data (em atraso) Obs.: O campo Código de Recolhimento determina a obrigatoriedade deste indicador.

301

301

1

N

    

Crítica Campo obrigatório. Deve conter no mínimo 02 dígitos válidos no DDD e 07 dígitos no telefone. Campo opcional. Endereço INTERNET válido. Campo obrigatório. Formato AAAAMM, onde AAAA indica o ano e MM o mês da competência. O mês informado deve ser de 1 a 13 e o ano maior ou igual a 1967. Só acatar o mês de competência 13 para ano maior ou igual a 1998. Não pode ser informado competência 13 para os códigos de recolhimento 130, 135, 145, 211, 307, 317, 327, 337, 345, 640, 650 e 660. Acatar apenas competência maior ou igual a 03/2000 para código de recolhimento 211. Acatar apenas competência menor que 10/1988 para o código de recolhimento 640. Acatar apenas competência maior ou igual a 03/2000 para recolhimento de empregador doméstico. Campo obrigatório. Os códigos de recolhimento 418 e 604 são utilizados exclusivamente na Entrada de Dados do SEFIP Plataforma Gráfica Informação deve estar contida na tabela de Código de Recolhimento, apresentada no final deste Manual. Só pode ser 1 (GFIP no prazo), 2 (GFIP em atraso) ou branco. Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 115, 130, 135, 145, 150, 155, 307, 317, 327, 337, 345, 608, 640, 650 e 660. Código de recolhimento 145, 307, 317, 327, 337, 345 e 640 só aceita indicador igual a 2 (GFIP em atraso). Não pode ser informado para o código de recolhimento 211. Não pode ser informado na competência 13.

Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO /2005
REGISTRO TIPO 00

18

Nome do Campo Modalidade do arquivo (Para identificar a que tipo de modalidade o arquivo se refere)

De 302

Até 302

Tam. 1

Tipo N

Crítica  Pode ser: Branco – Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência 1 - Declaração ao FGTS e à Previdência 7 - Retificação de Recolhimento ao FGTS e à Previdência 8 - Retificação de Declaração ao FGTS e à Previdência 9 - Confirmação Informações anteriores – Rec/Decl ao FGTS e Decl à Previdência  Para a competência 13, deve ser igual a 1.  Para os códigos 145, 307, 317, 327, 337, 345, 640 e 660 deve ser igual a branco ou 7.  Para os códigos 418 e 604 deve ser igual a branco.  Para o código 211 deve ser igual a 1, 8 ou 9.  Serão acatadas até cinco cargas consecutivas de SEFIP.RE.  Deverá existir apenas um arquivo SEFIP.RE para cada modalidade.      Formato DDMMAAAA. Só pode ser informado se o Indicador de Recolhimento FGTS for igual a 2 e a data informada deve ser posterior ao dia 07 do mês seguinte ao da competência e deve ser dia útil. A tabela contendo o edital para recolhimento em atraso, é disponibilizada em arquivo, nas agências da Caixa ou no site www.caixa.gov.br. Não pode ser informado quando o indicador de recolhimento do FGTS for diferente de 2 (GFIP em atraso). Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Campo obrigatório. Só pode ser 1 (no prazo), 2 (em atraso) ou 3 (não gera GPS). Deve ser igual a 3, para competência anterior a 10/1998 e para os códigos de recolhimento exclusivos do FGTS (145, 307, 317, 327, 337, 345, 640 e 660) . Formato DDMMAAAA. Só pode ser informado se Indicador de Recolhimento Previdência Social for igual a 2 e a data informada for posterior ao dia 02 do mês seguinte ao da competência. Para competência 13, deve ser posterior a 20/12/AAAA, onde AAAA é o ano a que se refere a competência.. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.

19.

Data de Recolhimento do FGTS (Indicar a data efetiva de recolhimento do FGTS, sempre que o recolhimento for realizado em atraso) Obs.: Os campos Código de Recolhimento e Indicador de Recolhimento FGTS determinam a obrigatoriedade desta data. Indicador de Recolhimento da Previdência Social (Para identificar se o recolhimento da Previdência Social será realizado no prazo ou em atraso) Data de Recolhimento da Previdência Social (Indicar a data efetiva de recolhimento da Previdência Social, sempre que o recolhimento for realizado em atraso) Obs.: O Indicador de Recolhimento da Previdência Social determina a obrigatoriedade desta data.

303

310

8

D

20.

311

311

1

N

      

21.

312

319

8

D

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP

Versão 8.0

Manual de Especificações AGOSTO /2005
REGISTRO TIPO 00

então número esperado CEI válido. 7 Tipo N   Crítica Campo deve ficar em branco.22. Brancos Final de Linha 342 360 359 360 18 1 AN AN  Campo obrigatório. mensalmente. 26.br.  Se Tipo Inscrição = 2. A tabela para recolhimento de GPS em atraso (SELIC) será disponibilizada.  Se Tipo Inscrição = 3. Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.previdenciasocial. 24. Nome do Campo Índice de Recolhimento em atraso da Previdência Social (Para recolhimentos efetuados a partir do 2º mês seguinte ao do vencimento.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 00 . no site www.caixa. 23. Referente à taxa SELIC + 2%). 327 328 327 341 1 14 N N 25.  Campo obrigatório. Preencher com brancos. então número esperado CNPJ válido. Tipo de Inscrição – Fornecedor Folha de Pagamento Inscrição do Fornecedor Folha de Pagamento De 320 Até 326 Tam. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  Só pode ser 1 (CNPJ). então número esperado CPF válido. 2 (CEI) ou 3 (CPF).  Se Tipo Inscrição = 1.br e www.gov.gov.

2 1 Tipo N N                                 Crítica Campo obrigatório. Para empregador doméstico só pode ser 2(CEI). Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Preencher com zeros. Não pode haver caracteres acentuados. Não pode conter caracteres especiais. então número esperado CNPJ válido. andar. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. 3. Campo obrigatório. Bairro 144 163 20 AN Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.Empresa (*) De 1 3 Até 2 3 Tam. Logradouro.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 . Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. A primeira posição não pode ser branco. Zeros (*) Nome Empresa/ Razão Social 18 54 53 93 36 40 N AN 6. Campo obrigatório. Se Tipo Inscrição = 1. rua. Para empregador doméstico só pode acatar 2 (CEI). 2. então número esperado CEI válido. Campo obrigatório. A primeira posição não pode ser branco. Se Tipo Inscrição = 2. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição . Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. apartamento 94 143 50 AN 7. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Campo obrigatório. Inscrição da Empresa (*) 4 17 14 N 4. Sempre “10”. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). Não pode conter caracteres especiais. nº. Não pode conter caracteres especiais. Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Campo obrigatório. Campo obrigatório. Não pode haver caracteres acentuados.REGISTRO TIPO 10 – Informações da Empresa (Header da empresa ) 1. A primeira posição não pode ser branco. Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Não pode haver caracteres acentuados. 5.

Indicador de Alteração CNAE FISCAL 214 214 1 A Crítica  Campo obrigatório.  Não pode conter caracteres especiais.  Para a competência 13. preencher com “N” ou “n”. Cidade 172 191 20 AN 10.  Deve conter no mínimo 02 dígitos válidos no DDD e 07 dígitos no telefone. CNAE FISCAL 207 213 7 N 14. 70000000 ou 80000000. apenas.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. 12.  Só pode ser “S” ou “s” quando a empresa desejar alterar o CNAE FISCAL e “N” ou “n” quando não desejar modificá-lo.  Para empregador doméstico utilizar o número 9500100. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 11.  Número válido de CNAE FISCAL.  Não pode haver caracteres acentuados.  Campo obrigatório.  Só pode ser “S” ou “s” quando a empresa desejar alterar o endereço e “N” ou “n” quando não desejar modificá-lo.  Campo obrigatório. números diferentes de 20000000. preencher com “N” ou “n”.  A primeira posição não pode ser branco.  Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  Campo obrigatório.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Para a competência 13.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 . Unidade da Federação Telefone Indicador de Alteração de Endereço 192 194 206 193 205 206 2 12 1 A N A 13. CEP De 164 Até 171 Tam.  Número de CEP válido. 8 Tipo N 9.  Deve existir na tabela de unidades da federação.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.Nome do Campo 8. 30000000.  Campo obrigatório.  Permitido.

150. 155. Nome do Campo Alíquota RAT (Informar alíquota para o cálculo da contribuição destinada ao financiamento dos benefícios concedidos em razão de incidência de incapacidade laborativa decorrente dos riscos ambientais do trabalho – RAT) De 215 Até 216 Tam. Código de Centralização (Para indicar as empresas que centralizam o recolhimento do FGTS ) 217 217 1 N Crítica Campo obrigatório. 307. Campo com uma posição inteira e uma decimal. Não pode ser informado para competências anteriores a 04/99 quando o FPAS for 639. 647. 135. 833 e 868 (empregador doméstico) e para a empresa optante pelo SIMPLES. 1 (centralizadora) ou 2 (centralizada). Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 . Quando existir empresa centralizadora deve existir. Campo obrigatório para competência maior ou igual a 10/1998. Só pode ser 0 (não centraliza). 211. uma empresa centralizada e viceversa. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. 608 e para empregador doméstico (FPAS 868). 345. 825. 337. Não pode ser informado para FPAS 604 com recolhimento de código 150 em competências posteriores a 10/2001.15. Deve ser igual a zero (0). Quando existir centralização. Será zeros para FPAS 604. 640 e 660. as oito primeiras posições do CNPJ da centralizadora e da centralizada devem ser iguais. Não pode ser informado para competências anteriores a 10/1998. Campo obrigatório. para os códigos de recolhimento 130. 317. 2 Tipo N                16. 337. 317. 327. no mínimo. Empresa com inscrição CEI não possui centralização.

Deve ser igual a 868 para empregador doméstico. 671. Nome do Campo SIMPLES (Para indicar se a empresa é ou não optante pelo SIMPLES (Lei n° 9.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 .Não Optante.Empresa com Liminar para não recolhimento da Contribuição Social – Lei Complementar 110/01.Produtor Rural Pessoa Física (CEI e FPAS 604 ) com faturamento anual superior a R$1.00 . 1 Tipo N             18.terceiros) 219 221 3 N Crítica Campo obrigatório. pois a informação das categorias 15. De 218 Até 218 Tam. Deve ser diferente de 620.faturamento anual superior a R$1.00 . Só pode ser 1 . 680 e 736. 639.000. FPAS (Informar o código referente à atividade econômica principal do empregador/contribuinte que identifica as contribuições ao FPAS e a outras entidades e fundos . 663. 2 – Optante. Campo obrigatório.faturamento anual superior a R$1. 5 – Não Optante – Empresa com Liminar para não recolhimento da Contribuição Social – Lei Complementar 110/01. pois as GPS desses códigos serão geradas automaticamente.000. Deve ser diferente de 744 e 779.200. Deve ser um FPAS válido. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.317. 3 – Optante . Não pode ser informado para competência anterior a 12/1996. de 26/06/2001. Deve ser diferente de 663 e 671 a partir da competência 04/2004. 23 e 25 indica os respectivos fatos geradores dessas contribuições.200.000.200. 6 – Optante . Não pode ser informado para o código de recolhimento 640. sempre que forem informados os respectivos fatos geradores dessas contribuições. 18. 4 – Não Optante . Deve sempre ser igual a 1ou 5 para FPAS 582. de 26/06/2001. 16.  Deve sempre ser igual a 1 para o FPAS 868 (empregador doméstico). de 05/12/96) e para determinar a isenção da Contribuição Social).17.00. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.

307. 608 e 650. 211 e 650.732/98) Salário-Família (Informar o total pago pela empresa a título de saláriofamília. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 150. Valor deve ser composto de três inteiros e duas decimais. 4 Tipo N                        20. 155. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 327. Campo obrigatório para competência maior ou igual a 10/1998. 650. Não pode ser informado para a competência 13. Deve estar contido na tabela de terceiros. 230 234 5 N 22. 345. 307. 211. 345. O valor informado será deduzido na GPS) 226 229 4 N 21. Não pode ser informado para competências anteriores a 04/1999. 640 e 660. Para FPAS 868 (empregador doméstico) acatar apenas os códigos GPS 1600 e 1651. Acatar apenas para os códigos de recolhimento 115. 640 e 660. 3 ou 6. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. Opcional para os códigos de recolhimento 115 e 211. 150. Deve ser preenchido com zeros para FPAS 868 ( empregador doméstico). 327. 660 e FPAS 868 (empregador doméstico). Nome do Campo Código de Outras Entidades (Informar o código de outras entidades e fundos para as quais a empresa está obrigada a contribuir) De 222 Até 225 Tam. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Deve ficar em branco quando o SIMPLES for igual a 2 . Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. Não pode ser informado para competências anteriores a 10/1998. Só pode ser informado quando o FPAS for igual a 639 e deverá ser sempre igual a 100%. 4 ou 5. 327. 345. 135. 317.19. Não pode ser informado para competências anteriores a 04/99 para o código FPAS 639. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. 130. 235 249 15 V Crítica Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 115. Deve ser preenchido com zeros para o FPAS 582 quando a competência for maior ou igual a 10/1998. conforme tabela divulgada pelo INSS). Não pode ser informado para competências anteriores a 10/1998.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 . Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 640. Sempre que não informado preencher com zeros. Código de Pagamento GPS (Informar o código de pagamento da GPS. inclusive zeros se SIMPLES for igual a 1. 307. 337. Percentual de Isenção de Filantropia (Informar o percentual de isenção conforme Lei 9.

337. 27. Contrib.23. 13 (Informar o valor total devido à Previdência Social. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 650. 345. 135. Banco “Para débito em conta corrente. De 250 Até 264 Tam. 155 e 608. Não deverá ser informado Preencher com zeros 280 280 1 V   Não deverá ser informado Preencher com zeros 281 294 14 V   Não deverá ser informado Preencher com zeros 295 297 3 N    Campo opcional. Não pode ser informado para licença maternidade iniciada a partir de 01.campo 26 . O valor será deduzido na GPS. deve ser válido. Não pode ser informado para competências anteriores a 10/1998. Empregado Referente à Competência 13 (Informar o valor total da contribuição descontada dos segurados na competência 13). Indicador de valor negativo ou positivo (Para indicar se o valor devido à Previdência Social . Não pode ser informado para as competências 06/2000 a 08/2003. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 660 e para empregador doméstico (FPAS 868). Se informado. 317. Não pode ser informado para a competência 13. na competência 13). 25 26. Desc.é (0) positivo ou (1) negativo). Sempre que não informado preencher com zeros. 327. 640. Valor Devido à Previdência Social Referente à Comp. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 307. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. 145. Opcional para os códigos de recolhimento 150.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 .12.1999 e com benefícios requeridos até 31/08/2003. 15 Tipo V           24. Implementação futura” 265 279 15 V Crítica Opcional para o código de recolhimento 115. Nome do Campo Salário-Maternidade (Indicar o total pago pela empresa a título de salário-maternidade no mês em referência. 211.

28. Implementação futura” Zeros Brancos Final de Linha De 298 Até 301 Tam. 32.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 10 . 4 Tipo N 302 310 9 AN 311 356 360 355 359 360 45 4 1 V AN AN Crítica  Campo opcional. 31. 30.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. deve ser válido.  Campo obrigatório. Nome do Campo Agência “Para débito em conta corrente.  Para implementação futura. Implementação futura” Conta Corrente “Para débito em conta corrente. deve ser válido.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.  Se informado.  Campo opcional. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 29.  Campo obrigatório.  Se informado.  Preencher com brancos.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.

 Não pode ser informado para as competências 01/2001 a 08/2003. 211. 317.  Se Tipo Inscrição = 1. 345.na competência da rescisão do contrato de trabalho (exceto rescisão por justa causa). 155 e 608.  Opcional para o código de recolhimento 115. 3.na competência 13. 4. então número esperado CEI válido.  Preencher com zeros. 145.  A inscrição esperada deve ser igual à do registro tipo 10 imediatamente anterior. Tipo de Inscrição – Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) 3 4 3 17 Tam.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. Nome do Campo De Até 1. 135.  Não pode ser informado para licença maternidade iniciada a partir de 01/12/1999 e com benefícios requeridos até 31/08/2003.REGISTRO TIPO 12 – Informações Adicionais do Recolhimento da Empresa  brigatório para os códigos de recolhimento 650 e 660. 2 1 14 Tipo N N N Crítica  Campo obrigatório.  Opcional para a competência 13.  Opcional para os códigos de recolhimento 150. nos casos em que o empregador/contribuinte for responsável pelo pagamento do salário-maternidade. então número esperado CNPJ válido.  Não pode ser informado para competências anteriores a 10/1998.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . 327.  Sempre “12”. aposentadoria sem continuidade de vínculo.  Sempre que não informado preencher com zeros.  Deve ser informado quando houver movimentação por rescisão de contrato de trabalho (exceto rescisão com justa causa). 307.  Se Tipo Inscrição = 2. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. 650. Zeros (*) Dedução 13º Salário Licença Maternidade (Informar o valor da parcela de 13º salário referente ao período em que a trabalhadora esteve em licença maternidade. 5. aposentadoria por invalidez ou falecimento. 660 e para empregador doméstico (FPAS 868). referente ao valor pago durante o ano.  Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 1 2 Tipo de Registro (*) 2. 640. 337.  Campo obrigatório.  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). A informação deve ser prestada nas seguintes situações: . aposentadoria sem continuidade de vínculo ou falecimento ) 18 54 53 68 36 15 N V Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. . para empregada que possuir afastamento por motivo de licença maternidade no ano.

Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 2704 ou 2437. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. publicidade. 327. será gerada GPS com os códigos de pagamento 2607. 337. só pode ser: “E” (receita referente a arrecadação de eventos). Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 640. Não pode ser informado para competência anterior a OUT de 1998. 307. 317. Nome do Campo Receita Evento Desportivo/ Patrocínio (Informar o valor total da receita bruta de espetáculos desportivos em qualquer modalidade. “A” (receita referente à arrecadação de eventos e patrocínio). 640. 7. Se informado. 337. 608.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . Sempre que não informado preencher com zeros. licenciamento de marcas e símbolos. conforme o caso. 327. 345. Não pode ser informado para a competência 13. 317. 660 e para empregador doméstico (FPAS 868). Comercialização da Produção Pessoa Física (Informar o valor da comercialização da produção no mês de competência. Não pode ser informado para a competência 13. 650. 211. propaganda e transmissão de espetáculos celebrados com essas associações desportivas) Indicativo Origem da Receita (Indicar a origem da receita de evento desportivo/patrocínio) De 69 Até 83 Tam. Sempre que informado. 135. 211. 145. 15 Tipo V      Crítica Campo opcional para código de recolhimento 115 Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 135. Não pode ser informado para a competência 13. Sempre que o campo for “P” será gerada automaticamente a GPS com código de pagamento 2500. em competências posteriores a 10/2001. 608. Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. realizada com produtor rural pessoa física) 85 99 15 V            Deve ser preenchido se o valor da Receita de Evento Desportivo/Patrocínio for informada. realizado com qualquer associação desportiva que mantenha equipe de futebol profissional ou valor total pago a título de patrocínio. Campo opcional para código de recolhimento 115. Sempre que não informado preencher com zeros. 84 84 1 AN  8. 145.6. 307. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 650. Não pode ser informado quando FPAS for 604 e código de recolhimento 150. 345. 660 e para empregador doméstico (FPAS 868). “P” (receita referente a patrocínio).

608. 650. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. Formato AAAAMM. Sempre que não informado preencher com zeros. Campo obrigatório para o código de recolhimento 660. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. Campo obrigatório para o código de recolhimento 660. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 337. será gerada GPS com os códigos de pagamento 2607 ou 2704. Não pode ser informado para empresa optante pelo SIMPLES. Campo opcional para os códigos de recolhimento 650. 345. 327. conforme o caso. Não pode ser informado para competência anterior a 10/1998.145. caso o campo “Outras informações – Processo”. Sempre que informado.9. em competências posteriores a 10/2001. para o código de recolhimento 660 . tenha sido informado. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Não pode ser informado quando FPAS for 604 e código de recolhimento for 150. Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. 317. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Outras Informações . 640. Outras Informações – Processo 115 125 11 N 11 Outras Informações – Processo – Ano (Informar apenas quando na numeração do processo constar o ano). Campo obrigatório. Outras Informações – Período Início (Destinado à informação do AAAAMM de início do pleito da Reclamatória Trabalhista/ Dissídio Coletivo) 135 140 6 D Crítica Campo opcional para os códigos de recolhimento 115. 660 e para empregador doméstico (FPAS 868). para os código de recolhimento 650. Não pode ser informado para os demais códigos. Não pode ser informado para os demais códigos. Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 650 e 660.Vara/JCJ 126 129 4 N 12. Nome do Campo Comercialização da Produção – Pessoa Jurídica (Informar o valor da comercialização da produção realizada no mês de competência por produtor pessoa jurídica) De 100 Até 114 Tam. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 15 Tipo V                           10. Campo opcional para os código de recolhimento 650 caso o campo “Outras informações – Processo” tenha sido informado.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . Não pode ser informado para os demais códigos. Não pode ser informado para os demais códigos. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Não pode ser informado para a competência 13. Campo opcional. 135. 130 134 5 N 13. Formato AAAA. 211. 307.

147 161 15 V 16. Opcional para os códigos de recolhimento 115 e 650. 327. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. Formato AAAAMM. recolhido indevidamente ou a maior em competências anteriores e que a empresa deseja compensar na atual GPS .Guia da Previdência Social). Só deve ser informado se o campo “Compensação . Opcional para os códigos de recolhimento 115 e 650. Compensação – Período Início (Para informação AAAAMM de início das competências recolhidas indevidamente ou a maior) De 141 Até 146 Tam. Compensação – Período Fim (Para informação do AAAAMM final das competências recolhidas indevidamente ou a maior) 168 173 6 D Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 307.Valor Corrigido” for diferente de zero. Formato AAAAMM. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 640 e 660. 211. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998.14. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 345.Valor Corrigido” for diferente de zero. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Deve ser menor ou igual à competência informada. 307. 640 e 660. 345. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. para os códigos de recolhimento 650 e 660. Período Fim deve ser maior ou igual ao Período Início e menor ou igual que o mês de competência. Não pode ser informado para competência 13. 162 167 6 D 17. Obrigatório caso o campo “Compensação – Período início” estiver preenchido. Só deve ser informado se o campo “Compensação . Período Fim deve ser posterior ou igual ao Período Início. Nome do Campo Outras Informações – Período Fim (Destinado à informação do AAAAMM de fim do pleito da Reclamatória Trabalhista/ Dissídio Coletivo) Compensação – Valor Corrigido ( Informar o valor corrigido. Campo obrigatório. 6 Tipo D                             Crítica Formato AAAAMM. 345. Não pode ser informado para os demais códigos. Não pode ser informado para competência 13. 211. 327. 640 e 660. 327. 15. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. Sempre que não informado preencher com zeros. Não pode ser informado para competência 13. 307. Campo opcional para códigos de recolhimento 115 e 650. 211. Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo).

Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. Nome do Campo Recolhimento de Competências Anteriores . 640. 650 e 660. 345. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. 317. Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. Sempre que não informado preencher com zeros. 19. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Não pode ser informado quando o FPAS for 868 (empregador doméstico). Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso).Valor do INSS sobre Folha de Pagamento (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. 345. De 174 Até 188 Tam. 327. 307. 307. 2704 ou 2437). 15 Tipo V      Crítica Campo opcional para códigos de recolhimento 115. 345.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . 20. Neste campo informar o total do campo 6 da GPS de códigos de pagamento 2607. Não pode ser informado na competência 13. 327. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 204 218 15 V         Campo opcional para código de recolhimento 115. 337. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998.18. Neste campo informar o total do campo 9 da GPS) Recolhimento de Competências Anteriores – Comercialização de Produção .Valor do INSS (informação os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. 608. 640 e 660. 135. Sempre que não informado preencher com zeros. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. 145. 211. Sempre que não informado preencher com zeros. 211e 650. 211e 650. 327. 307. Neste campo informar o total do campo 6 da GPS) Recolhimento de Competências Anteriores Outras Entidades sobre Folha de Pagamento (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). 640 e 660. 189 203 15 V      Campo opcional para códigos de recolhimento 115.

Sempre que não informado preencher com zeros. 23. 345. 317.21. Neste campo informar o total do campo 9 da GPS de códigos de pagamento 2607 . 650 e 660. 234 248 15 V         249 263 15 V  Para implementação futura. 345. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 264 278 15 V  Para implementação futura. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador.zeros. Não pode ser informado quando o FPAS for 868 (empregador doméstico). quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador. 145. 22. quando possuir trabalhador categoria 04 ou 07.  Até autorização da CAIXA preencher com zeros.  Até autorização da CAIXA preencher com zeros. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. Campo opcional para código de recolhimento 115. 03. Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. 327.Receita de Evento Desportivo/Patrocínio . Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. 640. Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). Não pode ser informado na competência 13. 24.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . 15 Tipo V         Crítica Campo opcional para códigos de recolhimento 115. 135. 608. Só deve ser informado se Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). Neste campo informar o total do campo 6 da GPS de código de pagamento 2500). Sempre que não informado preencher com. Não pode ser informado na competência 13. 05 e 06 (Informar o valor total das remunerações das categorias 01. 211. 608.  Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 307 e 327. Nome do Campo Recolhimento de Competências Anteriores – Comercialização de Produção – Outras Entidades (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. 03. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 307. Recolhimento de Competências Anteriores . 317. 2704 ou 2437).  Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 307 e 327.Valor do INSS (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social . Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. Parcelamento do FGTS – Somatório Remunerações das Categorias 01. 135. 327. 307. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 145. 211. 337. 02. 337. 05 e 06) Parcelamento do FGTS – Somatório Remuneração das Categorias 04 e 07 (Informar o valor total das remunerações das categorias 04 e 07) De 219 Até 233 Tam. 650 e 660. 02. Não deve ser informado quando o FPAS for 868 (empregador doméstico). 640.

317.valor recolhido Informar o valor total recolhido ao FGTS (Depósito + JAM + Multa) Valores pagos à Cooperativas de Trabalho – Serviços Prestados (Informar o montante dos valores brutos das notas fiscais ou faturas de prestação de serviços emitidas pelas cooperativas no decorrer do mês. 640.  Não pode ser informado para o código de recolhimento 115 quando for exclusivo de Receita de Comercialização de Produção/Patrocínio e Eventos desportivo. preencher com zeros. Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.  Não pode ser informado para FPAS 604 no código de recolhimento 150.  Não pode ser informado para competências anteriores a 03/2000. 29. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 337. 650 e 660.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 12 . Preencher com brancos.  Sempre que não informado preencher com zeros. 211. Nome do Campo Parcelamento do FGTS . Implementação futura Brancos Final de Linha 309 354 360 353 359 360 45 6 1 V AN AN Campo opcional para os código de recolhimento 115. que é base de cálculo da contribuição).  Não pode ser informado na competência 13. 608. Para implementação futura.  Até autorização da CAIXA preencher com zeros.  Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 150 e 155 quando for exclusivo de retenção. 327.  Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 28.25.  Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 307 e 327.   26 294 308 15 V 27. Até autorização da CAIXA. 345. 307. quando o CNPJ da empresa for igual ao CNPJ do tomador.  Não pode ser informado se FPAS da empresa for igual a 868 (empregador doméstico). Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155. De 279 Até 293 Tam. 15 Tipo V Crítica  Para implementação futura. 135. quando competência posterior a 10/2001. 145.

Deve ser menor ou igual a competência informada.REGISTRO TIPO 13 – Alteração Cadastral Trabalhador      Não pode ser informado para a competência 13. Não pode ser informado para a categoria 02. 05. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 04. Não serão acatadas 03 ou mais alterações cadastrais para o mesmo trabalhador em campos sensíveis: Nome. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Número de matrícula atribuído pela empresa ao trabalhador. 150. Campo obrigatório. 8. 23. Deve ser maior ou igual a 20/12/2000 para a categoria de trabalhador 07. 03. 5. Categoria Trabalhador (Código deve estar contido na tabela categoria do trabalhador indicado no final deste Manual) Matrícula do Trabalhador 73 74 2 N 75 85 11 N  Não pode ser informado para a categoria 06. 337. Campo obrigatório. Deve conter uma data válida. Sempre “13”. 21. 17 . Campo obrigatório. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. quando houver. 15. Deve ser informado para as categorias de trabalhadores 01. então número esperado CNPJ válido. 12. então número esperado CEI válido. Campo obrigatório. 19. Preencher com zeros. 02. 2. 20. Se Tipo Inscrição = 2. CTPS. Campo obrigatório. 3. 24 . Formato DDMMAAAA. Deve existir somente 01 registro 13 por trabalhador (PIS + Data de Admissão + Categoria + Empresa) por código de alteração cadastral. 6. 2 1 14 Tipo N N N                       Crítica Campo obrigatório. 22. 06 e 07. 14. 04. 4. 06 e 07. PIS e Data de Admissão. 135. 05.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 13 . 608. 1. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 155. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição (*) Inscrição da Empresa (*) De 1 3 4 Até 2 3 17 Tam. Não pode ser informado para as categorias 11. 18. 25 e 26. Acatar somente as categorias 01. se houver somente alteração cadastral no arquivo. 16. 13. Se Tipo Inscrição = 1. O número informado deve ser válido. 03. Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04. 317. Zeros (*) PIS/PASEP/CI Data de Admissão 18 54 65 53 64 72 36 11 8 N N D 7.

13. 17. Nome do Campo Número CTPS De 86 Até 92 Tam.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 13 . 7 Tipo N 10.9.  Campo obrigatório. 06 e 07. Novo Conteúdo do Campo Brancos Final de Linha 196 266 360 265 359 360 70 94 1 AN AN AN Crítica  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. 03.  Campo obrigatório.  Preencher com brancos.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.  Pode conter apenas caracteres de A a Z. Série CTPS 93 97 5 N 11. 14. 04.  Preencher com código válido fornecido pela CAIXA.  Não pode haver caracteres acentuados.  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  Opcional para a categoria de trabalhador 02. 16. conforme descrito no final deste Manual. 03.  Campo obrigatório.  A primeira posição não pode ser branco.  Opcional para a categoria de trabalhador 02.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Não pode conter caracteres especiais.  Não pode ser informado para a categoria 05 . 06 e 07.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Campo obrigatório.  Critica conforme as regras estabelecidas para os campos alterados.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Nome Trabalhador 98 167 70 A 12.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. 04.  Deve estar contido na tabela de tipos de alteração do trabalhador. Código Empresa CAIXA Código Trabalhador CAIXA Código Alteração Cadastral 168 182 193 181 192 195 14 11 3 N N N 15.  Não pode ser informado para a categoria 05.  Preencher com código válido fornecido pela CAIXA.  Não pode conter número.

 Não pode ser informado para categoria 02.  Preencher com zeros. 04. 6. 02.  Sempre “14”. Só deve existir um registro tipo 14 por trabalhador (PIS + Data de Admissão + Categoria + Empresa).  A inscrição esperada deve ser igual a do registro 10 imediatamente anterior.REGISTRO TIPO 14 – Inclusão/Alteração Endereço do Trabalhador      Categorias permitidas: 01. 06 e 07. então número esperado CEI válido.  Se Tipo Inscrição = 2. 5.  Código informado só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). se houver somente informação de endereço no arquivo.  Se Tipo Inscrição = 1. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição – Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) De 1 3 4 Até 2 3 17 Tam. 135. Para as demais categorias não há registro tipo 14. 07. 04. 317. 3.  O número informado deve ser válido. 05. 150. 1. 02. Categoria Trabalhador (Código deve estar contido na tabela categoria do trabalhador indicado no final deste Manual). 2. Zeros (*) PIS/PASEP/CI Data Admissão 18 54 65 53 64 72 36 11 8 N N D 7.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.  Campo obrigatório para as categorias de trabalhadores 01.  Campo obrigatório. 03. 06.  Campo obrigatório.  Deve ser menor ou igual a competência informada.  Campo obrigatório.  Deve ser maior ou igual a 20/12/2000 para a categoria de trabalhador 07. 03. 4. 155. 2 1 14 Tipo N N N Crítica  Campo obrigatório. 03.  Formato DDMMAAAA. 04.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 14 .  Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04. 06 e 07. então número esperado CNPJ válido.  Campo obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. 05. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 73 74 2 N Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Não pode ser informado para a competência 13. 337 e 608. 05.  Campo obrigatório.  Deve conter uma data válida.

 Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Não pode haver caracteres acentuados.  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01.8.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. 03.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  A primeira posição não pode ser branco.  Não pode ser informado para a categoria 05. CEP 227 234 8 N Crítica  Campo obrigatório. rua.  Não pode haver caracteres acentuados. Série CTPS 152 156 5 N 11.  Não pode haver caracteres acentuados. números diferentes de 20000000. 04.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  Campo obrigatório.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 14 .  Não pode conter número.  Não pode conter caracteres especiais.  A primeira posição não pode ser branco. andar.  Não pode conter caracteres especiais. apenas.  Não pode ser informado para a categoria 05.  Permitido.  Campo obrigatório. 03 .  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. nº. 06 e 07. 04. 30000000.  Não pode conter caracteres especiais. 70 Tipo A 9. 70000000 ou 80000000.  Número de CEP válido. Nome do Campo Nome Trabalhador De 75 Até 144 Tam. apartamento 157 206 50 AN 12.  A primeira posição não pode ser branco.  Opcional para a categoria de trabalhador 02.  Campo obrigatório.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.  Pode conter apenas caracteres de A a Z. Logradouro.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Número CTPS 145 151 7 N 10. Bairro 207 226 20 AN 13.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Opcional para a categoria de trabalhador 02. 06 e 07.

Cidade De 235 Até 254 Tam.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.  Preencher com brancos.  Não pode haver caracteres acentuados.  Campo obrigatório.  Deve constar da tabela de Unidade da Federação.  Não pode conter caracteres especiais. 20 Tipo AN 15. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Unidade da Federação Brancos Final de Linha 255 257 360 256 359 360 2 103 1 A AN AN Crítica  Campo obrigatório. 17.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. 16.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Campo obrigatório.Nome do Campo 14.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 14 .  Campo obrigatório.  A primeira posição não pode ser branco.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.

0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 20 .  A inscrição da empresa deve ser a mesma do registro 10.  Sempre “20”. 337.  Preencher com zeros.  Se Tipo Inscrição = 2. 608.  Não pode haver caracteres acentuados. então número esperado CEI válido.Retificação de Recolhimento ao FGTS e Declaração à Previdência e 8 . 317. 4. 155 . 150. Const. Civil (*)  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). Civil 33 54 53 93 21 40 N AN  Campo obrigatório. imediatamente anterior. 211. 19 32 14 N Inscrição Tomador/Obra  Campo obrigatório. Zeros (*) Nome do Tomador/Obra de Const.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. então número esperado CEI válido. (Destinado à informação da  Se Tipo Inscrição = 2. Para as modalidades 7 . obra de construção civil e dirigente sindical). 3. 2. Para o código de recolhimento 608 só deve existir um tomador.Retificação de Declaração ao FGTS e à Previdência só deve existir um tomador.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Tipo Crítica 1 2 2 N Tipo de Registro (*)  Campo obrigatório.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Civil (*)  Se Tipo Inscrição = 1.  Não pode conter caracteres especiais. 18 18 1 N Tipo de Inscrição–Tomador/  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. 3 3 1 N Tipo de Inscrição – Empresa  Campo obrigatório. então número esperado CNPJ válido. então número esperado CNPJ válido. Nome do Campo De Até Tam. inscrição da empresa tomadora de serviço nos recolhimentos de trabalhadores avulsos.  Se Tipo Inscrição = 1.  A primeira posição não pode ser branco. 135. 6.REGISTRO TIPO 20 – Registro do Tomador de Serviço/Obra de Construção Civil    1. Obrigatório para os códigos de recolhimento:130. prestação de serviços. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 4 17 14 N Inscrição da Empresa (*)  Campo obrigatório. 5. 7. Obra Const. (*)  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI).

Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. nº. Número de CEP válido. Unidade da Federação Código de Pagamento GPS (Informar o código de pagamento da GPS. 70000000 ou 80000000. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.) 192 194 193 197 2 4 A N                               Crítica Campo obrigatório. números diferentes de 20000000. Deve constar da tabela de Unidade da Federação. Não pode haver caracteres acentuados. Não pode conter caracteres especiais. Campo obrigatório. A primeira posição não pode ser branco. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Campo obrigatório. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. 135. 50 Tipo AN 9. A primeira posição não pode ser branco. andar.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 20 . Nome do Campo Logradouro. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Permitido. Campo obrigatório. Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. conforme tabela divulgada pelo INSS. Não pode conter caracteres especiais. Cidade 172 191 20 AN 12. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 211. Acatar apenas para os códigos de recolhimento130. Campo obrigatório para competência maior ou igual a 10/1998. Campo obrigatório. 30000000. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. CEP 164 171 8 N 11. apartamento De 94 Até 143 Tam. apenas. A primeira posição não pode ser branco. Não pode conter caracteres especiais. rua. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Bairro 144 163 20 AN 10. 155 e 608. Não pode haver caracteres acentuados. Não pode haver caracteres acentuados. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.8. 13. Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. 317e 337.

campo 17 . Não pode ser informado para empresa de FPAS 604 no recolhimento 150 em competências posteriores a outubro de 2001.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 20 .666. Só pode ser informado para os códigos de recolhimento 150. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 130. 243 257 15 V       Campo opcional para os códigos de recolhimento 150 e 155 Só deve ser informado para competência maior ou igual a 02/1999. 229 242 14 V   Não deverá ser informado Preencher com zeros 18.) 213 227 15 V          Crítica Campo opcional. Não pode ser informado quando o FPAS for 868 (empregador doméstico). Não pode ser informado para os demais códigos de recolhimento. 15 Tipo V 15. 3% ou 4%.14. na competência 13. Sempre que não informado preencher com zeros.) De 198 Até 212 Tam. O valor informado será deduzido na GPS. 6° da Lei n° 10. 16 Contrib. 155 e 608. 211. Empregado Referente à competência 13 (Informar o valor total da contribuição descontada dos segurados na competência 13. Desc.) Indicador de valor negativo ou positivo (Para indicar se o valor devido à Previdência Social . Sempre que não informado preencher com zeros. Não pode ser informado para o código 155 quando for recolhimento de pessoal administrativo.711/98) ocorridas durante o mês. Não pode ser informado para a competência 13.711/98) (informar o valor correspondente ao montante das retenções (Lei n 9. 317 e 337.) Valor Devido à Previdência Social. correspondente aos serviços prestados em condições que permitam a concessão de aposentadoria especial (art. Nome do Campo Salário Família (Indicar o total pago pela empresa a título de salário família. Referente à competência 13 (Informar o valor total devido à Previdência Social. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. incluindo o acréscimo de 2%. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Não deverá ser informado Preencher com zeros 228 228 1 V   Não deverá ser informado Preencher com zero 17.) Valor de Retenção (Lei 9. de 08/05/2003).é (0) positivo) ou (1) negativo. O valor informado será deduzido na GPS. 135.

21. da Lei n 8. Não pode ser informado para os demais códigos de recolhimento. inciso IV.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 20 . 273 318 360 317 359 360 45 42 1 V AN AN Para implementação futura. 22. Zeros Brancos Final de Linha De 258 Até 272 Tam. Não pode ser informado para competências anteriores a 03/2000. em razão da contribuição instituída pelo art. Até autorização da CAIXA preencher com zeros. 15 Tipo V     Crítica Campo obrigatório para o código de recolhimento 211.  Preencher com brancos.876/99).  Campo obrigatório.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha. com a redação dada pela Lei n 9. Nome do Campo Valor das faturas emitidas para o tomador (Informar o montante dos valores brutos das notas fiscais ou faturas de prestação de serviços emitidas a cada contratante no decorrer do mês. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.19 20. 22.212/91. Sempre que não informado preencher com zeros.  Campo obrigatório.

Campo obrigatório. 135. Zeros (*) Compensação – Valor Corrigido (Informar o valor corrigido a compensar .  Sempre que não informado preencher com zeros. na hipótese de pagamento ou recolhimento indevido ao INSS em competências anteriores e que a empresa deseja compensar na atual GPS . 155. então número esperado CNPJ válido. Se Tipo Inscrição = 1. 2 1 14 Tipo N N N Crítica Campo obrigatório. Civil (*) (Destinado à informação da inscrição da empresa tomadora de serviço nos recolhimentos de trabalhadores avulsos. então número esperado CNPJ válido. 4.  Não pode ser informado para os código de recolhimento 317 e 337. então número esperado CEI válido. Se Tipo Inscrição = 1. Campo obrigatório. 155. 2.  Preencher com zeros. prestação de serviços. 18 19 18 32 1 14 N N              6. 317. 1.Registro de informações adicionais do Tomador de Serviço/Obra de Const.  Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. Campo obrigatório. Sempre “21”. 150. imediatamente anterior. A inscrição da empresa deve ser a mesma do registro 10. 211 e 608.REGISTRO TIPO 21 . Campo obrigatório. 150. 135. obra de construção civil e dirigente sindical). Tipo Inscrição– Tomador/ Obra Const.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 21 . Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição – Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) De 1 3 4 Até 2 3 17 Tam. 3.  Só deve ser informado se o Indicador de Recolhimento da Previdência Social (campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo). Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.Guia de Recolhimento da Previdência Social ). Civil  Opcional para os códigos de recolhimento:130.  Não pode ser informado na competência 13. Se Tipo Inscrição = 2.  Campo opcional para os códigos de recolhimento 130. 33 54 53 68 21 15 N V  Campo obrigatório. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 211. 337 e 608. 7. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 5. Civil (*) Inscrição Tomador/Obra Const. Se Tipo Inscrição = 2. então número esperado CEI válido.

317 e 337. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 317 e 337. 155 e 608. 150.Neste campo informar o total do campo 6 da GPS. Neste campo informar o total do campo 9 da GPS. Campo opcional para os códigos de recolhimento 130. Sempre que não informado preencher com zeros. 155 e 608.Valor Corrigido” for diferente de zero. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.) Recolhimento de Competências Anteriores Outras Entidades sobre folha de pagamento. 11. 6 Tipo D 9.Valor Corrigido” for diferente de zero. Só deve ser informado se o campo “Compensação . 135. Obrigatório caso o campo “Compensação – Período início” estiver preenchido. De 69 Até 74 Tam. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 317 e 337. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Formato AAAAMM. Não pode ser informado na competência 13. Deve ser posterior ou igual ao período início da compensação Período Fim deve ser maior ou igual ao Período Início e menor ou igual que o mês de competência. Sempre que não informado preencher com zeros. Não pode ser informado para código de recolhimento 211. Opcional para os códigos de recolhimento 130. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 317 e 337. 96 110 15 V     Campo opcional para os códigos de recolhimento 130. Compensação – Período Fim (Para informação do AAAAMM final das competências recolhidas indevidamente ou a maior) 75 80 6 D 10. 211 e 608. Só deve ser informado se o campo “Compensação . Não pode ser informado para código de recolhimento 211.) 81 95 15 V                       Crítica Formato AAAAMM. Só deve ser informado quando o Indicador de Recolhimento da Previdência Social(campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). Opcional para os códigos de recolhimento 130. 135. Deve ser menor ou igual à competência informada. (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. 135. 135. 150. 211 e 608.8. 150. 155. (Informar os valores de contribuições de competências anteriores não recolhidas por não terem atingido o valor mínimo estabelecido pela Previdência Social. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. Não pode ser informado para competência 13.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 21 . Nome do Campo Compensação – Período Início (Para informação AAAAMM de início das competências recolhidas indevidamente ou a maior). Só deve ser informado quando o Indicador de Recolhimento da Previdência Social(campo 20 do registro 00) for igual a 1 (GPS no prazo) ou 2 (GPS em atraso). 150. Recolhimento de Competências Anteriores Valor do INSS sobre folha de pagamento. 155.

15 Tipo V 126 140 15 V 141 155 15 V 15. Campo obrigatório.12 13 14 Nome do Campo Parcelamento do FGTS – somatório das remunerações das categorias 01. Até autorização da CAIXA preencher com zeros. Parcelamento do FGTS . Campo obrigatório.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 21 . 156 360 359 360 204 1 AN AN              Crítica Para implementação futura. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 03. Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 317 e 337. Até autorização da CAIXA preencher com zeros. Até autorização da CAIXA preencher com zeros. Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 317 e 337. 02. Preencher com brancos. 05 e 06. Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha. Para implementação futura. Parcelamento do FGTS – somatório das remunerações das categorias 04 e 07. Para implementação futura. Campo obrigatório para os códigos de recolhimento 317 e 337.valor recolhido Brancos Final de Linha De 111 Até 125 Tam. 16.

155. 6. 33 44 43 51 11 8 N D           Campo obrigatório. 155. 04. então número esperado CEI válido. 12. então número esperado CEI válido.  Sempre “30”. então número esperado CNPJ válido. 7. Deve ser menor ou igual a competência informada. 337 e 608. 07. Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04. Tipo de Inscrição – Tomador/obra de const. Civil (*) Inscrição Tomador/obra de const. 20. O número informado deve ser válido. Acatar categoria 17.REGISTRO TIPO 30 .  Obrigatório para os códigos de recolhimento 130. 135.  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 135. Acatar categoria 07 apenas para competência maior ou igual a 12/2000. PIS/PASEP/CI (*) Data Admissão (*) 18 18 1 N 5.  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI).  Se Tipo Inscrição = 2. 4. obra de construção civil e dirigente sindical). Deve conter uma data válida. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 30 . Acatar categoria 06 apenas para competência maior ou igual a 03/2000. Nome do Campo De Até Tam.  Sempre que não informado. 211.  Sempre que não informado. 19 32 14 N Crítica  Campo obrigatório. 211. 03. Deve ser maior ou igual a 20/12/2000 para a categoria de trabalhador 07. 21 e 26.  Se Tipo Inscrição = 1. 337 e 608. 2. 317. Tipo 1 2 2 N Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) 3 4 3 17 1 14 N N  1. Formato DDMMAAAA. campo deve ficar em branco.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. 11. 317.  Campo obrigatório.  Obrigatório para os códigos de recolhimento 130. 06. civil (*) (Destinado à informação da inscrição da empresa tomadora de serviço nos recolhimentos de trabalhadores avulsos.  Se Tipo Inscrição = 2. 24 e 25 apenas para código de recolhimento 211. Não pode ser informado para as demais categorias. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 150. 05. 18. 150.  Campo obrigatório. prestação de serviços. campo deve ficar em branco. 19.  Se Tipo Inscrição = 1. 3.Registro do Trabalhador    Acatar categoria 14 e 16 apenas para competências anteriores a 03/2000. Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. então número esperado CNPJ válido.

Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 15. 04 . Não pode ser informado para as demais categorias. Não pode ser informado para as demais categorias. 03 . Deve ser igual a data de admissão quando a mesma for maior ou igual a 05/10/1988. 03. 24 ou 25. 06. Não pode haver caracteres acentuados. 22. 147 154 8 D                                Campo obrigatório. 18. Opcional para a categoria de trabalhador 02. 07 e 26. 54 123 70 A 10. 06 e 07 e deve conter uma data válida. 03 . Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Deve ser maior ou igual a data de admissão e limitada a 05/10/1988 quando a data de admissão for menor que 05/10/1988. Pode conter apenas caracteres de A a Z. 06. Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Data de Opção (Indicar a data em que o trabalhador optou pelo FGTS). Número de matrícula atribuído pela empresa ao trabalhador. 05. Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. 9. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 13. Não pode ser informado para o código de recolhimento 640. Nome do Campo Categoria Trabalhador (*) (Código deve estar na tabela categoria do trabalhador. Não pode ser menor que 01/01/1967. 23. apresentada no final deste Manual) Nome Trabalhador De 52 Até 53 Tam. para as categorias 1 e 3. Formato DDMMAAAA. 17. 04. 2 Tipo N Crítica  Campo obrigatório. Número CTPS 135 141 7 N 12. quando houver. Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Opcional para a categoria de trabalhador 02.8. 07 e 26. Matrícula do Empregado 124 134 11 N 11. Deve ser maior ou igual a 20/12/2000 e igual a data de admissão para categoria de trabalhador 07. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 04. 16 . Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Não pode conter número. Não pode conter caracteres especiais. Deve ser maior ou igual a 02/06/1981 para a categoria de trabalhador 05.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 30 . Série CTPS 142 146 5 N 13. 14. Deve ser maior ou igual a 01/03/2000 para a categoria de trabalhador 06. Não pode ser informado para as categorias 06. Não pode ser informado para as demais categorias. A primeira posição não pode ser branco. para as categorias 1 e 3. Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04.

06. 07. 17. acrescentando zero a esquerda. 14. Sempre que não informado preencher com zeros. 16. Sempre que não informado preencher com zeros. 04. quando a empresa opta por contribuir sobre seu salário-base e os classifica como categoria 14 ou 16. 11. 20. Campo obrigatório para as categorias 14 e 16 (apenas em recolhimentos de competências anteriores a 03/2000). 15. 24 e 25. 07. Nome do Campo Data de Nascimento De 155 Até 162 Tam. 23. Não pode ser informado para as demais categorias. 21 e 26. Campo opcional para as categorias de trabalhadores 01. 19. Código “família” deve estar contido na tabela do novo CBO. 19. Campo obrigatório para as categorias 05. Campo obrigatório para categoria 02. Deve ser menor que a data de admissão. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Deve ser igual a 05121 para empregado doméstico (categoria 06). não devem vir acompanhadas das respectivas movimentações . 20. 03. 22. Não pode ser informado para as demais categorias. Não pode ser informado para a competência 13. 19. 21 e 26 deve conter uma data válida. 12. Excluir do valor da remuneração o 13º salário pago no mês). Não pode ser informado para a competência 13. As remunerações pagas após rescisão do contrato de trabalho e conforme determinação do Art. 8 Tipo D                          15 CBO – Código Brasileiro de Ocupação 163 167 5 AN 16. 18. 07. o 17. 12. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 21 e 26. 06. 466 da CLT. 03. Não pode ser informado para a competência 13. Utilizar os quatro primeiros dígitos do grupo “Família” do novo CBO. Classe de Contribuição (Indicar a classe de contribuição do autônomo. Campo obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. 168 182 15 V 183 197 15 V 18. não devem vir acompanhadas das respectivas movimentações . 02. 20. 04. 466 da CLT. 13. As remunerações pagas após rescisão do contrato de trabalho e conforme determinação do Art. Remuneração sem 13 (Destinado à informação da remuneração paga. o Remuneração 13 (Destinado à informação da parcela de 13º salário pago no mês ao trabalhador).0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 30 . 12.14.(0 + XXXX onde XXXX é o código da família do novo CBO a qual pertence o trabalhador). Se informado deve ter 2 casas decimais válidas. conforme base de incidência. 198 199 2 N Crítica Formato DDMMAAAA. 04. 06. Deve ser maior a 01/01/1900. Campo Obrigatório. devida ou creditada ao trabalhador no mês. A classe deve estar compreendida em tabela fornecida pelo INSS). 03. 05. 02. Opcional para as categorias 01. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.

Z2. ainda nos meses de afastamento e retorno de licença maternidade) O valor informado será considerado como contribuição do segurado. 217 231 15 V        Campo obrigatório para as movimentações (registro 32) por O1. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.15. Não pode ser informado na competência 13. 24 e 25 a partir da competência 04/2003. R. O2. De 200 Até 201 Tam. 18. 17. 11. 13. 21 e 26. 135 e 650. Campo opcional para os códigos de recolhimento 130. 307. Obrigatório para categoria 26. Deve ficar em branco se trabalhador não esteve exposto a agente nocivo e não possui mais de um vínculo empregatício. 12. 02. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 15. 20 e 21. 337. 11. ou quando tratarse de recolhimento de trabalhador avulso. Não pode ser informado para as demais categorias. 19.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 30 . 327. Nome do Campo Ocorrência (Destinado à informação de exposição do trabalhador a agente nocivo e/ou para indicação de multiplicidade de vínculos para um mesmo trabalhador). 20. 03. 22. 04. 20. 06. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145. 04. 19. Z3 e Z4. 01. Remuneração base de cálculo da contribuição previdenciária (Destinado à informação da parcela de remuneração sobre a qual incide contribuição previdenciária.11. 24 e 25 a partir da competência 04/2003. 17. 06.19. 12. Não pode ser informado para competência anterior a outubro de 1998. 22 e 23 permitido apenas branco. 02. 04. Campo opcional para as categorias de trabalhadores igual a 01. 345. quando o trabalhador estiver afastado por motivo de acidente de trabalho e/ou prestação de serviço militar obrigatório ou na informação de Recolhimento Complementar de FGTS) 202 216 15 V Crítica Campo opcional para as categorias 01. dissídio coletivo ou reclamatória trabalhista. 07 ou 08. Campo opcional para a categoria 02 a partir da competência 04/1999. ou. Campo opcional para as categorias 05. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 06. 640 e 660. Campo opcional para competência maior ou igual a 12/1999 para afastamentos por motivo de licença-maternidade iniciada a partir de 01/12/1999 e com benefícios requeridos até 31/08/2003. 13. devendo ser informado 05. 07 e 08. 07. 06. 12. Campo opcional para as categorias 01. 03 e 04. 317. 19. Para as categorias 02. Valor Descontado do Segurado (Destinado à informação do valor da contribuição do trabalhador com mais de um vínculo empregatício. Campo opcional para as ocorrências 05. Deve ser uma ocorrência válida (ver tabela). 21. 18. Sempre que não informado preencher com zeros. 2 Tipo N                  20. Para empregado doméstico (Cat 06) e diretor não empregado (Cat 05) permitido apenas branco ou 05. 07. 06. 07. 23. Campo obrigatório quando o Indicativo “C” de Recolhimento Complementar de FGTS for informado (registro Tipo 32 – campo 12). Campo opcional para as categorias de trabalhadores igual a 05. 21 e 26. Sempre que não informado preencher com zeros.

para a geração da GPS. 247 261 15 V      Campo opcional para a competência 12. 06. Na competência 12 – Indicar eventuais diferenças de gratificação natalina de empregados que recebem remuneração variável – Art.  Campo obrigatório. Brancos Final de Linha 262 360 359 360 98 1 AN AN  Campo obrigatório. Parágrafo 25.11. informando o valor da base de cálculo do 13º dos empregados que recebem remuneração variável. Não pode ser informado nas demais competências. Deve ser utilizado apenas na competência 12. o Base de Cálculo 13 Salário Previdência – Referente à GPS da competência 13. 07. 15 Tipo V         Crítica Obrigatório para a competência 13. Obrigatório no mês de rescisão para quem trabalhou mais de 15 dias no ano e possui código de movimentação por motivo rescisão (exceto rescisão com justa causa). 02.06 .1999) Na competência 13.Nome do Campo 22. 04 . 25. 24. Obrigatório para os códigos de recolhimento 130 e 135 Obrigatório para os códigos de recolhimento 608 quando houver trabalhador da categoria 02 no arquivo. 06 .0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 30 . Só pode ser informado para as categorias 01. 23. 19. Sempre que não informado preencher com zeros. 21 e 26 na competência 12. Campo opcional para as categorias 01. 19. 12. 04 . 21 e 26. Sempre que não informado preencher com zeros. em relação a remuneração apurada até 20/12 sobre a qual já houve recolhimento em GPS). 19. Campo opcional para as categorias 01. indicar o valor total do 13º salário pago no ano ao trabalhador) De 232 Até 246 Tam. 216. 20. 04 . 12. o Base de Cálculo 13 Salário Previdência Social – Referente à competência do movimento (Na competência em que ocorreu o afastamento definitivo – informar o valor total do 13º pago no ano ao trabalhador. Se informado o campo 22 (registro 30) deve ser diferente de zeros.265 de 29.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha. Opcional para os códigos de recolhimento 650. 21 e 26. aposentadoria com quebra de vínculo ou falecimento. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 07.  Preencher com brancos. 12. Decreto 3. 20. 07. 20.

Civil(*)  Para os códigos de recolhimento 130. 04. 07. 12. 12. 327. 3. 135.  Para os demais códigos de recolhimento. 6. então número esperado CEI válido. Tipo Crítica 1 2 2 N Tipo de Registro (*)  Campo obrigatório. Civil (*)  Se Tipo Inscrição = 1. 11 . então número esperado CNPJ válido. I4 e L (com GRFC) . 18 18 1 N Tipo de Inscrição-Tomador/  Campo obrigatório. 11. 21 e 26. então número esperado CNPJ válido.  Campo obrigatório para as categorias de trabalhadores 01.  Deve ser maior ou igual a 20/12/2000 para a categoria de trabalhador 07. no mês anterior a rescisão e no mês da rescisão com a remuneração devida no respectivo mês. 317. recolhimentos de trabalhadores avulsos. PIS/PASEP/CI (*) Data Admissão (*) 33 44 43 51 11 8 N D  Campo obrigatório. 05. 5.  Sempre “32”. I2.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 32 .  Deve ser menor ou igual a competência informada. 4 17 14 N Inscrição da Empresa (*)  Campo obrigatório.  O número informado deve ser válido. 155 e 608 Const. 19. 20. 337 e 345.  Se Tipo Inscrição = 1. 05. 21 e 26 Não pode ser informado para competência 13 Obrigatório informar as movimentações I1. obra de construção civil e dirigente sindical). Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 155 e 608 tipo informado só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI).  Formato DDMMAAAA e deve conter uma data válida. 19. da empresa tomadora de serviço nos  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco . 2.  Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04. 7. 135. Não pode ser informado para os códigos de recolhimento 145.  Se Tipo Inscrição = 2. 02. campo deve ficar em branco. 07. Nome do Campo De Até Tam. (Destinado à informação da inscrição  Se Tipo Inscrição = 2.  1. então número esperado CEI válido. 3 3 1 N Tipo de Inscrição Empresa (*)  Campo obrigatório. 03. 150. 19 32 14 N Inscrição Tomador/Obra  Obrigatório para os códigos de recolhimento 130.  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 03. 4. 06. 307. Obra Const.REGISTRO TIPO 32 – Movimentação do Trabalhador    Permitido para as categorias de trabalhador 01. prestação de serviços. 150.  Não pode ser informado para as demais categorias . 20. I3. 04 . 06.

 Deve ser informado o código e a data do afastamento sempre que houver a informação de uma movimentação de retorno. O3. Q5. Z1. O2. 54 123 70 A 10. Z2. apresentada no final deste Manual).  Deve estar compreendida no mês da competência. Q4. U3. 03. 02. Q5. Nome Trabalhador De 52 Até 53 Tam. quando ocorrer a movimentação.  O campo não deve ser preenchido para o Indicativo “C” de Recolhimento Complementar do FGTS. R.  Não pode conter caracteres especiais.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Q3. 11. L. 21 e 26. Q6 e R.  Devem ser informadas as movimentações H. Q2. para os códigos de movimentação H. S3. Q1. K.  Deve estar compreendida no mês imediatamente anterior ou no mês da competência. Q2. Z3. 07. Q4. 20. R. P1. 2 Tipo N Crítica  Campo obrigatório. mensalmente.  A primeira posição não pode ser branco. Q6. Data de Movimentação 126 133 8 D  Campo obrigatório. K. I4 ou L. O3. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. I1. I3 . Q2. 05. J. Z2.  Pode conter apenas caracteres de A a Z. X e Y. 12.  Deve ser menor ou igual ao mês de competência .  Deve ser uma data válida. considerando como data de afastamento o dia imediatamente anterior ao efetivo afastamento e como data de retorno o último dia do afastamento. se o código de movimentação for Z1. Z4. Q3. O2.  Formato DDMMAAAA. J. 06.  Deve ser maior que data de admissão. W.  Deve estar compreendida no mês anterior.  Campo obrigatório para as categorias trabalhador 01.  Não pode ser informado mais de uma movimentação definitiva por trabalhador.8. Z3 e Z4 em todos os tomadores (códigos de recolhimento 150 e 155. S2.  Campo obrigatório para movimentação do trabalhador. N1. U1 e U2. Q1. Z5 e Z6. N2. 19. Q6. I2.  Deve ser informada para os códigos de movimentação O1. Q1. Q4. para códigos de movimentação O1.  Não pode conter número. 04. P2. I2. Nome do Campo Categoria Trabalhador (*) (Código deve contar na tabela categoria do trabalhador.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 32 . Q3. Código de Movimentação 124 125 2 AN 11. I3. 9. M. até que se dê o efetivo retorno. O1. no mês da competência ou no mês posterior (se o recolhimento do FGTS já tiver sido efetuado) e o código de movimentação for I1.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.) em que o trabalhador estiver alocado. Q5. O2.  Não pode haver caracteres acentuados.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. I3. 06 e 07.  Campo obrigatório. “C” ou “c” e “Branco”. Não pode ser informado para os demais códigos de movimentação. 04. Sempre que não informado campo deve ficar em branco. Obrigatório para códigos de movimentação I1. 05 e 07. I2.) Brancos Final de Linha De 134 Até 134 Tam.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 32 . 13. 03. 14. Utiliza-se “C” para indicar se é Recolhimento Complementar do FGTS. Deve ser informado o indicativo “S” apenas para as categorias 01. 02.  Preencher com brancos. I2. 135 360 359 360 225 1 AN AN  Campo obrigatório. 04. Deve ser informado o indicativo “C” apenas para as categorias 01. “N” ou “n”.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha. I3. Não deve ser informado o indicativo “C” para os códigos 640 e 660. Não pode ser informado para a competência 13. 05. 1 Tipo AN          Crítica Caracteres possíveis: “S” ou “s”. I4 ou L. Se indicativo for igual a “S” o valor da remuneração será considerado apenas para cálculo da contribuição previdenciária. I4 ou L.12. sendo que a base de cálculo da Previdência Social deverá ser diferente da remuneração para cálculo do FGTS. Nome do Campo Indicativo de Recolhimento do FGTS (Utiliza-se “S” ou “N” para indicar se o empregador já efetuou arrecadação FGTS na Guia de Recolhimento Rescisório para trabalhadores com movimentação código I1. Só deve ser informado “S’ ou “N” para competência maior que 01/1998.

Civil 94 94 1 N 7.  Sempre “50”. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 046.    Se Tipo Inscrição = 1. então número esperado CEI válido.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 50 . 5. prestação de serviços. Tipo de Inscrição – Tomador (*) Inscrição Tomador (*) (Destinado à informação da inscrição da empresa tomadora de serviço nos recolhimentos de trabalhadores avulsos. então número esperado CNPJ válido. Nome do Tomador de serviço/obra de const. então número esperado CNPJ válido. 4.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.REGISTRO TIPO 50– Empresa Com Recolhimento pelos códigos 027.  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI).  Permitido apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Zeros (*) Nome Empresa/ Razão Social 18 54 53 93 36 40 N AN 6. 95 108 14 N 8. 3. Se Tipo Inscrição = 2.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório.  Não pode haver caracteres acentuados. 2.  Preencher com zeros.  Tipo Inscrição = 1. 2 1 14 Tipo N N N Crítica  Campo obrigatório.  Se Tipo Inscrição = 2.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. então número esperado CEI válido. obra de construção civil e dirigente sindical).  Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). CNPJ do tomador não pode ser igual ao da empresa.  Campo obrigatório.  Para os demais códigos de recolhimento o campo deve ficar em branco.  A primeira posição não pode ser branco. 109 148 40 AN  Não pode conter caracteres especiais. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição – Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) De 1 3 4 Até 2 3 17 Tam.  Campo obrigatório. 604 e 736 (Header da empresa ) (PARA IMPLEMENTAÇÃO FUTURA) 1.  A primeira posição não pode ser branco.

 Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. Cidade 227 246 20 AN 13. rua.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 50 .  Permitido.  Não pode haver caracteres acentuados. Bairro 199 218 20 AN 11.  Número válido de CNAE. 50 Tipo AN 10. 70000000 ou 80000000.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Não pode conter caracteres especiais.  Deve conter no mínimo 02 dígitos válidos no DDD e 06 dígitos no telefone.  A primeira posição não pode ser branco.  Não pode haver caracteres acentuados. 14.  A primeira posição não pode ser branco.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9. apenas. Unidade da Federação Telefone CNAE 247 249 261 248 260 267 2 12 7 A N N Crítica  Campo obrigatório. nº.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes.  Deve constar da tabela de Unidade da Federação.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Número de CEP válido. Nome do Campo Logradouro.  Campo obrigatório.  Não pode conter caracteres especiais.9.  Campo obrigatório. 15. números diferentes de 20000000.  Não pode conter caracteres especiais.  Não pode haver caracteres acentuados. andar.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos.  Campo obrigatório. apartamento De 149 Até 198 Tam. CEP 219 226 8 N 12.  A primeira posição não pode ser branco.  Pode conter apenas caracteres de A a Z e números de 0 a 9.  Campo obrigatório. 30000000.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 284 360 359 360 76 1 AN AN  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. Empresa com inscrição CEI não possui centralização. 1 (centralizadora) ou 2 (centralizada). Nome do Campo Código de Centralização (Para indicar as empresas que centralizam o recolhimento do FGTS ) De 268 Até 268 Tam.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 50 .  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.16.  Preencher com brancos. no mínimo. 1 Tipo N        17. uma empresa centralizada e viceversa. Quando existir centralização. Só pode ser 0 (não centraliza). Valor da Multa Informar o valor total da multa a ser recolhida Brancos Final de Linha 269 283 15 V Crítica Campo obrigatório. Sempre que não informado preencher com zeros. 19. Quando existir empresa centralizadora deve existir. as oito primeiras posições do CNPJ da centralizadora e da centralizada devem ser iguais. Campo opcional. 18.

então número esperado CEI válido. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). Deve ser menor ou igual a competência informada. Campo obrigatório. Se Tipo Inscrição = 2. Só pode ser 1 (CNPJ) ou 2 (CEI). 4. 03. 7. 04 e 05 e deve conter uma data válida. 04 e 05. Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01. Se Tipo Inscrição = 2. prestação de serviços. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. então número esperado CNPJ válido. então número esperado CNPJ válido. Tipo de Inscrição – Tomador (*) 18 18 1 N 5.Registro de Individualização de valores recolhidos pelos códigos 027. Sempre “51”. 3. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. Deve ser maior ou igual a 22/01/1998 para a categoria de trabalhador 04. Inscrição Tomador (*) (Destinado à informação da inscrição da empresa tomadora de serviço nos recolhimentos de trabalhadores avulsos. então número esperado CEI válido.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 51 . Se Tipo Inscrição = 1. 03. Não pode ser informado para a categoria 02. 046. Se Tipo Inscrição = 1. 604 e 736 (PARA IMPLEMENTAÇÃO FUTURA) Permitido apenas para as categorias 01. Formato DDMMAAAA. Campo obrigatório. CNPJ do tomador não pode ser igual ao da empresa. REGISTRO TIPO 51 . 2 1 14 Tipo N N N                        Crítica Campo obrigatório. Obrigatório caso o Tipo Inscrição – Tomador seja informado. 6. Campo opcional. Campo obrigatório. O número informado deve ser válido. 1. PIS/PASEP Data Admissão (*) 19 32 14 N 33 44 43 51 11 8 N D Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. 2. Campo opcional. 02. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Tipo de Inscrição Empresa (*) Inscrição da Empresa (*) De 1 3 4 Até 2 3 17 Tam. obra de construção civil e dirigente sindical).

Nome do Campo Categoria Trabalhador (*) Nome Trabalhador De 52 54 Até 53 123 Tam. Deve ser maior ou igual que a data de admissão. 03.8.  Não pode ser informado para a categoria 05.  Não pode ser informado para a categoria 05.  Campo obrigatório.  Não é permitido três ou mais caracteres iguais consecutivos. Não pode ser menor que 01/01/1967. 9. 03 e 04. Não pode ser informado para o código de recolhimento 046. para a categoria de trabalhador 05.  Não pode conter caracteres especiais. Sempre que não informado o campo deve ficar em branco.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. 11. Série CTPS 142 146 5 N Crítica  Campo obrigatório (Código deve estar contido na tabela categoria do trabalhador indicados ao final deste Manual). 06 e 07 e deve conter uma data válida. Matrícula do Empregado Número CTPS 124 135 134 141 11 7 N N 12. Obrigatório para as categorias de trabalhadores optantes 01.  Não pode conter número.  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01.  Opcional para a categoria de trabalhador 02.  Número de matrícula atribuído pela empresa ao trabalhador.  Não pode haver caracteres acentuados.  Obrigatório para as categorias de trabalhadores 01.           Formato DDMMAAAA. 13.  Pode conter apenas caracteres de A a Z.  Opcional para a categoria de trabalhador 02. 04. Deve ser maior ou igual que a data de admissão e limitada a 05/10/1988 quando a data de admissão for menor que 05/10/1988.  Sempre que não informado o campo deve ficar em branco. quando houver. 03 e 04. 05. Deve ser maior ou igual a data de admissão. 2 70 Tipo N A 10.  Não é permitido mais de um espaço entre os nomes. Data de Opção (Indicar a data em que o trabalhador optou pelo FGTS). Não pode ser informado para a categoria 02. 147 154 8 D Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  A primeira posição não pode ser branco. Deve ser igual a admissão quando a data de admissão for maior ou igual a 05/10/1988.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 51 .

0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 51 . 20. Valor do depósito . Sempre que não informado preencher com zeros.  Campo opcional.  Deve ser menor que a data de admissão. 18.  Preencher com brancos. 19. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. acrescentando zero a esquerda.  Sempre que não informado preencher com zeros.sem 13º salário (Destinado à informação do valor do depósito efetuado.  Se informado deve ter 2 casas decimais válidas.(0 + XXXX onde XXXX é o código da família do novo CBO a qual pertence o trabalhador).sobre 13º salário (Destinado à informação do valor do depósito sobre a parcela do 13º Valor do JAM (Informar o valor de juros e atualização monetária ). Campo Obrigatório. 173 197 15 V 198 212 15 V   Campo opcional . CBO . 213 360 359 360 147 1 AN AN  Campo obrigatório. 02. 04 e 05 e deve conter uma data válida. Sempre que não informado preencher com zeros. Nome do Campo Data de Nascimento De 155 Até 162 Tam.     Campo opcional.   Código “família” deve estar contido na tabela do novo CBO. Brancos Final de Linha 168 182 15 V Crítica Formato DDMMAAAA.  Deve ser maior a 01/01/1900.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha. Valor do depósito .  Deve ser igual a 05121 para empregado doméstico (categoria 06). Deve ser informado para as categorias de trabalhadores 01.  Utilizar os quatro primeiros dígitos do grupo “Família” do novo CBO.  Campo obrigatório. sem a parcela do 13º .Código Brasileiro de Ocupação 163 167 5 AN 16. 8 Tipo D 15. 03. 17.14.

Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.  Preencher com brancos.  De 3 a 53 deve ser “9”.REGISTRO TIPO 90 – Registro Totalizador do Arquivo 1.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 REGISTRO TIPO 90 .  Sempre “90”. Nome do Campo Tipo de Registro (*) Marca de Final de Registro (*) Brancos Final de Linha De 1 3 54 360 Até 2 53 359 360 Tam.  Deve ser uma constante “*” para marcar fim de linha.  Campo obrigatório. 3. 2 51 306 1 Tipo N AN AN AN Crítica  Campo obrigatório.  Campo obrigatório. 4.  Campo obrigatório. 2.

mas com direito ao FGTS. Empregado Doméstico. com as alterações da Medida Provisória n° 2. Contribuinte individual – Cooperado que presta serviços a empresas contratantes da cooperativa de trabalho. magistrado. Contribuinte Individual – Transportador cooperado que presta serviços a empresas contratantes da cooperativa de trabalho. com contribuição sobre remuneração.164-41. de cargo em comissão e. Contribuinte individual – transportador autônomo contratado por outro contribuinte individual equiparado à empresa ou por produtor rural pessoa física ou por missão diplomática e repartição consular de carreira estrangeiras.Lei n°10. Contribuinte individual – Transportador autônomo. as quais poderão ser úteis quando da geração do arquivo de folha de pagamento.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 . Contribuinte Individual . magistrado dos Tribunais Eleitorais. for mantida a qualidade de seg empregado (sem FGTS). Demais Agentes Públicos. Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. por intermédio da cooperativa de trabalho. com contribuição sobre salário-base.Diretor não empregado e demais empresários sem FGTS. por intermédio da cooperativa de trabalho. você encontra algumas tabelas utilizadas pelo SEFIP. Trabalhador não vinculado ao RGPS. exclusivamente.036/90. trabalhador associado à cooperativa de produção. art. inclusive o operador de máquina. Servidor Público ocupante. Contribuinte individual – Transportador autônomo. membro do Ministério Público e do Tribunal e Conselho de Contas. Servidor Público ocupante de cargo temporário. Contribuinte individual . de 24/08/2001. Contribuinte individual – contratado por outro contribuinte individual equiparado a empresa ou por produtor rural pessoa física ou por missão diplomática e repartição consular de carreira estrangeiras.Lei n 9. Contribuinte individual – Trabalhador autônomo ou a este equiparado.TABELAS A seguir. Menor aprendiz .Diretor não empregado com FGTS – Lei nº 8. com contribuição sobre remuneração. Contribuinte individual – Transportador cooperado que presta serviços a entidade beneficente de assistência social isenta da cota patronal ou a pessoa física. Servidor Público titular de cargo efetivo. Contribuinte individual – Trabalhador autônomo ou a este equiparado. inclusive o operador de máquina. Agente Político. Trabalhador avulso. Empregado sob contrato de trabalho por prazo determinado . nas 3 situações. em relação ao adic pago pelo sindicato.097/2000.601/98. quando. Dirigente sindical. 16. com contribuição sobre salário-base. magistrado classista temporário da Justiça do Trabalho. Tabela de Categorias de Trabalhador Cód. Contribuinte individual – Cooperado que presta serviços a entidade beneficente de assistência social isenta da cota patronal ou a pessoa física. 01 02 03 04 05 06 07 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 Categoria Empregado.

Recolhimento ao FGTS de entidades com fins filantrópicos – Decreto-Lei n° 194.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 . Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Recolhimento e/ou declaração ao FGTS e informações à Previdência Social relativas ao trabalhador avulso não portuário Recolhimento ao FGTS de diferenças apuradas pela CAIXA. 115 130 135 145 150 155 211 307 317 327 337 345 418 604 608 640 650 660 Situação Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social.Tabela de Código de Recolhimento Cód. Recolhimento ao FGTS para empregado não optante (competência anterior a 10/1988). Declaração para a Previdência Social de Cooperativa de Trabalho relativa aos contribuintes individuais cooperados. Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social relativo a dissídio coletivo. Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social relativas ao trabalhador avulso portuário.019/74. Recolhimento de Parcelamento do FGTS contratado segundo resolução CCFGTS 466/04. Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social de empresa prestadora de serviços com cessão de mão-de-obra e empresa de trabalho temporário Lei nº 6. Recolhimento de Parcelamento FGTS. Recolhimento de Parcelamento do FGTS contratado segundo resolução CCFGTS 466/04 de empresas com tomador de serviços. Recolhimento recursal para o FGTS. reclamatória trabalhista ou conciliação perante as Comissões de Conciliação Prévia (no prazo ou em atraso). Recolhimento de Parcelamento do FGTS de empresa com tomador de serviços. Recolhimento exclusivo ao FGTS referente a dissídio coletivo. de 24/02/1967 (competências anteriores a 10/1989). ou de obra de construção civil – empreitada parcial. Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social de obra de construção civil – empreitada total ou obra própria. Recolhimento ao FGTS e informações à Previdência Social relativo a dirigente sindical. reclamatória trabalhista ou conciliação perante as Comissões de Conciliação Prévia (no prazo ou em atraso). Recolhimento ao FGTS de diferenças apuradas pela CAIXA de Parcelamento contratado segundo resolução CCFGTS 466/04. em relação aos empregados cedidos.

Outros retornos de afastamento temporário e/ou licença. Falecimento. Retorno de afastamento temporário por motivo de acidente do trabalho. Afastamento temporário por motivo de acidente do trabalho. por iniciativa do empregador. por período igual ou inferior a 15 dias. Novo afastamento temporário em decorrência da mesma doença. Novo afastamento temporário em decorrência do mesmo acidente do trabalho. por iniciativa do empregador. Afastamento temporário por motivo de doença. Outros motivos de rescisão do contrato de trabalho. no caso de empregado não optante. Afastamento temporário por motivo de licença-maternidade decorrente de adoção ou guarda judicial de criança até (um) ano de idade (120 dias). por período superior a 15 dias. sem justa causa. Retorno de novo afastamento temporário em decorrência do mesmo acidente do trabalho. com menos de um ano de serviço. Rescisão. Falecimento motivado por acidente do trabalho. Transferência do empregado para outro estabelecimento da mesma empresa. sem que tenha havido rescisão de contrato de trabalho. Retorno de afastamento temporário por motivo de acidente do trabalho. Aposentadoria por invalidez. do contrato de trabalho do empregado doméstico. Retorno de afastamento temporário por motivo de licença-maternidade. Afastamento temporário por motivo de aborto não criminoso. por iniciativa do empregador . Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. Rescisão por culpa recíproca ou força maior. sem justa causa. Afastamento temporário para prestar serviço militar. Afastamento temporário por motivo de licença-maternidade (120 dias). com justa causa. Afastamento temporário por motivo de licença-maternidade decorrente de adoção ou guarda judicial de criança a partir de 1(um) ano até 4(quatro) anos de idade (60 dias). Retorno de afastamento temporário por motivo de prestação de serviço militar. Outros motivos de afastamento temporário. Afastamento temporário por motivo de acidente do trabalho. Rescisão. Transferência do empregado para outra empresa que tenha assumido os encargos trabalhistas. Afastamento temporário para exercício de mandato sindical. com justa causa. Licença sem vencimentos. Rescisão do contrato de trabalho por iniciativa do empregado. Aposentadoria por tempo de contribuição ou idade sem continuidade de vínculo empregatício. por período igual ou inferior a 15 dias. dentro de 60 dias contados da cessação do afastamento anterior.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 . Rescisão a pedido do empregado ou por iniciativa do empregador. por período igual ou inferior a 15 dias. por período superior a 15 dias.Tabela de Código de Movimentação Cód H I1 I2 I3 I4 J K L M N1 N2 O1 O2 O3 P1 P2 P3 Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 R S2 S3 U1 U2 U3 W X Y Z1 Z2 Z3 Z4 Z5 Z6 Situação Rescisão. Prorrogação do afastamento temporário por motivo de licença-maternidade. Aposentadoria por tempo de contribuição ou idade com continuidade de vínculo empregatício. Rescisão por término do contrato a termo. Afastamento temporário por motivo de doença. Afastamento temporário por motivo de licença-maternidade decorrente de adoção ou guarda judicial de criança de 4 (quatro) até 8 (oito) anos de idade (30 dias). Mudança de regime estatutário.

0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 .Tabela de Movimentações Casadas Código de Retorno Z1 Z1 Z1 Z1 Z1 Z1 Z2 Z3 Z6 Z4 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Z5 Código de Afastamento Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 O1 O2 O3 R N1 N2 P1 P2 P3 U2 U3 W X Y Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8.

conforme o caso: Código Ø1 Ø2 Ø3 Ø4 Descrição Não exposição a agente nocivo Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial aos 15 anos de trabalho) Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial 20 anos de trabalho) Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial 25 anos de trabalho) NOTA: Não deverão preencher este campo as empresas cujas atividades não exponham seus empregados a agentes nocivos. Para os trabalhadores com mais de um vínculo empregatício (ou fonte pagadora).Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial aos 25 anos de trabalho) Leiaute de Folha de Pagamento SEFIP Versão 8. informar os códigos abaixo: Código Ø5 Ø6 Ø7 Ø8 Descrição Mais de um vínculo empregatício (ou fonte pagadora) .Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial aos 20 anos de trabalho) Mais de um vínculo empregatício (ou fonte pagadora) .Exposição a agente nocivo (aposentadoria especial aos 15 anos de trabalho) Mais de um vínculo empregatício (ou fonte pagadora) . O código 1 somente será utilizado para o empregado que esteve e deixou de estar exposto a agente nocivo.Tabela de Código de Alteração Cadastral do Trabalhador Código 403 404 405 406 408 426 427 428 Descrição Número/Série CTPS Nome do Empregado PIS/PASEP Matrícula na Empresa Data de Admissão Unidade de Trabalho CBO Data de Nascimento Tabela de Ocorrências Para os trabalhadores com apenas um vínculo empregatício (ou uma fonte pagadora) informar os códigos abaixo.0 Manual de Especificações AGOSTO /2005 .Não exposição a agente nocivo Mais de um vínculo empregatício (ou fonte pagadora) .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->