P. 1
Lista ângulos e triângulos

Lista ângulos e triângulos

|Views: 3.058|Likes:
Publicado porRodrigo Ohara

More info:

Published by: Rodrigo Ohara on Aug 08, 2013
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/26/2014

pdf

text

original

ÂNGULOS

1) O suplemento do complemento de um ângulo
agudo de medida x (em graus) é igual a :
(a) x 90 ÷ °
(b) x 90 + °
(c) ° ÷90 x
(d) x 180 ÷ °
(e) x 360 ÷ °

2) Calcule o complemento de um ângulo que mede
" 30 ' 30 40° .

3) (ESCOLA TÉCNICA FEDERAL – RJ) – As
medidas do complemento, do suplemento e do
replemento de um ângulo de ° 40 são,
respectivamente, iguais a:
(a) ° ° ° 90 e 60 , 30
(b) ° ° ° 60 e 45 , 30
(c) ° ° ° 0 14 e 50 , 320
(d) ° ° ° 0 32 e 140 , 50
(e) ° ° ° 0 32 e 50 , 140

4) (CEAG) – Dois ângulos adjacentes são
suplementares. Então o ângulo formado pelas
bissetrizes desses ângulos mede:
(a) ° 65
(b) ° 75
(c) ° 80
(d) ° 85
(e) ° 90

5) (UEL) – Na figura a seguir, as medidas x, y e z são
diretamente proporcionais aos números 5, 20 e 25,
respectivamente.






O suplemento do ângulo de medida x tem medida
igual a
(a) ° 144
(b) ° 128
(c) ° 116
(d) ° 82
(e) ° 54

6) (U.E. CEARÁ) – O ângulo igual a
4
5
do seu
suplemento mede:
(a) ° 100
(b) ° 144
(c) ° 36
(d) ° 80
(e) ° 72

7) (PUC – SP) – Um ângulo mede a metade do seu
complemento. Então esse ângulo mede:
(a) ° 30
(b) ° 60
(c) ° 45
(d) ° 90
(e) ° 75

8) (U.E. UBERLÂNDIA) – Dois ângulos
consecutivos são complementares. Então, o ângulo
formado pelas bissetrizes desses ângulos mede:
(a) ° 20
(b) ° 30
(c) ° 35
(d) ° 40
(e) ° 45

9) A soma de dois ângulos, que têm medidas (em
graus) expressas por números ímpares consecutivos é
° 76 . Qual a medida do menor deles?

10) (MACKENZIE) – O complemento e o
suplemento de " 07 ' 0 2 37° medem respectivamente:
(a) " 53 ' 39 52 e " 53 ' 39 142 ° °
(b) " 53 ' 39 142 e " 53 ' 39 52 ° °
(c) " 07 ' 20 153 e " 07 ' 20 53 ° °
(d) " 07 ' 20 53 e " 07 ' 20 153 ° °
(e) " 07 ' 20 53 e " 53 ' 39 142 ° °

11) (UFES) – O triplo do complemento de um ângulo
é igual à terça parte do suplemento deste ângulo. Este
ângulo mede:
(a) ° 45
(b) ' 30 48°
(c) ' 15 56°
(d) ° 60
(e) ' 45 78°

12) (UFC) – Sejam ° +10 x e ° +50 2x as medidas
em graus de dois arcos a e b, respectivamente. Qual é
o menor valor positivo de x, de modo que a e b sejam
suplementares?
(a) ° 34
(b) ° 38
(c) ° 40
(d) ° 92
(e) ° 204

13) (UNESP) – O triplo do suplemento de um ângulo
u é " 7 3 ' 51 63° . O valor aproximado do ângulo u é:
(a) " 48 ' 42 68°
(b) " 37 ' 51 117°
(c) " 38 ' 42 132°
(d) " 27 ' 40 148°
(e) " 48 ' 42 158°

RETAS PARALELAS
1) (CESGRANRIO) – Duas retas paralelas são
cortadas por uma transversal, de modo que a soma de
dois dos ângulos agudos formados vale 72º. Então,
qualquer dos ângulos obtusos formados mede:
(a) ° 142
(b) ° 144
(c) ° 148
(d) ° 150
(e) ° 152

2) (CESGRANRIO) – As retas r e s da figura são
paralelas cortadas pela transversal t. Se o ângulo B é
o triplo de A, então B – A vale:
(a) ° 90
(b) ° 85
(c) ° 80
(d) ° 75
(e) ° 60




3) (PUC – SP) – Na figura seguinte, sendo a paralela
a b, então o valor de x é:
(a) ° 18
(b) ° 45
(c) ° 90
(d) " 10 ' 30 60°
(e) ° 60





4) (PUC – SP) – Se r é paralela a s, então | o e
medem, respectivamente:







(a) ° ° 0 6 e 120
(b) ° ° 0 8 e 100
(c) ° ° 72 e 108
(d) ° ° 0 3 e 150
(e) ° ° 0 6 e 90





5) (UNAERP) – As retas r e s são interceptadas pela
transversal “t”, conforme a figura. O valor de x para
que r e s sejam paralelas é:
(a) ° 20
(b) ° 26
(c) ° 28
(d) ° 30
(e) ° 35




6) (UFPB) – Na figura abaixo, as retas paralelas r e s
são cortadas pela reta transversal p. Então, o valor de
x é:
(a) ° 55
(b) ° 40
(c) ° 35
(d) ° 60
(e) ° 45




7) (UNIRIO) – As retas r
1
e r
2
são paralelas. O valor
do ângulo o , apresentado na figura a seguir, é:
(a) ° 40
(b) ° 45
(c) ° 50
(d) ° 65
(e) ° 130




8) (FUVEST) – Na figura, as retas r e s são paralelas,
o ângulo 1 mede 45º e o ângulo 2 mede 55º. A
medida, em graus, do ângulo 3 é:
(a) 50
(b) 55
(c) 60
(d) 80
(e) 100



9) (MACKENZIE) – Na figura,
÷ ÷
DE AB // . O valor
de o é:
(a) ° 80
(b) ° 40
(c) ° 20
(d) ° 15
(e) ° 30




10) (FGV – SP) – Considere as retas r, s, t e u, todas
num mesmo plano, com r//u. O valor em graus de (2x
+ 3y) é:
(a) ° 64
(b) ° 500
(c) ° 520
(d) ° 660
(e) ° 580




11) (UFGO) – Na figura abaixo, as retas r e s são
paralelas. A medida do ângulo b é:
(a) 100º
(b) 120º
(c) 110º
(d) 140º
(e) 130º






TRIÂNGULOS
1) (PUC – MG) – Na figura seguinte, o ângulo C D
ˆ
A
é reto. O valor em graus do ângulo D B
ˆ
C é igual a:
(a) 95
(b) 100
(c) 105
(d) 110
(e) 120





2) (PUC – SP) – Na figura seguinte, as retas r e s são
paralelas. Então, os ângulos a, b, c e d medem, nessa
ordem:









(a) ° ° ° ° 60 e 70 , 30 , 60
(b) ° ° ° ° 0 7 e 0 8 , 30 , 70
(c) ° ° ° ° 60 e 80 , 45 , 60
(d) ° ° ° ° 0 8 e 70 , 45 , 80
(e) ° ° ° ° 0 7 e 70 , 30 , 70

3) (MACKENZIE) – O maior dos ângulos externos
de um triângulo mede 160°. Se as medidas dos
ângulos internos estão em progressão aritmética, dois
deles medem, respectivamente:
(a) 60° e 100°
(b) 60° e 90°
(c) 20° e 75°
(d) 45° e 105°
(e) 60° e 90°

4) (FUVEST) – Um triângulo ABC tem ângulo
° = 40 A
ˆ
e ° = 50 B
ˆ
. Qual o ângulo formado pelas
alturas relativas aos vértices A
ˆ
e B
ˆ
desse triângulo?
(a) ° 30
(b) ° 45
(c) ° 60
(d) ° 90
(e) ° 120

5) (FATEC) – Na figura seguinte, r é bissetriz do
ângulo C B
ˆ
A . Se ° = o 40 e ° = | 30 , então:









(a) ° = ¸ 0
(b) ° = ¸ 5
(c) ° = ¸ 35
(d) ° = ¸ 15
(e) os dados são insuficientes para a determinação de
¸ .

6) (PUC – SP) – A soma dos ângulos assinalados na
figura vale:

(a) ° 90
(b) ° 180
(c) ° 270
(d) ° 360
(e) ° 540









7) (MACKENZIE) – No triângulo abaixo, temos AB
= BC e CD = AC. Se x e y são as medidas em graus
dos ângulos A
ˆ
e B
ˆ
, respectivamente, então
y x + é igual a

(a) ° 120
(b) ° 110
(c) ° 115
(d) ° 95
(e) ° 105


8) (MACKENZIE-2006) – Na figura, ABCD é um
quadrado e APD é um triângulo equilátero. A medida
do ângulo o, em graus, é

(a) 65
(b) 55
(c) 80
(d) 60
(e) 75





9) (MACKENZIE – SP) – Na figura, o ângulo o
mede:

(a) ° 18
(b) ° 36
(c) ° 54
(d) ° 20
(e) ° 25

10) (FUVEST) – Na figura abaixo AB = AC, CB =
CD e  = 36°.
a) Calcule os ângulos B C
ˆ
D e C D
ˆ
A .
b) Prove que AD = BC.








11) (FUVEST) – Um avião levanta vôo para ir da
cidade A à cidade B, situada a 500 km de distância.
Depois de voar 250 km em linha reta o piloto
descobre que a rota está errada e, para corrigi-la, ele
altera a direção de vôo de um ângulo de 90°. Se a
rota não tivesse sido corrigida, a que distância ele
estaria de B após ter voado os 500 km previstos?



12) (FUVEST) – Na figura, AB = BD = CD. Então:



(a) 3x y =
(b) 2x y =
(c) ° = + 180 y x
(d) y x =
(e) 2y 3x =

13) (FUVEST) – Na figura, AB = AC, BX = BY e
CZ = CY. Se o ângulo  mede 40°, então o ângulo
Z Y
ˆ
X mede

(a) ° 40
(b) ° 50
(c) ° 60
(d) ° 70
(e) ° 90


14) (FUVEST) – Na figura abaixo, tem-se que AD =
AE, CD = CF e BA = BC. Se o ângulo F D
ˆ
E mede
80°, então o ângulo C B
ˆ
A mede:

(a) ° 20
(b) ° 30
(c) ° 50
(d) ° 60
(e) ° 90



15) (FUVEST) – As retas t e s são paralelas. A
medida do ângulo x, em graus, é

(a) ° 30
(b) ° 40
(c) ° 50
(d) ° 60
(e) ° 70


16) (FUVEST) – A hipotenusa de um triângulo
retângulo mede 20 cm e um dos ângulos mede 20°.
a) Qual a medida da mediana relativa à hipotenusa?
b) Qual a medida do ângulo formado por essa
mediana e pela bissetriz do ângulo reto?

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->