Você está na página 1de 1

Objetivo é o conjunto de normas editadas pelo Estado, definindo crimes e contravenções

é o jus puniendi (possibilidade que tem o Estado de criar e fazer suas normas). Com a
Direito Penal Objetivo abolição da vigança privada, só o Estado tem o direito de aplicar sanções. Mesmo que em
e Subjetivo determinadas ações penais o Estado conceda à suposta vítima a faculdade de ingressar
Subjetivo em juízo com uma queixa-crime, o Estado não transfere ao querelente o seu jus puniendi.

Comum se aplica a todas as pessoas e aos atos delitivos em geral: justiça comum
Classificação
dirigida a uma classe de indivíduos de acordo com sua qualidade especial
Direito Penal Comum
(Direito Penal Militar). Damásio não considera o Direito Penal Eleitoral como
e Especial.
Especial especial, pois quase todos os juízes são da justiça comum.

Substantivo normas que definem as figuras penais e sanções

Direito Penal Substantivo e


Adjetivo preceitos de aplicação do direito substantivo ( Processo Penal )
Adjetivo (distinção superada)

4. Conceito e
Característica - II Já dizia Carrara que a função específica do Direito Penal é a tutela jurídica. Visa a
proteger os bens jurídicos , valores fundamentais para a subsistência do corpo social,
tais como a vida, a saúde, a liberdade, a propriedade, etc. Seleciona os comportamentos
humanos mais graves e perniciosos à coletividade, capazes de colocar em risco valores
fundamentais parar a convivência social e descrevê-los como infrações penais,
cominando-lhes, em consequência, as respectivas sanções.
O Direito Penal vive em constante movimento, tentando adaptar-se às novas realidades
Proteção aos bens jurídicos sociais. Em virtude dessa constante mutação, bens que outrora eram considerados de
extrema importância e, por conseguinte, carecedores da especial atenção do Direito Penal
já não merecem hoje ser por ele protegidos.
Função Correntes
Segundo Binding e Jescheck , o Direito Penal tem um caráter fragmentário , pois não encerra
um sistema exaustivo de proteção aos bens jurídicos, mas apenas elege, conforme o critério de
Caráter fragmentário merecimento de pena, determinados pontos essenciais.

Gunther Jakobs afirma que o Direito Penal não atende a essa finalidade de proteção aos bens
jurídicos, pois, quando é aplicado, o bem jurídico que teria de ser por ele protegido já foi
efetivamente atacado. Nesse sentido, acredita que o agente que praticou um infração penal
Afirmação do Direito Penal deverá ser punido para que se firme que a norma penal por ele infringida está em virgor.