Você está na página 1de 19

Esú Bara-1 Alguidar nº 4.

-28 búzios
-7 tentos de esú
-7 garras de esú
-7 moedas correntes
-2 kg de tabatinga branca
-Terra de comercio
-Terra de banco
-Terra de 7 encruzilhada
-Terra de mata
-20 gr. de azougue
-Pó de andara
-Pó de danda da costa
-2 fava de ariwo
-2 fava de abere
-2 litros de dendê
-2 garrafas de cachaça
-1 Lt. De mel
-Lelekun em pó
-Bejerekun em pó
-Pedaço de ouro ou prata
-Folha de cansação
-Aroeira
-Folha de comigo ninguém pode
-Jornal que tenha noticias boas (dinheiro)
-1 pedra de carvão de koke
-1 pedra de enxofre
-1 frango de cor
-1 angola
-1 igbin
-1 waji
-1 osùn (tinta vermelha)
-Pó de yerosun
-1 imã
-2 obí 4 partes
-2 orogbo
-Limalhas: alumínio, ferro, bronze.

Este Esú reside numa pequena casinhola. 1. dentro do barracão. A necessidade do oberó ser fundo. Este caminho de Esú não se faz no ori de iniciados apenas se assenta compondo a lista dos inúmeros orisás necessários a fundamentação do ilê. Esú AlakétúMaterial 1 Ofá 15cm de ferro 21 Buzios Azougue bastante Casa de João de Barro Cume casa de Cupim Tabatinga Cinza ou preta Muita folha de Cansanção Raiz de Cansanção 7 Favas de ataré inteiras 1 Travessa barro oval najé 50cm 21 Moedas Antigas Enxofre Pó de Carvão Pó de ferro Pó de cobre Terra de 7 feiras Terra de 7 encruzilhadas Pasta de dendê Cachaça envelhecida Fumo de rolo .Esú OnàMaterial 17 búzios 1 faca 1 tesoura 1 navalha 1 bigorna 1 ima 1 ferradura 17 Moedas 1 Oberó fundo¹ 1 Pedra grande arredondada 2 Galos com esporão 1 Quartinha sem alça 1 Corrente Azogue Obs: O okutá deste Esú deverá ser encontrado pela pessoa que irá assentá-lo. é que os apetrechos ficarão escondidos por debaixo da pedra. ao lado direito de quem entra.

01 Cuscuzeiro Azougue (muito) Tabatinga preta (muito) Casa de João de Barro Bejerekun (muito) Lelekun (muito) 07 Favas de aridã 07 Canela de velho 07 Folhas de Afoman (Erva Passarinho) 01 Moringa grande 07 Colobôs de barro (Potinhos pequenos) 01 Garrafa de cachaça envelhecida 02 Pretos 01 D’angola 01 Pombo preto Milho de Pipoca Milho de Galinha Farinha torrada Dendê Efun Ossun Wají 7 favas de garra de Esú 7 Carrapichos Carvão 07 Búzios brancos grandes 01 Obi roxo 07 Ataré (Pimenta da Costa) . ficando apenas a ponta deste no topo da cabeça. Este caminho de Esú não se faz no ori de iniciados apenas se assenta compondo a lista dos inúmeros orisás necessários a fundamentação do ilê. e na parte da cabeça o Ofá serve como estrutura.ele funciona como Juiz num Ilê punindo severamente os membros do Ilê em situações de discórdias. Esú AlêMaterial 01 Placa de ferro redonda com 06 furos nas bordas e um furo no meio somando 7 furos. e na sua base muita raiz desta mesma folha. embora seja muito quente. É feito em vulto grande. 07 Lanças de ferro sendo uma com um tridente voltado para baixo preso no meio da lança. em sua massa é misturada muita folha de cansanção.Cominho em grão 1 Quartinha sem alça 1 ovo 1 Pinto 2 Galos grandes de briga de cor Obs: Esse Esú é muito importante para a Nação Kétu. É o Esú pilar da Nação de Kétu.

01 Tesoura Obs: Alè é o Esú que acompanha Obaluwaye e Omolú é ele quem e detém o poder sobre as varíolas. Quando o Igbá é de cabeça não leva tabatinga. Para assenta-lo a pessoa precisa ter assentamento de Obaluwaye e ou Omolú no Ilè. Este Esú é assentado solto. ao lado da porta direto no chão. Esse Orisá é assentado do lado de fora do quarto de Obaluwaye e Omolú. pestes. devem sempre usar calçolão e saia. pois Alè mutila essas mulheres que não fazem uso dos asós devidos. Se for mulher não poderá estar menstruada. casa que tem Alè assentado as mulheres devem evitar ficarem de calças compridas. pois o Yangí representa perfeitamente o barro utilizado nos assentamentos. pragas e demais doenças que assolam uma população e ou um Ilê. . Esú LaalúMaterial 01 ferro em forma de boneco forjado (sem solda) 07 idés de ferro 07 lanças de ferro 01 corrente de ferro 01 fava de ataré 01 Okutá 07 búzios 07 moedas antigas 01 pena Ekodidé 01 pena Alukó 01 pena Agbè 02 ajês (búzios de orelha grande) 01 Okotó grande escuro (Caracol espiral) Ewe osibatá Ewe ojuoro Ewe peregun (broto) Ewe inà 01 couro de boi (cortado do tamanho da base do igbá) 01 pote de barro grande (Igbá) 01 quartinha sem alça 01 ofá de ferro 01 adaga de ferro 01 pedaço pequeno de yangí (laterita) 07 pedras de gigatar (juízo da corvina) 01 fava de aridan 07 garras de esú 01 fava de iyemonjá 01 Ogó Esú 01 kani (fieira de búzios grandes) Obs: Esú Laalú e Esú Bara Lojikí são os únicos que podem ser raspados.

.Depois de seco fazer a matança..waji..depois de formado deixar descançar por uma noite no tempo no dia seguinte colocar os outros materiais no assentamento..osun..Esse Esú é bom por na cozinha do barracao pois ele que traz a fartura e prosperidade.efun. Ipàdé ..Esú Odara06 búzios 1 faca 1 ima 06 ferradura 60 Moedas 1 Oberó fundo¹ 1 Pedra grande tabatinga cinza ou preta 1 Corrente Azogue folha de Cansanção Raiz de Cansanação 06 Favas de ataré inteiras Enxofre Pó de Carvão Pó de ferro Pó de cobre Terra de 7 feiras Terra de 7 mercados Terra de 7 bancos Pasta de dendê Cachaça envelhecida Fumo de rolo Cominho em grão Wají..azogue.Misturar tudo na tabatinga corta um frango para a massa e por os Axés de dentro no alguida qyue vai fica o Esú.a pasta de dende.as terras.As penas colocar antes da massa seca sobre a cabeça do Esú.com temperos das matança.a raiz de cansançao.Depois de misturado fazer um formato de uma carranca(rosto)...Osun e Efun 21 penas de galinha da angola 01 pena de ecodidé 1 Quartinha sem alça Modo de preparo : Em um alguida grande colocar a tabatinga.folha de cansaçao.os pós de de carvao e outros pós..

etc)serão vencidos e que prodigalidade e a paz serão mantidos. A seguir. no centro. ÒrÌsàlà guardião da casa. assim Ògún Akoro. todos os Ègún e os Èsá. mistura no igbá do pàdé uns ingredientes (awó) depois de misturado a ìyamórò dança em volta do igbá por 3 vezes e leva oigbá aos pés de èsù enquanto a ìyalase ou iyakekere canta a cantiga. que Èsù é o encarregado de transportar.. Por 3 vezes a ìyádagan ajoelha em atitude de humilde respeito. ancestre genitor feminino". começando pela Ìyámoro e o Àsogbà e acabando pelas Iwóro. para que ela aceite seus filhos e os favoreça. e posso ter me faltado a memória de algo" RESUMINDO: Pois vemos assim através do Pàdé. estabelecendo a harmoniosa que permite a dinâmica social e a continuação do ciclo vital. as Ìyawo. convencido de que os inimigos(morte. E a cantiga é respeitada 3 vezes pelo coro e pelo solo. Todo o egbé . e cantiga prosegue até a volta da iyamoro que marca o inico da procima invocação. símbolo coletivo de ancestralidade masculino . A volta da iyámoro é saldada com muita alegria. São invocados pelos seus aspectos de entidades altamente benéfica.(se canta uma cantiga) durante a cantiga a iyadagan entrega a iyamoro uma pequena vazilha com Otin e uns Awo. pisando sobre a terra umedecida " e levando um akasa enrolado em sua folha verde. em pé. e sem sair do recinto . doença. Cont. do lado de fora. durante esta fase do Pàdé.(se canta uma cantiga) Quinto é invocado èsù agbó. Termina se saldando sacerdotes na ordem de hierarquia. simples oficiantes. As cantigas traduzem as preces para que Ìya-mi não se apresente agressiva.(se canta uma cantiga) O terceiro a ser invocado. todos os orisas que são chamados. regozijando se com a feliz conclusão do ritual. e toda vez que se pronunciar o nome de iya mi se faz um signo no chão em sinal de respeito Nesse instante uma ìyalorisá de Ògun levanta se correndo. "Bem eu abreviei muita coisa. Òsun Èwùjí e Bàábá Àjàlé. Yemojá Àòyò. solicitando de sua presença para que zele pelo barracão e venha assumir suas funções. um corpo descendente que entregará restituindo assim o asè de ìyá. à esquerda e a direita "umedecendo""esfriando&quot. Quarto. a presença de Ìyá-mi Òsòròngà será solicitada com oferendas apropriadas que èsù a entregará. canta. em seguida se faz uma mistura no igbá. que é levado para o exterior e deixado onde foi derramada as oferendas. A oferenda é levada apressadamente quase correndo. para que venham fortalecer e ajudar o rito.. Ode Àrolé. Não . perturbação. para compartilhar na cerimônia e ficar satisfeito. derrama água na terra. onde se mistura umas bebidas e uns (awó) depois de tudo misturado a iyamoro por 3 vezes sairá para levar o igbá com as oferendas adequadas aos ancestrais da direita.. isto é. perda. comunicar e restituir o ASÈ dos genitores míticos.Culto aos ancestrais O primeiro a ser invocado no culto é Èsù iná. maldição. Esta sai imediatamente. Durante o ritual os ègún e iyam-mi reúnem se para aceitar as oferendas que èsù transporta para eles. substituindo na cantiga o nome de èsù pelos seus. chamam se os 6 principais òrìsà do barracão. o momento culminante do ritual. ancestrais fundadores do barracão. o èsù protetor e guardião. exaltando seus dignitários. pedindo lhes para aceitar da mão de Èsù todas as oferendas.( se canta uma cantiga) O segundo a seer invocado é Èsù Òjisé e sob seu aspecto de Odárà é convidado a levar a oferenda a Bàbá Òrìsà. e tornando propicio o lugar nun gesto de oferenda destinado ao mesmo tempo a propiciar a iya mi e a preparar a passagem da ìyámoro.

Exú Lálú: acompanha Odé. o infinito. a re-união . Exú ligado a antigas e grandes sacerdotizas de Oxun. etc Exú Tìrírí: acompanha Ogun Exú Fokí ou Bàra Tòkí: acompanha Oyá e vários orixás Exú:Lajìkí ou Bára Lajìkí: acompanha Ogun. Exú Sìjídì: acompanha Omolú. Exú Akesan: acompanha Oxumaré. Tudo isso e a prova da importância de Èsù em nossas vidas. Xangô. Oyá e as posteiras. Exú Igbá ketá: o exú da terceira cabaça Exú Okòtò: o exú do carocol. se estabelece em vários níveis . Logun Exú Tòpá/Eruè: acompanha Ossayin Exú Aríjídì: acompanha Oxun Exú Asanà: acompanha Oxun Exú L’Okè: acompanha Obá Exú Ijedé: acompanha Logun Exú Jinà: acompanha Oxumarè . Ogun. Oyá . Exú Elegbárà: o senhor do poder mágico Exú Bárà: o senhor do corpo Exú L’Onan: o Senhor dos caminhos Exú Ol’Obé: o senhor da Faca Exú El’Ébo: o Senhor das oferendas Exú Alàfìá: o Senhor sa satisfação Pessoal Exú Oduso: o Senhor que vigia os Odús. é a sua múltipla forma mais importante e que lhe confere a qualidade de Imolê ou divindade nos ritos da criação. Nanã. Exú Ína: responsável pela cerimónia do Ipade regulamentando o ritual. nada se concretiza. Exús que acompanham vários Orixás. etc Exú Jelu ou Ijelu: acompanha Osolufun. èsù é o movimento e o mensageiro de tudo existente ou inexistente aos olhos do homem ! Os 16 múltiplos de Esú Exú Yangui:a laterita vermelha. Exú Enú Gbáríjo: a boca coletiva dos Orixás. etc Exú Igbárábò: acompanha Yemanjá. Exú Oba Babá Exú: o rei pai de todos os Exús Exú Odàrà: o senhor da felicidade ligado a Orinxa’Lá Exú Òsíjè: o mensageiro divino Exú Elérù: o Senhor do carrego ritual. epíteto referente à sua antiguidade.podia encontrar nome mas apropriado para esta cerimônia. Ogun. responsável pela porteira do Ketu. Exú Ajonan: tinha o seu culto forte na antiga região Ijesa. Oxalá. nada chega aonde deve de chegar. ExúÒnan: acompanha Oxun. sendo Èsù a mola que move todos os mecanismo inerentes. sem ele nada se movimenta. etc Exú Langìrí: a companha Osogiyan Exú Álè: acompanha Omolú Exú Àlákètú: acompanha Oxóssi Exú Òrò: acompanha Odé. O Pàdé. Exú Agbà: o ancestral.

.

AJÊ SALÙGA Orixá da riqueza. .

Diamante. o local onde Aje encontra-se assentada. Osaniyn e Orisa Ori.Citrino amarelo). Não existem cerimônias abertas para ela.Topázio azul. nem festas. são os simbolos desta divindade que em Ifé é conhecida como Àjè Salùga e no Dahomé como Oxumaré. Lista de material para Ajè Saluga 01 Bacia antiga de louça grande (Que seja antiguidade) 01 Cachepô grande de Louça (Antiguidade) 03 Ajês grandes 600 Búzios pequenos comuns 600 Moedas correntes Areia de praia 06 Ajês médios 06 Moedas antigas prata 06 Moedas correntes prateada 06 Ajês pequenos 06 Idés de Ouro 18k 06 Owo eyo (Búzios da terra frutos de escavações arqueológicas) 06 Pedras preciosas (Cristal austríaco. mostra-se muito tímida e cismada. corais. Possui muito ligação com Esu.ÀJÈ SALÙGA Conchas grandes.Brilhante. joias naturais. Gosta de arroz cru com mel e farinha perfumada.Topázioimperial. caramujos do mar. 06 pérolas legitimas 01 vidro de azougue 01 pena de leke-leke 01 pena de agbé 01 pena de ekodidé 01 pedaço de cera de abelha 06 conchas shell 06 conchas comuns 06 corais variados 01 coral cérebro 01 fio de segis 07 obis de 4 gomos 01 estrela do mar 06 cavalos marinhos 06 conchas madre pérolas 01 pedaço de ori vegetal 01 vidro de mel de abelhas 01 efun parafuso 01 caixa de waji 01 punhado de yerosun 01 pincel 02 colobos (potinhos de barro) 06 grãos de atare 01 pacote de incenso de igreja (adquirido em uma igreja católica) Gim . Seus rituais devem acompanhar os de Osaala. não pode ser visitado por muitas pessoas. Orunmila.

Ervas de Ajê serão usadas para lavar as conchas e búzios e deve-se tambem tomar banho delas antes de mecher e evocar Ajê. é representada por toda a riqueza dos mares. outros creêm que Ajê seja meio macho. Seu elemento é a riqueza. meio fêmea. mas o que se sabe é que Ajê é um Orixá feminino.SAUDAÇÃO DE ÀJÈ SALÙGA . por ser também um Orixá da riqueza (nas terras). dona de aspectos indispensáveis para o ser humano como: paixões. estes podem ser masculinos ou femininos.Assim como Oxumaré.Agua benta Água do mar Água que a pessoa lavou o rosto. e por ser filha de Olocum. Ossain e Exú.) Folhas de akoko Folhas de iroko Folhas da fortuna Folhas da costa (saião) Folhas de dinheiro em penca Folhas de guiné Folhas de peregun Folhas de maria-sem-vergonha Folhas de serralha. por ser ligado a riqueza ou sobre (sassanha) de Yemanjá por ter estreitas ligações com Ajê. de doce temperamento. riqueza e amor. É ligada a Oxumaré. -Bichos de corte -01 ajapá (jabiti) -01 eleiyé amarelo (pombo) -06 igbin -01 etu (galinha da angola) Folhas ritualísticas (para lavagem das conchas e materiais utilizados no assentamento. Ajê tem grandes ligações com Xangô.Como masculino.é mais aconselhável rezar a sassanha de Oxumaré . Outro motivo de questionar a sexualidade de Ajê é porque já que ela é representada por conchas e grandes búzios. portanto não existe Elegun de Ajê Salugã.REZA DE EVOCAÇÃO DE ÀJÈ "Ajê OgugulusôAjê SalugãAjê onisô bujé" .. não dá transe. . novamente falaremos sobre o caractere andrógeno de Ajê.Ocum Iyá = a mãe (rainha) que está nos mares. Macerá-las rezando a sassanha de sua preferência. que são os que simplesmente a cultuam e que a assentam.Existem sim iniciados em ajê. ÀJÈ SALÙGA Orixá da riqueza. alguns acreditam que Ajê seja um deus masculino.

para Ajê os ingredientes abaixo: dentro de um oberó. . Assentamento de Iyá Mi Osorongá 1 pote de coruja 1 otá 10 búzios 10 moedas 1 penca de oxum 1 quartinha de barro fêmea 1 moringa de barro 1 muda de pitanga 1 obí 1 orôbo ½ metro de fita vermelha ½ metro de fita amarela 1 ikodidé Ataré Dendê Gìm . ekurú e efun + Aberê. uma vez ao mês. oferecer obi.Oferece-se em forma de veneração. Acaçá.COMIDAS E OFERENDAS PARA AJÊ: Todos os pratos para Ajê não levam tempêros. quando chega nela. orobô. Abará. encontra o máximo da riqueza". sómente após a sua confecção serão regados Pó arroz. Ebô. .Tradução: "A dona da morada da riqueza do paraíso do homem. Ekurú.

Yemanjá .

.Yemanjá sobá -1 igbá de louça completo -1 perfume do bom -9 idés prateados -9 búzios -9 conçhas shell -1 abebé prateado -1 abebé prateado “miniatura” -1 cristal de rocha pedras semipreciosas -1 peça de prata -banha de orí -9 moedas antigas prateadas -1 laguidbá branco -1 segui azul “de oxaguiã” -lelecum -patchulí -cumarú -bejerecum -imburana -pixurim -pó de sândalo -nóz noscada -dandá da costa -punhado de erva doce -wájiefun -yerosun -osun -1 coral do mar -1 obí branco -dendê/mel/ -vinho moscatel -azeite -unhas do filho de santo -1 íma -1 correntinha de metal prateado -1 anel ou aliança de prata -1 pedra de alabasto -1 fio de contas bem bonito -1 tablete de sabão de côco -1 tablete de sabão da costa obs. depois com sabão da costa e por último com as ervas. primeiro com sabão de coco... lavar todos os itens da lista sem exceção.

colocando dentro de uma cabaça. -konken -marreca -galinha -pombo. veste branco e prata. rabugenta e feiticeira. numa primeira manifestação. oxalufan e orunmilá . Yemonjá asogba (saba) é a mais velha. por isso seus yaôs quase se arrastam em sala. Come: -cabra. tem afinidade com nanã. se põe: 9 gemas . . comanda as caçadas mais profundas do oceano. usa no tornozelo uma corrente de prata.lava o ori da iyawo naquela bacia. 9 folhas de betis cheiroso 9 firmas de osalá. o que ficou na bacia é jogado nos atins do ilê. manca de uma perna devido a uma luta com exu. dentro desta água. e durante os 7 dias de efun. yemanjá é perigosíssima. numa briga com exú. faz Se a raspagem. gosta de fiar seu cristal e fios de algodão para fazer as roupas de oxala. esfregando tudo em seu ori. 9 obis .Igba de iyemonja saba 01 sopeira de louça com bacia 01 quartinha 01 okutá 08 búzios 08 idés de metal prata 08 moedas prata 01 penca de iyemonja 01 dedal prata 01 igbó de metal prata 01 rede de pescar 01 abebe prata 08 conchas shell 08 cavalos marinhos 08 conchas diversas 01 par de ajes pequenos fava de iyemonja Oro iya saba Em seu labé. retira se os obis e os orobos e rala se tudo. ayra. Nesta qualidade. coloca se uma bacia com areia e água do mar. seu olhar é irresistível e seu ar é altaneiro. 9 orobos. depois mostram toda sua dança. sábia e muito voluntariosa. dá se banho na iyawo com água e o pó dos obis e orobos ralados. pega se o pano branco onde esta o cabelo e amarra se bem amarrado. ela teve sua perna ferida. fala de costas. tudo branco menos a konken.

Sua energia é a espuma branca do mar. num xirê de sobá. carrega em uma das mãos um abebé espelhado e na outra uma estrela do mar. sempre entra um oxalá. suas amarrações jamais podem ser desatadas.Foi mulher de orunmilá. para ouvir seus fiéis costuma ficar de costas. consagrada com azeite doce e pitadas de mel.todos os seus assentamentos são feitos no algodão. é a senhora do algodão. .seus filhos costumam ser videntes ou tem o dom da intuição. e ifá sempre acata sua palavra e em honra a tal hierárquica entidade.

só da pata. e sacrifica-se em seguida uma pata sobre tudo que ali esta. e comece a esfregar na iyawo 7 ekurus e desmanche-os no corpo da iyawo.Yemonjá ya sessu iya sessu tem que obrigatoriamente arrumar iya sabá. é um orisa a parte. o qual utilizamos para quebrar o ajé desta santa.quando ela enjoou dele cortou a língua de erinlé para que ele não revelasse os segredos de olokun e dela. ali chegando. esta vestida apenas de calçolão e uma saia na altura dos seios. devido aos problemas de ori que essa iyemonja tem. o ejé da pata não vai na iyawo. . tempere antes com afotin (açúcar queimado misturado em água). acenda duas velas uma na frente e outra atrás da iyawo e proceda com o sacrifício da etú em cima das coisas que estão no circulo. cantando: pepeye jan pepe eru dan dan Depois que a pata desfalecer é que será entoada a segunda parte da cantiga pepeye pade lode eru ade o pepeye pade lode eru ade o Nesse momento retira-se as penas e cobre aquele sacrifício todo ali em cima do rochedo. cantando: abi abi etú konkén abi abi etú konkén Após ter desfalecido a etú diz-se o seguinte etú olori sessú etú olori sessú Banha o ori e o corpo da iyawo com este ejé. essa iya come "ofí" (gansa). a iyawo ou obrigacionada. deixando cair ali tudo isso. esta iyemanja ficou perturbada por ficar contando as penas do pato. a partir desse momento erinlé passar a falar somente através de iya sessu. somente o da etú. conta os antigos que iya sessu se apaixonou por erinlé e o seqüestrou para as profundezas do mar. veja bem erinlé não é oxosse. posiciona-se essa iyawo em pé em cima desses rochedos. pois se utiliza a pata apenas para ebó. e em frente a ela uma circulo feito com ekuru esfarelado misturado com obi ralado dentro do circulo um ofá prata e os 2 okutás de sessú. em seguida passe 7 ekós e quebre-os sobre as coisas ali também.assenta ainda erinlé. Ebó de iya sessu tirar ajé antes de seguirmos para a cachoeira vamos a um recanto onde haja muitos rochedos marítimos onde as ondas quebrem. as penas da etú não. Retire o ofá e os okutás do meio do circulo.

seguira para debaixo da esteira dela. fala sozinha e é traiçoeira. cujo olhar alcança o horizonte.veste verde-água ou prata.tudo que foi pro ori será torrado depois que tirar e servirá de reforço para a massa do adoxu. iya saba Segundo alguns itans. ela foi casada com orumilá. manca da perna esquerda.embaixo da esteira dessa iyawo não poderá faltar a folha de oboróiyabá (salsa de praia). cante para o peixe curvina grande: ejá mobá mobá bori eni ejá mobá mobá bori ejé Retire as nadadeiras. os olhos ponha cada um numa mão da santa com um pouco de dende. seu culto também esta ligado a osalá. devido uma briga com esú. o corpo do ejá ficara nas águas mesmo. e só sairá para o erupin dela. chegando no ile. que a deixou pelo seu caráter difícil. e arrume no ori da iyawo. corrente de prata no tornozelo.Arruma-se um ojá funfun no ori da iyawo e finque nesse ojá 7 penas da pata. assenta se oxalá . arrume a folha de capeba sobre tudo que esta no ori e enrole o ojá. retire as guelras e as pedras da cabeça da curvina e arrume no centro do ori. no dia da saída sai escondido e preso embaixo do pano da costa. e segue agora para a cachoeira para fazer tudo referente a iyawo normalmente. ade com chorão. chegando lá retira o ojá enfeitado com as penas da pata então retornará mais para o ori dela. os olhos do ejá irá para cima de uma farofa de água e ficara atrás da porta do honkó um com afotin em cima e outro com epô pupa. vive a fiar as roupas brancas de osalá. usa braceletes. iyemonjá princesa. Obs: na cachoeira após tudo da iyawo ter sido feito. rabugenta. com miçanga cor de água. no ato de kopar o ofí para sessú canta-se o "ejé soro soro" normal e depois continua com "iyá sessu olokun ô". depois passa a morar no igbá da santa. o ofá permanecerá o tempo todo amarrado na cintura de sessú.

Interesses relacionados