P. 1
Estudo da Parábola

Estudo da Parábola

|Views: 14.530|Likes:
Publicado porEuclides
Cônicas - Parábolas
Cônicas - Parábolas

More info:

Published by: Euclides on Jun 24, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/21/2013

pdf

text

original

Estudo da Parábola

.

1. Definição da Parábola
que se cortarmos o duplo cone com um plano paralelo a uma geratriz do cone teremos a cônica denominada parábola

Nas duas aulas que se seguem vamos fazer os tratamentos analíticos da parábola, começando pela sua definição.

Parábola é o conjunto de todos os pontos do plano eqüidistantes de um ponto fixo e de uma reta fixa desse mesmo plano.

2. Elementos da Parábola
Foco: ponto fixo Diretriz: reta fixa Eixo de simetria: reta que passa pelo foco e é perpendicular à diretriz Vértice: ponto onde a parábola corta o eixo de simetria Distância focal: distância do foco à diretriz, representado por p

1

y

Eixo de simetria

F

p/2
V

Distância focal

x

p/2
Diretriz

3. Equação da Parábola com vértice na origem dos eixos e eixo de simetria sobre eixo y
Elementos dessa parábola V (0,0) vértice F(0, p/2) foco P1(x,y) um ponto qualquer da curva P2(x, -p/2) um ponto sobre a diretriz y = -p/2 equação da diretriz x=0 equação do eixo de simetria Pela definição de parábola a distância do foco ao ponto P1 deve ser igual à distância do ponto P1 ao ponto P2 que é a distância do ponto à diretriz
y

y

distância

P1

distância
F p/2 p/2 V Diretriz x
x

P2

Eixo de simetria

2

Expressando analiticamente essa definição temos:

FP1 = P2 P1 a distância do foco ao ponto P1 tem que ser igual à distância de P1 ao P2, isto é , a distância de qualquer ponto da curva à diretriz.
p ( x − 0) 2 + ( y − ) 2 = 2 ( x − x) 2 + ( y + p 2 ) 2 aplicando a distância entre dois pontos
[MA1] Comentário: Distânci a entre dois Pontos no plano

p ( x − 0) 2 + ( y − ) 2 2 das raízes

2 =

p ( x − x ) 2 + ( y + )2 2

2 elevamos ao quadrado para “escapar”

p p ( x − 0) 2 + ( y − ) 2 = ( x − x ) 2 + ( y + ) 2 2 2

resolvendo os parênteses

· Fórmula para calcular a distância entre dois pontos

x 2 + y 2 − py +

p2 p2 = y 2 + py + 4 4
p2 p2 = y 2 + py + 4 4

reduzindo os termos semelhantes
Para saber mais vá à Virtualteca

x 2 + y 2 − py +

x2 = 2py

x2 = 2py

Equação Reduzida da Parábola

Observe o que necessitamos para determinar essa equação! Apenas a distância focal aparece como incógnita nessa equação, pois x e y é o ponto qualquer que sempre temos em uma equação de uma cônica. Exemplo 1: Determine vértice, foco, diretriz e eixo de simetria da parábola cuja equação 2 é dada por x = 12y É fundamental identificar que essa equação é de uma parábola que tem vértice na origem e eixo de simetria sobre eixo y. A partir daí devemos ter presente o formulário para esse caso:

3

V (0,0) F(0, p/2) y = -p/2 x2 = 2py

vértice foco equação da diretriz equação da parábola

x = 0 equação do eixo de simetria

x2 = 12y x2 = 2py

y

2p=12 p=6
F

logo: V(0,0) vértice F (0, 3) foco y = -3 diretriz
V
x

Diretriz

x = 0 equação do eixo de simetria

Exemplo 2: Determine vértice, foco, diretriz e eixo de simetria da parábola cuja 2 equação é dada por x = -8y
Você deve iniciar sempre pela identificação da equação! Parábola com vértice em (0,0) e eixo de simetria sobre eixo y

4

Formulário:

V (0,0) F(0, p/2) y = -p/2 x2 = 2py x2 = 2py x2 = -8y

vértice foco equação da diretriz equação da parábola

2p = -8

p=-4
y

logo: V(0,0) vértice F(0, p/2) y = - p/2 x=0 F (0, -2) foco y = 2 diretriz

Diretriz

V

x

F

equação de eixo de simetria

Observe esses dois exemplos! Podemos registrar se p > 0 parábola com abertura para cima se p < 0 parábola com abertura para baixo

5

y

y

p < 0 abertura para baixo

x

x

p > 0 abertura para cima

4. Equação da Parábola com vértice na origem dos eixos e eixo de simetria sobre eixo x

Elementos dessa parábola V (0,0) vértice F(p/2, 0) foco P1(x,y) um ponto qualquer da curva P2(-p/2, y) um ponto sobre a diretriz x = -p/2 equação da diretriz y=0 equação do eixo de simetria

y

Diretriz

F
x

6

Para encontrarmos a equação dessa curva devemos considerar um ponto genérico P1(x,y) e o ponto que determina a distância de P1 à diretriz que está representado na figura abaixo por P2.

y

P2

distância

P1

distância
Diretriz

p/2

V

p/2

F
x

Considerando os pontos V(0,0) vértice F(p/2,0) foco x = - p/2 diretriz P1(x,y) um ponto qualquer da curva P2(-p/2,y) um ponto sobre a diretriz y = 0 equação de eixo de simetria
Expressando analiticamente essa definição temos:

7

FP1 = P2 P1 a distância do foco ao ponto P1 tem que ser igual à distância de P1 ao P2, isto é , a distância de qualquer ponto da curva à diretriz.

p ( x − ) 2 + ( y − 0) 2 = 2 2 =

p ( x + ) 2 + (y − y ) 2 2 2

aplicando a distância entre dois pontos

p ( x − ) 2 + ( y − 0) 2 2 das raízes

p (x + ) 2 + (y − y ) 2 2

elevamos ao quadrado para “escapar”

p p ( x − ) 2 + ( y − 0) 2 = ( x + ) 2 + ( y − y ) 2 2 2 2 p p2 x 2 + y 2 − px + = x 2 + px + 4 4 2 p p2 x 2 + y 2 − px + = x 2 + px + 4 4

resolvendo os parênteses

reduzindo os termos semelhantes

y2 = 2px

y2 = 2px

Equação Reduzida da Parábola

Exemplo 3: Determine vértice, foco e diretriz e eixo de simetria da parábola cuja 2 equação é dada por y = 18x
Você deve iniciar sempre pela identificação da equação! Parábola com vértice em (0,0) e eixo de simetria sobre eixo x apresenta o seguinte quadro: V (0,0) F (p/2,0) x = - p/2 y2 = 2px vértice foco equação da diretriz equação da parábola

8

y = 0 equação do eixo de simetria

5

4

3

2

1

V
−6 −5 −4 −3 −2 −1 −1 1 2 3 4

F
5 6

−2

−3

y2 = 2px y2 = 18x p/2 = 9/2 Logo: 2p = 18 p=9

−4

V(0,0) vértice F (p/2,0) x = - p/2 y=0 F (9/2,0) foco x = -9/2 diretriz

equação de eixo de simetria

Exemplo 4: Determine vértice, foco e diretriz e eixo de simetria da parábola cuja 2 equação é dada por y = -16x
Novamente consulte o quadro: V (0,0) F (p/2,0) x = - p/2 y2 = 2px vértice foco equação da diretriz equação da parábola

y = 0 equação do eixo de simetria
9

y2 = 2px y2 = -16x p/2 = - 4 Logo: 2p = -16 p=-8

V(0,0) vértice
5

F (p/2,0) x = - p/2 y=0

F (-4,0) foco
4

x = 4 diretriz

3

equação de eixo de simetria
F
−6 −5 −4 −3 −2 −1

2

1

V
1 −1 2 3 4 5 6

−2

−3

−4

Podemos nesse caso das parábolas cujo eixo de simetria coincide com o eixo das abscissas fazer a observação de sua abertura:

se p > 0 parábola com abertura para direita se p < 0 parábola com abertura para esquerda

Atenção: Fica aqui a sugestão de dividir o estudo da parábola em duas aulas. A partir daqui teremos a aula 13 da semana que vem!

10

As duas equações de parábola que se seguem apenas deslocam o vértice para um ponto qualquer dos eixos coordenados. 5. Equação da Parábola com vértice em um ponto qualquer dos eixos e eixo de simetria sobre eixo y A técnica que podemos utilizar para demonstrar essa equação é fazer a construção anterior, com vértice na origem e chamar esses eixos de auxiliares. Para entender, observe a construção abaixo:

y
y

y’
y

Eixo de simetria

y’
F

P

V

x’

x’
x

Diretriz

x
0
x

Figura 1

Definindo o valor das coordenadas x e y temos:

y
y

y’
y

Eixo de simetria

y’
F

P

y’
V

x’

x’
x

k

Diretriz

11

x
0 h x’
x

Na figura 1 temos a equação da parábola de centro (0,0) cuja equação é Figura 2 x’2 = 2py’ Na figura 2 onde acrescentamos os eixos xoy de translação teremos: x = x’ +h y = y’ + k

isolando x’ e y’ teremos: x’ = x - h y’ = y - k

onde h e k são as coordenadas do vértice nos eixos xoy, isto é: V (h,k) substituindo as igualdades acima na equação x’2 = 2py’ (x-h)2 = 2p(y-k)

(x-h)2 = 2p(y-k)
Equação Reduzida da parábola cujo vértice está no ponto (h,k) e eixo de simetria é paralelo ao eixo y

Exemplo 5: Determinar a equação da parábola cujo vértice está no ponto (3,2), eixo de simetria paralelo ao eixo y e cuja distância focal é 4u.c.
Lembre! Você deve iniciar sempre pela identificação da equação! Parábola com vértice em (h,k) e eixo de simetria paralelo ao eixo y apresenta o seguinte quadro:

V (h,k) F (h,k+p/2)

vértice foco

12

y = k - p/2 (x-h)2 = 2p(y-k)

equação da diretriz equação da parábola

Para determinar a equação da parábola precisamos de (h,k) e do p que nesse exemplo são dados, portanto substituindo (x-h)2 = 2p(y-k)
12

(x-3)2 = 2.4(y-2) (x-3) = 8(y-2)
2

11 10 9

Equação Reduzida

8 7 6

resolvendo teremos: x2- 6x+9 = 8y-16 x - 6x - 8y+25 = 0
2

5 4 3 2

Equação Geral

V
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14

Diretriz

1

−13 −12 −11 −10 −9 −8 −7 −6 −5 −4 −3 −2 −1 −1 −2

isolando y: x - 6x+9 = 8y-16 x - 6x+9 +16 = 8y
x 2 - 6x + 25 8
2 2

−3 −4 −5 −6 −7 −8 −9 −10

y=

Equação Explícita

Exemplo 6: Determinar a equação da parábola cujo vértice está no ponto (-1,4) e cujo foco está no ponto (-1,7).

V (h,k) F (h,k+p/2) y = k - p/2 (x-h)2 = 2p(y-k)

vértice foco equação da diretriz equação da parábola

13

V (h,k) F (h,k+p/2)

V( -1 , 4) F( -1 , 7)

h = -1 k = 4 k+p/2 = 7 4+p/2 = 7 p/2 = 7 – 4 p/2 = 3 p=6

Equação : (x-h)2 = 2p(y-k) (x+1)2 = 2.6(y-7) (x+1)2 = 12(y-7) Equação Geral Encontre a Explícita

6. Equação da Parábola com vértice em um ponto qualquer dos eixos e eixo de simetria sobre eixo x
De forma análoga ao da parábola do item anterior podemos encontrar a equação nesse caso. Observe a parábola abaixo com vértice em um ponto qualquer segundo os eixos xOy. Nos eixos x’Oy’ a parábola tem vértice na origem
y

y’

F V

x’

x

14

Figura 1

Figura 1 y’
y y P y’

F V

x’ x’

h k

x

x

Figura 2

E na figura 2 onde fizemos a translação teremos: x = x’ +h y = y’ + k

isolando x’ e y’ teremos: x’ = x - h y’ = y - k

onde h e k são as coordenadas do vértice nos eixos xoy, isto é: V (h,k) substituindo as igualdades acima na equação y’2 = 2px’ (y-k)2 = 2p(x-h)

15

(y-k)2 = 2p(x-h)
Equação Reduzida da parábola cujo vértice está no ponto (h,k) e eixo de simetria é paralelo ao eixo x

Observe que apenas houve a troca das variáveis x e y da equação anterior. O quadro abaixo servirá de consulta para esse caso.

V (h,k) F (h+p/2 , k) x = h - p/2 (y-k)2 = 2p(x-h)

vértice foco equação da diretriz equação da parábola

Exemplo 7: Determinar a equação da parábola cujo vértice está no ponto (-5,1) , eixo de simetria paralelo ao eixo x e cuja distância focal é 3u.c. (y-k)2 = 2p(x-h) (y-1)2 = 2.3(x+5) (y-1)2 = 6(x+5) Equação Reduzida y2-2y +1 = 6x+30
y 12 11 10

y -2y -6x-29 = 0

2

9

Equação Geral

8 7 6 5

isolando x teremos: y2 - 2y - 29 = 6x
−9 −8 −7 −6 −5 −4 −3 −2 −1

4 3 2 1 x 1 −1 −2 −3 −4 −5 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

16

x=

y2 - 2y - 29 Equação Explícita 6

7. Determinação de vértice, foco e diretriz da parábola
Quando temos a equação da parábola na forma explícita podemos encontrar seus elementos comparando-a à equação de 2° grau. Você pode observar que a forma explícita da equação da parábola pode ser expressa por : y = ax2+ bx + c x = ay2+ by +c eixo de simetria paralelo ao eixo y eixo de simetria paralelo ao eixo x

Vamos primeiramente fazer a comparação da primeira equação com a de 2° grau y = ax2+ bx + c (x-h)2 = 2p(y-k) x2-2hx+h2 = 2py - 2pk isolando y 2py - 2pk = x2-2hx+h2 2py = x2-2hx+h2+2pk
x 2 - 2hx + h 2 + 2pk 2p

y=

comparando com

y = ax2+ bx + c Equação Termo em x2 Termo em x Termo Independente h 2 + 2pk

x 2 - 2hx + h 2 + 2pk 2p y = ax2+ bx + c y=

1 2p a

− b

2h 2p

2p c

Igualando os termos das duas equações teremos:
1 =a 2p

1 = 2pa 2pa = 1

p=

1 2a

distância focal

17

2h =b 2p

h =b p

-h = bp

h = -bp

h = -b

1 2a

h=-

b 2a

abscissa do vértice

podemos encontrar a ordenada do vértice substituindo o valor da abscissa na equação e encontrando seu respectivo valor de y, isto é, k.

Exemplo 8: Determine vértice, foco e diretriz e eixo de simetria da parábola de equação
x 2 + 2x + 1 12 Continuamos com o primeiro passo estabelecido desde a primeira solução: y=

Identificar a equação que temos: V (h,k) F (h,k+p/2) y = k - p/2 vértice foco equação da diretriz

Para fornecer as respostas temos apenas que encontrar h, k e p Iniciando por p: distância focal p =
1 2a

p=

1 1 = =6 1 1 2 12 6
2 2 12 = 12 = 2 . 6 = 12 = −1 h=1 1 12 1 12 2 12 6

b abscissa do vértice : h = 2a

substituindo na equação y = encontraremos k
x 2 + 2x + 1 12

x 2 + 2x + 1 12

y=

18

y=

( −1) 2 + 2.( −1) + 1 12

y 12 11 10

0 y= =0 12

9 8 7 6 5

k=0 Substituindo no quadro teremos V (h,k) vértice V (-1,0) F (h,k+p/2) y = k - p/2 foco F (-1 , 0+3) y=0-3 F (- 1 , 3) y = -3
−9 −8 −7 −6 −5 −4 −3 −2

4

F

3 2 1 x 1 −1 −2 −3 −4 −5 −6 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13

−1 V

equação da diretriz

−7 −8

Exemplo 9: Determine vértice, foco e diretriz e eixo de simetria da parábola de equação
x= y 2 + 6y + 21 4

Quadro dessa equação: V (h,k) F (h+p/2 , k) x = h - p/2 vértice foco equação da diretriz

distância focal p =

1 2a

p=

1 1 = =2 1 1 2 4 2
6 6 4 = 4 = − 6 . 2 = − 12 = −3 k=1 1 4 1 4 2 4 2

b abscissa do vértice : k = 2a

substituindo na equação x = encontraremos h

y 2 + 6y + 21 4

19

x= x=

y 2 + 6y + 21 4 2 + 6.( −3) + 21 ( −3) 4

y 8 7 6 5 4

12 4 h=3 x=

3 2 1 x −9 −8 −7 −6 −5 −4 −3 −2 −1 −1 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Substituindo no quadro teremos V (h,k) vértice V (3, -3) F (h+p/2 , k) x = h - p/2 foco F (3+1 , 3) x = 3 -1 F ( 4 , -3) x=2

−2 −3 −4 −5 −6 −7

F V

equação da diretriz

−8

20

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->