Você está na página 1de 18

CU RS INH O DO M

BOS CO

EV OL UÇ ÃO

EDI LSO N SO AR ES
EV OL UÇ ÃO
EXPLICA A GRANDE
VARIABILIDADE DE SERES VIVOS,
ESPÉCIES E RAÇAS DIFERENTES
DA ATUALIDADE
TE ORI AS EVO LUT IVAS
LAMARCK ISMO (1744 – 1 829 )

HIP ÓT ESE DE TR ANSMIS SÃO


HE RED IT ÁRIA
DOS CARACTERE S ADQUIR ID OS
LEI DO USO DESUSO

ER RO:
CARACTE RÍST IC AS ADQUIR ID AS NÃO SÃ O
TRANS MIT IDA S A OS DESCE NDE NTE S.
DARWI NISMO (1809 – 1882)

SELEÇÃO NATURAL
OS MAIS BEM ADAPTADOS AO MEIO SÃO
SELECIONADOS E SOBREVIVEM.
NÃ O CONS EGU IU E XP LIC Ar;
A G RA ND E VARIE DADE D E ESP ÉCI ES
NEO DARWI NISMO O U
TEO RI A SI NTÉTI CA

EX PLIC OU A
VARIA BIL ID ADE DA S ES PÉ CIE S
FONTES
MUTAÇÃO
RECOMBINAÇÃO GENÉTICA

FATORES

SELEÇÃO NATURAL
ISOLAMENTO REPRODUTIVO
ESPECIAÇÃO
UMA POPULAÇÃO A VIVE EM UMA
DETERMINADA REGIÃO;
UMA ALTERAÇÃO NO AMBIENTE PROVOCA A
MIGRAÇÃO DA POPULAÇÃO EM AMBIENTES
GEOGRÁFICOS DIFERENTES FORMANDO DUAS
POPULAÇÕES DIVIDIDAS EM X E Y;
AS POPULAÇÕES FICAM IMPOSSIBILITADAS DE
SE INTERCRUZAREM E
SOFREM REAÇÕES DIFERENTES POR ESTAREM
EM AMBIENTES DIFERENTES,
CONSTITUEM RAÇAS DIFERENTES COM O
PASSAR DO TEMPO.
EVOLUÇÃO DIVERGENTE OU
IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA
EVOLUÇÃO DE UMA ESPÉCIE ANCESTRAL EM VÁRIAS
FORMAS QUE OCUPAM AMBIENTES DIFERENTES.

MAMÍFEROS QUE
EVOLUÍRAM DE UM
ÚNICO
ANCESTRAL
EVOLUÇÃO CONVERGENTE OU
CONVERGÊNCIA EVOLUTIVA
CONSISTE NA SEMELHANÇA ENTRE ORGANISMOS DE
ORIGENS DIFERENTES QUE PRO VIVEREM AS MESMAS
PRESSÕES AMBIENTAIS ACABAM POR SE
ASSEMELHAR.

TUBARÃO, GOLFINHO
E ICTIOSSAURO