DECLARAÇÃO DE HIPOSSUFICIÊNCIA FINANCEIRA E PEDIDO DE ISENÇÃO

Nome:________________________________________________CPF:__________________ RG:____________________Rua:_______________________________________Nº:________ Bairro:_______________________Cidade:____________________CEP:__________________

Composição da renda familiar:
RENDA MENSAL (R$)

NOME

CPF

PARENTESCO Candidato

Declaro, para efeito dos devidos fins, e amparado pelo Decreto n.° 6.135, de 2007, que

sou membro de família de baixa renda e que auxiliado pelo item
concurso tal , peço deferimento do pedido de isenção.

tal

do edital do

Cadastro Único (CadÚnico): NIS:______________________________________. (A não inscrição ou o vício na identificação do NIS, não desampara por si só o membro de baixa renda do Decreto n.° 6.135, de 2007) Declaro também estar ciente de que a veracidade das informações e documentações é de minha inteira responsabilidade estando ciente da LEI Nº 7.115, DE 29 DE AGOSTO DE 1983.

Natal, _____/_______________/_______.

___________________________________________ Assinatura

. inciso VI. DECRETA: Art. IV . Distrito Federal ou Municípios. da Constituição.família de baixa renda: sem prejuízo do disposto no inciso I: a) aquela com renda familiar mensal per capita de até meio salário mínimo.DECRETO Nº 6. 1º (. . todos moradores em um mesmo domicílio.renda familiar mensal: a soma dos rendimentos brutos auferidos por todos os membros da família. III . b) Programa Agente Jovem de Desenvolvimento Social e Humano. II .) Art. e f) demais programas de transferência condicionada de renda implementados por Estados.família: a unidade nuclear composta por um ou mais indivíduos. adotam-se as seguintes definições: I .135. e) Auxílio Emergencial Financeiro e outros programas de transferência de renda destinados à população atingida por desastres. ou b) a que possua renda familiar mensal de até três salários mínimos. DE 26 DE JUNHO DE 2007. não sendo incluídos no cálculo aqueles percebidos dos seguintes programas: a) Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. PRESIDENTE DA REPÚBLICA . residente em Municípios em estado de calamidade pública ou situação de emergência..domicílio: o local que serve de moradia à família. 84. no uso da atribuição que lhe confere o art. 4o Para fins deste Decreto. eventualmente ampliada por outros indivíduos que contribuam para o rendimento ou tenham suas despesas atendidas por aquela unidade familiar.Pró-Jovem. c) Programa Bolsa Família e os programas remanescentes nele unificados. d) Programa Nacional de Inclusão do Jovem . alínea ³a´.

3º . Art. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA LEI Nº 7. . quando firmada pelo próprio interesse ou por procurador bastante. 162º da Independência e 95º da República. dependência econômica.Revogam-se as disposições em contrário. Art. administrativas e criminais previstas na legislação aplicável. sujeitar-se-á o declarante às sanções civis. JOÃO FIGUEIREDO . 186o da Independência e 119o da República.Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. 2º . 14º (.. 5º .) Brasília. Art. faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. Brasília.renda familiar per capita: razão entre a renda familiar mensal e o total de indivíduos na família.115. DE 29 DE AGOSTO DE 1983. . Art. residência. e sob as penas da Lei. presume-se verdadeira. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA.A declaração destinada a fazer prova de vida.V . 26 de junho de 2007. Art. 1º . em 29 de agosto de 1983.A declaração mencionará expressamente a responsabilidade do declarante..Se comprovadamente falsa a declaração. Parágrafo único . . homonímia ou bons antecedentes. . pobreza.O dispositivo neste artigo não se aplica para fins de prova em processo penal. 4º . .