Você está na página 1de 5

ÍNDICE

1. INTRODUÇÃO

2. BASES PARA PROCESSO DE SEGMENTAÇÃO

3.VARIÁVEIS OU CRITÉRIOS DE
SEGMENTAÇÃO

4. SEGMENTAÇÃO DO TARGEG DA EMPRESA


TAAG- LINHASAÉREAS DE ANGOLA

5.NOTA FINAL

6.BIBLOGRAFIA

1. Introdução
Gestão de R.H – Marketing e Comunicação Organizacional – Tema: TAAG Segmentação de TAGET Turma: 31N sala B008
Participantes: Nzakimuena S. Manuel N.º 81531 e Vitória F. Gama N.º 81284.
Todo e cada cliente é único, cada segmento de cliente é único. Existem grupos que
desenvolvem ligações racionais com uma marca ou uma empresa, enquanto que
outros desenvolvem ligações emocionais. Pouco importam as características (local
geográfico, sexo, valor, idade, etc.), cada segmento tem expectativas, hábitos,
preferências de compra e necessidades diferentes. Isto é particularmente sem dúvida
no contexto da globalização dos mercados, onde as culturas, normas e os
comportamentos variam de um país para o outro.

Os conselhos de Harris/Décima fazem uma análise da segmentação por repartir os


clientes em função do incentivador de fidelidade que lhes são próprios e
característicos “target”. Com a ajuda de estabelecimentos comerciais, ajudam os
clientes a compreender:

• Quais são os incentivos que engajam os clientes ?


• O que cada segmento do cliente exige na sua relação com a empresa?
• Quais são as suas características de Target ?
• Como os diferentes segmentos tomam as suas decisões de compra ?
• O que os motiva a escolher uma marca ?
• Qual é o propósito do valor adequado para cada segmento ?
• Qual é o pontencial do proveito de cada grupo?

Com base nestas informações, os clientes são capazes de apresentar os seus


segmentos do mercado, o propósito do valor, o produto e o programa que melhor
convém, no seu todo ou, a um bom preço.

Bases para o processo de segmentação


Considerando a segmentação como o processo de identificação de grupos
homogéneos de consumidores, segmentar um mercado é dividi-lo num certo número
de subconjuntos, tão homogéneos quanto possível, para permitir que a empresa
adapte a sua politica de marketing a cada um desses subconjuntos ou a alguns deles.
Cada um destes subconjuntos designa-se por segmento, e pretende-se que cada
segmento seja constituído por compradores com as mesmas necessidades,
comportamentos e poder de compra. No entanto, os segmentos devem ser
significativamente diferentes entre si, de forma a justificar a aplicação de diferentes
politicas de marketing.

Atendendo ao facto de diferentes públicos têm necessidades e desejos diferentes, até


mesmo possibilidades, a segmentação surge como a resposta do marketing à
necessidade da existência de metodologias que permitam uma actuação eficaz junto
do público alvo (target) de uma empresa. De acordo com esta lógica, percebe-se que
a segmentação divide o mercado em várias fatias de forma a permitir o
posicionamento dos produtos no mercado.

Variáveis ou Critérios de segmentação

Gestão de R.H – Marketing e Comunicação Organizacional – Tema: TAAG Segmentação de TAGET Turma: 31N sala B008
Participantes: Nzakimuena S. Manuel N.º 81531 e Vitória F. Gama N.º 81284.
Existem inúmeros critérios de segmentação, os quais definem as dimensões em que
um mercado heterogéneo pode ser dividido em grupos mais homogéneos. Existem
estudos que tentam formar segmentos, observando as características dos
consumidores, os quais, normalmente, se servem de critérios comportamentais,
geográficos, demográficos e psicográficos; e outros estudos que tentam formar
segmentos em função das respostas do consumidor. Uma vez formados os
segmentos, deve analisar-se as características do consumidor se estão associadas
com o tipo de resposta desse segmento, isto é, analisar se as pessoas que valorizam
a relação qualidade/preço quando pretender comprar um carro, diferem em relação as
suas características comportamentais, geográficas, demográficas e
psicográficas. A estes critérios são podem ser denominados também de variáveis.

Existem mais variáveis, porém, de acordo com a pesquisa feita, a segmentação mais
importantes, ou pelo menos mais usados, são os seguintes:

a) Segmentação geográfica: Divide o mercado a partir de áreas


geográficas tais como: país, região, cidade, bairro… A empresa pode
optar por servir uma ou varias áreas geográficas.

b) Segmentação demográfica: divide o mercado a partir de variáveis


populacionais tais como: escalão etário, sexo, nível de rendimentos …
Muitas vezes acontece os segmentos serem definidos com base em
várias variáveis demográficas, por exemplo, no caso dos perfumes, para
definir um segmento é importante ter em conta sexo e idade.

c) Segmentação psicográfica: divide o mercado a partir de variáveis


como a classe social, estilo de vida, convicções, personalidade … Por
exemplo, a classe social e o estilo de vida, têm muita influência nas
preferências em relação a carros, vestuário, turismo…etc.

d) Segmentação por comportamento: divide o mercado com base no


conhecimento, uso, e comportamento, do consumidor, em relação a um
produto. Este critério é considerado por muitos autores como o melhor
ponto de partida para a segmentação do mercado.

e) Segmentação completa: personaliza um produto e o seu programa de


marketing para cada cliente em particular.

f) Segmentação multicritérios: como se percebe com relativa facilidade,


o processo de segmentação cumpre melhor os seus objectivos se, em
vez de se escolher apenas um critério, se fizer o cruzamento de vários
critérios. No entanto, a opção de recorrer à segmentação multicritérios,
obriga à renúncia à homogeneidade perfeita dos segmentos, para não
tornar demasiado pesado o processo.

Segmentação do Target da Empresa TAAG- LINHAS AÉREAS DE ANGOLA

Gestão de R.H – Marketing e Comunicação Organizacional – Tema: TAAG Segmentação de TAGET Turma: 31N sala B008
Participantes: Nzakimuena S. Manuel N.º 81531 e Vitória F. Gama N.º 81284.
Para o objectivo do presente trabalho, foi escolhida a Empresa Angola de Transporte
de passageiros TAAG- Linhas Aéreas de Angola. Consultando os balcões de venda
de bilhetes de passagem aérea desta operadora aérea, assim como os a grelha dos
destinos desta companhia, verificamos que ela recorre a quase todas as variáveis
atrás listadas para a segmentação do seu “target”, como se descreve:

a) Segmentação geográfica
A TAAG optou por servir apenas algumas cidades tanto a nível nacional
e internacional.

b) Segmentação demográfica
A TAAG aplica tarifas de venda de bilhetes em função da idade,
passageiros até 2 anos de idade pagam um preço inferior em
comparação com os outros.

c) Segmentação psicográfica:
Embora não seja uma imposição, mas a TAAG dá a possibilidade das
classes abordo variar em função variáveis como a classe social, estilo de
vida, convicções, personalidade. São apresentados vários tipos de
tarifas, mais precisamente para os voos internacionais, que comportam,
bilhetes para primeira classe, classe executiva e classe económica.

d) Segmentação por comportamento


Para o caso da TAAG, considera-se este segmento como sendo um
complemento ao anterior com o acréscimo da existência de bilhetes de
promoção onde as tarifas variam em função do tempo de sua validade
(30. 45, 60 e 90 dias).

e) Segmentação completa e Segmentação multicritérios.


Estes dois últimos podem ser considerados como complementos quanto
ao que empresa TAAG aplica com base nas segmentações descritas
atrás..

NOTA FINAL

Para uma empresa que queria uma maior predominância no mercado a melhor via de
atingir o objectivo é a segmentação, por apresentar-se como útil e ferramenta do
marketing. Através da segmentação é possível produzir o produto ou serviço certo
para o alvo certo, e faze-lo chegar ao consumidor de forma adequada. Naturalmente,
com esta actuação, os efeitos da aplicação dos recursos das organizações são
maximizados, uma vez que, ao definir o publico alvo (segmento), está-se a fazer com
que todos os recursos sejam canalizados no mesmo sentido e com o mesmo
objectivo, o que, inevitavelmente trará melhores resultados.

BIBLOGRAFIA

Gestão de R.H – Marketing e Comunicação Organizacional – Tema: TAAG Segmentação de TAGET Turma: 31N sala B008
Participantes: Nzakimuena S. Manuel N.º 81531 e Vitória F. Gama N.º 81284.
 Lindon, D. et al, Mercator 2000 Teórica e Prática do Marketing, 2000,
 Kotler; P. Marketing Management -Analysis, Planning, Implementation and
control,1994,
 Dr. Paulo Araújo Apontamentos curso GRH – UGS 3.º Ano 2010

Gestão de R.H – Marketing e Comunicação Organizacional – Tema: TAAG Segmentação de TAGET Turma: 31N sala B008
Participantes: Nzakimuena S. Manuel N.º 81531 e Vitória F. Gama N.º 81284.