P. 1
a ÉTICA DO OBREIRO

a ÉTICA DO OBREIRO

|Views: 853|Likes:
Publicado porMarcos Eliel Silva

More info:

Published by: Marcos Eliel Silva on Jul 11, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/11/2011

pdf

text

original

Introdução à Ética do Obreiro

INTRODUÇÃO: O que é ética? a ética nos ensina que ³sendo a veracidade a base de todo o bom intercurso entre os homens, a lei de conservação social exige de todo homem obediência estrita a esta lei em toda as relações com os seus semelhantes´. O colega de ministério é nosso irmão e no sso próximo também (Lc10.29;Lv 19.18;). No trato de colegas de ministérios as epístolas pastorais nos d á um verdadeiro código de ética. Justapondo -se (Ex 20.1-17;Mt 5-7). Quando tratamos de liderança, segundo os mais renomados dicionários, ³Liderança´ é a forma de denominação baseada no prestígio pessoal do líder e aceita pelos seus liderados. Vem a ser a ascendência e autoridade de um indivíduo sobre o grupo. Liderança é, pois, um comportamento, e nunca um fato isolado. 1. PRINCIPIOS BÁSICOS MINISTERIAL DOS OBREIROS a) Da vocação: O obreiro deve estar consciente que seu ministério é uma vocação divina, e que o alcançou através da chamada divina e não por seus próprios méritos, mas por Deus. ( Ef 3.7; Hb 5.4). b) Do Serviço: Apesar do Obreiro exercer uma e levada posição, deve sempre lembrar-se que ele também está na posição de servo do Senhor Jesus Cristo e da igreja de Deus (Tt 1.1; At 9.15,16). c) Da Mordomia Cristã: O obreiro como mordomo do seu tempo, deve administra-lo tendo pleno domínio sobre o seu uso, e com denodada sabedoria (Gn 24.2, 39.4 -6; Ef5.15,16). d) Da Reputação: O obreiro é o único que pode manchar o seu próprio caráter, por isso, ele deve garantir que suas condutas morais, pessoais, espirituais e ministeriais, seja a melhor possível (Jo 1.47; 1ª Pe 3.13-17; 2ª Pe 3.14). e) Da atividade Ministerial: A atividade ministerial, por ser puramente de cunho espiritual, a sua mensuração deve ser qualidade e serviço, nunca voltada para o lucro financeiro e material, e sim espiritual (Jo 6.27) 2. A ÉTICA DA VIDA DO OBREIRO: a) Na vida Pessoal b) Fisicamente: Obreiro deve conservar-se fisicamente saudável e viver no equilíbrio do sentimento, por que o corpo é o templo e morada do Espirito Santo para que possa c umprir a gloriosa missão que lhe foi confiada por Deus nesta vida (1ª Co 6.19,20; )Rm 12.1) todo o corpo oferecido a Deus não podia ter defeito. c) No crescimento Espiritual: O obreiro deve diariamente, cultivar o seu crescimento espiritual através da: Oração. Leitura diária e do estudo da Palavra de Deus e outros auxílios complementares. Busca constante, Esmerando no jejum. Possuindo um coração cheio do fruto e dons do Espirito Santo de Deus, consagrando toda a sua vida no trabalho do Evangelho (Gl 5.22; Hb 12.14). a) Costumes: O obreiro deve abster-se dos costumes rudimentares que prejudicam a eficácia do seu ministério, quando adquiridos, (Hb 12; Gl 4.9).

muitas mulheres vão ficar caidas por ele. c) A Bíblia: A bíblia é a palavra de Deus. Tratar todas as mulheres com gentileza e respeito.Rm 13. e) Lidando com o Sexo Oposto: Você como obreiro. Toda liderança tem o seu preço a pagar. ainda está emocionalmente imaturo.4 -5. para que possa com honestidade saldar integralmente seus compromissos financeiros (Mt 22.25.1ª Pe 3. emocionais.21. Vejamos alguns aspectos considerados de custo elevados para os que ostentam uma liderança. d) Tratando os Problemas Ministeriais em Casa: O obreiro deve abster -se de tratar dos problemas eclesiásticos diante dos filhos. Esse defeito cedo ou mais tarde virá à tona. 29.8). Contudo ele é suficientemente sábio para entender que a mulher de sua v ida é a sua esposa. Em conseqüência.b) Orçamento Financeiro: O obreiro deve se esforçar para viver dentro dos limites do seu orçamento. e se propõe a ajudá-la superar suas fraquezas. como lida com o sexo oposto? O obreiro como esposo deve dispor-se a empregar tempo e esforço necessário.8 -9. 2. (Rm 11. a) A busca do Poder: O obreiro deve compreender que não é o poder que faz o obreiro.28). que é vergonhoso e desabonador para um homem o fato de não se encarregar de suprir as necessidades financeiras.15). 3. maior será o preço a pagar.4 -7).(Ef 5.2 Na Vida Familiar: a) O obreiro tem o dever fundamental de certificar -se de que suas relações familiares são justas e se constituem de um viver piedoso para toda comunidade ( 1ªTm 3. e é pior do que o infiel´. especialmente os que se dispõem ao exercício do ministério.13. O PREÇO DA LIDERANÇA. Em relação aos obreiros jovens. 2ª Tm 2. principalmente os de menor idade e nunca citar nomes de pesso as envolvidas para que não cause escândalos à obra de Deus (1ª Pe 5. e deve usa-la a substância de seu ministério docente e profético. espirituais. eles devem esperar no senhor (1ªCo 7. É necessário que ele gaste somente o menos do seu limite. Procure entender porque ela é da maneira que é. Compreender que a relação sexual dela depender á diretamente de sua decisão de suprir as carências emocionais da esposa. e impedirá o progresso do líder e do grupo em direção ao alvo comum. b) Critica: Se alguém não pode suportar critica. c) Prover as Necessidades da Família: O obreiro como esposo. portanto o obreiro deve considera -la como a única regra de fé e prática. . se conquista´. sabe instintivamente. e físicas de seus familiares (1Tm 3. se alguém não tem cuidado dos seus e especialmente do s de sua própria casa tem negado a fé.1-2).). mas o obreiro que determina o poder. considerando a ação de Deus permanente no lar (1ª Tm 3.28. O obreiro como marido deve: Dispor-se a satisfazer as carências da esposa.7). ³O poder não se impõe. usando de sua maravilhosa capacidade mental para conhecer a esposa. b) Matrimônio: O obreiro deve buscar no matrimônio uma esposa apta para auxiliá -lo no seu ministério. pois quanto maior a conquista.6 -7). a Bíblia diz: ³ora.

pobres. rudes.21). descorteses. O orgulho se torna egoísmo quando enaltecemos a nós mesmos. CONCLUSÃO: Paulo advertiu a Timóteo contra a parcialidade (1ª Tm 5. analfabetas. espirituais e os mais diferentes tipos. É um grupo heterogêneo que tem pessoas ricas. é uma comunidade de pessoas com os diferentes problemas sociais. d) Orgulho e Inveja: Estes são irmãos gêmeos. afáveis. A igreja. Sentimento de infalibilidade pode corroer sua eficiência. cultas. deprimentes. e) Rejeição: O líder precisa ter uma forte personalidade para ser capaz de enfrentar a rejeição.c) Competição: A um preço a pagar quando o líder sofre de uma ³ansiedade de competição´. Sempre há forte possibilidade de alguém ser caluniado por sua fé. entusiastas. como também deve ser capaz de resistir o louvor. emocionais. Os mais jovens por exemplo: normalmente são muito sensíveis. A popularidade pode afetar o desempenho da liderança. assume a forma de fracasso ou medo do êxito. . etc. dedicadas. e por isso o lí der deve ter a capacidade de enfrentar isso com moderação. Portanto o obreiro ou líder precisa estar preparado para relacionar-se com todos estes tipos. não aceitam a idéia de favoritismo ou de desdém para com alguém.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->