P. 1
Diretriz Corporativa - TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - r.02.11

Diretriz Corporativa - TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS - r.02.11

|Views: 121|Likes:
Publicado porEmilio Jorge Fank

More info:

Published by: Emilio Jorge Fank on Nov 16, 2011
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/02/2012

pdf

text

original

Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO

Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho
Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET
1 PROPÓSITO Estabelecer os requisitos mínimos para identificação de Espaços Confinados e o reconhecimento, avaliação, monitoramento, controle, e mitigação dos riscos existentes, de forma a garantir permanentemente a segurança e saúde dos trabalhadores que interagem direta ou indiretamente nestes ambientes. 2 APLICAÇÃO Este procedimento se aplica a: - todas as Unidades do Grupo ARAUCO - Prestadores de Serviço para o Grupo ARAUCO. 3 REFERÊNCIAS Diretrizes de Permissão para Trabalho Diretriz de Controle de Energias Perigosas. Matriz de Gerenciamento de Resíduos e Levantamento de Aspectos e Impactos
Levantamento de Perigos e Riscos.

4

DOCUMENTOS COMPLEMENTARES NR 33 – Norma regulamentadora para Espaço Confinado NBR -14787

5

DEFINIÇÕES PET: Permissão para Entrada e Trabalho em Espaço Confinado: documenta a conformidade

das condições locais e autoriza a entrada em cada espaço confinado, conforme apresentado no anexo I. LOCK-OUT: (bloqueio) – método de bloqueio do equipamento através de dispositivos mecânicos (travas, cadeados, etc.) de forma que este não entre em movimento ou seja operado, quando em manutenção, colocando em risco os trabalhadores. TAG-OUT: (identificação) – colocação de etiquetas de aviso no dispositivo de bloqueio do equipamento, para indicar ou alertar que o equipamento sob bloqueio não pode ser operado sem antes ter a liberação formal do trabalhador autorizado.

Document1 Data Emissão: 17.08.2011

Página 1 de 25

Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO

Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho
Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET
ESPAÇO CONFINADO: qualquer área ou ambiente não projetado para ocupação humana contínua, que possua meios limitados de entrada de saída, cuja ventilação existente seja insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de Oxigênio, conforme NR 33. OBS.: Espaços confinados incluem, entre outros, tanques de armazenamento, tanques de processo, cilindros, covas, silos, tinas, tanques de reação, caldeiras, dutos de ventilação, esgotos, túneis, poços de bombas, poços de balanças, poços de elevadores, caixas d' água, etc. ORDEM DE SEGURANÇA (OS): Recomendações de segurança a serem adotadas durante a realização das atividades laborais ANÁLISE DOS RISCOS DA TAREFA (ART): destina-se à prévia identificação dos riscos reais e potenciais das atividades a serem desenvolvidas, suas causas, consequências e indicação das medidas de controle necessárias, efetuada por equipe técnica multidisciplinar e coordenada por profissional de segurança do trabalho ou outra pessoa designada pelo empregador, devendo ser assinada por todos os participantes. ANÁLISE DE RISCOS ESPECÍFICOS DO ESPAÇO CONFINADO (AREC): consiste na ART destinada à prévia identificação dos riscos reais e potenciais específicos de cada Espaço Confinado considerando-se condições imediatamente perigosas à vida, à integridade física ou à saúde do colaborador, como, por exemplo: deficiência de oxigênio, atmosfera inflamável e/ou explosiva e concentração de substâncias químicas e/ou toxicas, entre outras. AVALIAÇÕES INICIAIS DA ATMOSFERA: Conjunto de medições preliminares realizadas na atmosfera do espaço confinado. IPVS: Imediatamente Perigosa à Vida ou à Saúde. ATMOSFERA saúde. CONDIÇÃO IPVS: Qualquer condição que coloque um risco imediato de morte ou que possa resultar em efeitos à saúde irreversíveis ou imediatamente severos ou que possa resultar em dano ocular, irritação ou outras condições que possam impedir a saída de um espaço confinado. CONTAMINANTES: Gases, vapores, névoas, fumos e poeiras presentes na atmosfera do espaço confinado. DEFICIÊNCIA DE OXIGÊNIO: Atmosfera contendo menos de 20,9 % (vinte vírgula nove porcento) de oxigênio em volume na pressão atmosférica normal, a não ser que a redução do percentual seja devidamente monitorada e controlada. ENRIQUECIMENTO DE OXIGÊNIO: Atmosfera contendo mais de 23 % (vinte e três porcento) de oxigênio em volume na pressão atmosférica normal.
Document1 Data Emissão: 17.08.2011 Página 2 de 25

IPVS:

Atmosfera

Imediatamente

Perigosa

à

Vida

ou

à

Saúde.

Qualquer atmosfera que apresente risco imediato à vida ou produza imediato efeito debilitante à

vapor. monitorando e em permanente comunicação com quem está no interior de um espaço confinado.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET BLOQUEIO: Dispositivo que impede a liberação de energias perigosas tais como: pressão. Document1 Data Emissão: 17. para entrar em um espaço confinado permitido. instalação e uso de equipamentos. LEL ou LIE .08. para pronto atendimento e controle de entrada e saída. VIGIA: Profissional com capacitação que recebe autorização do empregador para ficar do lado de fora. fluídos. ou ainda é esperada estar presente. SUPERVISOR DE ESPAÇO CONFINADO: Pessoa com capacitação e responsabilidade para determinar se as condições de entrada são aceitáveis e estão presentes numa permissão de entrada. TRABALHADOR AUTORIZADO: Profissional com capacitação que recebe autorização do empregador. TESTE INICIAL: Teste realizado com o equipamento antes das avaliações ambientais do espaço confinado para certificar-se de seu funcionamento. ou seja. água e outros visando à contenção de energias perigosas para trabalho seguro em espaços confinados. como determina Norma NR-33. é o limite onde se pode permanecer em segurança. RESPONSÁVEL TÉCNICO: Pessoa com capacitação e responsabilidade Pelo cumprimento da NR 33. CABO DE SEGURANÇA: Cabo no qual será preso o cinto de segurança dos trabalhadores qualificados. ou seu representante com habilitação legal. combustíveis. NÍVEL DE TETO: O máximo de concentração de um produto para o qual uma pessoa pode ser exposta por um período especificado de tempo. ÁREA CLASSIFICADA: Área na qual está presente uma atmosfera explosiva de gás.2011 Página 3 de 25 .O Limite Inferior de Explosividade é o valor abaixo do qual a mistura ainda não está apta a se inflamar. CLIPAGEM: fixação do cabo de segurança no cinto de segurança dos trabalhadores qualificados. em quantidades tais que requeiram precauções especiais para a construção.

1.2 6. Deverá ser definida a periodicidade de Inspeção dos Espaços Confinados para se verificar alterações nas condições de Risco. no mínimo.1.4 Todo espaço confinado deverá estar identificado e sinalizado de modo permanente.3 6.2 As áreas caracterizadas como espaço confinado existentes na instalação deverão estar relacionadas no Formulário Modelo para Registro .9 6.Temperatura.1.1.08. fluidos (líquidos. Classe de Risco conforme Critérios de Classificação de Espaços Confinados – Anexo I.2 Análise e Classificação dos Espaços Confinados Para cada local considerado Espaço Confinado deverá ser elaborada uma Análise dos Riscos da Tarefa Específicos do EC (AREC). presentes na unidade. bem como as medidas protetivas básicas a serem adotadas e a definição dos EPI´s necessários.ESPAÇO CONFINADO .2.1.8 6.1 6. vaso de pressão etc.AREC. serão classificados de acordo com os critérios para Classificação de Espaços Confinados (Anexo I) Document1 Data Emissão: 17.1. Descrição dos tipos de equipamentos interligados ao espaço (ex.7 Número de identificação do espaço confinado.2.1. as seguintes informações: 6.4 6. inclusive os desativados.: tanque. o qual conterá. 6.).1 6.1. Número de acessos (bocas de visita). se dará pela instalação de placas de sinalização nos locais classificados como ambientes confinados. no mínimo.2. incluindo informações de projeto. anuais.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6 6. Avaliação das concentrações de O2. conforme Formulário Modelo para Registro . 6. Tipo de bloqueio utilizado para impedir a entrada de pessoas não autorizadas Descrição do riscos específicos existentes no EC . biológicos e mecânicos inerentes àquele espaço confinado. gases e vapores) presentes durante a operação do equipamento ou quaisquer outros produtos químicos utilizados no espaço confinado. pressão. o qual deverá estar afixado no acesso primário ao mesmo. sendo estas. de acordo com o ANEXO II – Sinalização para Identificação de Espaço Confinado. CO e LEL na Atmosfera do Espaço Confinado.ESPAÇO CONFINADO .2. Localização e Setor do espaço confinado.2011 Página 4 de 25 . H2S.2.3 6.1.2.Relação de EC.1.6 6. químicos.2 Com base na AREC todos os locais considerados Espaço Confinado.1. considerando os riscos físicos. Número da Análise de Risco Específica referente ao Espaço Confinado.1 PROCEDIMENTOS Identificação e Controle dos Espaços Confinados A identificação de todos os Espaços Confinados.1.1 6. 6.2.2.2.5 6. 6.1.2.2. sendo estes detalhados com fotos e/ou informações de projeto e anexados à AREC. ergonômicos.

2. cujos instrutores devem ter comprovada proficiência no assunto.2011 Página 5 de 25 .3.2. cadeados ou parafusos.DESPREZÍVEL – Condição de com algum potencial de perigo ou identificada como possibilidade de melhoria. serão definidas na AREC levando-se em consideração as condições de risco e as atividades realizadas no local. 6.1 6.4. Não existe possibilidade de ocorrer lesões pessoais ou danos significativos ao meio-ambiente.CRÍTICA – Condição de risco o que possa expor o colaborador à lesão grave. Document1 Data Emissão: 17.3 A AREC deverá contemplar um plano básico de bloqueio de Energias perigosas.3 6.2.2.2.08.5 A necessidade de utilização de controles de acesso.2 Antes da realização do trabalho. estruturas. deve ser verificado se o certificado de comprovação do curso está dentro do prazo de validade.6. 6. 6.3.2. 6.2.4 Na AREC devem ser considerados procedimentos específicos de emergência e resgate adequados a cada espaço confinado cadastrado.2. mas não tão severos como os classificados como Perigo Classe III. equipamentos e/ou materiais.6. estruturas. Severidade CLASSE I . Lacres. Severidade CLASSE II .1 6.6 Os riscos identificados na AREC deverão ser classificados conforme critério abaixo: Severidade CLASSE III .3 Qualificação Somente poderão fazer parte da equipe de trabalhadores aqueles que comprovadamente forem certificados para trabalhos em espaço confinado referentes ao tipo de atividade que forem desempenhar.2 6.2. É recomendável o uso de fotos do espaço confinado e/ou de planta de projeto detalhando pontos de fixação e a forma de uso dos equipamentos de resgate. 6. estruturas.MARGINAL – Condição de risco com potencial de lesões ao trabalhador ou gerar danos/perdas ao meio-ambiente. procedimentos e equipamentos mínimos para resgate em cada espaço confinado. 6. emitidos por instituições de ensino públicas ou privadas em conformidade com a NR-33. 6. equipamentos e/ou materiais.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6.6.1 Dimensionamento da equipe. circuitos elétricos e todos os sistemas e tubulações a ele interligados.7 As Recomendações de Segurança/Medidas de Controle previstas na AREC devem ser as adequadas à mitigação ou eliminação dos riscos identificados no ambiente confinado de trabalho. Danos de difícil ou lenta reparação do meio-ambiente. considerando o espaço confinado. tais como fechaduras. equipamentos e/ou materiais.

3 Todos os trabalhadores designados para trabalhos em espaços confinados.1 6. 6.2 6. epilepsia. será também necessária a assinatura do responsável da empresa contratada. pelos vigias.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6. considerando: doenças cardíacas.3. devem ser submetidos a exames médicos específicos para as funções que irão desempenhar. 2ª.4. 6. O formulário de Permissão de Entrada e Trabalho em Espaços Confinados – PET – deve ser completamente preenchido e assinado pelo Supervisor de Espaço Confinado. incluindo os fatores de riscos psicossociais com a emissão do respectivo Atestado de Saúde Ocupacional – ASO constando estar APTO para trabalhos em Espaços Confinados. Document1 Data Emissão: 17. destinados à verificação da capacitação física para realização das atividades de acesso em espaço confinado. A entrada não será permitida se algum campo da PET não tiver sido preenchido. Via arquivar no SESMT.4.3 6.4 6. sendo necessário o preenchimento da PET e o atendimento aos requisitos do formulário. doenças psiquiátricas. Via deverá ser entregue aos trabalhadores autorizados devendo ser disponibilizada uma cópia a todos os trabalhadores envolvidos.3.4. hipertensão. labirintite.4 Deverá ser especificada no ASO a relação dos exames ocupacionais complementares. certificando-se de que aqueles que irão desenvolver trabalhos em espaços confinados atenderão a todos os procedimentos e requisitos ora estabelecidos. conforme a classificação.2011 Página 6 de 25 .5 A simples entrada num espaço confinado já caracteriza um trabalho. deficiências visuais e auditivas e qualquer doença que possibilite a perda de consciência repentina ou desequilíbrio.PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL.4 Permissão de Entrada e Trabalho em Espaços Confinados – PET Todos os espaços confinados devem ser considerados inseguros para entrada até que estejam providos de condições mínimas de segurança e saúde.6 A emissão da PET deverá ocorrer em 3 vias de igual teor:   1a.4. É vedada a entrada e realização de qualquer trabalho em espaços confinados sem a emissão da Permissão para Entrada em Espaço Confinado (PET). doenças da coluna vertebral. conforme estabelece a NR 7 . pelos trabalhadores autorizados a desenvolver atividades no interior do espaço confinado e. No caso de prestadores de serviço. diabetes.4.4.08. 6. pelo SESMT. 6.

Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET  3a.3 6.4.5. 6.5. médio e superior do espaço confinado. NOTA 2: A PET para espaço confinado só tem validade para um turno de trabalho. 6. possibilitando a rastreabilidade das informações. 6. tóxicos ou inflamáveis. NOTA 1: Somente após liberação da PET assinada por todos os responsáveis pela liberação do trabalho poder-se-ão iniciar as atividades.2011 Página 7 de 25 . devem ser obrigatoriamente executadas avaliações iniciais da atmosfera fora do espaço confinado e em seguida em diversos pontos do espaço confinado com a temperatura próxima a do ambiente para a verificação da concentração de oxigênio e presença de contaminantes gasosos.1 Document1 Data Emissão: 17. bem como o número da PET também deverá obrigatória ser indicado na ART elaborada para a análise de risco do trabalho a ser executado. O teste deverá seguir as instruções do fabricante do equipamento. incluindo gases com concentrações conhecidas. NOTA 4: A emissão da PT necessária para a liberação de outras atividades não desobriga à elaboração da PET relativa aos trabalhos a serem executados no interior do espaço confinado NOTA 5: O número da AREC e da ART deverão ser indicados na PET. 6.4 Para a realização destes testes. 6.2 Para se efetuar a avaliação da atmosfera é indispensável que o equipamento esteja certificado.5. juntamente com a PET (no caso de haver riscos adicionais) e visível a todos quantos necessitarem verificar o andamento do trabalho. calibrado e tenha passado por um teste de resposta (aferição ou teste de funcionamento) com kit fornecido pelo fabricante do equipamento. NOTA 3: A identificação de riscos adicionais proporcionados pelas atividades a serem desenvolvidas no interior do EC deve ser realizada por intermédio da Análise de Risco da Tarefa . esta deverá estar desligada há pelo menos 15 (quinze) minutos. Se necessário.08. Via da PET deve ser entregue ao vigia e mantida fixada no local de trabalho durante todo o período em que estiverem sendo realizadas as atividades no espaço confinado. calibrados e certificados.ART destes trabalhos (além da AREC) e a execução destes deve ser autorizada pela respectiva Permissão de Trabalho – PET. caso tenha sido utilizada a ventilação forçada.5 Avaliação do Ambiente Antes da entrada. considerando as suas densidades relativas e deficiência/enriquecimento de oxigênio através de leituras nos terço inferior.5.7 Sempre que as condições de trabalho se alterem ao longo do tempo deverá ser realizada nova Análise Preliminar de Riscos e emitida nova PET. deverá ser avaliada também a exposição ao ruído e ao calor utilizando-se equipamentos adequados.

6.6 Concentração de oxigênio. 6.1 6.6. É recomendado o uso de proteção respiratória para os casos em que.6.5.2011 Página 8 de 25 6. só será admitida em condições de emergência.8 O equipamento de medição do ar deverá ficar disponível dentro do espaço confinado em tempo integral.08. Somente a Equipe de Resgate poderá executar essa tarefa. ordem do vigia. por intermédio de um instrumento de leitura direta. porém. mesmo quando abaixo do limite de tolerância. na presença de gases/vapores tóxicos ou fumos em suspensão. NOTA 1: A entrada em atmosferas imediatamente perigosas a vida ou a saúde (IPVS).5.2 . Os testes indicarem a concentração de gases inflamáveis na atmosfera acima de 10% do LEL.3 Não for possível controlar contaminantes na atmosfera interior a níveis de exposição permissíveis. alarme do equipamento.5. devem ser tomadas precauções especiais por parte dos envolvidos.5% e menor que 22. NOTA 2: Neste caso. implica no abandono imediato da área. Nos locais onde haja impossibilidade de se conseguir o 0% (zero por cento) do LIE em entrada para inspeção a frio. para que haja monitoramento constante da atmosfera pelo Trabalhador Autorizado. acionando um segundo alarme quando a mistura atingir 20% LEL (alarme alto).6 Não será liberada a entrada nem permitido o ingresso em espaço confinado quando: Os percentuais em volume de Oxigênio forem abaixo de 20% e acima de 22%. NOTA 3: A entrada no espaço confinado. 6. os odores gerados causem desconforto ao trabalhador. deve-se utilizar máscara autônoma de demanda com pressão positiva ou com respirador de linha de ar comprimido com cilindro auxiliar para escape. visando salvar vidas.  A percentagem de oxigênio em volume para entrada em um espaço limitado deverá ser maior que 19.5%.6. o funcionário não poderá entrar no espaço confinado. Document1 Data Emissão: 17. Os equipamentos de detecção de gases combustíveis normalmente são ajustados para alertar o usuário quando a mistura de ar e gás atinge um valor tal que esteja a 10% deste limite (alarme baixo).9 A falta de monitoramento contínuo da atmosfera no interior do espaço confinado.5. calibrado e testado antes do uso (teste inicial) para as seguintes condições: 6.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6.5 A atmosfera interna deverá ser avaliada por trabalhador autorizado e treinado.   6. o limite aceito é de 10% (dez por cento) do LIE. neste caso. é proibida até o término da avaliação inicial da atmosfera. 6.7 Gases e vapores inflamáveis – Avaliar o LEL ou LIE.5. ou qualquer situação de risco à segurança dos trabalhadores.

deverão ser monitorados periodicamente.08.8.7 Durante os trabalhos em espaços confinados as condições de desconforto térmico ou sobrecarga térmica deverão ser analisadas.2 Deve ser mantido o monitoramento contínuo do ambiente até a conclusão do trabalho por intermédio de monitores portáteis de detecção de gases (oxigênio. caso existam. eliminação e/ou mitigação dos riscos associados às atividades.7.1 6.7. NOTA 5: É expressamente proibida a entrada em espaço confinado. incluindo gases com concentrações conhecidas.8 Inspeção Geral do Local de Trabalho. o trabalho não deverá ser executado até a eliminação destes. Outros contaminantes. Antes de cada entrada em locais classificados como Espaços Confinados o Supervisor de Espaço Confinado e/ou Técnico em Segurança do Trabalho deverá realizar uma completa inspeção do local de trabalho visando à identificação. calibrado e protegido contra emissões eletromagnéticas ou interferências de radiofrequência.4 6.7. monóxido de carbono (CO). 6.7 Monitoramento Para se efetuar o monitoramento da atmosfera é indispensável que o equipamento esteja certificado. Os trabalhadores devem ser comprovadamente treinados no uso dos monitores portáteis de detecção de gases. onde a concentração de inflamáveis no ar estiver a 10% do seu limite inferior de explosividade (LIE). 6.7. gás sulfídrico (H2S) e limite inferior de explosividade (LIE). calibrado e tenha passado por um teste de resposta (aferição ou teste de funcionamento) com kit fornecido pelo fabricante do equipamento. 6. desde que mais rigorosos que os critérios técnico-legais. oxigênio (O2). quando for necessário ou em áreas classificadas como risco III. no mínimo.7. avaliação. inflamáveis e tóxicos).2011 Página 9 de 25 . segundo avaliação do Supervisor de Entrada.3 6.7. 6.5 6. 6. O teste deverá seguir as instruções do fabricante do equipamento.7.6 Devem ser monitorados. provido de alarmes sonoro e visual. intrinsecamente seguro.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET NOTA 4: Caso seja observada a presença de contaminantes que não possam ser identificados ou quantificados.1 Document1 Data Emissão: 17. 6. devem ser utilizados. Na impossibilidade técnica de se adequar o ambiente aos limites de tolerância estabelecidos na NR-15 ou na ausência destes os valores adotados pela ACGIH ou ainda aqueles estabelecidos em acordo coletivo de trabalho.

6 Os trabalhadores autorizados e o vigia devem inspecionar os EPI´s e o funcionamento dos equipamentos de comunicação.2011 Página 10 de 25 . Antes da realização das atividades.9.9. AREC.7 6. 6.2 A Análise da Risco da Tarefa (ART) deve determinar as medidas de controle adicionais às previstas na AREC como. o(s) brigadista(s) designado(s) deverá(ão) dirigir-se ao local de trabalho. com base na ART.1 Document1 Data Emissão: 17.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6. os riscos deverão ser identificados.9.4 Quando da avaliação do local de trabalho para emissão da Permissão de Trabalho em Espaço Confinado (PET) e da Permissão para Trabalho (PET).8.9 Preparação para entrada O Supervisor de EC deve comunicar ao chefe da Brigada a realização de trabalhos em Espaço Confinado. o responsável (Unidade ou Terceiro) pela frente de trabalho deverá reunir a equipe. divulgar.9. 6.9.3 6. Em seguida deve realizar a avaliação da atmosfera ou solicitá-la ao SESMT.9. Os equipamentos de resgate devem estar disponíveis nos locais de acesso ao espaço confinado e em perfeitas condições de uso. planejar e orientar os funcionários sobre as etapas de trabalho.08.8.5 6. PET e PET para que o trabalho seja executado com segurança. correntes ou tela plástica tipo tapume e deverão ser instaladas placas de alerta ao longo do isolamento para sinalização e visualização de pessoas não envolvidas nas atividades. EPC’s e demais equipamentos necessários à realização das atividades. 6.3 Durante a realização de atividades no espaço confinado deverá ser feito o isolamento da área de trabalho por meio de cordas.9.8. solicitando sua prontidão (QAT). 6. OS/ART.2 A Brigada deve preparar os equipamentos de resgate para o caso de emergências e. 6. por exemplo: EPI’s. eliminados ou mitigados. Deverão ser oferecidas condições para garantir a adequada hidratação dos trabalhadores durante a realização dos trabalhos. 6.9.8 Todos os colaboradores que irão executar os trabalhos deverão estar cientes dos riscos e cuidados a serem tomados na execução dos serviços. avaliados. O Vigia deve estabelecer a clipagem dos colaboradores que irão realizar o serviço no Espaço Confinado. 6.4 6. no casos classificados.

6.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6.08.2 Caso a comunicação seja interrompida.10. 6.9. equipamentos de resgate e a clipagem os trabalhadores autorizados pode-se iniciar as atividades.9. lacres e etiquetagens de todas as fontes de energias perigosas que possam por em risco a integridade física dos trabalhadores.3 Deve ser mantida a visualização e o contato permanente com o trabalhador pelo Vigia. 6. via rádio.9.9.2 O número de pessoas a entrar no espaço confinado deve ser o mínimo necessário para a execução do trabalho.3 O sistema de comunicação deve ser adequado para a utilização em áreas classificadas. conforme Diretriz de Bloqueio e Controle de Energias Perigosas.11 Não é permitido trabalho a quente ou utilizar qualquer outra fonte de ignição próximo aos espaços confinados que estejam em preparação para entrada.12.10 Antes de qualquer entrada deve-se ventilar o ambiente por pelo menos 10 minutos . 6.10 Bloqueio de Energias Perigosas 6.9.9 A entrada de trabalhadores no espaço confinado somente será autorizada depois de implementadas todas as recomendações de segurança bem como assegurada a utilização dos EPIs recomendados.9.12.4 Para os casos em que seja garantido que os trabalhadores estejam no campo visual do vigia.11. os trabalhadores devem abandonar o espaço confinado. 6. sendo obrigatória a presença permanente do Vigia junto a entrada do espaço confinado. 6.9. com o objetivo de manter contato entre as pessoas no interior do espaço confinado e o vigia e também entre o vigia e a equipe de resgate.11. dos EPI’s.9. 6.1 Deve ser utilizado um sistema de comunicação eficaz. 6. o uso do rádio no interior do espaço confinado pode ser dispensado a critério do Supervisor de EC. Também devem ser previstas condições para um eventual resgate do trabalhador no espaço confinado. não devendo retornar até que seja restabelecido o sistema de comunicação.12.1 Após a inspeção geral do local de trabalho e a implementação dos bloqueios. EPC’S.12. 6.12 Comunicação 6. 6. mesmo inconsciente.11 Liberação de entrada 6. alívios. em qualquer das situações.11.2011 Página 11 de 25 . Document1 Data Emissão: 17.1 Antes da entrada em espaços confinados deve-se implementar os bloqueios (block-out) e identificação (tag-out).

bem como os bloqueios de energia que não mais se fizerem necessários e.4 Qualquer saída de toda equipe por qualquer motivo implica a emissão de nova PET. 6.12.5 O SESMT deverá arquivar a PET de modo a garantir sua rastreabilidade por um período mínimo de cinco anos.08.12.1. 6. qualquer colaborador pode identificar situações de risco grave e iminente.12.1 As operações foram completadas.11.12.12.11. As medidas tomadas para isolar o espaço e controlar os riscos devem ser mantidas durante todo o período de trabalho. 6. 6. indicando a hora de entrada e saída de cada trabalhador. se necessário. 6.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 6.2 Ao final dos trabalhos o vigia deve certificar-se de que todos os colaboradores deixaram o local de trabalho em espaço confinado. 6.12 Fechamento da PET 6. paralisar o trabalho. 6. Neste caso deverá informar imediatamente ao vigia ou ao supervisor de espaço confinado.7 Os responsáveis pela abertura da PET devem interromper as atividades caso as medidas de proteção recomendadas não estejam sendo cumpridas ou se mostrem insuficientes para a neutralização dos riscos.12.4 Deverá ser mantida uma contagem exata dos trabalhadores autorizados no espaço permitido e assegurar que todos os meios usados para identificar os participantes indiquem precisamente quem está no espaço permitido. fazendo a retirada da Equipe de Trabalho de maneira consciente e calma.11.1.1 A entrada em espaço confinado será encerrada quando: 6.12. o qual deverá fazer uma análise da situação e.3 O supervisor deverá verificar se todos os equipamentos foram retirados.2 Ocorreram condições não previstas impeditivas de continuidade do trabalho. 7 RESPONSABILIDADES Document1 Data Emissão: 17. 6. Se as condições para a autorização de entrada forem alteradas deverá ser emitida nova PET considerando-se os riscos adicionais. então.12.11.1.6 Durante a execução de serviços em Espaço Confinado.2011 Página 12 de 25 .5 Deverá ser registrada na PET todas as entradas e saídas no espaço confinado. 6. comunicar ao SESMT sobre a finalização dos trabalhos para que seja efetuado o encerramento da PET.3 Houver pausa ou interrupção dos trabalhos acima de 30 minutos. 6.

7.2 7.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7. Document1 Data Emissão: 17.6 Estabelecer a ancoragem do cabo de segurança dos colaboradores que irão realizar o serviço no Espaço Confinado. o isolamento e o bloqueio.3. Especificar as medidas preventivas e as avaliações necessárias a uma entrada segura.3 Supervisor de Espaço Confinado Conhecer os riscos envolvidos com o espaço confinado e fornecer aos trabalhadores instruções sobre a preparação para entrada.3 Assegurar no local do serviço.4 7. as quais deverão ser obrigatoriamente atendidas.3. que as discussões preliminares tenham sido realizadas entre ocupantes e vigias do espaço confinado. 7.3.5 Assegurar que os envolvidos com a entrada em espaço confinado entenderam a aplicação.1 7.2.3.1.2 Responsável da Área solicitante e da Contratada Solicitar a emissão da PET. 7. se as condições previstas na permissão de entrada foram atendidas e documentadas.1 7.2. e que eles estão conscientes dos riscos e precauções necessárias.3. 7. que as condições exigidas na PET sejam entendidas e cumpridas.1 Todas as pessoas envolvidas nas operações de entrada em espaços confinados têm responsabilidades específicas. os requisitos e as limitações do trabalho definido na PET.2011 Página 13 de 25 . Definir o raio de abrangência das medidas protetivas e o tipo de isolamento de área para impedir o acesso de pessoas não autorizadas.2.2. Garantir junto ao local onde será realizado o serviço. Assegurar que a PET seja cancelada ou encerrada.3.2 7.3 7. 7. caso surja condição não permitida que coloque em risco a segurança dos executantes e a continuidade da operação.2.4 7.5 7. descritas a seguir. incluindo a limpeza. Assegurar que as sinalizações adequadas estejam colocadas na área e que os EPI´s apropriados estejam disponíveis e sejam utilizados.08. Verificar no local do trabalho.

3. tripé. escorregamentos. PET e PET para que o trabalho seja executado com segurança.10 Garantir a permanência da PET junto ao local de entrada. queimaduras.2011 Página 14 de 25 7. aquecimento. cordas de resgate.3.3.20 Certificar-se em trabalhos em eletricidade de que o equipamento está desenergizado e fisicamente aterrado e que não haja possibilidade de ocorrência de descarga eletrostática. iluminação 24 V (antiexplosiva ou blindada). 7. Document1 Data Emissão: 17.3.3. impactos. 7. com base na AREC. faíscas ou calor.3. 7. choques elétricos.3. cabo. eletricidade estática. 7. duração desta operação.12 Garantir o monitoramento no interior do ambiente do espaço confinado durante todo o período de trabalho. OS/ART. 7.13 Garantir que os preparativos para entrada no local de trabalho estejam adequados. equipamentos de comunicação. quedas.3.16 Certificar-se de que foi efetuada a remoção qualquer fonte de ignição nas proximidades do espaço confinado. corte ou outros que liberem chama aberta. 7.15 Adotar medidas para eliminar ou controlar os riscos de inundação. soterramento.9 Planejar e orientar os funcionários sobre as etapas de trabalho.14 Adotar medidas para eliminar ou controlar os riscos de incêndio ou explosão em trabalhos a quente. 7. Preencher e aprovar a PET. engolfamento. trava-quedas.3. esmagamentos.17 Certificar-se de que foram providenciados os bloqueios (blockout) e identificação (tagout) de todas as fontes de energia perigosas que possam por em risco as atividades em espaço confinado. 7.18 Assegurar que os trabalhos sejam realizados com iluminação adequada. solicitá-la a um profissional devidamente qualificado.19 Assegurar que existe ventilação adequada no interior do espaço confinado enquanto este estiver liberado e não oferecendo riscos à integridade física dos trabalhadores autorizados. equipamentos de ventilação.3. fazendo-se uso de instrumentos calibrados visando detectar eventual atmosfera inflamável. esmerilhamento. durante todo o tempo de .3. cabo guia. incêndio. EPI´s. Se necessária iluminação adicional. por pessoas capacitadas.08.7 Especificar os equipamentos necessários para a entrada (instrumentos para testes. 7. amputações e outros que possam afetar a segurança e saúde dos trabalhadores. tais como solda.3. etc.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7.).8 7. 7. NOTA: É Proibida a ventilação com oxigênio puro.3. asfixiante e/ou tóxica.3. 7.11 Realizar ou garantir que as avaliações do ambiente de trabalho sejam realizados de maneira apropriada.

que possa comprometer a integridade física dos executantes e a e a continuidade da operação. O Vigia deverá manter uma contagem exata dos trabalhadores autorizados precisamente quem está no espaço permitido. devendo permanecer no lado externo desse espaço durante toda a execução do mesmo.25 Ordenar a interrupção do serviço quando ocorrer alteração em qualquer condição de trabalho.2 7.24 Certificar-se que a equipe de emergência esta disponível e que os meios de comunicação estão funcionando corretamente. Informar ao supervisor de espaço confinado quando ocorrer alteração em qualquer condição de trabalho. exceto o ar respirável em máscaras autônomas. NOTA 2: O Vigia não poderá realizar outras tarefas que possam comprometer o dever principal que é o de monitorar e proteger os trabalhadores autorizados. indicando a hora de entrada e saída de cada trabalhador.3 7. sintoma. perigo.8 Não permitir a permanência de pessoas não envolvidas nas atividades no local de trabalho. acionar imediatamente as equipes de emergência. 7. 7.3.7 Ordenar o abandono do espaço confinado sempre que reconhecer algum sinal de alarme.21 Assegurar que a área esteja isenta de quaisquer materiais perigosos.4 Manter contato direto e contínuo com os executantes que estiverem trabalhando no interior do espaço confinado.4. acidente. Document1 Data Emissão: 17.4.4.4 Vigia Acompanhar o trabalho que está sendo realizado em espaço confinado.3.4. 7.26 Comunicar ao SESMT a conclusão ou interrupção do serviço e solicitar o encerramento da PET.4.4.3.1 NOTA 1: vigia não deve se ausentar do seu posto e nem adentrar o espaço confinado sem a devida autorização do supervisor de EC e substituição por outro vigia. 7. que possa comprometer a integridade física dos executantes e a continuidade da operação.4. 7. queixa.3.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7. nem ser substituído por outro Vigia 7. 7.6 Em situações de emergência.08.2011 Página 15 de 25 .4. É responsabilidade do vigia registrar na PET liberada todas as entradas e saídas no espaço confinado. permaneçam fora do espaço confinado.22 Assegurar que os cilindros de gás comprimido. 7. 7. situação não prevista ou quando não puder desempenhar efetivamente suas tarefas.3. condição insegura.23 Providenciar meios de comunicação para acionamento da equipe de emergência.3. 7.5 7. no espaço permitido e assegurar que todos os meios usados para identificar os participantes indiquem 7.

). bem como alertá-lo quanto à necessidade de saída do espaço confinado.5.5.6.2011 . instrumentos para testes. trava-quedas.5. Identificar os riscos e implementar a gestão de segurança e saúde no trabalho em EC. cabo.4 Document1 Data Emissão: 17.4 7.5. Coordenar a identificação.3 7.6. sinalização e cadastramento dos EC e manter atualizado este cadastro.6 Manter a comunicação com o vigia para informar quanto às condições de entrada e permanência.6 Atribuições do Responsável Técnico da Unidade: Implementar medidas preventivas de caráter técnico. conforme NR-33. Providenciar a elaboração dos planos de emergência e resgate para os EC e a realização de um simulado anual de salvamento nos possíveis cenários acidentais identificados. Sair do espaço confinado quando solicitado pelo vigia ou supervisor. identificação de riscos não descritos na PET e PT. acidente.5. cabo guia.3 7. (EPI´s.6. solicitação da CIPA.2 7.6.6.6. seguindo as instruções contidas na AREC e na ART sobre a preparação para entrada. 7. quando forem reconhecidos sinais de exposição ou alarme que comprometa a sua segurança.6. Alertar ao vigia ou outros executantes quando uma condição insegura ocorrer ou quando forem reconhecidos sinais de exposição a riscos de acidente.6. iluminação 24 V.6.6. 7. etc. 7.2 7. equipamentos de ventilação. tripé. cordas de resgate. havendo dúvidas pare e comunique ao supervisor de espaço confinado ou ao vigia.6.1 7.6. incidente ou condição não prevista durante a entrada.6 Revisar a ART específica de cada EC quando ocorrer: entrada não autorizada no EC. ou Página 16 de 25 7. 7. incluindo a limpeza.6. bem como definir ações em casos de emergência e resgate. o isolamento e o bloqueio de energias perigosas.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7.4 7.5 7.5. equipamentos de comunicação.5 7.3 Antes de executar o trabalho fazer uma auto-análise. ferramentes.1 7.1 7. Usar corretamente os equipamentos especificados na PET e na PET.2 7. qualquer mudança na atividade ou na configuração do EC. Fornecer às contratadas informação sobre os riscos nas áreas onde desenvolverão suas atividades e acompanhar a implementação das medidas de segurança aplicáveis à execução de trabalhos no EC.5 Trabalhador Autorizado (trabalhador que irá entrar no espaço confinado) Conhecer os riscos envolvidos com o espaço confinado.08. administrativo e pessoal.6.

a definição dos EPI´s necessários e as ações de emergência. Assegurar-se de que uma Equipe de Resgate treinada esteja sempre de prontidão para efetuar um resgate caso seja necessário.7.) necessárias ao cumprimento deste procedimento.8.4 7.8. 7. 7. Solicitação da CIPA.7.7. em conformidade com o item 11. assessorado pelo responsável técnico ou outro colaborador devidamente treinado em serviços de resgate.1 É recomendável o uso de fotos do espaço confinado e/ou de planta de projeto detalhando pontos de fixação e a forma de USO DOS EQUIPAMENTOS DE RESGATE.1 7. sempre que suspeitarem da existência de risco grave e iminente para sua segurança e saúde ou a de terceiros.7.08.7. contemplando as medidas protetivas básicas a serem adotadas.oxímetro. considerando os riscos inerentes àquele ambiente. bem como as respectivas ações de bloqueio. analisador de gases tóxicos. operacionais e equipamentos de monitoração .2 Elaborar para cada local classificado como Espaço Confinado uma Análise Preliminar de Riscos Específicos (AREC).6 7.8. Garantir que os trabalhadores possam interromper suas atividades e abandonar o local de trabalho.2011 . Definir e manter a composição mínima de uma Equipe de Resgate. 7.6.7. 7.5 Promover a elaboração e implementação de procedimentos de emergência e resgate adequados aos espaços confinados cadastrados.7.4 7.7. químicos.5 7.7. Acidente.3 7.6.7. 7. ergonômicos. etc.7. incidente ou condição não prevista durante a entrada.7.7. Identificação de riscos não descritos na Permissão para Entrada em Espaço Confinado e sua respectiva Permissão para Trabalho.2 7. Página 17 de 25 Document1 Data Emissão: 17.2 7. biológicos e mecânicos inerentes àquele espaço confinado.7.5 identificação de condição de trabalho mais segura.7. Promover a reunião de análise de não-conformidade da ART específica de espaços confinados quando da ocorrência de qualquer uma das circunstâncias abaixo: Entrada não autorizada num espaço confinado.1 7.7.7 Indicar formalmente o profissional habilitado como Responsável Técnico pelo cumprimento da NR-33 no âmbito da unidade. 7. explosímetro.1 7. Qualquer mudança na atividade desenvolvida ou na configuração do espaço confinado.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7.2.1.7.7 Gerente Industrial da Unidade Garantir as condições mínimas (recursos humanos.8 Departamento de Segurança e Saúde Ocupacional Mapear e classificar os Espaços Confinados de acordo com os Critérios para Classificação de Espaços Confinados (Anexo I) considerando os riscos físicos.3 7.

7.1 7. Identificação de riscos não descritos na Permissão para Entrada em Espaço Confinado e sua respectiva Permissão para Trabalho. de modo a garantir sua rastreabilidade por um período mínimo de cinco anos. a PET e a Planilha de controle dos Espaços Confinados serão avaliados no mínimo uma vez ao ano e revisados sempre que houver alteração da legislação ou dos riscos encontrados durante as inspeções planejadas.08.7. Solicitação da CIPA.7.6 Definir na AREC o plano de proteção respiratória a ser adotado.8. orientando ações preventivas se necessárias.8 7. Definir na AREC a necessidade de utilização de controles de acesso.4 7.8. cadeados ou parafusos.8.2.7. 7. Acidente.8. Cadastrar e manter atualizado o mapeamento de todos os espaços confinados existentes na instalação no qual deverão constar as informações mínimas previstas no item 6. 7.4 7. os agentes identificados e a complexidade e o tipo de trabalho a ser desenvolvido.3 7.13 Realizar auditorias nos trabalhos em espaço confinado. asfixiante e/ou tóxica. conforme Formulário Modelo para Registro – ESPAÇO CONFINADO.12 Treinar todos os envolvidos para o cumprimento deste procedimento. levando-se em consideração as condições de risco do local.3 7.11 Esclarecer dúvidas durante o preenchimento da PET.8.8.8.8. visando detectar eventual atmosfera inflamável.9 Manter o controle das PET’s abertas e fechadas.10 Definir na ART o plano de proteção respiratória.8. 9 TREINAMENTO Document1 Data Emissão: 17.8.8.8. durante as suas inspeções diárias.2 7.1. tais como fechaduras. considerando o local. Lacres.5 7.6 7. 7. Qualquer mudança na atividade desenvolvida ou na configuração do espaço confinado. considerando o local.7. quando o supervisor ou outra pessoa por ele designada (desde que capacitada para efetuar tais medições) não puder fazê-lo.7.8.7 Revisar a AREC sempre que ocorrer qualquer uma das circunstâncias abaixo: Entrada não autorizada num espaço confinado. Identificar de modo permanente por meio de placas de sinalização os locais confinados conforme de acordo com o ANEXO – Sinalização para Identificação de Espaço Confinado.2011 Página 18 de 25 . Identificação de condição de trabalho mais segura. incidente ou condição não prevista durante a entrada.5 7.8.7.8.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 7. 7.8.8. a complexidade e o tipo de trabalho a ser desenvolvido. 7. 8 REVISÃO DO PROCEDIMENTO O procedimento para trabalho em espaço confinado. Avaliar o ambiente do espaço confinado.

1 Treinamentos Periódicos Equipe de Resgate 9. Cada membro da equipe de resgate deverá ser treinado para desempenhar as tarefas de resgate designadas e conhecer os riscos inerentes ao espaço confinado.1. mecânicos e eletricistas de manutenção.). por meio de treinamentos simulados nos quais se apliquem técnicas de salvamento e dos espaços confinados ou espaços confinados simulados. Cada membro da equipe de resgate deverá ter treinamento adequado no uso dos equipamentos de proteção individual respiratória e de resgate que forem necessários para atuar em resgate nos espaços confinados. Encarregados e outros). semestrais. Supervisão. Vigias e trabalhadores autorizados em Espaço Confinado. etc. Os Trabalhadores Autorizados deverão cursar em instituição comprovadamente qualificada o curso específico com carga horária mínima de 16 (dezesseis) horas e reciclagem a cada 12 (doze) meses e conforme conteúdo programático especificado na NR-33. 9.1. Terceiros eventuais que realizarem trabalhos em espaços confinados.2011 Página 19 de 25 . membros da CIPA. vigias.2 Trabalhadores em espaço confinado. Deverão se realizados resgates simulados. uso de equipamentos de respiração autônomos. resgatistas e emitentes de PET. A equipe de resgate responsável pela execução das medidas de salvamento deve possuir aptidão física e mental compatível com a atividade a desempenhar e ser treinado em primeiros socorros básicos e em ressuscitação cardiopulmonar (RCP). no momento da Integração de Terceiros.: Resgate em Altura. A capacitação da equipe de salvamento deve contemplar todos os possíveis cenários de acidentes identificados na Análise Preliminar de Risco Específica do EC ou no Plano de Atendimento a Emergências.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET Devem ser treinados:         Supervisores.08. 9. Brigadistas outros cargos que tenham permissão para trabalhos em espaço confinado. técnicos.1 Os integrantes da Equipe de Resgate deverão cursar em instituição comprovadamente qualificada o treinamento de vigia em Espaço Confinado com carga horária e conteúdo programático definido pela NR-33. chefias envolvidas em geral (Gerências. Document1 Data Emissão: 17. técnicos em segurança do trabalho. além de outros treinamentos pertinentes aos riscos associados (Exp.

Document1 Data Emissão: 17. quando aplicável. contendo o nome do trabalhador. Os cursos em Espaços Confinados deverão ser ministrados somente por empresas credenciadas.2011 Página 20 de 25 .3 Supervisores de Entrada em Espaço Confinado. carga horária.08. A entidade responsável pelo treinamento deve garantir a rastreabilidade dos certificados por um período de acordo com a sua validade. Técnicos de Segurança do Trabalho. com as assinaturas dos instrutores e do responsável técnico devidamente habilitado. seleção e técnicas de utilização dos equipamentos de comunicação. primeiros socorros e transporte de vítimas.1. iluminação de emergência. 11 ATENDIMENTO A EMERGÊNCIAS 11. a especificação do tipo de trabalho e espaço confinado. Uma cópia do certificado deve ser entregue ao trabalhador e a outra cópia deve ser arquivada na empresa na qual mantém vínculo empregatício. data e local de realização do treinamento. busca. Os Supervisores de Entrada em Espaço Confinado e Técnicos de Segurança do Trabalho deverão cursar em instituição comprovadamente qualificada o curso específico com carga horária mínima de 40 (quarenta) horas e reciclagem a cada 2 (dois) anos conforme conteúdo programático especificado na NR-33. Demais requisitos inerentes ao vigia aplicam-se ao Supervisor de EC 10 SEGURANÇA E MEIO AMBIENTE Ao realizar as atividades descritas neste documento deve-se. considerar as informações contidas nos Levantamentos de Aspectos e Impactos Ambientais e Levantamentos de Perigos e Riscos de Segurança do Trabalho. Também devem ser consideradas as informações constantes no arquivo Recomendações de Segurança . Sempre que o processo/procedimento passar por modificações. incluindo no mínimo:    descrição dos possíveis cenários de acidentes. conteúdo programático. deve-se avaliar a necessidade de atualização do levantamento de perigos e riscos de Segurança do Trabalho. resgate.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET Ao término do treinamento deve-se emitir o certificado em duas vias. 9.1 Emergência e Resgate 11.1 Na AREC devem ser considerados procedimentos específicos de emergência e resgate adequados a cada espaço confinado cadastrado.1. descrição das medidas de salvamento e primeiros socorros a serem executadas em caso de emergência.TRABALHOS EM ESPAÇOS CONFINADOS.

PET Formulário para preenchimento da Permissão para Trabalhos em Espaços Confinados SESMT Arquivo físico do SESMT 05 anos a partir da emissão ESPAÇO CONFINADO – Relação de EC Formulário para preenchimento da Relação dos Espaços Confinados existentes nas Unidades SESMT Arquivo físico do SESMT 05 anos a partir da emissão 13 REVISÕES DO PROCEDIMENTO 13.AREC Formulário para preenchimento da Análise dos Riscos específicos do Espaço Confinado SESMT Arquivo físico do SESMT 05 anos a partir da emissão ESPAÇO CONFINADO . pela execução das medidas de resgate e primeiros socorros para cada serviço a ser realizado. 11. no caso de inexistência de contaminantes e/ou deficiência de Oxigênio.2 Meios de fuga Deverão ser previstos meios de fuga do espaço confinado para evacuação rápida. pública ou privada. 12 FORMULÁRIOS MODELO PARA REGISTRO Identificação Descrição Acesso / uso Local de arquivo Retenção Identificação Descrição Acesso / uso Local de arquivo Retenção Identificação Descrição Acesso / uso Local de arquivo Retenção ESPAÇO CONFINADO .1. Os trabalhadores deverão portar equipamento autônomo de respiração para fuga. NOTA: A critério do Supervisor de Entrada.2011 Página 21 de 25 . caso seja necessário.PET devem ser avaliados no mínimo uma vez ao ano e revisados sempre que houver alteração dos riscos ou ocorrer qualquer uma das circunstâncias abaixo: Document1 Data Emissão: 17.1.08.1 Os procedimentos para trabalho em espaços confinados e a Permissão de Entrada e Trabalho .Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET  acionamento de equipe responsável. a obrigatoriedade do uso do equipamento autônomo de respiração poderá ser suprimida.

1. 13.1.1 Entrada não autorizada num espaço confinado. Rudnei Benedito de Carvalho.1. Claudio Mafra Ferreira.2011 Página 22 de 25 .1.08. 13.1.1.3 Acidente.1.1. Lucio Carlos Soares.2 Identificação de riscos não descritos na Permissão para Entrada em Espaço Confinado e sua respectiva Permissão para Trabalho.1.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 13. 13.1. Luiz Renato Amaral Ribeiro Aprovador: Luis Felipe Busnardo Document1 Data Emissão: 17. incidente ou condição não prevista durante a entrada.5 Solicitação da CIPA. Elaborador: Emilio Jorge Fank Revisor: Antonio Cesar Francisco Ribeiro. Arnaldo Teixeira. 13.4 Qualquer mudança na atividade desenvolvida ou na configuração do espaço confinado.

Caixas de passagem de efluentes . . . . inflamáveis e/ou combustíveis.Outros conforme determinado na AREC e ART.Óculos de Seg. .Cordas.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 14 ANEXOS 14. .A ART das atividades deve ser elaborada pelo Supervisor de EC em conjunto com o Técnico de Seguraça.Locais que envolvam trabalho em altura. EXEMPLOS DE EC EPC´s NECESSÁRIOS EPI`s NECESSÁRIOS . .Reservatórios de Formol. umidade e outros riscos físicos e mecânicos.A ART das atividades deve ser elaborada pelo Supervisor de EC Para trabalhos nesta classe é necessária a presença de 1 brigadista Document1 Data Emissão: 17. cabos .Agentes biológicos.Lanternas .Detector de Gases .Outros conforme determinado na AREC. . .Luvas de Seg.Condensador . . conf.Floculador de água .Capacete com Jugular . .Calor. atmosfera inflamável ou explosiva e/ou concentração de substân-cias químicas. . .Roldanas . .Caldeiras . conf.Outros conforme determinado na AREC e .Para esta classe de EC é necessária a emissão de PET pelo Supervisor de EC em conjunto com o Técnico de Segurança. Deficiência de oxigênio.Detector de Gases .Cisternas de água .Equipamento autônomo ou sistema de ar mandado . .1 Anexo I – Critérios para Classificação de Espaços Confinados CLASSE DEFINIÇÃO DESCRIÇÃO .Trava quedas .Caixas de passagem com altura superior a 1.Lavador de Gases .Rádios . cabos .Filtros .Cinto de Segurança. .etc.Sinalização .Reservatórios de Combustíveis e Inflamáveis. metanol.Fossas . etc. BRIGADA EMERG III É o Espaço Confinado que possui condições imediatamente perigosas à vida à integridade física ou à saúde do colaborador (IPVS).Deficiência de oxigênio e/ou com incidência de gases tóxicos.Riscos de incêndio e/ou explosão.Locais contaminados com produtos químicos tóxicos. onde pode haver deficiência de oxigênio. AREC e ART .Calor. AREC e ART .Luvas de Seg. Para trabalhos nesta classe é necessária a presença de 2 brigadistas II É o Espaço Confinado que tem potencialidade para ocasionar danos à integridade física ou à saúde do colaborador.Rádios .Trabalho em altura .Sinalização .2011 Página 23 de 25 . .08.8 metros.etc. AÇÕES NECESSÁRIAS .Cinto de Segurança.Tripé .Cordas.Óculos de Seg.Exaustor/Insuflador . umidade e outros riscos físicos e mecânicos. . .Tripé .Outros conforme determinado na AREC.Botina de Seg.Roldanas .Trava quedas . . .Capacete com Jugular .Lanternas . podendo tornar-se IPVS se as medidas preventivas adequadas não forem adotadas. . .Para esta classe de EC é necessária a emissão de PET pelo Supervisor de EC em conjunto com o Técnico de Segurança.Botina de Seg.

08.Sinalização .Detector de Gases . AREC e ART .Capacete com Jugular .A ART das atividades deve ser elaborada pelo Supervisor de EC.Luvas de Seg.Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET . .2011 Página 24 de 25 . .Valas a céu aberto. conf. .etc.Locais de passagem de água e fiações elétricas. .Botina de Seg. .8 metros.Trabalho em altura inferior a 1. . Para trabalhos nesta classe é necessária a comunicação à Brigada Document1 Data Emissão: 17.Presença de outros riscos mecânicos.Lanternas . . I É o Espaço Confinado que tem baixa potencialidade para ocasionar danos à integridade física ou à saúde do colaborador.Óculos de Seg. .Outros conforme determinado na AREC e ART. . .Para esta classe de EC é necessária a emissão de PET pelo Supervisor de EC.Outros conforme determinado na AREC.Caixas de passagem. . .Locais abertos e que não seja necessário entrar em tubulações.

Sistema de Gestão Integrado Setor emitente: QMASSO Diretriz Corporativa de Segurança do Trabalho Liberação de Trabalho em Espaço Confinado – PET 14.Sinalização para Identificação de Espaço Confinado Document1 Data Emissão: 17.08.2 Anexo II .2011 Página 25 de 25 .

45.3 7.16 . 7. 96  6 34.1. .38:.. 19.46:9.848 02 6:0  3.9. 465. 561.-.4:.16 .6  .369.5 .9.769:53..45..16 4 .:: 064/:..6  16   769 4  5:.3.:6 14:9. 6 0655.516 4 :516 .9./. 19  :9 . 4:.:790.39.9.6  6914 16 . 6 34.1.9.6: 1 1.0...96 16 :7./4 !%  5. 16: .7.16:56316:     " 87.6 1 3.64.9..6   !6: 360.95..345.9 19 0.9. 5..1 1 : 065:9 6   96 769 05.16: 7./. 5.45.9..4 1 6 56 4 634 7..94 8.  6 8.69.4203/.945.3/9.966  ": 87.9.4  -07.476 5.389 :.808. 48 . 5:7 6 ..94 16 1 4 5:. 56 5. . 5.: 651 .9. : 6 .16  . 60655.54.46:9.9 :. 1 465.9.94./008943907. 616 56  7905.0.:.5.16      ..   $8902.9.: 16 :6 .516 .3.3.9.  0.4 :./.1.::.9.69.4/0%7.9.45.3.3.969 16 :7..169: 4730. 1:.6 065.1619  :9 4.169 .698  45698      .6  16  4 5. /0 .169 .6 1 41 6 16..9O7.3./4 $09470290390"$$  709747547.. .96: 968.94 /.0 6 1 .:7697.9.. 570803. : 5694.9 1:765 3 15. 736 '9.6  1   1 769 05.1./0$0:7. .5.56.69. 476::/31... 9. 34./4 4 :84 /0 574904 70857..6 065:.065.. 769 .::5. 50..3. 4 4:7.40285.. 6 1 9:06  :9.69.  A 70.16  .61.3./.1. ::70.94 16 87.5165641..59    .516.16  769    6505.3  7.3..44313.:.3.:0651 :     .45. 8 .:.3.3. .-.46:9. .95. 1./4%7.

./0 !'$  8O 807E .:: 53.4 ./47/03.  .3/4 8./. ./46:.      ! 6 69 76:: 3 065. 6:50 /0 #08.9054/07E00. ./0.9.30250729/4437088402085. 02 .0 80:9.: 5./..:.    4807E-07.4 97.3/4.43/08 /0 0207H3..4 3.45.1     ": .9248107.8.:510.9F 4 9F7234 /...969 .9.8  $420390 .46:9.3/.9 065.84 /0.4313.. ... 5./29/. 60655. .2884    !E3.4270857.9..75.   %0890./.9..04.425708845489.3/4    ":7905.4313..7.94.7. 02 . 8.3/74.08. ./..-. 34 085.16   %   0397./..:..48 4: 1:248 02 8:850384  48 4/4708 07./0 6 1 .4..:802 /08. .. 5 : 1 76: 794:: : 65065 965 67619 5.7088.72E8..7 .54708 9O..9248107.8 20/. /.701. 4: .8 .963.46:9.20390 50748.5.7.0397./48 .4/4290/094073..1  16 6 ./0/02.4 : 5.. 06505.42572/4./47 208246:./. 4:.9.:46341" 56694../4  F 574-/.. .956:7.50   %   0397.-.04. .42../.4314794 .    4.61 .:9.:9342.

 16 87.:03.:6 :.1.9.. 51:75: 38687../4. 1 5065.45. .45./484:6:..3.36769 5.4 :  .:. 616&79:6915.9.23.45..69...: 1 1.69.2 807 /0391.3.69./008943907.:.:: 064 06505./0$0:7.439. 8.9.1./.:.5.1698 50./3016: 5.69: 769.5 .16: 56 :6 16: 465. 7..::.4  19 6 :9 465.   $8902.61.4/5..1:.:  " ./4 43/0.43.5.639 50.:65. 4-807.-. 06:  5.46:9.0.0.45.45.: 11.5.023.9.::0./48 497.5.0 6 1 . /480:290310747/00548.84 80.:1. 09.4/5.9.3  0.45./4 $09470290390"$$  709747547..1      ".6     :94.434/0.95:0.96.4/08908   %A057088.-.:.02085.96: 065..0834. . .3.3/9.1.:: 6 56  53. 19  :9 .69: 769.. /0 . :96  79616 1 .16:  56 4 546  6 56 "  465 16 1 0.59691736:1.06503: 616.     ": . 050.99 50.:./4%7./.45.95.16 769 4 .9.7089.16: 79610. 695016 736 ./90./.:19.6  064 2.6:. 1 9:76:.9 6465.20394    #.3908 6:0 34 5488./.0397.1. 4:: :3.07.169: 14 :9 064796.16 065.94 16 1465.07E80700.::     !..0 61..9/656 "   : :3 1906 & 34. ./0     43947..2E.16  0.69.166465. 570803.9 87.9.45.20390574-/..16  796. 5616.18.6065.4313.964.:06469:06     4 :9 465.9 6 6 .0397.:  0.3/9.9F./.  :516 .3.6:34. .45.:9. !%..16  . .391.45.6  503516 ..476::/31. : 06501..94: :65696  :.4.5166950:: 96 6 4 9.4/0 31.: 5:.4  %  .

9./.16: 73. 96: .06916 063. 6 5.6 1 . .16.  6 .369: .: 9696:6: 8 6: 09.: 6: .83: :..: 50./3016: 4 ..36  1:1 8 4.51. 0506. . 1:.

9.9.5.9 4./44. 6 345. 5..1.16: .9.4/0%7.16: 6 &79:69 1 :7.16:     9.16 6 ' 05064 &9. 940.1.36: 4 :7.3:.1:  : 1 1:06569.1.: 1 0.3..0.1.9. 6655. 06473. 6 16:9:06:. 6 .2884    !E3.: 0651 :6/90.16: :.3.3./.5.4     5.: 03. 4 360.36:./90. 5:7 616360.: 14:9.::60. 6: 655./0 .5 . 664.-.44313. 16  -07. 16'9./.3./4 !%    4.6 ./.9..5.19 6:9.. 6: 0655.:    3850407. ..::0.16: 0646 :7. 9406 6 : 16 .516 15.31../0%7.36 19  9. 6: .40285.-.

/.4  -07. 6 1 .3.:1065.45.36 #'  6: 9:06: 19 6 :9 15.9 .36: 4 :7.3.5.1.1:     5 3:1.45.9.'.: 411.76. .6:50:: 96:  9.36 4 :7.9.-.1. 6 655.1065..16:    !705.9. 7965.6 0 1.%0646 7694736#: #:14.16 19  :9 .6 3656 16 :63.:5./. 6 1..-.45..:5 65631..1: 56 :7.:5. '9.. #94:: 6 7. 6 16 360./4 !%  79:./.46:9..: :    9.: 1 .1..:87.3.:.:. 9.3.6:630.9.16  :630..0./.963.44313. .3.3.: 06995. .4/0%7./0$0:7.3. 6 1 7::6.1. 4:: 6 1. 9.7419 6:9 5:. 9.1 6 $'  4 :1. %' 11.73 :. .3.367694610691.1:     $.9 .: 73.%:061.    " &79:69 1  1 06450. 6 655.9.9.. 1 9.9.16: 345.3...   $8902. 61.16 #'   1.39.6 7.:6.1.945./4 $09470290390"$$  709747547. #94:: 6 1 '9.1./4%7./.36 7.0..7.3.516 :././008943907. :5..3. 6 0655.9. .516 1. 9.45..6 6 :63..7. 6  :.3 1 ..40285.0.16: .16:64.3.9.0397. 6 1 . .6 1.

9  695.: 1.36     ":. 87  13.1:.9.9 1:765 : 56: 360.3.1.: .9 6: 87..9. 0.9.16:5.9 05.45. 6     " ...1.9 .36:  616::9 6:     9 6 :9 6901. 14 :.7. 1 :.9.1:  6 9:765: 3 51.36 064/.69.:94..9 6 :9 6 56 :7.9.3.:   56 0.86.:5.36 19  959 .5./.9. 6 0655././..5.6 :7.:6: 03..64./.6: 1 9:.16064:9./69...3.16:  6 :  /9.: 16: 9:06:  01. .%' % "&%' #'#'7.3.6&& '      9. 037.9 6: ./. :  1:5.16     ": 87.9...9.616: 87. 6655.45.36:. 7.169: 6  199.9.     '616: 6: 063.9.9.:6 1 49 50.9.16 :  19 .:0651 :1:6     5..: 0651 : 7./69.9 6: 5065 96: :6/9 ../.9.1.16:..: .1 6 '9096  73../. 9. 19. 6 1./.45.0::6 .169: 89 6 0.5.3.5 .18.16:6. 95.36: 19 6 :.:1.169: 8 9 6 9.9.::0. 1 797. 6 0.145:7065. 616:.169:.6: 1 9:. 1 .45.9  73.16479.: 1 .4 16: 063. 6 16: . .0 19../309 .6:106450.3.96:#O:65065...

9.: . /0 .6 360.2884    !E3. .3 1   4.

 . : 1 :9.1.:18.9.40285.::9.69.5 .3895.16 :645.   $8902..61./0$0:7.4/0%7. /4 0646 . ..9.9.3. 6 0655.1.1. 176: 1    5. 1 ./4%7. :9  ./4 $09470290390"$$  709747547.16:      5.169: 56 :7./.9.44313.3.-.1./008943907.:..1.3.-./4 !%  47345.: .: 906451.4  -07. 6 16:#:906451.1.

9.16.  4 8.09..9:. 6: 0655. 8:.4/ 45.3..9 065.85.9.      .4.65.::0.16 5 615169./.3.:5.8!0748.3.  ./.18.16 4 ::.169::. 6:0655.9.389 1.96./30166::.96916:7.1..:6 .9.5.:7::6.4.16:8:. 60655. 5.9.5.15 :7.:      #.9.996471.9.316. 6 :.9.96916:7./. 9616&79:691   679 46.1. 60655. 6      :9 .16 .4.9.96:7. 6 :6169 16565...6:     ! 6 794.:565.169: 14 .769736456:45. 1 06450.9. 8719:.16: 1../.65.96.16761:91:75:.: :.1.3.6: 67. :  6: .4 :7..3. 06450.:03.166.1 06450.8    5.98.1686:. 6 0655.5.       46:04/0307.6:0. 6 0..:6:48:.695. 64 9.476:..4560.3896. 6      "::.9. 9 16  064 6 6/.    6450... 61:9.106450.6 1 4.6. 5.9.167..4/5.: 1..44797.9.3.36.5165..

.: 47345.9 6: /3686: /3602.

.. 6 .0.   15.6.

5: 1 .9.: 1 59../.16:761.45.4 769 4 9:06 .61./.: 8 76::.9. 16: .91368665.3..169:.6./.:    -07.36  .3.. 47345.91.3 6:  3.: 796:.09:  . 5.4/00397.69.  .963159.9./.8.    7 : .: 65.46:.169:  065694 9. 5:7 6 9. 6 16: /3686:  16: #:  #& 87...1  :0.037.3 1 .6:19:.: .:#96:.3 16 360.

 16:7..  '. :.16 4:465065:05.956:7. 6  6 065.9. 4 5.. 9. 064 6 . ..1.794.1./0 .:.6 . 5. .9.5./.: 0651 : 7.9. 60655.4/ 4 14 :9 79:. 60655.:.6 794.2884    !E3. 60655..:50. .36  :516 6/9.3. 16 .3.55.169 736 .3 9:. 16 . 5.    4.9..169 56 :7.9..161:9 64 54650:: 967.1.55.9 .79:5 .9.9../.3.9. 5..1:     "5 49617::6./.16      :9 4. 0 6 16 .

36:.5.4:51604791.. 065.43974. 60655.:411.15.40.43.61. 6906451.169     9.9. 6 655.40651 :5 679:.!%    5./././4%7. 16: .516     :679.1...#'.0.997    65.44313.   $8902.9.-.316:.9.5 3:1.:.871 '9.:5.:5184 790:.6 :79:69 1 :7.389 063././008943907.16     9  :9 4.9 41.1.996479. 60655. .48/0. :69.85.:7.616:6:46::.9.36 .6:      697.:./0$0:7.3.20394/. 6    9 :99:.04.39/.1.516.9.4 .109. 6 0655.9.51.9.8 /0.5.8942..45.-.:     "06999.  !:.9..:947.9.3 19  .4  -07.8/:7.10./.9..:471.116.96..9.84.36 616:.1. 4.:6:46:.3614. : 1 9:06 9.9. . 6 .0./69. .9 :.1.65.9.:6.0.74085. 5./4 $09470290390"$$  709747547.9.36:6.74878.3/4 804878.907. 1.:56:7.4/0%7.45.84:.9 4..:5 6:./.     ":9:765: :73./. 69. 6 :50:: 96 7..438/07.07.3.4  $0 ..:../. 6794. 14702 .1.16:7.1.145.16  6 8.1..39094/4 4507J4/4/097.4 /0 0397.5.169: ..3:.69. 0.16:9 5099.028072.9.9.16  8. 1..3.1./.-. 0 6 1 :9 6: 4 :7.1.::9.40285.065:05.3.16: 56 :7.6 .4:7.8     0.48.34.59..::. ./.96:7./.169 76115.8 ..1.9..516.9.15. !% .:.07E 807 029/.1. 56:7.945:05.8.:.9. .:1065. 34.:6 19  5694.1.16.  455.43/08 5../4 !%  794.9.7..7.0.5.406473. 616:9:06:  820//.1:0.#'145.16 510.:1 796././9.98.

61.9 : .#'     " && ' 19  .1. 6 06450.9 :..9 .:. . #' 1 4616 .877698.616: 6: 87. 9.9./31.#'     $.9.616:6:063.9.169:1.1665099.9.4 9. 616:.1 769 4 79 616 4 54610506.64730..9.46 360.364:7.4:: 6156.16     " :79:69 19  90.45.61./.5.8:.98.9.3.36:7.6&& ' :6/9. .45.2884    !E3.56:   #$! $$   4.6: 69.38946.9.85 6 4. 1.5.389:.: :9450:: 96: 5./0 ..31./.9. 60655.:18.16:  /4 0646 6: /3686:159./69.9.

4..:9.16   8 3: :.:5. .6:.9 8 .: 16 :7./4 !%  : 1 5.61 9.: :.69./0 .: 19 6 :9 6/9..169: 5:.:34.4 .9 607.:     90./.4 16 0.44313.1.169: 8 9 6 9.065.9 56 360.797.51.3.347.9.:16045.1.9.79679.: 5..6 360.9.3900/.3.1: :70 0.3.0/. 9.-.16::.9.1.5.1.:6:9. 6       $:507.   #085438E.9 ::6/9..:     '61.45..9.5069.16:0. 4 :7.. :50:: 9.956360.40285.:. .9.5.4:: 61.:.9.2884    !E3.:.9 5.:9./4 $09470290390"$$  709747547.1. 6 0655.165.847/085./31.9 6 :9 656:7. :50:: 9.16:    4./69.:411.511.:795.4  -07.9.4.3.. 6: 0655. #' :.1.45.7.761:63.-.: 5.5 .4:7.:411.3. 70.3.16: .6 .18. :9  ..1.511.3.16 6 :9 6  8 .. 6  6:98:.0::617::6./309 .679.  8 6: #O: ..: 0651 : 1.98. 16: 063.4 06360./.#'    .9. 6:63.986:56316:064.69. 69.730..519. .9:.4:169.1. : .3615165.3 651 :9  9.:  1:09. 0./4    6509 6: 9:06: 56316: 064 6 :7.84. 60655.: 0651 : 79:.:    ::9.36  : .1. 4 9:765:.316:9 6 8..66/3686    :.9.4397./.16     :700.1.    596 9.5.    &630.: 679.: 16: 9:06:  790.6: .:04791.4/0%7.: 8.:    ::9.4.8 0636849:06./6 1 :9.5.61.0651 65 6794.:1:0:: :79345.9./0$0:7.44313.   $8902. :16.#':.: .: 5.:.45.5.41:765 ::.9..9.: :5..:    ::9.: 7::6.. 503516.: .1.1.: 5.65099. 6 065:05.9. 794:: 6 1 5./4%7.511.5 50.:796.1.9. 6 0655.3 16 .:  ..5.. 67.0..16  69509 ./9.:5 6. 6655. 47196.11./.5..503.9.9./008943907.3.: 5631.1.5 .: 6 .9.#'    ::9.45.

/008943907./4 $09470290390"$$  709747547..   $8902.6:106450.3.4/0%7. 6 #O: 345.3./4%7./0$0:7.45.6:15. 6 87.4  -07.40285.9.. 6 .44313.45.5./4 !%  87.-.-.

736:.6/351.:19:./6 .1. .9.. 0691..97 0.

:     #3.59. 1. 794.5.9.#'    .5. 6    %.9 6 .: .4 9.5 50.616 6 ..9.9.0     :700. .1.: 0.9.6: 7.9.5.45.796.9.945./.4/5.    #9509.5 ..0. 5:.9.679.1..6 360. 61:. .9. 5.3.9 . .5. #' 5.3.3.7.6: 50:: 96: 7.36:.0.476 1 19.  769 7::6.:  .16064:9.81.1.36  064 /. %  "&%' #'#'7.: 1 ./.86.9  695.1.9.9 6: 87./6.: 5.: .: 0. : 16 .79679..7...9.516./.36 :. .6 .3 1 5.  19. 1 .9 8 . .16: 1 4.9.9 6: 5065 96: :6/9 .:.

53.9411.66.5. :9.345. .:7.6 :493.616 6 79 6161.19.0.47.45.    ..9.9.18.6  50 516  068: 3 ./. 0./.36:..9.9.3/9.0.9 6 465.0.16: :.99.4.9 6: 9:06: 1 551.6 069.0..6: 0.56360..6 56 5. ..5.95.96:83/940.36:..5161.3.4 3 ..369     16.9 .969 16 .963.96:9:06:150 5166736: 64.96065.45.9. 6 0655.: :6 1 5:.6  563.:  81.5. 6  :6.901.6:  47.:60.6.9.: 7.. :  6.  84.. 85. 16 :7.9. ./.31.4 .5. .6:  .16:    16.963..9.:.3.45./../9.986:797.46:9.6:7.45.9 6 065. 116:.45.9 411. 345. .9..69.1. :0.4/5.5.9.36     ..16 19.:.1 :.906:  3.4.45.8045.945.:  :0699.9.169:     9.6:  :4.:0646:631.9. .5 .96: 8 76::.

:186...1.15 :7.9. 60655.946 68.38965.0.16    9.

6 .0.6. 6 0655.36: :.: 1 869.61.:159.3.:65.16: 6: /3686: /36026.:.:876::. 345...  1.  15.476949:06.3 :630.1:4:7.796:.16: 064 345./.  & 50:: 9.9 8 6: .4 796150.1. 6.18.4 9.1. . 6 .16    ::9.:.1065.9.

.9./.311.16 58.1.69.1 :0.4796::65. 6 .8.3.424H345:74    ::9.9 8 :.93/9.969 16 :7.. 5.45. :.5.3..91.3.16:     9..6:.039.169:.9.30. 6 0655.165 66905169:06: 5. 565.16   %A!74-/.18.16:.0.4.

9..11:0./.901.: 4 .:79641.   4.9.1:16 .1685 6.1 1 8 6 87. .45.45.76::/31.1160699 50..3. .96:.36: 4 3.  1:59.0.2884    !E3./0 65.6 :.9.99.16  :0..

16     #96150..9..45./008943907..16:7.:5./4%7.946:106450.: 794./4 $09470290390"$$  709747547..9 9:79 3 4 4 :0.065. 564. 9.9. 67.3.87149 50.9.-.9.-.9 8 6: 035196: 1  : 06479416  0.9./0$0:7.469..4  -07.   $8902.40285.:894. 60655.18./4 !%     ::9.5 .:.:796:6:     ::9..6 6 .0.: .4/0%7.44313.     9.61.98.

    "915.:8039.:.5./.0.16     4:. 56:7..74085..:..36 8 :.997 679.9561:::7.1. 0651 65:9.9.91. 6 0655.96.1.516565.080.969 16:7.16:7.794.: 54:9:/:.:5.34/0./48   4.5.34:5.36   %./.:87:149 50.:947.:5.9.61.:.16:0. 065.:..68. . 65065../.. 0651 065.4.5.9 6.31. :149 50.8 6:0 5488. 6 4 8.9 6 .0 6164:46    .9 4.1.:5 65631. 560646:0. 34 54/07E 70.9...45.9.6 :79:69 1 :7.16    9:765:.9.3. 6794.45.389 61. /0.     5694..065.7 4:97.15..509563. 60655. 6 0655.91.616:6:46::..36 876::.9.:56:7.4/48:507..0647964..3.3.  %   '..4257420907 4 /0.9.15..5165 6 7191:475. 19  4././.701.847/008:-899:45474:974.0647964.9065.::./.9.3.516 606999 .:.065.17::6.9.98.997 #'    '... 619.1 :0..#'3/9.5.9 .9:.16  1516 794.64.8 9.16:0.16 4 :7. 65 679:.9.389 0651 6 1 .  :516 9.:8:.7057490074897.11.45.51.. 1./0397. 6 4 8..2 . :.5.169: ..94.: 8 .5./0 6 16 :9 6 8.516 606999 .1 :0.5160699.4 .51..61.:.:947.10.-.679.116..::9.5.9..9.84:. 8.61. 6     "915.94  796 :5.9.9./31.965099.    0647.3.2884    !E3.5 50.07.:.69.1:765 3  8 6: 46: 106450./.9./. 616:9 6:630.16 8.36 876::.. 6 0655.:5184 790:. 6 :.3.5165616:7.9 ./4802.16.69. .96:7..4313.9.9.45.16:4798906509.5.5.16:  56 :7. 60655.31. 6 794.9.9..07 573..16.45..9.516. ./.3.. 16: . .1:56360.    ! 6794. 1.1..9. 167696.6065.11.6:0F4/0243947./4708.16 510.619. 871 49 50.6&& '.5..95.:. 5.5.1.06503: 665.941.169     " . 6    6450.7/480:548940302.015.

.3.16 :516.9.4. %  5.1..   $8902./4%7.. 6 7. 5.9.4313.36 .. %' :6/9 .: 1 0.:5:.44313.-. 60655../008943907.:796:./4 !%    %7./0$0:7.9. .-. 797.-.-.9 4.4  -07./. 347./4 $09470290390"$$  709747547./47:947.9 :065.1.:    5.6./4     65096:9:06:56316:0646:7.45./476:07E0397.4/0%7.6  6 /3686159./4 97.96 .  6 :63.734085.40285.9.:5.  503516 .9.

/6 .945. 60655.#'  #O:  99.: 7.45.45.90699.9.. 6 0691. .6:79:691:7.#' 5.:  87. . 6  87.45.3.45.166.16: 5.6: 7.6: :700. 6: 87.516 1 1.6...:  5:.6: 1 5.6: 1 06450..     :.5 3:  .9. 6  345.:.9  06458 .:19:.97 0.45.

5.81.0     . 7.5 50.9 ./6. . 5694.: 0.6 : 0651 : 1 5.9 8.  794.5. /40646.1. . 06450. 6 064 6 .39.9.9.

6 50::1.3 /40646 159.3.368.4/.6 . 6.9 .516 :630.145:.9 411..16 736 .67::6.9 .5. 6 0655. 60655.:6:149 50.. 065694!%.     39.16:7..96: 0. 0506 . 6 :79:69  8. 1.:176:    97-:08/4#085438E..&3/.....:./0    47345.0%F.015.3.16 8.16    &.5 .9:.11:.9:06:1.516 694 9065016::5.:795.9. 6 6.516 4.516 6949065016::5.:10.9 16 :7.:9. :40.5.9480647964.9.:176: 66.: 8.. 606999 6 8. 0651 65:9.

.9. 61. . 0.1.#6   4../..:.96:9:06:47345.:.1.9 .0.#'#'. 6  :5.16 :. 619:06:5 61:09.1. 6  0.9:..730 :  0 61.45. 5015. 6 :6/9 6: 9:06: 5.31:. 616     :630.5 .: 5694.9 .:.165.0.0659.9.8.1.%':70 0.6 16:   4..9.1.0.015.3.7.9.5.9.9.69.:.6:5.5.516606999     5..5..9.10.: 411..16:    69509 : 065...5 6.: 1 :9. 61:9..36:56    %:. 47345../. .60651 19. 616:73. 156.3./0 65 679:.9.1./69.9 .5 .3.6:.38941.5.9.: 9.     8.015.5 .656:76:: :05 96:.1:  .9.56:149 50.: 651 1:5639 6 :.56     15.9..: .1.9. 61 4:43.0.3..5.2884    !E3.1.0647.16.45.:15.5. 15.1.96    15. 6 1.3.. .364    #96150.    66915.

: 0651 : 4 54.4/0%7./..   $8902.-. 610651  -07./008943907.69.9.::9./4%7.0.-.: 909:6: 4.3.    0703903/:897.9.45.065./4 !%  61.4     15./4 $09470290390"$$  709747547.9.364./.:  87./0$0:7.56:  679.&3/. 6 .6: 1 465./0    .9 .5.44313.40285.

9... 6  47345. 6:0655.6 047945.: . 6 4..9.16:0.10646.96  736: 4./69.3:.18.96063.95.9 .45.5. 1 4..5.61:.7960145.16 736 9:765: 3.::::69.6     #96469 . 3.169 1 .:: .  9:.6::7..96  . 050666.  ./69. 87 1 %:.164:9 6:19:.:. 06476: 6 4 54.16911. .1.16: 40656941. 6 1 7960145.16:.0  50:: 9.6: 1 49 50. 06:  .4      59  4.     ::9.

 .1.9..:./3.986:.160646%:765: 3' 0506736047945. 7. :9./.: 1 8 4. 1 9:06 9.50:: 96     .9096:     510.!%.94 1.0. :.345.996479:.5. 87 1 %:.1 6 7. :479 1 7965.5165. 16.1. ...1.45..96360.. :./..95.9.3.5 .9.9. :..  455.6 1.:.9694.169:76::.6796::65.949:.31 .36  :479 8 ::7. 50./.:6:.1:.9.3.

56 4/.51.61.5 3: 1 5 6.1     #96469 . 95 6 1 .

61 :7. 50.15 616:#O:50:: 96:.16 6 1 73./.18.9 1 %:06: :70 06: %  065:19.516 765.:...9./0 . 6 655.3.: / :0.9.516 6: 9:06:  :06:  8 406:  965 406:  /63 06:40 506:595.: 83:7.#94:: 67.16. 616:7.96::7.::0.16 4.: 411. 0.9.1.16     &630...11:5631.9.:  /4 0646 .5. 60655. 96:7.1. 6: 655. 6.1. #94:: 6 7.20394/0$0:7.1.65..       906451 3 6 :6 1 6. 6 1 9:06: 5 6 1:09.903. 6: 0655. 1 :7.6:1.5... 6 0655. 61.1 1.3.16:1..0. 6:655.69.: 83 .7. 6 655.516.16: 56   065:19.516 6: 9:06: 595.60699 50.38941.5 .'9. :1/3686 .473.16     15.: .2884    !E3.::0.0656941.1&""&$# !'"&%&'   4.5161.#   05.: 9:70.0$.60651 65 679:.43.4/5. 5 3: #9345.1.::0.16     3.3 03. 360.: 796.9 7.54:7.:.: . 5.36     015.9. 60655.1.9.16:8.6     5. 60655. :149 50.9.6: 16 :7.9. %' :70 0.6 1.5.0659.. 4 :7.     $./. ...:94 .069160646:9.5.:5.79.3894.16  :./0 .5 6./69.:0905:.1.3.694. 9:70..1.6: 5.16 0646 :7. 5015.    .. 1 796.  065.19..

56 1796.4  -07.16.0. 61:7.069160646!"&5.-.50::1.5.:91:56316     59 5.:06460.16:67. 9.: 0655./4%7.16     595.15.09: 0. .0.9.3.963:1. 61065.9.55.516.19.-.9.0./4 !%  .0.3./. :9 .40285...16: 0656941. 769 46 1 73.. 6 6: 360.16:./008943907. 67.%./4 $09470290390"$$  709747547.:15.3  6:    15.1.: 1 :5.3.   $8902.064731.11.4/0%7.516 6 360.9 1 4616 794.% 6 73.44313./0$0:7. 6 9:79.761.16  065:19.36.0::6 .. 6655.:6: 3.9.16.3.:  .

:.45.5 .0659.5 6.1. 6: 0655.:0905:.:#':.364.#94:: 67. 61.9 ...3. 6 0655.0.5.5. 5. :  5 6 719 .3     .9:.1.9 . 9:70.. .9.16     15.9./.6: 5.9..4/5. 60655.0.9631.9..%'673. . 616:7.11:5631./31.9 6 .1.9  4../9..: 5694.7.5.1.%:47986069998.54:7.: 79:.16 61. 6.3894.4     0656946943 96 61367.0..././.36     015.9. 7.:0651 :19:0616360.616: 6: :7.16  :.516 6 :79:69 6 6.6 1 . 7::6. 6 655.9...6     5..9. 60655.3 19 6 065:.69.9.: 56 ..:.:.: 41    595.'9.56:     . #94:: 6 7..:4065:19. 6 1 9:06: 5 6 1:09.5..9.1. 6 56 8.5.16: :.3.16 6 4. 610651 65 679:.#     15.%:.5.16  8.9.60651     &630.:0.3.9. : 4 54.9.96065.7. 769 3 1:5.65.9.96&#""!!"     %:. 50.1769 479 6164 54610506.1.38941.9 .561796.     .::9.: 5.     $.19. 1:1 8 0.. 5015. 16 :7.9.1.1. 5:.. 4 :7.1.: 14616.5.1.

61:.95.2884    !E3.36  :..1.46:9.5. 60655.:   #'$  !# %   574.#'    '95. 065:19.69.53.:91:56316     :03.4803.8   %#%    4.9091 1.907.4 02 085.. 9. .:19. !% 0 .4 .0../.516.6047945.:  695.6795045.0 .3 .390. /0 .:56:..3.616:6:56316:7.5166360.9.16 .16 19../0 .9.761./48 8074 .9.30.83850085./48 34 2J324 :2.9.5.::.064731. 69:79.6.36. !.516 1.6   %.4 .. .439740 /48 85. :795.08..0/20394 5.:5:7 :1 9.36:4:7.4/.44:/4878.48 4313. 0./.8.61.::50:: 9. 97...5.4313.7.-./4  .9.3./48/:7.4 3 .:.34 0 70.9.7960145./..4397./48 802570 6:0 4:.3.07 .

9J.90348085./48   06:50 /0 708.7 0 807 9703..3E80!7023./4 !%   &79:69: ../44:34!.20394882:.8 20//. 60655./4.../4 34 :84 /48 06:5.:14.59/4 1J8.8  ./.96:8.4  -07.:7840850..430.48 .0/0708.16:6.203906:.90 7085438E./4%7.7 02 3899:4 .40850./:. 06:50 /0 708../48 5 #08.9.906:01470230.4830703908.5..480027088:8.   $8902.9.4.47748-E8.7/0#8.5..074878.7023899:4./.47E7.16:4:7.: 9:.5 ../008943907.203948!07O/. /0802503.90/083.90882:.9.8 547204/09703.8 /0 8...:5631.../48 8020897.9.42574.3.4390/45747.96:   .7./48/0.3908 /.7.42 .2J32.7 94/48 48 5488J./4708:947.J1../.4794:: 67.20394/0..0285.2039485079303908..1./.90 /0./48708.3 9 50.:4.:. 6: 0655.. .-.36: 4 :7.F2/04:97489703. 6655.03E748 /0 .90:./..4/0%7.02./.8 /0 708./48 4: 085./.:4 /./4 5..088E7485.42./06:.9.: 8 9.4878./48 82:./0 . .5.2E9..074.7/45:243.   ..9.20390 6:.028079703.48 .7.3.169:4:7.40285.96:0.4313. 5.8 /0 8.5.. 202-74 /.702 708.16. 00.20394 .4313.. 61'9096:  0.0 5488:7 .:1#'  8%7.9.#  0.#     4. .80. /0802503... 06:50 /0 708.48.169:.16   '9096: 5.48.44313.36  44/96:1.94 ./43.1:. 6:50 /0 #08.0748070.2884    !E3..425.16:  56 4645.1..7 #!     '9.#  ..3.69./0 .07E 907 9703.439025../4  0.3.:78..9:.4.0 50.47E7../.9.1./..4 /013/450..4..34/0903/20394 .884./.J1.08 ./0 /008808 47.48    871%:./4 $09470290390"$$  709747547..4085.8070.9O7./0$0:7.5 6  9.16  .203948/05749043/.20394 /0.4390/45747.:78.90 /0./.207H3.8 9.3.4313.2E9.0 .07E 807 9703.9.36:4:7.4850./48   %703./483.6 1.20394 /0.-.0. :84/006:5.70857.074 ./48 348 6:.42574.20394 0 /48 085./.4 /.: &79: 6 50. 0 2039.0 .16 .:934248 09..:..7.42.49703. 8 3907.:  6.44313. 06:50 /0 8.8 80 .701.90 /0./4 02 5720748 84./.. 0506: 40 506:3. 202-74 /.4314720.4 .7 . 0506:4:9.. 60655.203948/070857.90 029:7./.4.9./48  ./03908/0391.99.-. /40  208080.4313.56:02 9F.:49..9.

4/0%7..8.438/07.09F.4 /4 954 /0 97.7.5.9../.8070.348. 47E7.39F2.7../.3.-.4313./4 0 %F./4  /.. 4 .4 .1..2-F2/0./4 02 /:.1.70/03.J1.7.074 807 23897... 47..2.-..203948/0 850.948 2-039.02.0 80 6:.3.8     &79:69:15.203948/0 !07480#8..3/4.02807.4 4313.42574.7 02 3899:4 ./4.79..948025.831472. 3.4/0.4  %.3. /4 %7././.6:.O5. 2J32./4  &2../.4389./48547 :2507J4/4/0.9./. 47E7.4#0.J3.20394  ./43./470. 6655...0..4 /0./008943907.:7848 02 85.9./48 /0.48 /0 $0:7.0 .2E9.2 80.3./.074 .-9.. 0850.9.0791.43903/4 4 3420 /4 97.4:97.8 31472..8  ./.0 80 0297 4 .36  8 $:507.0791.05049703./0/48.4314720.-./4%7./.44313.76:.8.883./4 !%  4 9F7234 /4 9703.39.-/.439/./.497.0884./08/08.08/0 $0:7.4203/.:402570.8706:894830703908.3..5 .48/0$0:7.. 0 4./4 $09470290390"$$  709747547.3.20390.42.39.   $8902.0791.7.847/0   $&#@ % 470.:20394/0./0$0:7..8 ./.438/07..4390/4 5747.7.42 . 02 85.47/4./48 8420390 547 025708.8 . %# $$!@ $  $  $02570 6:0 4 574.9J..-.48 4313.025708..8:.8 /48 3897:94708 0 /4 7085438E.390834..830890/4.40285.:784 0850../47  .1.:78.E.-./0  8 .4 /4 9703.5.-./4%7.20394/0.1. /48 .42 .4 0850..  .4.8 0 0. /0 70..3.4390/45747.8970.0807.4 0 085.08 ..9:7.080703970:0..#   02.O5./4/0./0./07085438E.8 3480.4$:507..16'9..8 .76:.4:7.-..2E9..4  039/.4  -07.7039./0  6:.4 .397.4  .7.20394 /0.16 ' 0506:1&9.20390 6:.08.84708 /0 397.

5:769. /0 .:940.16:..08  /0.3..88.9.16: 7960145.015.20394/050748078.:40.9.679496::606996:.1..:411.:1:.1.4/40.9.574.3.0/20394 5. 6  345.:7.:  1:09 61.4   %% # $   207H3. % 14 :9 065:19..9:. 9:.2884    !E3.7 547 24/1. /:0..16 503516564 546  1:09 616:76:: :05 96:1.  9:. 050.0#08. . 6 1 49 50..45.160./4%7. 60655.48/0$0:7. .:.0 80 ./0/0.45. 6 16: 87.18. 30.: 1 .:   4.0.1 ..39.6: 1 06450..1.:61 49 50..-.4.90    !.088/.3.7 ..6: :70 06: 1 49 50. 79496::606996:.  :3 6  .

 6 79.  . 34.074807570../.../4%7.47E5/.45.3908 0.1./4 !%   .-..89482048/01:..:99./0 .: 411./4708/0..79F74/4$:507.1:.4313.. 0 9:.3.20394. 0.3.   $8902.  73.40285.7.1.79496::606996:7.: 1    6:1.4/0%7.9.23.6 1 87 9:765: 3  7 /30./4 $09470290390"$$  709747547.   %  .439.065./008943907.:93424/070857.0.84/03089H3.847 /0 397.4  -07.4.088E74  897..7.-.16 6 1.0./45.706:5.0745479.:./0$0:7.44313.-.:9 6.9.45.8480./4085.30.

4 08.4: /01.74 .H3.20394 .    #& # $  !##$%#  /0391.:93424 /0 70857.0884./0 /4 :84 /4 06:5.9470/... 4-7. /0 H34  .4 54/07E8078:572/.

.4 #09034  /0391./0..4 08.76:.74 .:84 4.0884.

4 08.0884../0.:84 4.74 .76:.4 #09034  /0391..

16:  . ./.  '9.6: 7.:84 4.36 .1.9./. #94:: 6 1 5.4 #09034   #'$ $ !# %     ": 7960145.9.36 4 :7.76:.9. 6: 0655../0.

3.8&3/.4 /48 85. !072884 5.4/0 472:E74 5. .02884  $!@    !% 472:E74 5.20394 /.-.5.348.2884    $!@    # 472:E74 5.3.9.48 0850.02884 616:9:06:66069998.16: :479 8 69. 57003. 3E80 /48 #8. #0.J1./0 .41J8.6 !E3./08 $$% 76:.48 4313./4 $$% 76:.3894.4/4$$% .7. 57003.44313.797/.797/.41J8.484313.16: 56 4 546 4.48 02 85.20394 /.4/4$$% .5.   4./48 089039083.7.:0905:.:.02884 $!@    #0.1.20394 /.  ./.348.7.5./48 $$% 76:.56  9:.348.41J8.6 . #' 14 :9 .4/4$$% .7..48 /4 85.9. %7. 57003.797/. 50.

4 .708 #:/30 030/94 /0 ...0.19.1...17./4 %007.1.-.5 .4 #-074 :8050:83.7/4 73.9.4/0%7.#94:: 67.16     15.5.6: 5.60651     &630.3.7.# 65 679:.847 574.9.40285. 5015.8.54:7./4 !%          .5 6.942. 4 :7. 616:7. 9:70.:/4 . 60655.#-074   4. ..-./0$0:7.1.9..1./47 39434 08./...-47.11:5631. :.65./008943907.9.   $8902.44313.7 7.36     015.     $..5. 60655. 5.3. 6 1 9:06: 5 6 1:09.'9. 6 655.4 : #03..4     5. .9.16  :.16  -07.69.0659. #94:: 6 7.1.2884    !E3.3 #0.5.748 $4. 07707.7. 61./4 $09470290390"$$  709747547.9./0 .9./4%7./47 24470.38941.

.44313..8 .4 #E/48 ./48 $$ @  $#@  ! $  #0807.808  #0807.6:0/..808 %7./07.2E.9.3..:8947.947/0.  488.8 ./4%7.3.34 09..88.   $8902../0$0:7./4 $09470290390"$$  709747547.-..4/0%7./008943907.4/085.8 09.8/05...8 .4  -07.  !8$$ # $  $3.8 090.08 0 31./4 !%    $   304 79F7485...7..-48 #4/.08  .-.9O748 /0 42-:89J./47/0.40285.39073.8 %75F 47/.484313.881.02 /001:03908 .9O748 /0 4724 209.

/08 /0..088E7.847 /0  02 .43:394 .431  #0#% 6:5..:48/0$0  493. 31.880 /0  F 30... /0..3/./47 !'$  43/0 54/0 . .-47.504 $:507.4 /0$0:7..8 /0 $0  .3.7 394/0$0:7.3././.-47. /0 4H34  .#   !+8$$ # $  .4314720 /090723. 20390 50748./0$0   :.   ./47  :9748./4 6:0 5488: .42 4%F.    #% /.4.8  .9248107.847 /0  02 ..5.43:394 .  3907/.8 .9.0.H3.20394 .:934244:88902.4314720 /090723.9.42 4%F.# 0#%   @ $ $$ #$  !.2E.090./43./0 /4 . 4:  8.07 /01. 02884 /0 !% 504 $:507.38:1./0 1J8./.72.3.3.0 4: 0548.42::.  # #  A 4 85.4 4313.43/08 20/.4 /0$0:7. ./4  :9748./43.0807 0.. 089.7.

4:.48 9O.8    4.0397.48 31.439.42 574/:948 6:J2./48 .4 /08:-893 .080..2E.43..8 ..23.86:J2.

08  01..42-:89J.4: ./04H34 0.H3.

48 /0 3.42 3.9:7.. /0 .-.4: .402./H3.8089O.  #8.H3/4 0.48  03908-4O.48 %7.

 .. 4.5.4./08 /0.9:7.6:0/.7.:.4314720 /090723.8  :9748./89.7 /.42 4%F.8 570./.348  3907/.880 F 30.8 34 14702 .:48/0$0  493. 97..3. .-47./49.4 /0$0:7../0$0   :.48 0 20.-..4.8     4.39073.0807 0.947/0. /0 4H34  ./0      .8 20//.4 #E/48 . /0  -7.# 0   !./.47  :2/.        4.48 1J8..8/05..880 /0  F 30.8    A 4 85.88.8 /0 $0  .090./..7.47  :2/. . 8:50747 .H3.-. 02884 /0 !% 504 $:507.8 .48 3089.8 ...504 $:507.48  !..9:7.8 6:0 03.     $3.9.847 /0  02 .43:394 .42 . 089.402..431472 0 /090723.880 F 30.02 .-. 4:  8. 570803...-47../.843.8/0E:. 97. . .088E7./47  54/03/4 9473.48 1J8. /0  -7././43.42::. 89073.088E7. 570803..088E7.847/0  !./06:.7 80 !'$ 80 .-48 #4/.3./0 /4 .3.8 090./0 0 4:9748 78.9./43.48 0 20.#   .3.    #% /..8 .   01.3.808 %7.7 394/0$0:7.48 3089./0 0 4:9748 78.   .8 %75F 47/. .  209748  09.48  9748 43/038.3.2 97./47 4. ./89.7./4 6:0 902 54903.4:05484   ./0 1J8.4 4313.7.039.2884    !E3./0 5. .431  #0#%  :9748../47/0E:.

.880 /0  F 30.08  %7.4.7  .#    .40285.4/0%7.08 0F97.F:.-0794 09.-. 54903.8  !70803.7.. .-47. 0 1../4 $09470290390"$$  709747547.088E7./0 .44313..4  7.808  :9748.4314720 /090723.8 .4314720 /090723.088E74 0397.-07948 0 6:0 34 80..4 . .4820./08 /0../.8 /0 5./.. 089.3.431  #0#%  :9748.847/0  !.42:3./..8 /0 $0  .   $8902.-.9. 310747.8/0 5. 97.02  '.0807 0.348  3907/. . 02884 /0 !% 504 $:507.4  -07..8 .880 F 30./.7029:-:.7.88.090./43.088E7. 30.-.3.947/0.8./0$0   :.9../4 6:0 902 -.39073./47   ..8 090./4 !%    4./0/4. .4 02 ./0$0:7.9.# 0#%    !.42::.7 /.5..../43.    4. 4.847/0   #% /.2884    !E3. /0 4:9748 78.   A 4 85.88./0 5. 209748   4. ..-47.504 $:507. ./0 1J8.02 /0 E:.9:7.-./008943907./4%7.:48/0$0  493..843.48    $3.4 4313. 4:  8.7.48 3089..

44313.4  -07./4 !%    304 $3.7.2884    !E3./4 $09470290390"$$  709747547.3.   $8902..9.4/0%7./0 .9. .-./0$0:7..45./008943907./0391./4%7.44313.-./4                    4.40285..4/085.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->