Você está na página 1de 25

UFOLOGIA EXOBIOLOGIA

UFOLOGIA EXOBIOLOGIA
CLASIFICACAO DOS SERES E TIPOS DE
SERES EXTRATERRESTRES E DOS
LUGARES DE ORIGEM
ESTUDO DOS EXTRATERRESTRES
COM BASE EN SUAS
CARACTERISTICAS MORFOLOGICAS.

Ao abordarmos uma tentativa de classificação dos tripulantes dos UFOs, entramos num
campo minado. Sem dúvida, essa temática é uma das mais controversas na Ufologia.
Basicamente, não há quaisquer provas concretas dos dados. Estamos lidando exclusivamente
com depoimentos de testemunhas que são, por definição, subjetivos e vulneráveis a uma série
de variáveis e distorções, como se verá no box Testemunha, Fator Crítico da Investigação
Ufológica. Isto nos leva, incondicionalmente, para premissas que podem ou não serem
corretas com a realidade do Fenômeno UFO.

Poucos pesquisadores de renome do circuito internacional ousaram uma tentativa de


classificação dos supostos tripulantes dos UFOs. Entre eles, podemos citar um estudo sobre os
pilotos dessas máquinas realizado pelo doutor Jacques Vallée, em 1964. Segundo o trabalho
de Vallée, podem se estabelecer basicamente três grupos de ocupantes diferenciados. De 100
seres descritos em 80 incidentes compilados pelo estudioso, quatro foram considerados
“gigantes”, 52 foram qualificados como “iguais aos homens” e 44 eram “anões”. Outros
trabalhos destacados pelos métodos científicos empregados na análise dos tripulantes de
UFOs são os de Geneviece Vanquelef, dedicado à relação de aparência e comportamento dos
seres, o de G. Edwards, relativo à fonética e linguagem que empregavam, e do espanhol
Vicente Juan Ballester Olmos, que oferece o panorama dos encontros com tripulantes de
UFOs que foram recompilados pelos investigadores ibéricos.

Mas, até hoje, o estudo científico mais completo na área é o do brasileiro Jader Pereira, que
catalogou 230 casos de contatos entre humanos e seres extraterrestres. Embora apresente
defeitos de método, Pereira estabeleceu pautas para uma classificação básica dos diferentes
humanóides, obedecendo especialmente às ca
racterísticas de forma física dos mesmos.

Segundo seu estudo, há 12 categorias bá-Reinaldo Stabolito sicas com 23 variações [Ver
tabela A]. E conforme seus critérios, cinco pontos distintos serviram como indicadores da
credibilidade dos casos que analisou: (a) Número de testemunhas. (b) Conceito das
testemunhas. (c) Outras testemunhas do avistamento somente do UFO, supondo que esteja
relacionado com o avistamento do humanóide. (d) Evidências posteriores, tais como marcas
no solo, radioatividade etc. (e) Finalmente, nível da investigação realizada.

1
Com a classificação cumprindo esses critérios, Pereira centrou sua atenção em pontos que
considerou críticos para determinar as categorias dos seres. Entre os pontos estava a utilização
de equipamentos protetores, como escafandro e máscaras, as características métricas dos
seres, suas aparentes formas anatômicas e seus comportamentos.

Por exemplo, Pereira entendeu que os seres que eram parecidos com humanos, inclusive em
altura e aspecto facial, a tal ponto de poderem passar despercebidos em meio à multidão,
seriam classificados como do Tipo 01. No entanto, frente a uma casuística multifacetária,
Pereira dividiu este tipo em três variações: aqueles que se aproximam da testemunha, os que
se mantêm à distância e, ainda, aqueles que costumam ser mais altos que os humanos (acima
de 2 m) e também se mantêm à distância. Esta última variação apresenta ETs por tando roupas
justas, luminosas e, ainda, uma arma em forma de esfera de luz. Já a classificação do Tipo 02
do pesquisador seria idêntica a do Tipo 01, também com três variações, mudando apenas no
fato que os humanóides teriam pequena estatura. Em suma, Pereira constituiu uma infinidade
de tipologias distintas.

DIVERSIDADE DE CIVILIZAÇÕES — Num primeiro momento, essa


excessiva variedade de formas dos tripulantes dos UFOs parece ser um indicador de que
estamos Fonte: Eric Zurcher, em Les Apparitions d’Humanoides diante de muitas civilizações
diferentes entre si, que estariam nos visitando. O veterano ufólogo francês Aimé Michel
comentou, em certa oportunidade, que a diversificação de formas observadas na anatomia dos
humanóides requeria uma multiplicidade de origens. Porém, até certo ponto, temos um padrão
mesmo nesta diversidade: a constituição anatômica dos seres é, na maioria esmagadora das
vezes, humanóide. Ou seja, eles têm cabeça, tronco e membros. Muitas vezes com uma
infinidade de variações em determinadas características de seus corpos – como cor de pele e
estaturas diversas. Mesmo assim, seres com tais diferenças podem ser de uma mesma espécie.
Nós, os Homo sapiens sapiens, também apresentamos uma infinidade de variações. Somos
brancos, negros, par-dos, amarelos etc. Também temos indivíduos que são de estatura alta,
outros de estatura baixa e até anões. Alguns membros de nossa raça que são magros e outros
que são gordos. No entanto, to-dos somos seres humanos. Esse talvez seja um dos elementos
de suma importância nesta análise, e que parece ter sido ignorado no estudo de Jader Pereira.
A possível diversidade anatômica que pode existir entre membros de uma mesma forma de
vida, sendo desnecessário classificá-los um a um. Essa questão fez com que seu estudo fique
impraticável, uma vez que há uma infinidade de classificações tornando seu uso nada
pragmático e viável. O Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV) publicou
seu trabalho em 1991, através da fase anterior de sua coleção BIBLIOTECA UFO.

Também não há como não mencionar que existem critérios que são um tanto duvidosos no
estudo de Pereira, como classificar um humanóide em uma nova categoria pelo simples fato
deste estar usandocabelos cumpridos. É o caso do Tipo 03, que também tem três variações
subseqüentes, como se verifica na tabela A. Esse elemento é realmente relevante? Um ser
hUmano que usa cabelos cumpridos merece estar em uma nova categoria num estudo voltado
principalmente para as características anatômicas? No nosso caso, dos terrestres, isso é uma
mera questão de estética individual. Assim, algumas premissas usadas para realizar a
classificação do estudo de Jader Pereira são bastante discutíveis. Mas mesmo com método
questionável, não se pode negar que Pereira foi um pioneiro no assunto, tornando-se inclusive
referência internacional.

2
TENTATIVAS DE CLASSIFICAÇÃO — Eric Zurcher, em seu livro Les
Apparitions d’Humanoides [As Aparições de Humanóides], baseando-se principalmente nos
estudos do brasileiro, fez uma autópsia da gigantesca onda ufológica internacional do ano de
1973 – uma das mais significativas que já houve. Conforme os estudos de Zurcher, os seres
observados nessa onda foram classificados de acordo com o quadro apresentado na página 12.
Deixando temporariamente de lado as possíveis diversidades anatômicas que uma forma de
vida pode comportar, vamos bus-car um parâmetro mais generalizado para analisá-las. Um
método mais pragmático e compatível com a classificação da casuística atualmente. O co-
editor de UFO Claudeir Covo e a consultora Paola Lucherini Covo realizaram uma
interessante classificação da tipologia dos humanóides extraterrestres, com base na freqüência
estimada com que cada categoria aparece na casuística ufológica. Essa classificação,
publicada no site do Instituto Nacional de Pesquisas Ufológicas (INPU)
[www.inpubr.com.br], determinou seis categorias distintas – Alfa, Beta, Gama, Delta, Ômega
e Sigma –, sendo que a generalização é o conceito básico que pressupõe a admissão de uma
vasta variedade de formas numa mesma categoria [Ver tabela B].

É sempre importante lembrar que estamos trabalhando com elementos especulativos e


dedutivos quando se estuda a morfologia dos humanóides extraterrestres. Mas nada impede
que existam alguns casos onde tal ser não se enquadre em nenhuma das categorias de uma
dada classificação, como a de Claudeir e Paola. Estas são exceções à regra. Mas, de um modo
geral, e assumindo a possibilidade de uma enorme diversidade anatômica da mesma forma de
vida, a classificação descrita na tabela B é, até agora, o instrumento mais compatível e
aplicável. Por exemplo, na época da divulgação do Caso Varginha, o ufólogo mineiro
Ubirajara Franco Rodrigues e Claudeir Covo classificaram os seres observados e capturados
pelas autoridades como sendo do tipo Delta, conforme a referida tabela [Veja box].
Aclassificação foi publicada na obra O Caso Varginha [BIBLIOTECA UFO, código LV-08] e
no site do Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA)
[www.infa.com.br].

Descripçoes de alienigenas mais observados :


Seres identicos aos humanos 16%
Seres de pequena altura 34%
Seres com abundancia de cabelos 05%
Seres masclinos com cabelos longos 03%
Seres com capacer o escafandro 29%
Seres ciclopes 01%
Seres sem classificaçâo definida 06%
Seres geometricos ou amorfos 07%

3
A CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE SERES
EXTRATERRESTRES DE JADER PEREIRA.

TABELA A

O estudo da tipologia dos seres extraterrestres do gaúcho Jader Pereira é baseado em 230
casos catalogados, ocorridos desde o início da Era Moderna dos Discos Voadores e
considerados pelo autor como de grande credibilidade. Sua pesquisa abrange a casuística
mundial até o ano de 1970 e seu critério obedece especialmente as características da anatomia
dos seres observados. Segundo seu estudo, publicado originalmente pela entidade belga
Société Belge d’Etudes des Phenoménes Spatiaux (SOBEPS) e depois pelo Centro Brasileiro
de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV), há 12 categorias básicas com 23 variações. Até
hoje, em-bora ultrapassada, a classificação de Jader serve de parâmetro para muitos
pesquisadores e estudiosos.

HUMANÓIDES TIPO 01
Estão incluídos neste tipo todos os tripulantes que apresentam características normais
do ponto de vista humano, com altura de 1,6 a 2 m. Se normalmente vestidos, passariam
por seres humanos comuns. Há três variações:

VARIAÇÃO 01 : Ficam próximos dos terrestres, falam nossa língua e agem com naturalidade.
A presença de um UFO e outros fenômenos decorrentes na dinâmica da ocorrência
determinam sua provável natureza extraterrestre.

VARIAÇÃO 02 — Mantêm-se sempre à grande distância das testemunhas, o que faz com que
existam poucos dados físicos desta variação.

VARIAÇÃO 03 — Altura acima de 2 m, vestimenta justa e com escamas luminosas. Usam


uma arma em forma de esfera brilhante.

HUMANÓIDES TIPO 02
Estão incluídos neste tipo todos os ocupantes que apresentam características normais do
ponto de vista humano, porém de pequena estatura, assemelhando-se às crianças. Há
três variações:

VARIAÇÃO 01 — Pêlo de cor normal e clara, altura de 1 a 1,2 m, com físico NORMAL OU
FORTE; Vestem sempre uma espécie de uniforme , en alguns casos com uma luz brilhante
sobre o peito .

VARIAÇÃO 02 — Seres que têm pele de cor escura, altura de 0,7 a 1 m, com rosto de
aparência normal e atitude amigável para com o observador.

VARIAÇÃO 03 — Pele de cor verde e de baixa estatura (não especificada).

4
HUMANÓIDES TIPO 03
Este tipo inclui todos os ocupantes que apresentam uma aparência masculina, mas usam
cabelos longos (assinalamos mais uma vez que os cabelos longos podem caracterizar um
tipo de indivíduo). Há três variações:

VARIAÇÃO 01 — Altura normal (entre 1,65 e 1,7 m), parecendo sentir-se à vontade no
ambiente terrestre e têm uma atitude amigável.

VARIAÇÃO 02 — Altura pequena (entre 1,2 e 1,5 m), pele clara, rosto normal com variantes
de queixo saliente e testa alta. Predomina o uso de vestimenta parecida com macacão e
cinturão.

VARIAÇÃO 03 — Altura relativamente alta (2 m ou mais), aparência robusta e belos traços


faciais.

HUMANÓIDES TIPO 04
São incluídos nesta categoria os tripulantes que apresentam uma pele com
características incomuns, tal como total-mente enrugada, cheia de caroços, de aspecto
grosseiro etc. Há três variações deste tipo de ser:

VARIAÇÃO 01 : Pele aparentemente queimada ou bronzeada, com altura em torno de 1,7 m.

VARIAÇÃO 02 : Pele grosseira (enrugada, com caroços e buracos) e altura entre 0,9 e 1,2 m.

VARIAÇÃO 03 : Pele clara e de aspecto grosseiro. Seres calvos, olhos grandes e redondos e,
ainda, uma altura que varia entre 0,9 e 1,2 m.

HUMANÓIDES TIPO 05
Aqui se incluem todos os ocupantes que apresentam cabeça desproporcionalmente
grande em relação ao do corpo. Há duas variações:

VARIAÇÃO 01— Olhos de tamanho e aspecto normais e altura de 1,2 m.

VARIAÇÃO 02 — São criaturas com olhos extremamente grandes e redondos, que


apresentam, ainda, altura em torno de 0,9 a 1,4 m.

HUMANÓIDES TIPO 6
Este tipo inclui todos os tripulantes que apresentam o corpo coberto de pêlos. Não
existem variações.

HUMANÓIDES TIPO 07
Este tipo inclui os ocupantes que usam máscaras para respirar, deixando parte do rosto
ou do corpo descoberta. Não existem variações.

5
HUMANÓIDES TIPO 08
Estão incluídos neste tipo todos os tripulantes de pequena estatura e usando roupa de
escafandro. Há duas variações:

VARIAÇÃO 01 — Com altura variando entre 0,9 e 1,2 m. Ativos, evitam testemunhas e
aparentemente se interessam por tudo o que existe junto ao solo.

VARIAÇÃO 02 — Com altura variando entre 1,3 e 1,6 m, reagem com armas paralisantes
quando descobertos e usam vestimentas com luzes sobre o peito e, ainda, pequenas botas.

HUMANÓIDES TIPO 09
Estão classificados nesta categoria os ocupantes de UFOs que usam roupas com algum
tipo de escafandro (aparelho para auxiliar na respiração em nossa atmosfera) e com
uma altura variando entre 1,7 e 2 m. Não há variações.

HUMANÓIDES TIPO 10
Incluem-se aqui os tripulantes com altura de 2 a 2,5 m, usando roupa de escafandro e
apresentando grandes olhos arredondados. Não há variações.

HUMANÓIDES TIPO 11
Este tipo agrupa os ocupantes de UFOs que se apresentam com ou sem escafandro, mas
com uma característica peculiar ciclóptica (um único olho frontal). Há duas variações:

VARIAÇÃO 01 — Altura entre 2 e 2,5 m, tendo variantes de emissão de luminosidade no


globo ocular.

VARIAÇÃO 02 — Seres pequenos, com altura aproximada de 0,8 m.

HUMANÓIDES TIPO 12
Esta categoria congrega tripulantes que também usam escafandro, mas têm estatura
bastante superior à normal, de 2,4 a 3 m. Não há variações.

OBSERVAÇÃO: Pelo método de Jader Pereira, usamos uma sigla que compreende o tipo e,
quando ocorrer, a sua variação. A sigla T11.V2 significa, por exemplo, Tipo 11 – Variação 2.
Nos casos onde não há variações, fica apenas a sigla do tipo: T12, por exemplo, para Tipo 12.

6
A CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE SERES
EXTRATERRESTRES DE CLAUDEIR COVO.

TABELA B

O co-editor de UFO Claudeir Covo e a consultora Paola Lucherini Covo elaboraram uma
atualizada classificação dos visitantes extraterrestres. A análise foi baseada na freqüência com
que a observação de cada tipo de ser aparece descrito na casuística ufológica, estimada em
porcentagens. A classificação tem apenas seis categorias.

HUMANOIDE TYPE ALPHA


Como grays ou cinzas . Sâo seres de pequena estatura (variando entre 1 e 1,40 m de altura) que
normalmente fazem as abduçoes de seres humanos . Tem cabeça grande e desproportiocional ao corpo
. Normalmnte nâo possuem pelos no corpo. Os olhos de um modo geral, sâo grandes e negros , sem
pupilas apraentes . Aparecem em 67 % dos casos .

HUMANOIDE TIPO BETA


Sâo seres com os humanos , com estaturas variando entre 1,60 e 2 m. Em outras palavras , se
colocarem terno e gravata , irâo passar despercebidos em meio à multidâo . Aparecem em 19% dos
casos .

HUMANOIDE TIPO GAMA


Sâo seres gigantescos com estaturas acima de 2 m , chegando em alguns casos até 4 m . Aparecem em
apenas 8% dos casos .

HUMANOIDE TIPO DELTA


Normalmente este tipo de ser é descrito como peludo , semelhante a animais . Seus movimentos sâo
autômatos , como os dos robos . Aparecem em somente 3% dos casos .

HUMANOIDE TIPO OMEGA


Sâo seres aparamente nâo fisicos extremamente raros e normalmente descritos como ‘energéticos’sem
uma forma anatomica definida. Surgem em circunstancias varias e quase sempre de maneira fugaz .
Aparecem em menos de 2% dos casos e jà foram observados em tudo o mundo .

HUMANOIDE DE TIPO SIGMA


Em pouco casos de avistamento foi relatada a presença de pequenos seres , com cerca de apenas 15 cm
de altura . Os compiladores dessa classificaçâo acreditam que eles foram confundidos com animais
pelas pessoas que os relataram . Em termos estatisticos , eles aparecem em menos de 1% dos casos .

7
Tipologia Extraterrestre dos OVNI
(As 3 hierarquias básicas de tripulantes de OVNIs)

O Universo conhecido é imenso e representa apenas uma ínfima parte de uma realidade que nem
sequer podemos conceber. Nesse limitado Universo alcançado pela Ciência terrestre vagueiam
inúmeros corpos celestes, com funções e composições as mais diversas.

Até bem pouco tempo atrás, os astrônomos diziam ser praticamente impossível a existência de
sistemas planetários além do nosso. Hoje, sabemos da existência de bilhões de sistemas planetários
orbitando constelações situadas a milhões de anos-luz da Terra, muitos deles até parecidos com o
nosso.
É sensato acreditar que as condições ambientais desses mundos distantes não sejam exatamente
iguais às da Terra e que, por isso mesmo, as civilizações que os habitam tenham aspectos físicos e
psíquicos diferentes do homem terreno.

Ensina a nossa Ciência que as criaturas adotam formas específicas, em conformidade com as
condições físicas e gravitacionais do ambiente em que se inserem, já que seus corpos necessitam de
matéria básica para sua constituição e de uma fonte de energia para existir e interagir.

Estamos integralmente convencidos da existência de muitos e muitos corpos celestes habitados,


com humanidades em diferentes níveis de evolução com formas físicas variadas, e inclusive algumas
bastante semelhantes ao homem da Terra.

Acreditamos, também, que várias dessas civilizações extraterrestres tenham desenvolvido


culturas próprias e disponham de tecnologia avançada, visitando nosso Sistema Solar há milhares de
anos e, de modo particular, o Planeta Terra.

Em todo o mundo proliferam relatos acerca de uma grande variedade de tipos de


extraterrestres, contactados nos cinco Continentes. Mas de todos os tipos, existem 3 básicos. No
interesse de nosso estudo, resolvemos classificar esses seres com o exclusivo objetivo de facilitar
nossas pesquisas.

Segue, abaixo, a descrição gráfica e o resumo das principais características dos 3 tipos de seres
extraterrestres contactados:

Tipo 1

Características: fisicamente semelhante ao homem, tem altura média de 1,80m,


apresenta longos cabelos loiros; sua pele é branca, muito lisa e emite uma certa
luminescência, à semelhança da luz do vagalume. Possuem olhos da cor do fogo; seus
traços faciais são finíssimos, de uma beleza indescritível. Apresentam-se vestidos com
um traje branco inteiriço, levemente folgado, fechado na altura do pescoço e nos punhos.
Calçam botas da mesma cor e usam um cinto largo, constituído de substância
desconhecida. Comunicam-se através de telepatia. Segundo os relatos, eles são do tipo
que vêm aqui anunciar desgraças que estão para acontecer no futuro se não mudarmos
nosso comportamento.

Aparições: Alexânia - GO; arredores de Brasília (Vale dos Anjicos, Km 21 da estrada


de Unaí). Há registros de aparições em várias partes do mundo.

8
Tipo 2

Características: têm aparência física incrivelmente semelhante à do homem. Altura


entre 1,70m e 1,90m, apresentam pele levemente "bronzeada", da cor do cobre. São
amistosos e têm sido vistos com muita frequência na região do Triângulo Mineiro. Usam
como indumentária uma roupa escura, tipo macacão, completamente aderente ao corpo,
lembrando trajes de mergulho. Têm cabelos muito curtos e negros, olhos levemente
puxados, de cor também escura. É nacionalmente conhecido o trabalho desenvolvido junto
a esses Seres pela pesquisadora Maria Aparecida de Oliveira Bianca.

Aparições: arredores de Brasília (muito ocasionalmente no Vale dos Anjicos e Vale


do Amanhecer).

OBS.: Há também alguns tipos parecidos com esses que possuem as mesmas
características, mais a de terem olhos "puxados" como o dos asiáticos.

OBS.2: O fato de terem olhos puxados não diz que eles podem ser de outro planeta
diferente do TIPO 2 comum. Muito pelo contrário, pois mesmo aqui na Terra, possuímos
um exemplo(Ocidentais e Orientais)(Quem sabe eles são nós mesmos vindo de um futuro
próximo!).

Tipo 3 (Alpha-Cinzentos)

Características: é, de longe, o E.T. mais popular. Uma quantidade enorme de relatos


refere-se a contactos com esse tipo de criatura. São de estatura baixa, em torno de 1,30m.
Sua cabeça, ovalada, é desproporcionalmente maior que o corpo franzino. Os olhos são
vermelhos, enormes, contrastando com o reduzido tamanho da boca e do nariz. Não
apresentam nenhum vestígio de cabelo ou pelo de qualquer espécie. Sua pele é cinza, os
braços são longos e suas pernas são finas e curtas, bem menores que o corpo. O Tipo 3 é
ocasionalmente amistoso nos contactos com o homem terrestre, mas há, também, registro
de muitos contatos hostis, como abduções de todos os tipos. São chamados por alguns
como os Alpha-Cinzentos também.

Atingiram um extraordinário progresso tecnológico, como há o inclusive o caso do


E.B.E. Por esse fato, imagina-se que o início de sua civilização tenha ocorrido muito antes
do aparecimento do Homo-Sapiens na terra.

Aparições: os estudiosos de discos voadores do Planalto Central registram inúmeros


contactos com os Alpha-Cinzentos. Realizaram-se contactos em níveis diversos, até de 5 graus(veja a
página de GRAUS DE CONTATO), nos arredores de Brasília(Vale dos Anjicos; Vale do Amanhecer,
onde a sensitiva Tia Neiva realizou trabalhos de cura extraordinários, sob supervisão de tais Seres; km
21 da estrada de Unaí); Alexânia - GO; Paraúna - GO; Alto Paraíso - GO. Grupos dos mais diversos,
bem como pesquisadores isolados, têm registrado a aparição dos Alpha-Cinzentos em diversos locais
do mundo.

9
TIPOS ALIENÍGENAS (6)
A CLASSIFICAÇÃO DOS TIPOS DE SERES
EXTRATERRESTRES DA REVISTA UFO
A Fotografia ao lado é do único Alien comprovadamente fotografado até aos nossos dias. É do
cadáver de um Alien de Roswell e, pensa-se ser um Cinzento.

No entanto foram já avistadas diversas raças Alien, sendo as principais:


1. Os Cinzentos
2. Os Cinzentos Grandes
3. Os Reptóides
4. Os Insectóides
5. Os Azuis
6. Os Nórdicos

1. Os Cinzentos TIPO 1

São pequenos humanóides de pele acinzentada que, estima-se,


medem entre 1,05 e 1,35 m. A sua cabeça desproporcionada, em
relação ao resto do corpo, ostenta olhos de formas próximas às de
amêndoas. Os seus membros superiores são dotados de seis dedos e,
segundo algumas declarações, segregam um líquido viscoso.

Especula-se sobre um possível acordo com uma organização


governamental americana, com fins desconhecidos.

A sua missão parece ser o estudo da vida neste planeta, com principal atenção para a
raça humana. Este estudo realiza-se através de abduções e extração de material genético.
Paralelamente, realizarão experiências com híbridos sob o mesmo objetivo. Quanto à sua
origem, a principal teoria afirma que provêm de experiências genéticas realizadas pelos
Reptóides, com vista a criar escravos.

2. Os Cinzentos Grandes TIPO 2

São humanóides de aspecto físico semelhante ao dos Cinzentos mas de


constituição mais robusta, chegando a atingir os 2,10 m de altura. Como
peculiaridade, acrescente-se o fato de que a sua estrutura encefálica apresenta-se
dividida em hemisférios, cada um responsável por tarefas diferentes.

Deverão ter o mesmo tipo de relações que os Cinzentos mantêm.

10
Aparentemente, terão os mesmos objetivos que os Cinzentos, apesar de o seu estatuto racial ser
supostamente superior.

3. Os Reptóides TIPO 3

Humanóides altos de traços faciais reptilianos e uma pele


coberta por escamas esverdeadas. O seu aspecto, porém,parece variar
consoante o meio físico.

Raramente ocorre algum tipo de contacto direto entre esta


espécie e a raça humana.

Serão uma raça de líderes,comandando outras espécies suas


subordinadas (Cinzentos,Cinzentos Grandes e Nórdicos) de modo a
atingir os seus objetivos. Supostamente, planeiam usar a humanidade e
este planeta como recursos.

4. Os Insectóides TIPO 4

São seres de aspecto semelhante a louva-deus gigantes com longos


braços dobrados sobre o tórax, quando não utilizados. Porém, a sua
constituição interna, ao invés da externa, não terá nada a ver com a dos
insetos terrestres.

Especula-se que tenham contactado o governo americano através de


uma das suas organizações, "Majestic-12", revelando-lhes o seu papel na
evolução da raça humana.

Os seus objetivos são-nos desconhecidos.

5. Os Azuis TIPO 5

São pequenos humanóides de constituição semelhante à dos Cinzentos mas


que diferem destes últimos pela sua pele azulada e translúcida e olhos acentuados.

Aparentam relações com as lendas dos nativos norte-americanos.


Os seus objetivos são o de travar os Cinzentos na sua conquista da Terra e
aparentam querer ajudar-nos na nossa evolução psíquica. Isto deriva das suas
elevadas capacidades mentais.

6. Os Nórdicos
São seres de aparência humana agradável, cujo único traço comum é o
fato de os cabelos serem louros.

Os principais avistamentos desta espécie deram-se nos anos 50 e 60 em


abduções de humanos.

11
Serão, supostamente, colegas dos Cinzentos, trabalhando principalmente na captura de
espécimes humanos e de algumas amostras genéticas.

EXTRATERRESTRES

Esse é um assunto dos mais polêmicos. Inicialmente esclareço que há alienígenas entre
nós, e há muito tempo. São seres que estão infiltrados aqui nos estudando, nos analisando, não
muito diferente do que fazemos com ratos em laboratórios.

Isso é a Ufologia Científica. Em seus estudos, a Ufologia Científica já identificou vários


tipos de alienígenas mais freqüentes nos relatos de milhares de testemunhas que fizeram
descrições deles. Esses são alguns dos tipos mais freqüentes :

TIPO 1 TIPO 2 TIPO 3 TIPO 4 TIPO 5

Mas, de todos esses há um tipo que é tido como perigoso, um tipo que podemos
chamar de "cientistas" , seguidamente envolvidos nos casos de abduções. São considerados
muito frios e calculistas, muito interessados em experiências, principalmente as genéticas.
Aqui está uma concepção artística do que seria um desses "cientistas" :

12
OUTROS TIPOS DE ETS

* Greys

Esta é a raça mais comum identificada pela Ufologia. São muitos os


avistamentos, histórias e teorias referentes a eles, feitas de visionários da
Nova Era a diferentes cientistas. Os Greys, como são apresentados pela
comunidade científica, são muito comumente descritos por suas vítimas de
abduções. São considerados demônios ou raça de energia negativa, com
motivos e propósitos desconhecidos em relação à Terra. Eles parecem estar
abduzindo, estudando e testando vários indivíduos. São freqüentemente
relacionados com muitas outras raças, como os Reptilianos e com diferentes
teorias de conspiração - uma mistura de visões científicas e Nova Era. Uma das teorias afirma
que uma ou mais de suas espaçonaves se chocaram e foram capturadas pelo governo dos
EUA. O governo americano então fez um acordo secreto permitindo que eles façam abduções
de humanos em troca de tecnologia. A teoria da conspiração finaliza, afirmando que os Greys
não mantiveram a sua parte no acordo. Estas são as descrições dos diversos tipos de Greys:
(são todos humanóides, com cabeça, tronco, dois braços, duas pernas e dois pés) :

1. Os Greys mais freqüentemente vistos têm em torno de 0,60 cm a 1,20m de altura,


muito magros, olhar delicado, de baixo peso, olhos negros extremamente penetrantes e
inclinados sem pupilas, vestígios de boca e nariz, cabeça muito grande, com queixo
pontiagudo. A cor da pele varia do cinza escuro ao cinza claro; do pálido ao branco e
pode também ser bronzeado. Não há pelos em seu corpo.

2. Outros também comumente vistos são semelhantes aos descritos anteriormente, exceto
nos seus 15,24 cm de altura, e parecem dar as ordens. Uma variação deste mesmo tipo
descrito são os olhos negros arredondados como grandes botões negros.

3. Mais um tipo de Greys: são como pequenos robôs, atarracados e pequenos, com um
liso e redondo capacete, com negros e profundos olhos, com o contorno da boca
arredondado, tronco quadrado mostrando círculos concêntricos, cheiram como cabeça
de fósforo queimada, e a pele tem a coloração cinza cogumelo. Este Greys agem como
guardas de segurança. Outras variações são descritas como Reptilianos com garras
parecidas com os insetos louva-a-deus. Há também relatos de crias de cruzamento que
não tem de formas exatamente como humanos ou como Greys.

13
GREYS
Cinzento Tipo A

Sistema Estrelar: Zeta Reticulun, a estrela Barnad na constelação da Rede, vizinha à região de Órion.

Planeta natal: Zeta Reticuli IV

Atividades na Terra: Abdução e experimentação humanas, mutilação animal,


suposto programa de reprodução/clonagem de híbridos humano-alienígenas, por
motivo desconhecido. Construção de bases subterrâneas em Porto Rico (Laguna
Cartagem), sul dos Estados Unidos e Islândia, entre outras possíveis localizações.

Outras Informações: Os corpos de quatro desses seres (um possivelmente ainda


estava vivo) foram recuperados pela Força Aérea americana perto de Roswell, Novo
México, em 1947, junto com a espaçonave danificada. A "entidade biológica
extraterrestre" (EBE) morreu em 1952. Contatos subseqüentes com esses
alienígenas resultaram em um "acordo" no qual os Estados Unidos permitiram aos "cinzentos" abduzir
animais e humanos em troca de sua avançada tecnologia. Sua ciência trata principalmente do estudo de
outras formas de vida e de engenharia genética.

Eles supostamente tiveram parte na alteração genética humana no decorrer dos últimos milhares de anos.
Parece que estão tentando um cruzamento entre eles e os humanos, para criar uma raça superior. Os
cinzentos parecem não ter emoções e são cruéis no tratamento aos humanos.
Descrição: Pequeno, humanóide. Altura variável entre 1,0m e 1,4m. Corpo magro e frágil, braços finos e
desproporcionais em relação ao corpo. Três ou quatro dedos na mão, unidos por membrana. Cabeça grande,
sem cabelos; olhos negros e enormes; duas narinas minúsculas e uma boca pequena. Não têm orelhas. O
sangue é amarelo pálido. Reproduzem-se por clonagem.

Cinzento Tipo B

Sistema estelar: Constelação de Órion (as Três Marias).

Planeta natal: Desconhecido

Atividades na Terra: Desconhecidas

Outras Informações: Detentores de uma tecnologia capaz de desempenhar ações que


parecem milagrosas.

Descrição: São altos, entre 2,10m e 2,45m, e, com exceção do nariz, têm
características faciais semelhantes às do Tipo A. São menos cruéis com os humanos e tendem
a negociar acordos com governos nacionais. Suas bases principais podem estar localizadas nas Ilhas
Aleutas.

14
Cinzento Tipo C

Sistema Estelar: Estrela Bellatrix, perto do ombro de Órion.

Planeta natal: Deconhecido

Atividades na Terra: Desconhecidas

Descrição: São menores entre os cinzentos, cerca de 1m de altura. Possuem


características faciais muito parecidas aos dos cinzentos de Zeta Reticuli (ambos têm a
mesma origem racial) e são tão hostis aos humanos quanto seus irmãos de Zeta.

* Reptilianos

A raça Reptiliana, de Draco, um planeta conquistado, é controlada pelos Greys por meio de um
implante ( o mesmo que implantam em humanos ). Eles também dizem ser a mente mestre
dos planos de abduções. Possuem uma recém-criada "meia-criatura" com implantes para
derrotar a Confederação dos Humanos. Os Reptilianos também usam os humanos como
alimento.

Reptóides

Também chamados de Reptilianos, são parentes genéticos dos répteis e atualmente avançados.

Sistema estelar: Desconhecido

Planeta Local: Dizem que 30 milhões destes seres lagartos habitam um planetóide ou asteróide
"propulsionado", que estaria prestes a entrar no Sistema Solar.

Atividades na Terra: Desconhecidas

Outras Informações: Fala-se que os reptóides possuem várias bases


subterrâneas em nosso planeta e têm a seu serviço os cinzentos Tipo A. Eles
esperam controlar a Terra e habitá-la, já que seu próprio planeta estaria se
tornando inadequado para viver.

Descrição: Com altura entre 1,80m e 2,45m, são criaturas de pele verde,
parecida com a dos répteis. Olhos grandes são geralmente amarelos ou
dourados e têm pupilas verticais, como a dos gatos. São carnívoros. Alguns
Ufólogos notam que essa criatura é similar ao que os dinossauros seriam se
tivessem evoluído.

15
LISTA DAS RAÇAS EXTRATERRESTRES ( 64)
EUSTAQUIO ANDDREA PATOUNAS
A (8)
1. Agharianos ou Aghartianos
2. Alpha Draconianos
3. Altairianos
4. Anakins
5. Anfibios
6. Antarcticanos
7. Atlantes
8. Azuis

B (3)
9. Bernardianos
10. Booteanos
11. Burrowers (Cavadores)

C (3)
12. Carmaleônicos
13. Capelinos
14. Cetianos ou Tau Cetianos

D (6)
15. Deros Teros
16. Draco Bors
17. Draco Mothmen
18. Draconianos
19. Dragonworms ( Vermes Dragôes)
20. Dwarfins (Anôes)

E (1)
21. Eva Borg

F (1)
22. Fenixianos

G (6)
23. Gizanianos
24. Greys
25. Greys reticulianos
26. Grays de Bellatrax
27. Grays de Orion Altos
28. Gypsys (Ciganos)

H (4)
29. Hav Musuvs ou Musuvianos
30. Hibridos
31. Hu bridos
32. Hyadeanos

I (3)
33. Iguanas

16
34. Ikels
35. Insectoides

J (2)
36. Janosianos
37. Jupiterianos

K (1)
38. Korenderianos

L (2)
39. Leviathanos
40. Lyrianos

M (4)
41. Marcianos
42. Mib
43. Moon Eyes ( Olhos de Lua)
44. Nagarianos

N (1)
45. Nodicos

O (3)
46. Oliverianos
47. Orangeanos
48. Orionianos

R (4)
49. Railoides
50. Re bridos
51. Reptiloides
52. Reticulianos

S (5)
53. Sasquatch
54. Serpentes
55. Sinteticos ( Talvez tipo de Chupa Cabra)
56. Sirianos
57. Solarianos

T (3)
58. Taygeteanos
59. Telosianos
60. Teros

U (2)
61. Ultraterrestres
62. Ummitas

V (2)
63. Veganiano
64. Venusianos

17
ESPÉCIES ALIENÍGENAS (17)

O atual número de alienígenas que mantêm contato a Terra é 12 com 7 relativamente


permanentes e 5 influenciais. Ao contrário da informação que o governo tenta passar, nem
todos os ALF’s são amigáveis representantes da Confederação Galáctica Espacial.

1. ZETA RETICULI GREYS

Zetas Reticuli Greys, provêem de Zeta Reticulan, próximo à estrela Barnard, nas vizinhanças
do sistema estelar de Orion. São baixos, cinzas em cor e possui sistemas sexual e digestivo
hipertrofiados. Eles são criados mediante um processo de clonagem da engenharia genética
alienígena. Eles são uma raça antiga e vêm se reproduzindo a si mesmos há milhares de anos.
Possuem poucas características faciais, grandes olhos, uma pequena boca e não possuem nariz.

Os Zetas são um dos envolvidos nas mutilações de gado, eles absorvem certos nutrientes das
partes mutiladas do gado para se alimentar, essas substâncias provêm de partes como lábios,
nariz, genitais e reto além do sangue. Para absorver os nutrientes, eles utilizam peróxido de
hidrogênio, que facilita a absorção dos nutrientes pela pele, assim como facilita a eliminação
do que sobrou da digestão celular, também feita pela pele.

Os Zetas já foram referidos como "pequenos homens verdes" porque eles tendem a ficar com a
pele esverdeada quando não recebem comida o suficiente.

Zetas não são os controladores de seu próprio destino, eles são subservientes à uma raça
reptilínea. Os Zetas procuram liberdade para eles, e acreditam que possam conseguir isso na
Terra, existem muitos que deserdam para trabalhar junto aos humanos a fim de conseguir essa
liberdade, mas outros querem ser os mestres da Terra e controlar tudo aqui.

Os Zetas dividem-se em duas classes sociais, uma como HAWKISH (Falcão, ave de rapina) e
outra como DOVE-LIKE (parecido com pombo(não em aparência, mas em atitude/perigo)),
estes últimos são mais capazes de fazer negócios com os humanos, são uma espécie de
embaixadores, a outra é mais guerreira, bruta. Os Zetas que deserdam ajudam os humanos a se
prepararem para uma futura confrontação com os reptilians, que devem chegar numa espécie
de asteróide, trazendo cerca de 30 milhões de reptilians, que irá parar próximo à Terra.

2. BELLATRAX GREYS

Os pequenos cinzas, são menores que os Zetas, e são de um sistema estelar próximo à
constelação Orion, eles são extremamente pequenos (45,2cm aproximadamente).

Os BELLATRAX GREYS e os ZETAS são parecidos geneticamente e provêem da mesma


linha genética e são muito parecidos, exceto pela altura.

18
3. ORION GRAYS – ALTOS

A outra raça de Greys é alta, com grande nariz. Eles possuem largo narizes e têm entre 2,13m a
2,43m de altura. Eles estão baseados nas Ilhas Aleutian e também já foram vistos na Rússia
oriental. Essas criaturas são hostis, eles tentam nos influenciar utilizando governos, possuem
tecnologia capaz de fazer coisas que para nós pareceria milagre.

Num caso na Rússia, uma mulher com uma perna deformada foi capturada por estes seres e foi
liberada a milhares de milhas da onde fora capturada, só que sua perna estava perfeita, curada.
Mas os alienígenas não curaram sua perna, eles transplantaram outra perna no lugar da antiga.

Os Orion grays dão a impressão de serem benevolentes com os humanos, mas eles estão
interessados mesmo em engenharia genética e os humanos são como cobaias, eles querem
obter o controle das massas através de negociações com pessoas em altos cargos
governamentais.

4. PLEIADES

Das raças esta é a única que merece confiança dos humanos, eles possuem grande
desenvolvimento espiritual, são altos e possuem longos cabelos dourados, são aliados à
Confederação Galática Espacial, contaram que diversos governos da Terra estão trabalhando
com os Zeta Reticuli.

Alguns Plêiades são subservientes aos Zetas, pois estes costumam abduzir as crianças Plêiades
e treiná-las como servos.

Uma espécie de lei espacial, proíbe os Plêiades de interferir nos grandes acontecimentos da
Terra, mas caso acontece por exemplo uma guerra atômica, e esta atinja grandes dimensões, os
plêiades irão interferir, mas não acabar com a guerra, apenas diminuirão as conseqüências.

5. DRACO MOTHMEN

São alienígenas de habitat noturno, negros e possuem asas que habilitam-lhes o vôo, visitaram
muito a Terra no passado, possuem olhos vermelhos. Existem muitas lendas do passado,
relacionando eles aos Gárgulas, Valkírias e vampiros. Eles não gostam de atrair muita atenção
para si mesmos.

6. DEROS/TEROS

São civilizações alienígenas subterrâneas. Os Teros são mais amigáveis e ajudam os Deros que
são mais impulsivos e dementes devido ao excessivo poder. Vivem em bases subterrâneas ou
subaquáticas, muitas das lendas descrevem eles como Leprechauns e Trolls, são competidores
com os Greys e possuem as mesmas qualidades e não merecem a confiança.

19
7. ANDROMEDAS
Formam uma raça não física de seres "angélicos" da Galáxia Andrômeda. Eles formam
essencialmente a força espiritual dentro do Comando Ashtar e são os guias entre os Plêiades e
de todo nosso ramo de evolução humana. Não somente isto, mas eles são a força líder também
junto a menor e mais diferente raça do ramo da evolução: * * * * Cygnusiana - tranqüila,
viçosa, anfíbia como as criaturas vindas de planetas da Constelação Cygnus. Mais uma vez, os
seres da Galáxia Andrômeda estão ajudando os seres da nossa própria Via Láctea a crescer; é
um exemplo macrocósmico de como a civilização plêiade está ajudando o crescimento da
Terra.

8. ARTURIANOS
Membros da Confederação dos Humanos. Os Arturianos são uma raça muito espiritualizada
que vive em um universo ou realidade de puro amor. Parece haver no planeta deles, um portal
de alguma espécie, o qual transmite alta energia ao nosso universo dimensional.

9. ARIANOS (LOUROS)
Humanóides, louros, nórdicos...que trabalham com os greys. Dizem ter sido capturados pelos
Reptilianos e também terem implantes. Eles dizem ter uma tendência a mudar a sua lealdade
entre os Reptilianos e a Confederação dos Humanos.

10. AZUIS (GUERREIROS ESTELARES)


Azuis dizem ter pele translúcida, olhos de formas amendoadas e pequena estatura. A grande
questão do aprendizado deles é "perseguir sua paixão", não sendo pressionado por nada, mas
sendo o que e quem são. A informação sobre os Azuis vem de Robert Morningsky, um
dançarino da tribo apache Hopi. De acordo com Morningsky, os primeiros contatos
alienígenas começaram entre 1947 e 1948, com os Greys contatando o governo dos Estados
Unidos para firmar um tratado entre eles. Outros alienígenas contatados à época, eram os
Azuis. Eles aconselharam o governo norte-americano a não negociar com os Greys,
informando que isso poderia levá-los a um desastre. Aconselharam também aos Estados
Unidos perseguir sua própria trilha. Disseram que ensinariam em paz e harmonia se os
homens se desarmassem e os ouvissem. Os militares disseram não ao acordo com os Azuis.
Eles então se afastaram, mas aos poucos decidiram permanecer no nordeste do México e do
Arizona e fizeram um acordo com os indígenas. Estes alienígenas são conhecidos pelos índios
como Guerreiros Estrelares. Os Greys começaram, então, a monitorar os Azuis, que tiveram
que fugir da reserva indígena. Uns poucos índios idosos foram com eles. A lenda Hopi conta
que havia duas raças: "as crianças de pena que vieram dos céus"; e "as crianças dos répteis,
que vieram do fundo da Terra". As crianças dos répteis perseguiram os índios Hopi fora da
Terra. Estes demônios subterrâneos eram também chamados de "dois corações".

11. CENTAURIANOS
Estes são do tipo louros nórdicos que vêm de Alpha Centauro. Como os Plêiades, procuram
nos ajudar no crescimento espiritual, mas não tomam um papel ativo como as outras raças. Os
Centaurianos têm mantido contato com algumas pessoas selecionadas na Terra.

12. CONFEDERAÇÃO DOS HUMANOS (CONFEDERAÇÃO INTERGÁLATICA)


Esta é a mais freqüente referência à "Confederação Intergalática", liderada pelo Comando
Ashtar. Consiste em uma organização de seres espaciais nascidos da energia positiva, que
estão ajudando a raça humana a longo tempo e desejam protegê-la. Incluem-se os Vegas,

20
13. LIRIANOS
Esta é a mais antiga das raças, da qual emergiram nosso ramo da raça humana, incluindo os tipos
Nórdicos, os Orions, e mesmo os Greys. Totalmente guerreira no início de sua civilização, a raça
liriana aprimorou seus modos e é agora espiritualmente e tecnologicamente evoluída, chegando ao
nível dos Plêiades.

14. IMPÉRIO DE ORION (FORÇAS DE ORION)


Os Orions são formados por duas raças opostas. O "Conselho de Luz" , do sistema estrelas de
Betelgeuse, e os igualmente poderosos demônios Orions, do sistema estrelar de Rigel. Os Orions
tomaram muitos dos planetas de nossa galáxia de raças de menor espiritualidade, mas sempre foram
confrontados pela Confederação Intergalática. A parte conquistada do Império Orion foi derrotada há
200 mil anos, pela Confederação Intergalática, mas os Orions não haviam ameaçado a Terra até então.
Eles estão no momento se preparando para alçar "a quarta dimensão", assim como nós na Terra. De
fato, algumas pessoas da Terra são Orions reencarnados que estão aqui integrando com sua
negatividade e assim permitir a ambos os mundos a ascensão.

15. PLEIADES
Os Plêiades são uma coletividade de extraterrestres do sistema estrelar Plêiade. Sua cultura é antiga e
parece vir de outro universo de amor, muito antes da Terra haver sido criada. Eles formam uma
sociedade maravilhosa a qual vivem com idéias e ideais que ainda não nos são familiares. Os Plêiades
começaram um projeto de contatar e inspirar os humanos terrestres a tomar de volta a sua força
interior e criar uma realidade melhor para eles mesmos. Eles estão aqui como embaixadores de outro
universo para ajudar a Terra na sua transição da terceira dimensão à quarta e assistir a cada um de nós.
Como seu projeto tem se tornado muito bem sucedido, muitos ETs tem se juntado ao grupo e de outros
sistemas estrelares . Assim, o grupo recentemente trocou o nome de Plêiades para Plêiades Plus. Eles
ensinam a forma de energização metafísica pessoal e social, com amor e de forma clara. Os Plêiades
falam como uma coletividade e não indivíduos.
Eles não aparecem sob forma física, mas podem, se quiserem. Eles acham seguro enviar suas
mensagens através da canalização, e não atrair muita a atenção.

16. SIRIUS
Membros da Confederação dos Humanos. Eles são uma raça hipotética, aquática, algo como uma
versão de golfinhos e baleias. Eles dizem viver numa consciência crística e estão no sistema solar
muitos ligados a nossas maneiras físicas. Eles também exercem um papel na ajuda à Terra, mas fazem
isto de forma sutil, em nossos oceanos.

17. ALIENÍGENAS DO TIPO HUMANO "NÓRDICOS" OU "LOIROS",

Chamados de "Nórdicos" ou "Loiros", são aparentemente semelhantes ao homem.

21
Sistema estelar: Plêiades
Planeta natal: Desconhecido
Atividades na Terra: Contato e abdução de seres humanos.

Outras Informações: Às vezes os nórdicos são vistos nas mesmas espaçonaves dos cinzentos. A
associação entre eles é desconhecida. Além dos nórdicos, há outros tipos de alienígenas humanos
cujas origens podem ser as estrelas Vega, Acturus e Sírius.

Descrição: Muito semelhante aos humanos, não dá para notar a diferença. São chamados de
"nórdicos" ou "loiros" porque são altos (de 1,80m a 2,45m), têm cabelo loiro e pele clara. São
altamente evoluídos, espiritualizados e benevolentes, sendo os únicos extraterrestres confiáveis.
Conta-se que certa vez se ofereceram para ajudar os líder terrestres na questão dos ETs, mas como
ninguém aceitou eles "lavaram as mãos". Os nórdicos aparentemente não estão mais na Terra, devido
problemas sérios em seu planeta natal. Este tipo de alienígena é intrigante, já que sugere que a forma
humana não é nativa da Terra e que devemos ter ancestrais comuns.

Veja

Membros da Confederação dos Humanos. Estas raças são as mais citadas em livros, publicações e
grupos de discussões.

Obs: Segundo informações extra-oficiais de 'supostas' pessoas que entraram em contato com as raças
dos greys e reptilianos, todos exalam um cheiro fétido característico, exceção aos Nórdicos.

22
CLASSIFICAÇÂOS DOS SISTEMAS HABITADOS (6)
JAN VALL ELLAM
Antares
Capela
Epsilon Eridani
Proxima Centauri
Tau Ceti
Vega

CLASSIFICAÇÂOS DOS SISTEMAS HABITADOS (10)


EUSTAQUIO ANDDREA PATOUNAS

Alpha Centauri (Metharia planeta )


Andrômeda (seres da galaxia de)
Arcturus (seres do sistema de)
Ataiens
Lyra
Marte
Sirius
Vega
Venus
Via Lactea

CLASSIFICAÇÂO DAS ESPECIES EXTRATRRESTRES


EUSTAQUIO ANDDREA PATOUNAS
5 TIPOS

Tipo Alpha
Tipo Beta
Tipo Gama
Tipo Delta
Tipo Omega

23
BIBLIOGRAFIA

Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Ufológicas (INPU). Site: www.inpubr.com.br.

Fonte Eric Zucher: Les apparitions humanoïdes .

Fonte: Centro Brasileiro de Pesquisas de Discos Voadores (CBPDV). Coleção Biblioteca UFO
Fase 1, publicado sob código CB-01 de 1991.

Fonte : Revista Ufo no: 86

Fonte :Eustaquio Anddréa Patounas Editora Porthais Editora

Fonte : Jan Val Ellam


Reintegraçao cosmica 3ª edição zian editora 2002
Caminhos espirituais 2ª ediçao editora do conhecimento 2000
Carma e compromisso2ª edição editora do conhecimento 2002

Trabalho de agrupamento de documentacao espalhada e reunida por


Yannicksaurin@hotmail.com

24
25