Você está na página 1de 2

Superior Tribunal de Justiça

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.089.943 - SP (2008/0187248-3)

RELATORA : MINISTRA ELIANA CALMON


AGRAVANTE : COOPERATIVA HABITACIONAL DOS BANCÁRIOS DE SÃO
PAULO LTDA BANCOOP
ADVOGADO : DANIEL DE LIMA CABRERA E OUTRO(S)
AGRAVADO : SÉRGIO LEAL LINGREN
ADVOGADO : EDUARDO ARRUDA E OUTRO(S)

DECISÃO

PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO – TUTELA


ANTECIPADA – AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO –
INCIDÊNCIA DA SÚMULA 211 DO STJ.

Trata-se de agravo de instrumento interposto contra decisão que inadmitiu


recurso especial.
No recurso especial, interposto com fulcro no artigo 105, inciso III, alínea "a"
do permissivo constitucional, aponta a agravante, violação do artigo 273 do CPC.
Sustenta, em síntese, que a recorrente demonstrou que não estavam presentes
os elementos indispensáveis para o deferimento da tutela antecipada.
No agravo, alega estarem presentes os pressupostos de admissibilidade do
recurso, merecendo reforma a decisão impugnada.

DECIDO:

Da análise dos autos, no tocante à violação do artigo 273 do CPC , verifico que
o Tribunal a quo, apesar da oposição dos embargos de declaração, não emitiu qualquer juízo
de valor sobre o referido dispositivo, de modo que não merece ser conhecido o recurso.
Com isso, está ausente o necessário prequestionamento, viabilizador do acesso
à instância especial. Incidência do teor da Súmula 211 do STJ.
Nesse sentido:
AÇÃO POPULAR. COBRANÇA DE FORNECIMENTO DE ÁGUA.
MAJORAÇÃO DA ALÍQUOTA. NATUREZA JURÍDICA. ACÓRDÃO RESPALDADO EM
FUNDAMENTOS TANTO CONSTITUCIONAIS QUANTO INFRACONSTITUCIONAIS.
AUSÊNCIA DE INTERPOSIÇÃO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO DA INADMISSÃO
DO RECURSO EXTRAORDINÁRIO. SÚMULA Nº 126/STJ. DIVERGÊNCIA
JURISPRUDENCIAL.FALTA DE INDICAÇÃO DO DISPOSITIVO LEGAL VIOLADO.
COISA JULGADA. FUNDAMENTO DO JULGADO NÃO INFIRMADO. SÚMULA Nº
284/STF. FALTA DE PREQUESTIONAMENTO. SÚMULA Nº 211/STJ.
I - (...)
II - (...)
III - Com relação à alegada violação aos artigos 165, 333, 334, inciso IV,
458 e 467 do CPC, o recurso especial é inviável, sendo aplicável, à espécie, a Súmula nº 211
do STJ, porquanto, a despeito de o recorrente ter oposto embargos de declaração, as referidas
questões não foram abordadas pela Corte de origem.
IV - Quanto à coisa julgada, deficiente de fundamentação o apelo nobre,
porquanto o recorrente deixou de rebater o fundamento que norteou o acórdão recorrido,
limitando-se a argumentar ter ocorrido a coisa julgada, em face da identidade de objetos entre a
presente ação e da ação popular transitada em julgado e de seus efeitos erga omnes. Incidência
da Súmula nº 284/STF.
Documento: 4797144 - Despacho / Decisão - Site certificado - DJ: 23/03/2009 Página 1 de 2
Superior Tribunal de Justiça
V - Recurso especial improvido.
(REsp 766.378/RS, Rel. Ministro FRANCISCO FALCÃO, PRIMEIRA TURMA, julgado em
02/09/2008, DJe 15/09/2008)

AGRAVO REGIMENTAL PROCESSO CIVIL. RECURSO ESPECIAL.


AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO. SUMULA 211/STJ. MULTA DE TRÂNSITO.
DIVERGÊNCIA JURISPRUDENCIAL NÃO CONFIGURADA.
1. Omitindo-se o Tribunal de 2ª instância a emitir pronunciamento acerca dos
pontos tidos como omissos, contraditórios ou obscuros, embora provocado, via embargos
declaratórios, deve a recorrente especial alegar contrariedade ao art. 535 do CPC, pleiteando a
anulação do acórdão.
2. Aplica-se o seguinte enunciado sumular: "Inadmissível recurso especial
quanto à questão que, a despeito da oposição de embargos declaratórios, não foi apreciada pelo
tribunal a quo."(Súmula 211 do STJ).
3. A divergência jurisprudencial, ensejadora de conhecimento do recurso
especial pela alínea "c", deve ser devidamente demonstrada, conforme as exigências do
parágrafo único do art. 541 do CPC, c/c o art. 255, e seus parágrafos, do RISTJ.
4. Agravo regimental desprovido.
(AgRg no Ag 951.449/SP, Rel. Ministro LUIZ FUX, PRIMEIRA TURMA, julgado em
26/08/2008, DJe 11/09/2008).

Com essas considerações, nos termos do art. 544 do CPC c/c o art. 254, I,
RISTJ, NEGO PROVIMENTO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO.

Brasília (DF), 03 de março de 2009.

MINISTRA ELIANA CALMON


Relatora

Documento: 4797144 - Despacho / Decisão - Site certificado - DJ: 23/03/2009 Página 2 de 2