Você está na página 1de 44
Aula 01 Curso: Administração Pública p/ TCDF - Auditor de Controle Externo Professor: Herbert Almeida

Aula 01

Curso: Administração Pública p/ TCDF - Auditor de Controle Externo

Professor: Herbert Almeida

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

AULA 1: Reformas administrativas

SUMÁRIO

PÁGINA

1.

EVOLUÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NO BRASIL (APÓS

02

1930)

1.1.

A

reforma burocrática ou reforma do serviço civil (1930)

02

1.2.

Redemocratização (1945), Segundo Governo Vargas (1951), Governo JK (1956) Administração para o desenvolvimento

08

1.3.

Governo João Goulart (1962)

10

1.4.

Início do Governo Militar (1964) e a Reforma Administrativa do DL 200/1967

10

1.5.

Plano Nacional de Desburocratização (PND 1979)

13

1.6.

A Redemocratização (1985) e a Constituição Federal de 1988

14

A Nova República e o retrocesso burocrático

1.7.

(Des)Reforma Administrativa do Governo Collor (1990-1992) e o Governo Itamar Franco (1992-1994)

17

2.

QUESTÕES COMENTADAS NA AULA

35

3.

GABARITO

43

4.

REFERÊNCIAS

43

4.1.

Portais consultados

43

43176775717

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

AULA 1

Olá pessoal. Gostaria de agradecer a confiança em meu trabalho. Vou buscar

o máximo de esforço para fornecer um curso de alta qualidade, que vai apoiá-los na

aprovação no concurso de Auditor de Controle Externo do TCDF.

Na aula de hoje, vamos abordar um assunto recorrente em concursos do

Cespe. Vamos estudar os seguintes itens do edital: “1 As reformas

administrativas e a redefinição do papel do Estado. 1.1 Reforma do serviço civil (mérito, flexibilidade
administrativas e a redefinição do papel do Estado. 1.1 Reforma do serviço
civil (mérito, flexibilidade e responsabilização).”
Essa é a primeira parte das reformas administrativas. Há uma boa relação
entre essa aula com a anterior e a subsequente.
Iniciaremos com a reforma burocrática, depois faremos uma viagem pela
história da Administração Pública brasileira. Por fim, concluiremos com o estudo do
Governo Collor.
Fechamos a aula com a resolução de questões. Lembro, porém, que os
comentários das questões podem trazer informações novas, que complementam o
conteúdo de nossas aulas.
Ao
término
da
aula,
vocês
encontrarão
as
questões
sem
comentários.
Aproveitem!
1. EVOLUÇÃO
DA
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
NO
BRASIL
(APÓS
1930)
43176775717
1.1. A reforma burocrática ou reforma do serviço civil (1930)

Para introduzir o tema, vamos apresentar uma clássica tabela apresentada por

Bresser-Pereira 1 :

Tabela 1: Formas Históricas de Estado e Sociedade no Brasil

Sociedade Estado (Política)

Sociedade

Estado (Política)

Sociedade Estado (Política)

1821-1930

1930

Início?

Sociedade Estado (Política) 1821-1930 1930 Início? Mercantil-Senhorial Capitalista Pós-Industrial

Mercantil-Senhorial

Capitalista

Pós-Industrial

Industrial

Oligárquico

Autoritário

Democrático

 

(1935)

Capitalista Pós-Industrial Industrial Oligárquico Autoritário Democrático   (1935)

1 Bresser-Pereira, 2001, p. 3.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

Estado

Patrimonial

Burocrático

Gerencial (1995)

(Administração)

 

Analisando, podemos perceber que até 1930 predominava o Estado

oligárquico em que uma pequena elite de senhores de terra e de políticos

patrimonialistas dominava amplamente o país. Nesse sentido, Flavio Resende,

citado por Augustinho Paludo 2 , salienta que “o Estado brasileiro era um verdadeiro

mercado de troca de votos por cargos públicos; uma combinação de clientelismo 3 e

patrimonialismo”.

Contudo, com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, em 1930, inicia-se um

longo período de reformas, buscando substituir o modelo patrimonialista pela

administração burocrática. Nesse sentido, vejamos o que dispõe o Plano Diretor

da Reforma do Aparelho do Estado 4 (Pdrae):

No Brasil, o modelo de administração burocrática emerge a partir dos

anos 30. Surge no quadro da aceleração da industrialização brasileira,

em que o Estado assume papel decisivo, intervindo pesadamente no setor

produtivo de bens e serviços. A partir da reforma empreendida no governo

Vargas por Maurício Nabuco e Luiz Simões Lopes, a administração pública

sofre um processo de racionalização que se traduziu no surgimento das

primeiras carreiras burocráticas e na tentativa de adoção do concurso

como forma de acesso ao serviço público. A implantação da

administração pública burocrática é uma conseqüência clara da emergência

de um capitalismo moderno no país.(grifos nossos)

Para você compreender melhor, é importante destacar que em 1929 ocorreu

uma grande crise americana, que culminou com a quebra da bolsa de Nova York

43176775717

(crack da bolsa de Nova York). Essa crise ficou conhecida como a Grande

Depressão, decorrente da queda das exportações americanas devido à

recuperação das industrias europeias durante os anos 20.

2 Resende, 2004, apud Paludo, 2013, p. 78.

3 Segundo Carvalho (1997) apud Paludo (2013, p. 129) o clientelismo é “um tipo de relação entre atores políticos que envolve concessão de benefícios públicos, na forma de empregos, benefícios fiscais, isenções, em troca de apoio político, sobretudo na forma de voto”.

O Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado (Pdrae), editado em 1995 pela Câmara da Reforma do Estado e tendo como líder o Ministro da Administração Federal e Reforma do Estado Luiz Carlos Bresser Pereira, é um importante documento utilizado como referência na Reforma Gerencial de 1995. O Pdrae costuma ser utilizado frequentemente na elaboração de questões pelas bancas de concursos. Quem tiver tempo, recomendo sua leitura integral: Pdrae.

4

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 Aqui, a crise resultou na diminuição da exportação de café, principal produto

de exportação do país. Com isso, o Brasil passou a ter poucos recursos para

adquirir produtos de outras nações. A solução foi centralizar e fechar a economia

para poder desenvolver instituições e mercados 5 . Assim, enquanto a Grande

Depressão teve impactos muito negativos nos EUA e na Europa, aqui ele

impulsionou o processo de industrialização, com importante participação do

Estado, intervindo pesadamente no setor produtivo de bens e serviços.

Dessa forma, podemos considerar o primeiro Governo Vargas (1930-1945) como um regime autoritário-modernizador.
Dessa forma, podemos considerar o primeiro Governo Vargas (1930-1945)
como um regime autoritário-modernizador. Autoritário pela forma como o país foi
conduzido com a mão de ferro de um ditador, principalmente a partir de 1937.
Modernizador pelo intenso período de transformação da administração pública,
buscando implementar o modelo burocrático de Weber 6 na Administração
Pública brasileira. Nesse contexto, destaca Bresser-Pereira 7 que “Estes quinze
anos, porém, serão poderosamente transformadores. Estadista frio no uso do poder,
mas apaixonado pela missão de mudar o país, Vargas lidera com extraordinária
competência política e administrativa a transição”.
Ademais, a característica mais marcante desse período foi a ênfase na reforma
dos meios (atividades de administração geral) mais do que na dos próprios fins
(atividades substantivas) 8 . Isso quer dizer que, nesse período, priorizou-se reformar
as atividades de administração, a gestão de pessoas, a racionalização dos
processos, entre outras, sem direcionar as ações para os resultados ou a qualidade
dos serviços prestados aos usuários.
 IMPORTANTE - Reforma do Governo Vargas (ou do Dasp) – prioridade
43176775717
nos meios em detrimento dos fins.
O marco inicial e o ponto mais importante dessa reforma foi a criação, em

1936, do Conselho Federal do Serviço Público Civil, que se consolida através de

sua transformação, dois anos depois (1938), no Dasp (Departamento

Administrativo do Serviço Público), que passou a ser seu órgão executor e,

5 Paludo, 2013, p. 79. 6 Maximilian Karl Emil Weber (1864 1920), ou simplesmente Max Weber, foi um importante sociólogo alemão precursor do modelo burocrático de administração.

7 Bresser-Pereira. Op. cit. p. 9. 8 Wahrlich, 1974, p. 28.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 também, formulador da nova forma de pensar e organizar a administração

pública 9 .

IMPORTANTE

1936.

Esquematizando, fica assim: o Dasp foi criado em 1936 com a

denominação de Conselho Federal do Serviço Público Civil e em 1938

passou a ser denominado de Departamento Administrativo do Serviço

Para

Cespe

Dasp

foi

criado

o

o

em

Público.

Destaca o Pdrae que a reforma do Dasp sofre a influência da teoria da

administração científica de Taylor, tendendo à racionalização mediante a

simplificação, padronização e aquisição racional de materiais, revisão de estruturas

e aplicação de métodos na definição de procedimentos. Além disso, nesse período,

foi instituída a função orçamentária enquanto atividade formal e permanentemente

vinculada ao planejamento.

Segundo Beatriz Wahrlich, as principais áreas objeto da reforma do Dasp

foram:

administração de pessoal tendo o sistema do mérito como pedra

angular da reforma. A reforma administrativa de pessoal foi a

contribuição mais significativa da época;

administração

de

material

padronização;

em

especial

sua

simplificação

e

orçamento e a administração orçamentária com a introdução da

concepção do orçamento como um plano de administração;

43176775717

revisão de estruturas e racionalização de métodos.

Com efeito, a autora destaca ainda que as principais realizações do Dasp

foram: ingresso no serviço público por concurso; critérios gerais e uniformes de

seu

aperfeiçoamento sistemático; administração orçamentária; padronização das

compras do Estado; e racionalização geral de métodos.

classificação

de

cargos;

organização

dos

serviços

de

pessoal

e

de

9 Bresser-Pereira, Op. cit. p. 10-11.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 De forma mais resumida, Paludo 10 destaca que os principais objetivos do Dasp

foram (1) modernizar a Administração Pública brasileira e (2) suprimir o

modelo patrimonialista de gestão. Porém, o Cespe já considerou errada a

afirmativa de que o Dasp teve como objetivo principal suprimir o modelo

patrimonialista de gestão.

IMPORTANTE

principal

objetivo

do

Administração Pública brasileira.

Dasp:

modernizar

a

Complementando, o autor cita as três frentes do Estado intervencionista do Dasp: 1. criação de
Complementando, o autor cita as três frentes do Estado intervencionista do
Dasp:
1. criação
de
órgãos
e
departamentos
formuladores
de
políticas
públicas capazes de promover a integração entre o Governo e a
sociedade;
2. expansão dos órgãos permanentes (ministérios, órgãos de regulação,
fiscalização e controle), alcançando também as funções de
planejamento e orçamento; e
3. expansão das atividades empresariais do Estado, que passou a
executar diretamente atividades e serviços (empresas públicas,
sociedades de economia mista, autarquias e fundações).
Ou seja, a estratégia utilizada foi criar órgãos formuladores de políticas
públicas; expansão dos órgãos permanentes (administração direta) e expansão das
atividades empresariais (início da administração indireta).
43176775717
Voltando a falar sobre a administração de pessoal, o Pdrae destaca que, no
que diz respeito à administração dos recursos humanos, o Dasp representou a

tentativa de formação da burocracia nos moldes weberianos, baseada no

princípio do mérito profissional. Entretanto, embora tenham sido valorizados

instrumentos importantes à época, tais como o instituto do concurso público e do

treinamento, não se chegou a adotar consistentemente uma política de

recursos

O

patrimonialismo (contra o qual a administração pública burocrática se instalara),

humanos

que

respondesse

às

necessidades

do

Estado.

10 Paludo. Op. cit. p. 81.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 embora em processo de transformação, mantinha ainda sua própria força no quadro

político brasileiro 11 .

Por fim, fica fácil perceber que o Departamento Administrativo do Serviço

Público e o autoritarismo de Getúlio Vargas foram primordiais no andamento da

reforma. Portanto, não é surpreendente que logo após o colapso do regime

autoritário, os velhos componentes patrimonialistas e os novos fatores clientelistas

tenham se feito sentir de forma poderosa. Vargas foi deposto em outubro de

1945, fazendo com que faltasse à Reforma Burocrática o respaldo que o

regime autoritário lhe conferia. No novo regime democrático (a partir de 1945),

o Dasp perdeu grande parte de suas atribuições. Nos cinco anos seguintes, a

reforma administrativa seria conduzida como uma ação governamental rotineira e

sem importância, enquanto práticas clientelistas ganhavam novo alento dentro do

Estado brasileiro 12 .

A tabela abaixo resume os principais fatos históricos do período de 1929 até

1945.

Ano

Fato histórico

Descrição

1929

1929 1930

1930

Grande Depressão

Governo Vargas

Quebra da bolsa de Nova York com grande impacto

sobre a economia mundial. Destacou a importância do intervencionismo estatal na economia.

Getúlio Vargas se torna Presidente. A economia

brasileira se fecha, e o processo de industrialização se impulsiona.

Getúlio Vargas se torna Presidente. A economia brasileira se fecha, e o processo de industrialização se

1934

1936

1937

1938

1939

1945

Constituição de

Permaneceu pouco tempo, sendo logo substituída pela

1934 Constituição de 1937.

Dasp

É criado o Conselho Federal do Serviço Público Civil (CFSPC), que se consolida através de sua transformação, dois anos depois (1938), no Dasp (Departamento Administrativo do Serviço Público).

43176775717

Estado Novo e

Vargas institui uma nova Constituição, aumentando seus

Constituição de

poderes e sua capacidade de reformar a máquina

1937 pública.

Dasp

O CFSPC se transforma no Dasp.

DL 1.713/1939

Institui o Estatuto dos Servidores Públicos Civis da União,

estabelecendo o concurso público para algumas classes de nível superior.

Queda de Vargas

nível superior. Q u e d a d e V a r g a s a

a

redemocratização, o Dasp e a reforma perdem força. A

Com

a

deposição

de

Getúlio

Vargas

e

11 Pdrae, 1995, p. 19. 12 Bresser-Pereira, Op. cit. p. 13.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

reforma estava incompleta e passa a sofrer pressões tanto do lado patrimonialista quanto do gerencialista.

– Aula 1 reforma estava incompleta e passa a sofrer pressões tanto do lado patrimonialista quanto

1.2. Redemocratização (1945), Segundo Governo Vargas (1951), Governo JK (1956) Administração para o desenvolvimento

Conforme apresentamos acima, com a queda de Vargas, o Dasp perdeu muito

de seu poder de reforma. Mesmo retornando ao poder em 1951, Getúlio estava

limitado pela Constituição de 1946. Dessa forma, não tinha a mesma autonomia que em seu
limitado pela Constituição de 1946. Dessa forma, não tinha a mesma autonomia que
em seu primeiro governo.
O Governo de Juscelino Kubitscheck (JK) – 1956 – foi conhecido como
"Estado desenvolvimentista", pois tinha como lema desenvolver "50 anos em cinco".
Nesse período, foram criadas estruturas paralelas na Administração indireta como
forma de contornar os problemas da centralização e rigidez presentes na
Administração direta sem, no entanto, criar conflitos que uma eventual reforma
representaria.
Estruturas paralelas
 Para contornar o problema da rigidez
da administração direta, JK criou
estruturas paralelas na administração
indireta, flexíveis e compatíveis com os
objetivos do plano de metas.
43176775717
Uma das características desse modelo proposto por JK era a especialização
de tarefas por essas novas estruturas que eram mais flexíveis, tecnocráticas e

modernas. Com efeito, instituiu-se o Conselho de Desenvolvimento, que atuava

através de grupos de executivos 13 responsáveis por orientar e dirigir as estruturas

especializadas, tudo isso com o objetivo de satisfazer o plano de metas estipulado

por JK. Ademais, a área do setor público responsável pela implementação da

administração para o desenvolvimento de JK ficou conhecida pelas ilhas de

13 Paludo, Op. cit. p. 84.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 excelência, justamente por serem mais flexíveis, técnicas e modernas do que a

Administração direta, burocratizada e rígida.

Com efeito, este período ficou marcado pelo início de vários estudos e projetos

para a reforma da Administração Pública. Em 1956 foram criadas duas importantes

comissões:

Comissão de Simplificação Burocrática (Cosb) visava à elaboração

de projetos direcionados para reformas globais e descentralização de

serviços; e

Comissão

objetivando a realização de estudos para simplificação dos processos

Projetos

de

Estudos

e

Administrativos

(Cepa)

administrativos e reformas ministeriais.

Por fim, citamos uma parte importante do Plano Diretor da Reforma do

Aparelho do Estado:

"Tendo em vista as inadequações do modelo, a administração burocrática implantada a partir de 30 sofreu sucessivas tentativas de reforma. Não obstante, as experiências se caracterizaram, em alguns casos, pela ênfase na extinção e criação de órgãos, e, em outros, pela constituição de estruturas paralelas visando alterar a rigidez burocrática. Na própria área da reforma administrativa esta última prática foi adotada, por exemplo, no Governo JK, com a criação de comissões especiais, como a Comissão de Estudos e Projetos Administrativos, objetivando a realização de estudos para simplificação dos processos administrativos e reformas ministeriais, e a Comissão de Simplificação Burocrática, que visava à elaboração de projetos direcionados para reformas globais e descentralização de serviços." (grifos nossos)

43176775717

Agora,

podemos

listar

os

principais

pontos

do

Governo

JK:

Estado

desenvolvimentista;

estruturas

paralelas;

especialização

de

tarefas;

administração direta centralizada e rígida / administração indireta flexível e

tecnocrática; ilhas de excelência; plano de metas; grupos de executivos; e

Comissão de Simplificação Burocrática (Cosb) e Comissão de Estudos e

Projetos Administrativos (Cepa).

1.3. Governo João Goulart (1962) Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados

1.3. Governo João Goulart (1962)

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

O Governo João Goulart sucedeu JK e foi responsável pela criação do

Ministério Extraordinário da Reforma Administrativa e também pela Comissão

Amaral Peixoto, conhecida por esse nome por ser chefiada pelo Almirante Amaral

Peixoto. O objetivo da reforma delineada por esse Ministério era criar e aperfeiçoar

os instrumentos de pesquisa, previsão, planejamento, direção, execução,

coordenação e controle de que carecia o Poder Executivo para transformar-se em propulsor do desenvolvimento
coordenação e controle de que carecia o Poder Executivo para transformar-se em
propulsor do desenvolvimento nacional.
Para tanto, a Comissão levou em consideração estudos anteriores de reforma
administrativa, como os trabalhos da Cepa e de um projeto da Consultoria-Geral da
República. Ao concluir seus trabalhos, a Comissão apresentou quatro projetos
distintos, conhecidos como “Anteprojeto de Lei Orgânica do Sistema Administrativo
Federal”. Mais tarde, os estudos da Cosb, da Cepa e da Comissão Amaral Peixoto
serviram de subsídio para a elaboração do DL nº 200/1967.
1.4. Início do Governo Militar (1964) e a Reforma Administrativa do
DL 200/1967
Com o retorno dos militares ao governo do país, em 1964, o processo de
reforma administrativa ganha um novo “gás”. Os militares voltaram a centralizar o
controle político e ampliaram as ações intervencionistas do Estado. Ainda nesse
ano, foi instituída a Comissão Especial de Estudos da Reforma Administrativa
(Comestra), com a finalidade de examinar os projetos já elaborados e preparar
43176775717
outros considerados essenciais à obtenção de rendimento e produtividade da

Administração Federal. A conclusão do trabalho dessa comissão foi um novo

Decreto-Lei nº

200/1967 (DL 200/67).

anteprojeto de lei que, após algumas revisões, culminou no

O DL 200/67 surge do reconhecimento de que as formas burocráticas rígidas

constituíam um obstáculo ao desenvolvimento quase tão grande quanto as

distorções patrimonialistas e populistas dos períodos anteriores. Assim, essa

reforma buscou substituir a administração pública burocrática por um modelo

voltado para o desenvolvimento do país (perceba que a “administração para o

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

com

desenvolvimento” prossegue nesse

administração direta da administração indireta, garantindo às autarquias e

a

período),

distinguindo

clareza

fundações deste segundo setor, e também às empresas estatais, uma autonomia de

gestão muito maior do que possuíam anteriormente. Ademais, a reforma fortaleceu

e flexibilizou o sistema do mérito e tornou menos burocrático o sistema de compras

do Estado.

Segundo o Pdrae,

“A reforma operada em 1967 pelo Decreto-Lei 200, entretanto, constitui um marco na tentativa de superação da rigidez burocrática, podendo ser considerada como um primeiro momento da administração gerencial no Brasil. Mediante o referido decreto-lei, realizou-se a transferência de atividades para autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista, a fim de obter-se maior dinamismo operacional por meio da descentralização funcional. Instituíram-se como princípios de racionalidade administrativa o planejamento e o orçamento, o descongestionamento das chefias executivas superiores (desconcentração/descentralização), a tentativa de reunir competência e informação no processo decisório, a sistematização, a coordenação e o controle.” (grifos nossos)

IMPORTANTE

O

DL

200/67

constitui

o

primeiro

administração gerencial no Brasil.

momento

da

Nesse contexto, Frederico Lustosa da Costa 14 destaca que o DL 200/67 foi o

mais sistemático e ambicioso empreendimento para a reforma da administração

federal, constituindo uma espécie de lei orgânica da administração pública, fixando

princípios, estabelecendo conceitos, balizando estruturas e determinando

providências. Além disso, o autor destaca alguns pontos importantes desse

Decreto-Lei:

43176775717

prescrevia que a administração pública deveria se guiar pelos

princípios do planejamento, da coordenação, da descentralização,

da delegação de competência e do controle;

estabelecia a distinção entre a administração direta os ministérios e

demais órgãos diretamente subordinados ao presidente da República

14 Costa, 2008, p. 851.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 e a indireta, constituída pelos órgãos descentralizados autarquias,

fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista;

fixava a estrutura do Poder Executivo federal, indicando os órgãos de

assistência imediata do presidente da República e distribuindo os

ministérios entre os setores político, econômico, social, militar e de

planejamento, além de apontar os órgãos essenciais comuns aos

diversos ministérios;

 desenhava os sistemas de atividades auxiliares-pessoal, orçamento, estatística, administração financeira,
 desenhava os sistemas de atividades auxiliares-pessoal, orçamento,
estatística, administração financeira, contabilidade e auditoria e
serviços gerais;
 definia as bases do controle externo e interno;
 indicava diretrizes gerais para um novo plano de classificação de
cargos; e
 estatuía normas de aquisição e contratação de bens e serviços.
É importante destacar que essa reforma ficou conhecida pela centralização
política de poder e de recursos no nível federal, e uma descentralização no nível
administrativo, através da Administração indireta 15 .
Reforma realizada pelo DL 200/67
 centralização política e de recursos;
 descentralização administrativa.
43176775717

Assim, na mesma tendência do Governo JK, a expansão da administração

indireta foi a marca maior deste período. Isso resultou no fenômeno da dicotomia

entre o Estado tecnocrático e moderno das instâncias da administração

indireta e o Estado burocrático, formal e defasado da administração direta 16 .

15 Paludo. Op. cit. p. 87, 16 Marcelino, 1988, apud Costa, 2008, p. 853.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 Em que pese o DL 200/67 tenha trazido inegáveis benefícios na modernização

da Administração Pública brasileira, destacam-se duas consequências inesperadas

e indesejáveis:

ao permitir a contratação de empregados sem concurso público, facilitou

a sobrevivência de práticas clientelistas ou fisiológicas; e

ao não se preocupar com mudanças no âmbito da administração direta

ou central, que foi vista pejorativamente como ‘burocrática’ ou rígida,

deixou de realizar concursos e de desenvolver carreiras de altos

administradores.

Nesse mesmo sentido, destaca o Pdrae que as reformas operadas pelo

Decreto-Lei 200/67 não desencadearam mudanças no âmbito da administração

burocrática

e

competência na administração indireta e formas arcaicas e ineficientes no plano da

administração direta ou central. O núcleo burocrático foi, na verdade,

enfraquecido indevidamente através de uma estratégia oportunista do regime

militar, que não desenvolveu carreiras de administradores públicos de alto

nível, preferindo, ao invés, contratar os escalões superiores da administração

através das empresas estatais.

central,

permitindo

a

coexistência

de

núcleos

de

eficiência

Por fim, para Bresser-Pereira 17 a reforma administrativa embutida no DL

200/67 ficou pela metade e fracassou. Isso não quer dizer que a reforma não tenha

trazido nenhum benefício. O que Bresser destaca é que todos os seus objetivos não

foram alcançados. Segundo o autor, a crise política do regime militar, que se inicia

já em meados dos anos 1970, agrava ainda mais a situação da administração

43176775717

pública, já que a burocracia estatal foi identificada com o sistema autoritário em

pleno processo de degeneração.

1.5. Plano Nacional de Desburocratização (PND 1979)

A próxima importante tentativa de reforma da máquina pública ocorre em 1979

com o Plano Nacional de Desburocratização, o PND, tendo como figura ícone o

ministro Hélio Beltrão, que também atuou ativamente na reforma de 1967.

17 Bresser-Pereira, 1996, p. 273-274.

Segundo o Pdrae, Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert

Segundo o Pdrae,

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

“No início dos anos 80, registrou-se uma nova tentativa de reformar a burocracia e orientá-la na direção da administração pública gerencial, com a criação do Ministério da Desburocratização e do Programa Nacional de Desburocratização - PrND, cujos objetivos eram a revitalização e agilização das organizações do Estado, a descentralização da autoridade, a melhoria e simplificação dos processos administrativos e a promoção da eficiência. As ações do PrND voltaram-se inicialmente para o combate à burocratização dos procedimentos. Posteriormente, foram dirigidas para o desenvolvimento do Programa Nacional de Desestatização, num esforço para conter os excessos da expansão da administração descentralizada, estimulada pelo Decreto-Lei 200/67.”

Temos aqui, na verdade, dois planos conexos. O primeiro tinha a finalidade de simplificar e
Temos aqui, na verdade, dois planos conexos. O primeiro tinha a finalidade de
simplificar e racionalizar as normas organizacionais, tornando os órgãos públicos
mais dinâmicos e ágeis (desburocratização). O segundo era o plano de
desestatização, buscando fortalecer o sistema livre de empresa. Segundo Beatriz
Wahrlich, o programa de desestatização havia sido concebido para estabelecer
limites aos excessos de expansão da administração pública que ocorreu na década
anterior.
1.6. A Redemocratização (1985) e a Constituição Federal de 1988 ‒ A
Nova República e o retrocesso burocrático
Os anos 70 foram marcados por intensas crises, particularmente por causa das
grandes altas do petróleo em 73 e 79. Com isso, a taxa de crescimento do Brasil
43176775717
despenca e o descontentamento da população se direciona contra o Governo
Militar, intensificando as cobranças pelo retorno da democracia.

Com isso, em 1985, Tancredo Neves é eleito Presidente através de uma

eleição indireta. Contudo, Tancredo adoeceu e veio a falecer à véspera da posse.

Assim, José Sarney assume, a presidência em seu lugar.

A consequência indesejada é que Sarney precisava governar um país cheio de

expectativas, que esperava que o retorno da democracia implementasse as

melhorias necessárias para combater a inflação e impulsionar novamente o

crescimento do país. Um grande problema, entretanto, é que todo o governo já

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 havia sido nomeado por Tancredo. A estratégia de Sarney, portanto, foi criar

diversos cargos para poder colocar sua equipe no governo. Assim, a

redemocratização passa a representar uma paralisação das reformas até então em

andamento. Vejamos o Pdrae:

“As ações rumo a uma administração pública gerencial são, entretanto, paralisadas na transição democrática de 1985 que, embora representasse uma grande vitória democrática, teve como um de seus custos mais surpreendentes o loteamento dos cargos públicos da administração indireta e das delegacias dos ministérios nos Estados para os políticos dos partidos vitoriosos. Um novo populismo patrimonialista surgia no país. De outra parte, a alta burocracia passava a ser acusada, principalmente pelas forças conservadoras, de ser a culpada da crise do Estado, na medida em que favorecera seu crescimento excessivo.” (grifos nossos)

Com a promulgação da Constituição Federal de 1988 a situação se agravou. O

novo Texto Constitucional engessou a administração indireta, aplicando às

empresas estatais as mesmas regras rígidas adotadas para o núcleo estratégico do

Estado. Ademais, a CF/88 instituiu a obrigatoriedade do regime jurídico único e

retirou a flexibilidade da administração indireta.

Nesse contexto, destaca Bresser-Pereira 18 que, em síntese, o retrocesso

burocrático ocorrido no país entre 1985 e 1989 foi uma reação ao clientelismo que

dominou o país naqueles anos, mas também foi uma afirmação de privilégios

corporativistas e patrimonialistas incompatíveis com o ethos burocrático. Foi,

além disso, uma consequência de uma atitude defensiva da alta burocracia, que,

sentindo-se acuada, injustamente acusada, defendeu-se de forma irracional. O

resultado foi o desprestígio da administração pública brasileira, não obstante o fato

de que esta seja majoritariamente formada por profissionais competentes, honestos

e dotados de espírito público.

43176775717

No plano político, a CF/88 devolveu e ampliou a competência dos estados e

elevou os municípios ao status de ente federado, dando-lhes autonomia, recursos e

responsabilidades. Assim, enquanto o DL 200/67 representou a centralização

política e a descentralização administrativa; a CF/88 significou a centralização

administrativa e a descentralização política.

18 Bresser-Pereira, 2001, p. 21.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 As mudanças relacionadas à administração e aos servidores com a CF/88

foram as seguintes 19 :

necessidade de autorização do Poder Legislativo quanto à criação,

transformação e extinção de órgãos/entidades, e criação de cargos,

empregos e funções públicas;

extensão às entidades da Administração indireta de procedimentos e

mecanismos de controle aplicáveis à Administração direta, ocasionando

perda de flexibilidade;  descentralização para os Estados e Municípios de parcela de recursos orçamentários
perda de flexibilidade;
descentralização para os Estados e Municípios de parcela de recursos
orçamentários e da responsabilidade pela execução de serviços
públicos (repartição de competências);
estabelecimento de isonomia salarial entre os três poderes (atualmente
revogada);
instituição do direito à associação sindical para os servidores públicos
civis;
criação do regime jurídico único para a União, Estados e Municípios;
instituição de plano de carreira para servidores da Administração direta
e indireta (autarquias e fundações);
garantia da estabilidade para os servidores concursados após dois anos
de efetivo exercício (atualmente é após três anos);
aposentadorias com salários integrais, independentemente do tempo de
43176775717
contribuição;
estabilidade para cerca de 400 mil empregados celetistas da

Administração indireta (autarquias e fundações); e

ampliação das competências dos órgãos de controle (interno e externo).

Algumas dessas medidas refletiram em uma visão equivocada da

Administração Pública, que, mais tarde, implicou na campanha difamatória dos

19 Paludo. Op. cit. p. 93.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1 servidores públicos, culminando na equivocada reforma instituída no Governo Collor

(1990-1992).

1.7. (Des)Reforma Administrativa do Governo Collor (1990-1992) e

o Governo Itamar Franco (1992-1994)

Ao assumir o poder, Fernando Collor deu os passos iniciais da reforma

gerencial. Contudo, muitas de suas medidas foram equivocadas e acabaram

promovendo uma desastrosa reforma administrativa. Nesse Governo, houve a

ruptura do modelo de Estado desenvolvimentista e interventor, substituindo-o

por um modelo neoliberal de Estado mínimo.

Segundo Paludo 20 ,

“Collor acreditava que a Administração Federal tinha crescido demais, e

mesmo sem ter uma proposta formal promoveu equivocada e desastrada

reforma administrativa, com redução drástica das despesas públicas,

extinção de órgãos e Ministérios e demissão de aproximadamente 112 mil

funcionários públicos. Consequentemente, a capacidade de governar foi

fortemente abalada.”

O autor destaca que as prioridades de Collor foram: o ajuste econômico, a

desestatização, a desregulamentação e a abertura comercial. O foco da reforma era

a privatização das empresas estatais.

Para Collor o Estado representava um problema para o mercado. Dessa forma,

ele buscou o desmonte e o enfraquecimento da intervenção estatal na economia.

Como aspecto positivo, ele buscou desenvolver os princípios da descentralização

e flexibilização da máquina pública.

43176775717

José Matias-Pereira 21 destaca que,

“Os efeitos decorrentes das disfunções da Constituição de 1988 começaram

a ser percebidos de forma imediata na Administração Pública. Na busca de

soluções para melhorar a performance do setor público, o governo Collor

(1990-1992), entre outras medidas, propõe-se a reduzir o tamanho e o

número de servidores da máquina governamental. O desmonte do setor

20 Paludo, 2013, p. 97. 21 Matias-Pereira, 2010, p. 95.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

público e o enfraquecimento do papel do Estado, feitos de forma inadequada

por esse governo, agravaram ainda mais os problemas existentes.”

Porém, após se envolver numa onda de corrupção, Collor foi deposto e

assumiu, em seu lugar, Itamar Franco (1992-1994), que não realizou nenhuma

reforma, apenas recompôs os salários dos funcionários públicos e deu continuidade

ao programa de desestatização 22 .

--------------

Encerramos a primeira parte do estudo da evolução da Administração Pública brasileira. Na próxima aula,
Encerramos a primeira parte do estudo da evolução da Administração Pública
brasileira. Na próxima aula, vamos estudar com mais detalhe a reforma gerencial e
os governos subsequentes.
A tabela 23 abaixo apresenta uma pequena síntese do que foi estudado até
aqui.
Ações
Casos
Medidas orientadoras
Processos adotados
 DASP
 O problema está nos
 Soluções (a burocracia
meios. Reforma o papel
ortodoxa); busca de
da burocracia.
problemas (burocracia
Reforma
 Princípios
patrimonial).
administrativa
centralização
e
 Projeto Maurício Nabuco –
padronização.
implantado de maneira
autoritária.
 Administração
 O problema está na
 Problemas (rigidez e
paralela
adequação entre meios
incapacidade) em busca
(Governo JK)
e fins – necessidade de
de soluções (grupos
 Administração
uma
burocracia
executivos e Decreto-Lei
43176775717
para
o
flexibilizada para os fins
nº 200, respectivamente).
Desenvolvime
de desenvolvimento
 Elabora-se diagnóstico
Modernização
nto
(Regime
(Plano de Metas e
(Comissão
de
administrativa
Militar)
Planos Nacionais de
Simplificação Burocrática
Desenvolvimento,
– COSB; e Comissão
respectivamente).
Amaral
Peixoto,
respectivamente);
proposições legais; e
implementa-se mediante

22 Paludo, 2013, p. 98. 23 Adaptado de Matias-Pereira, 2010, p. 96.

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

forte liderança top-down (grupos de executivos) ou de forma autoritária (Decreto-Lei nº 200).

 

Governo

Princípios

Soluções (desmonte e enfraquecimento do papel do Estado).

Collor

descentralização

e

Reforma do Estado

1990/1991

flexibilização.

 

O

Estado

como

problema.

Chega de teoria, vamos resolver questões!?

problema. Chega de teoria, vamos resolver questões!? (CESPE – Analista/MI/2013) Julgue o item a seguir, a

(CESPE Analista/MI/2013) Julgue o item a seguir, a respeito da estruturação da

máquina administrativa no Brasil a partir de 1930.

1. Foram instituídos, pela reforma administrativa no Brasil realizada por meio do

Decreto-Lei n.o 200/1967, os princípios da racionalidade administrativa, o

planejamento e o orçamento, entre outros.

Comentário: questão retirada do Pdrae:

“Instituíram-se como princípios de racionalidade administrativa o planejamento e o orçamento, o descongestionamento das chefias executivas superiores (desconcentração/descentralização), a tentativa de reunir competência e informação no processo decisório, a sistematização, a coordenação e o controle.”

43176775717

Gabarito: correto.

2. Após a promulgação da Constituição Federal de 1988, foi deflagrado um

processo de municipalização da gestão pública e, consequentemente, de

concessão de maiores poderes aos municípios.

Comentário: a CF/88 deu aos municípios um status de ente federado ao lado

dos estados, Distrito Federal e União. Com isso, ocorreu um forte processo

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

de municipalização da gestão pública, passando diversas políticas públicas

para a responsabilidade dos municípios. A ideia era aproximar o gestor e o

processo decisório da população alvo.

Gabarito: correto.

3. Na área de administração de recursos humanos, o Departamento

Administrativo do Serviço Público (DASP) inspirou-se no princípio do mérito

profissional para estruturar a burocracia.

Comentário: de graça! O principal foco do Dasp era a reforma da gestão de

recursos humanos. Inspirando-se no princípio do mérito profissional, esse

Departamento valorizou alguns instrumentos como o concurso público e o

treinamento.

Gabarito: correto.

4.

(CESPE Técnico/TJAL/2013) A respeito das reformas administrativas e da

nova gestão pública, assinale a opção correta.

a)

A nova gestão pública reúne características positivas dos modelos patrimonial

e gerencial de administração pública.

b) A última reforma administrativa que se têm notícia no Brasil foi aquela baseada

nos princípios burocráticos estabelecidos pelo presidente Vargas.

c) A administração pública gerencial é multifuncional, define indicadores, mede e

analisa resultados, foca no cidadão e procura flexibilizar as relações de trabalho.

d) O modelo de administração pública burocrático é orientado para resultado,

concentra-se no processo, controla procedimentos e possui alta especialização.

e) A reforma administrativa resultante da independência do Brasil apresentou o

patrimonialismo como modelo de administração pública, que, apesar de superado,

ainda revela grande importância no governo do país.

43176775717

Comentário:

a) errada: podemos dizer que a nova gestão pública apresenta aspectos

positivos do modelo burocrático de gestão pública, como o princípio

do mérito;

b) errada: a última reforma, que na verdade ainda se encontra em

a última reforma, que na verdade ainda se encontra em Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

andamento, é a reforma gerencial iniciada em 1995 com o Pdrae;

c) correta: a alternativa descreve corretamente algumas características

da administração pública gerencial;

d) errada: o modelo burocrático é orientado para o processo. O modelo

orientado para os resultados é o gerencial; e

e) errada: o modelo patrimonialista é algo indesejado que, porém,

subsiste em diversos pontos da Administração Pública brasileira, com

diversas práticas indesejadas como o clientelismo e o nepotismo.

Gabarito: alternativa C.

(CESPE Técnico/DPRF/2012) Julgue os itens seguintes, a respeito das crises

do Estado brasileiro e de suas reformas administrativas.

5. A criação do Departamento Administrativo do Serviço Público representou a

segunda reforma administrativa do país, com a implantação da administração

pública gerencial.

Comentário: a criação do Dasp é o início da Reforma Burocrática, que

constitui a primeira reforma da Administração Pública brasileira.

Gabarito: errado.

6. O Programa Nacional de Desburocratização, criado na década de 60 do

século passado, foi a primeira tentativa de reforma gerencial da administração

pública.

Comentário: para começar o PND é do final dos anos 70 (1979) e a primeira

tentativa de reforma gerencial ocorreu em 1967 com o DL 200/67.

43176775717

Gabarito: errado.

7. O Decreto-lei n.º 200/1967 garantia a contratação de empregados somente

mediante concurso público, o que possibilitou a seleção de administradores

públicos de alto nível, contribuindo para a reforma do Estado gerencialista.

Comentário: o DL 200/67 flexibilizou a forma de contração da administração

indireta, dispensando o concurso público para diversas situações. Isso

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

acabou gerando um dos efeitos indesejados dessa reforma: ao permitir a

contratação de empregados sem concurso público, facilitou a sobrevivência

de práticas clientelistas ou fisiológicas.

Gabarito: errado.

8. No século XX, com a formação do grande Estado social e econômico,

responsável pelos serviços de educação, cultura, saúde, previdência e outros,

a administração burocrática foi essencial para garantir eficiência nesse novo

cenário.

Comentário: a finalidade da administração burocrática de Weber era instituir

uma administração eficiente. Contudo, o exagero nos controles de

procedimentos constituiu um grande empecilho na racionalização dos

processos e métodos administrativos. Além disso, a reforma burocrática

brasileira focou nos meios e não nos fins. Por conseguinte, a administração

burocrática não garantiu a eficiência no novo cenário que surgiu no século

XX.

Gabarito: errado.

9.

A

crise da administração pública burocrática foi consequência da sua reforma

e

da manutenção do patrimonialismo.

a

administração burocrática sofreu dois tipos de pressão distintas. De um

lado estavam aqueles que não queriam a reforma, mantendo o aspecto

patrimonialista de gestão. É de se registrar que a reforma burocrática não

conseguiu extirpar totalmente o patrimonialismo da gestão pública,

coexistindo as práticas clientelistas e nepóticas mesmo após a criação do

Dasp. O outro lado é formado pelo grupo que entendia que a reforma

instituiu um modelo rígido, que não favorecia o desenvolvimento. Esse

grupo é formado por aqueles que entendiam necessária a reforma gerencial.

Assim, podemos entender que a crise do modelo burocrático decorre da sua

própria reforma, pelo lado daqueles que entendem que esse modelo não

favorece o desenvolvimento, e da manutenção do patrimonialismo, que

Comentário:

questão

interessante.

Vimos

em

nossa

aula

que

43176775717

Vimos em nossa aula que 43176775717 Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

conviveu com a burocracia (e convive ainda hoje com o gerencialismo).

Gabarito: correto.

(CESPE Técnico/ANAC/2012) Com relação às reformas administrativas, julgue

os itens que se seguem.

10. Com a reforma administrativa do Estado Novo, buscou-se inserir, no aparelho

administrativo do país, a centralização, a impessoalidade, a hierarquia, o

sistema de mérito e a separação entre a res pública e a res privada.

Comentário: a reforma administrativa do Estado Novo foi implementada por

Getúlio Vargas, tendo como órgão central o Dasp. O objetivo dessa reforma

era superar o modelo patrimonialista, no qual não existia separação entre a

res publica (patrimônio público) e a res privada (patrimônio privado).

Segundo Frederico Lustosa da Costa, com a Constituição de 1937 a

centralização passa a constituir um princípio de organização do Estado

brasileiro que se aplica de forma sistemática em todos os setores e níveis

de estruturação territorial. Por fim, vimos que a impessoalidade, hierarquia e

o sistema de mérito são outras características do modelo idealizado nessa

reforma.

Gabarito: correto.

11. O Decreto-Lei n.º 200/1967 representou um marco orientador da

administração pública para a eficiência e a centralização administrativa, o que

contribuiu para a autonomia da administração direta.

43176775717

Comentário: o DL 200/67 buscou a eficiência através da descentralização

administrativa, ampliando a autonomia da administração indireta.

Gabarito: errado.

(CESPE Técnico/DPRF/2012) Os desafios da administração pública

contemporânea relacionam-se diretamente à quebra de paradigmas e conceitos

preestabelecidos sobre a gestão organizacional. A constante troca de

conhecimento entre a esfera pública e privada é essencial para garantir a

constante evolução dos sistemas organizacionais. Com relação a esse assunto,

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

julgue os itens a seguir.

12. A erradicação do patrimonialismo no Brasil aconteceu com a reforma

administrativa de 1930, que instituiu o modelo de administração burocrática na

gestão governamental brasileira.

Comentário: a reforma de 1930 buscou substituir o modelo patrimonialista

pelo modelo burocrático. Contudo, não conseguiu fazer a sua erradicação.

Lembre-se que as reformas buscaram substituir um modelo por outro, mas a

erradicação dos modelos anteriores nunca ocorreu. Hoje, temos o

predomínio da administração gerencial, convivendo com muitas práticas

burocráticas e patrimonialistas.

Gabarito: errado.

13. (CESPE Analista/TRE/2013) A busca do estabelecimento de estruturas

paralelas, como comissões de estudo e grupos executivos de trabalho, com a

participação de membros da indústria nacional, bem como a criação da

Comissão de Simplificação Burocrática, objetivando reformas globais, meios

para descentralização dos serviços, fixação de responsabilidades e prestação

de contas à autoridade, ocorreu no governo de

a) José Sarney.

b) Getúlio Vargas.

c) Juscelino Kubitschek.

d) Castelo Branco.

e) João Figueiredo.

43176775717

Comentário: as características mencionadas acima são do Governo JK

(1956-1961). Apenas para nos situar no tempo:

Governo Sarney 1985 até 1990 (período em que foi promulgada a

CF/88)

Governo Vargas primeiro de 1930 até 1945 (Reforma Burocrática);

segundo de 1951-1954 (atuou de forma limitada através de alguns

estudos);

Governo Castelo Branco 1964 até 1967 (início do Governo Militar

ditadura e primeira tentativa da reforma gerencial com o DL 200/67);

e primeira tentativa da reforma gerencial com o DL 200/67); Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

Governo João Figueiredo 1979 até 1985 (término do Governo Militar

e PND).

Gabarito: alternativa C.

(CESPE Técnico/TRT/2013) Acerca da estruturação da máquina administrativa

desde 1930, julgue os itens subsequentes.

14. A reforma administrativa de 1967 promoveu a centralização progressiva das

decisões no Poder Executivo federal nos moldes da administração burocrática.

Comentário: a reforma do DL 200/67 promoveu a descentralização para a

administração indireta.

Gabarito: errado.

15. O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) foi criado com o

objetivo de aprofundar a reforma administrativa destinada a organizar e

racionalizar o serviço público no país.

Comentário: excelente. Em 1936, foi criado o Conselho Federal do Serviço

Público Civil, que se transformou em Dasp em 1938, tendendo à

racionalização mediante a simplificação, padronização e aquisição racional

de materiais, revisão de estruturas e aplicação de métodos na definição de

procedimentos. Lembre-se: para o Cespe o Dasp foi criado em 1936.

Gabarito: correto.

16. A transição democrática de 1985 representou um avanço na modernização da

administração pública, na medida em que atribuiu à administração indireta

normas de funcionamento idênticas às que regem a administração direta.

43176775717

Comentário:

promulgação da CF/88, representou um verdadeiro retrocesso, pois atribuiu

a

a

transição

democrática

de

1985,

que

culminou

com

à administração indireta as mesmas normas rígidas da administração direta.

Gabarito: errado.

(CESPE Técnico/MPU/2013) Julgue os itens a seguir, relativos a administração.

17. Segundo a concepção burocrática de administração pública, o modo mais

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

seguro de evitar o nepotismo e a corrupção no serviço público é por meio do

controle rígido dos processos e procedimentos.

Comentário:

utilizando rígidos controles de processos para evitar o nepotismo e a

corrupção na Administração Pública.

a

burocrático,

essa

era

justamente

proposta

do

modelo

Gabarito: correto.

18. A reforma administrativa iniciada pelo Departamento Administrativo do Serviço

Público (DASP) instituiu o Estado moderno no Brasil, com vistas ao combate

ao patrimonialismo e à burocracia estatal.

Comentário:

modelo burocrático, combatendo o patrimonialismo.

a

reforma

administrativa

do

Dasp

Gabarito: errado.

buscou

implementar

o

19. As grandes reformas administrativas do Estado brasileiro, ocorridas após

1930, foram do tipo patrimonialista, burocrática e gerencial.

Comentário:

gerencial, em 1995. O patrimonialismo não constituiu uma reforma e sim um

modelo que predominou até 1930.

a

as

grandes

reformas

foram

a

burocrática,

em

1930,

e

Gabarito: errado.

(CESPE Analista/TRE/2011) Em relação às reformas administrativas

empreendidas no Brasil nos anos de 1930 a 1967, julgue o item a seguir.

43176775717

20. Nesse período, a preocupação governamental direcionava-se mais ao caráter

impositivo das medidas que aos processos de internalização das ações

administrativas.

Comentário: esse período foi marcado por intensas tentativas de reforma, na

maioria das vezes por governos autoritários, que buscaram impor as

reformas de qualquer forma, sem uma maior preocupação com a

internalização das ações administrativas propostas.

Gabarito: correto.

das ações administrativas propostas. Gabarito: correto. Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

21. Entre os anos 1950 e 1960, o modelo de gestão administrativa proposto

estava voltado para o desenvolvimento, especialmente para a expansão do

poder de intervenção do Estado na vida econômica e social do país.

Comentário: o período de 1950 a 1960 abrangeu o segundo Governo Vargas

e o Governo JK. Foi o período conhecido como Administração para o

desenvolvimento, marcado pela expansão do poder de intervenção do

Estado na vida econômica e social do país.

Gabarito: correto.

22. A instituição, em 1936, do Departamento de Administração do Serviço Público

(DASP) teve como objetivo principal suprimir o modelo patrimonialista de

gestão.

Comentário: o principal objetivo do Dasp foi modernizar a Administração

Pública brasileira. Foi a implantação do modelo burocrático que teve a

finalidade de suprimir o modelo patrimonialista.

Gabarito: errado.

23. As tentativas de reformas ocorridas na década de 50 do século passado

guiavam-se estrategicamente pelos princípios autoritários e centralizados,

típicos de uma nação em desenvolvimento.

Comentário:

desenvolvimento" do governo de Juscelino Kubitschek (JK). Esse governo

o

a

década

de

50

foi

marcada

pela

"administração

para

43176775717

tinha como destaque o "plano de metas" e o lema de desenvolver "50 anos

em cinco", além do objetivo de construir a nova capital brasileira, Brasília.

JK não obteve êxito na reforma da Administração direta, pois manteve a

característica centralizadora e rígida. Todavia, como forma de contornar o

engessamento da Administração direta, evitando os conflitos dessa reforma,

foram criadas estruturas com atribuições semelhantes na Administração

indireta, porém mais flexíveis e técnicas que a anterior. Surge assim a

"administração paralela".

O erro da questão é que o autoritarismo ocorreu nas reformas de 30

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

(Vargas) e de 67 (governo militar). O governo de JK era democrático.

Gabarito: errado.

(CESPE OTI/ABIN/2010) Acerca da teoria das organizações aplicada à

administração pública, julgue o item que se segue.

24. Diversos teóricos da área organizacional defendem, para a administração

pública, a adoção do modelo de especialização das tarefas, com a proposta de

descentralização da execução, que deve ser acompanhada por chefes

especialistas. Tal modelo foi adotado no governo do presidente Juscelino

Kubitscheck.

Comentário: o Governo JK adotou o modelo de especialização de tarefas,

instituindo as estruturas paralelas técnicas e flexíveis na administração

indireta. Além disso, utilizou-se de grupos de executivos especializados que

conduziram as atividades necessárias para o cumprimento do plano de

metas.

Gabarito: correto.

(CESPE Técnico/MC/2008) Desde o governo de Getúlio Vargas, diversas

modificações ocorreram nas dimensões estruturais e culturais da máquina

administrativa brasileira. Acerca dessas modificações e da administração pública

brasileira, julgue os itens a seguir.

25. Uma das primeiras reformas empreendidas pelo governo de Vargas visando à

racionalização da administração pública foi a criação das primeiras carreiras

burocráticas.

43176775717

Comentário: já ficou fácil. O Governo Vargas foi o responsável pela criação

das

(profissionalização).

pública

primeiras

carreiras

burocráticas

na

administração

Gabarito: correto.

26. A implantação da administração pública burocrática é uma conseqüência da

emergência de um capitalismo moderno no Brasil à época.

Comentário: mais uma vez o Pdrae resolve essa questão: “A implantação da

vez o Pdrae resolve essa questão: “ A implantação da Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

administração pública burocrática é uma conseqüência clara da emergência

de um capitalismo moderno no país.”

Gabarito: correto.

27. O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) foi criado com o

objetivo de realizar a modernização administrativa no âmbito da administração

pública.

Comentário: segundo Paludo, os principais objetivos do Dasp foram (1)

modernizar a Administração Pública brasileira e (2) suprimir o modelo

patrimonialista de gestão.

Gabarito: correto.

28. Nos

primórdios,

a

administração

pública

sofreu

comportamental da administração.

influência

da

teoria

Comentário: a administração pública sofreu influência da teoria científica de

Taylor, tendendo à racionalização mediante a simplificação, padronização e

aquisição racional de materiais, revisão de estruturas e aplicação de

métodos na definição de procedimentos.

Gabarito: errado.

29. No período inicial, foi instituída a função orçamentária como atividade formal,

desvinculada, contudo, do planejamento.

Comentário: no período da reforma burocrática, a função orçamentária foi

planejamento.

Gabarito: errado.

30. No que tange à administração de recursos humanos, foram valorizados

instrumentos importantes como o instituto do concurso público e do

treinamento; deste modo, foi adotada consistentemente uma política de

recursos humanos que respondia às necessidades do Estado.

Comentário:

pegadinha! Embora

tenham

sido

valorizados instrumentos

instituída

como

atividade

formal

43176775717

e

permanentemente

vinculada

ao

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

importantes à época, tais como o instituto do concurso público e do

treinamento, não se chegou a adotar consistentemente uma política de

recursos humanos que respondesse às necessidades do Estado.

Gabarito: errado.

31. A administração pública burocrática se instalou no Brasil visando a acabar

com o patrimonialismo vigente.

Comentário: perceba que agora a questão cobra o objetivo do modelo

burocrático, que era acabar com o patrimonialismo vigente até então.

Correta, portanto, a questão. Contudo, lembre-se que, na prática, algumas

práticas patrimonialistas predominam até hoje.

Gabarito: correto.

32. O Decreto-lei n.º 200/1967 surgiu no bojo de uma reforma que tentou

aprimorar o modelo burocrático vigente na administração pública.

Comentário: a proposta do DL 200/67 era aprimorar o modelo burocrático,

instituindo os princípios do planejamento, da coordenação, da

descentralização, da delegação de competência e do controle.

Gabarito: correto.

33. O Programa Nacional de Desburocratização (PRND) buscou revitalizar e

agilizar as organizações do Estado. Suas ações foram voltadas para

simplificação das práticas administrativas e para maior estatização,

consolidando assim os esforços estimulados pelo Decreto-lei N.º 200/1967.

43176775717

Comentário: o item começa bem, pois o PND (ou PRND) buscou revitalizar e

agilizar as organizações do Estado. Contudo, utilizou-se de dois planos: o

primeiro é a desburocratização propriamente dita (simplificação e

racionalização); o segundo plano foi a desestatização (diminuição do

tamanho do Estado). Enquanto que o DL 200/67 ampliou a administração

indireta, o PND buscou reduzi-la, através de uma proposta de desestatização

de empresas públicas e sociedades de economia mista.

Gabarito: errado.

e sociedades de economia mista. Gabarito: errado. Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

34. As ações rumo a uma administração pública gerencial foram aceleradas com a

transição democrática de 1985 e consolidadas com a promulgação da

Constituição Federal de 1988.

Comentário:

retrocesso gerencial:

a

transição

democrática

e

a

CF/88

representaram

um

“A conjunção desses dois fatores leva, na Constituição de 1988, a um retrocesso burocrático sem precedentes. Sem que houvesse maior debate público, o Congresso Constituinte promoveu um surpreendente engessamento do aparelho estatal, ao estender para os serviços do Estado e para as próprias empresas estatais praticamente as mesmas regras burocráticas rígidas adotadas no núcleo estratégico do Estado. A nova Constituição determinou a perda da autonomia do Poder Executivo para tratar da estruturação dos órgãos públicos, instituiu a obrigatoriedade de regime jurídico único para os servidores civis da União, dos Estados- membros e dos Municípios, e retirou da administração indireta a sua flexibilidade operacional, ao atribuir às fundações e autarquias públicas normas de funcionamento idênticas às que regem a administração direta.”

Gabarito: errado.

(CESPE OCE/TCE-RS/2013) Em relação à abordagem burocrática da

administração e à evolução da administração pública no Brasil, por meio das

reformas administrativas, julgue os itens a seguir.

35. A reforma administrativa no Brasil, realizada por meio do Decreto-Lei n.o

200/1967, representou um avanço em relação à tentativa de romper com a

rigidez burocrática, podendo ser entendida como a primeira experiência de

43176775717

implantação da administração gerencial no país.

Comentário: o DL 200/67 foi a primeira experiência de implantação da

administração gerencial no país.

Gabarito: correto.

Quase tão discutida quanto as próprias reformas administrativas contemporâneas,

a história das experiências de mudança institucional planejada do Estado

brasileiro tem merecido a atenção de muitos estudiosos da matéria, chegando

quase a constituir um objeto à parte. Assim, existem hoje inúmeros relatos,

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

análises e estudos sobre as experiências de reforma da administração pública

federal brasileira, com diferentes abordagens, graus de profundidade e níveis de

implicação com os projetos.

Frederico Lustosa da Costa. História das reformas administrativas no Brasil:

narrativas, teorizações e representações. In: Revista do Serviço Público:

jul./set-2008 (com adaptações).

(CESPE Analista/INMETRO/2009) Com referência ao tema do texto acima,

julgue os itens seguintes

36. A reforma administrativa realizada na Era Vargas, a partir da criação do

Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), teve como

característica marcante o fortalecimento das atividades fim do Estado em

detrimento das atividades meio, ou seja, aquelas relacionadas à administração

em geral.

Comentário: entendendo bem o Dasp, já andamos meio caminho! Lembre-

se: a reforma da Era Vargas foi uma reforma dos meios, preocupando-se

com os processos administrativos, sem uma preocupação sistemática com

os fins (atendimento às demandas do cidadão).

Gabarito: errado.

37. A reforma administrativa realizada na década de 60 foi marcada pelo

abandono do isolamento burocrático, tendo como premissa básica a

substituição de celetistas por funcionários estatutários. Assim, a reforma

norteou-se pelo enfraquecimento da ação central de planejamento,

coordenação e controle e pela centralização da ação do Estado na órbita da

administração pública direta.

43176775717

Comentário: o item apresenta vários erros. O insulamento burocrático pode

ser compreendido como uma forma de proteção e fechamento do núcleo

técnico do Estado para não sofrer com as pressões políticas clientelistas ou

de grupos intermediários específicos da sociedade. O aspecto positivo é

que esses burocratas limitam-se a atuar tecnicamente, livre de tendências

políticas. Contudo, pode representar uma situação negativa, quando o

Contudo, pode representar uma situação negativa, quando o Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

núcleo técnico deixa de ouvir os anseios da sociedade.

O primeiro erro é que o insulamento surge desde o primeiro Governo

Vargas, acentuando-se na Era JK e no Governo Militar (muito além da

década de 60). O outro erro é que o DL 200/67 promoveu a substituição de

servidores estatutários por celetistas no âmbito da administração indireta.

Por fim, os princípios do DL 200/67 são os seguintes: planejamento,

coordenação, descentralização, delegação de competência e controle.

Gabarito: errado.

(CESPE Ag Administrativo/TCE RO/2013) No que concerne à administração

pública, julgue os próximos itens.

38. O Departamento Administrativo do Serviço Público foi o primeiro órgão da

estrutura administrativa brasileira ao qual se atribuiu a responsabilidade de

diminuir a ineficiência do serviço público e reorganizar a administração pública.

Comentário: essa questão se relaciona com as reformas administrativas.

Perceba que uma das finalidades do Dasp era aumentar a eficiência da

administração pública. Não se esqueçam que, apesar de apresentar diversas

disfunções, a burocracia foi um modelo que veio para aumentar a eficiência

da máquina pública, substituindo as práticas irracionais e nepóticas do

patrimonialismo. O item está correto, mas lembrem-se: a eficiência não é

uma característica da administração burocrática! Ok?

Gabarito: correto.

43176775717

(CESPE ACE/Auditoria Governamental/TCE-ES/2012) Em 1930, com a

chegada de Getúlio Vargas ao poder, teve início a implantação da administração

burocrática no Brasil. No que concerne à evolução, ao funcionamento e à

estrutura organizacional da administração pública no Brasil, julgue os itens que se

seguem.

39. De acordo com o modelo de administração pública burocrática, a corrupção

pode ser combatida sem a necessidade de controle rígido dos processos,

mediante o uso de indicadores de desempenho e controle de resultados.

Comentário: a utilização de indicadores de desempenho e do controle de

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

resultados ocorreu somente com a administração gerencial. O modelo

burocrático utilizou rígidos controles de processos para tentar combater a

corrupção e o nepotismo patrimonialistas.

Gabarito: errado.

40. A flexibilização e a descentralização constituem princípios orientadores das

reformas administrativas implementadas, no Brasil, durante o período 1990-

1991.

Comentário: o Governo Collor foi responsável pelo início de um amplo

programa de privatização das empresas estatais, sendo orientado pelos

princípios da flexibilização e da descentralização. Essa questão derrubou

muito candidato bom. Lembre-se, em que pese a reforma gerencial tenha se

iniciado em 1995, durante o Governo Collor também ocorreram reformas

administrativas.

Gabarito: correto.

(CESPE AUFC/AGO/TCU/2013) No que se refere às reformas administrativas e

à redefinição do papel do Estado, julgue os itens a seguir.

41. A criação do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) em

1936 representou uma modernização na administração pública brasileira, haja

vista que promoveu a descentralização das atividades administrativas, com o

intuito de se gerar maior eficiência.

Comentário: o Dasp foi criado em 1936 com o objetivo de modernizar a

Administração Pública brasileira. Contudo, os princípios dessa reforma

foram a centralização administrativa e a padronização.

43176775717

Gabarito: errado.

42. Na reforma gerencial de 1995, a qual visava eliminar os elementos

patrimonialistas ainda existentes, enfatizaram-se a hierarquização e o rígido

controle de procedimentos.

Comentário:

foi

a

reforma

burocrática

que

buscou

eliminar

o

patrimonialismo

utilizando

a

hierarquização

e

os

rígidos

controles

de

hierarquização e os rígidos controles de Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

procedimentos.

Gabarito: errado.

Por hoje é só.

Em nossa próxima aula, vamos dar continuidade ao estudo das reformas

administrativas. Vamos falar sobre a reforma gerencial e os governos subsequentes,

aproveitando para estudar as mudanças institucionais decorrentes dessa reforma.

Espero por vocês!

Bons estudos.

Prof. HERBERT ALMEIDA.

herbert@estrategiaconcursos.com.br

http://estrategiaconcursos.com.br/cursosPorProfessor/herbert-almeida-3314/

2. QUESTÕES COMENTADAS NA AULA

(CESPE Analista/MI/2013) Julgue o item a seguir, a respeito da estruturação da

máquina administrativa no Brasil a partir de 1930.

1. Foram instituídos, pela reforma administrativa no Brasil realizada por meio do

Decreto-Lei n.o 200/1967, os princípios da racionalidade administrativa, o

43176775717

planejamento e o orçamento, entre outros.

2. Após a promulgação da Constituição Federal de 1988, foi deflagrado um

processo de municipalização da gestão pública e, consequentemente, de

concessão de maiores poderes aos municípios.

3. Na área de administração de recursos humanos, o Departamento Administrativo

do Serviço Público (DASP) inspirou-se no princípio do mérito profissional para

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

estruturar a burocracia.

4. (CESPE Técnico/TJAL/2013) A respeito das reformas administrativas e da

nova gestão pública, assinale a opção correta.

a) A nova gestão pública reúne características positivas dos modelos patrimonial e

gerencial de administração pública.

b)

nos princípios burocráticos estabelecidos pelo presidente Vargas.

c) A administração pública gerencial é multifuncional, define indicadores, mede e

analisa resultados, foca no cidadão e procura flexibilizar as relações de trabalho.

d) O modelo de administração pública burocrático é orientado para resultado,

concentra-se no processo, controla procedimentos e possui alta especialização.

e) A reforma administrativa resultante da independência do Brasil apresentou o

patrimonialismo como modelo de administração pública, que, apesar de superado,

ainda revela grande importância no governo do país.

A última reforma administrativa que se têm notícia no Brasil foi aquela baseada

(CESPE Técnico/DPRF/2012) Julgue os itens seguintes, a respeito das crises do

Estado brasileiro e de suas reformas administrativas.

5. A criação do Departamento Administrativo do Serviço Público representou a

segunda reforma administrativa do país, com a implantação da administração

pública gerencial.

6. O Programa Nacional de Desburocratização, criado na década de 60 do século

43176775717

passado, foi a primeira tentativa de reforma gerencial da administração pública.

7. O Decreto-lei n.º 200/1967 garantia a contratação de empregados somente

mediante concurso público, o que possibilitou a seleção de administradores

públicos de alto nível, contribuindo para a reforma do Estado gerencialista.

8. No século XX, com a formação do grande Estado social e econômico,

responsável pelos serviços de educação, cultura, saúde, previdência e outros, a

administração burocrática foi essencial para garantir eficiência nesse novo

foi essencial para garantir eficiência nesse novo Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

cenário.

9. A crise da administração pública burocrática foi consequência da sua reforma e

da manutenção do patrimonialismo.

(CESPE Técnico/ANAC/2012) Com relação às reformas administrativas, julgue

os itens que se seguem.

10. Com a reforma administrativa do Estado Novo, buscou-se inserir, no aparelho

administrativo do país, a centralização, a impessoalidade, a hierarquia, o

sistema de mérito e a separação entre a res pública e a res privada.

11. O Decreto-Lei n.º 200/1967 representou um marco orientador da administração

pública para a eficiência e a centralização administrativa, o que contribuiu para

a autonomia da administração direta.

(CESPE Técnico/DPRF/2012) Os desafios da administração pública

contemporânea relacionam-se diretamente à quebra de paradigmas e conceitos

preestabelecidos sobre a gestão organizacional. A constante troca de

conhecimento entre a esfera pública e privada é essencial para garantir a constante

evolução dos sistemas organizacionais. Com relação a esse assunto, julgue os

itens a seguir.

12. A erradicação do patrimonialismo no Brasil aconteceu com a reforma

43176775717

administrativa de 1930, que instituiu o modelo de administração burocrática na

gestão governamental brasileira.

13. (CESPE Analista/TRE/2013) A busca do estabelecimento de estruturas

paralelas, como comissões de estudo e grupos executivos de trabalho, com a

participação de membros da indústria nacional, bem como a criação da

Comissão de Simplificação Burocrática, objetivando reformas globais, meios

para descentralização dos serviços, fixação de responsabilidades e prestação

de contas à autoridade, ocorreu no governo de

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

a) José Sarney.

b) Getúlio Vargas.

c) Juscelino Kubitschek.

d) Castelo Branco.

e) João Figueiredo.

(CESPE Técnico/TRT/2013) Acerca da estruturação da máquina administrativa

desde 1930, julgue os itens subsequentes.

14. A reforma administrativa de 1967 promoveu a centralização progressiva das

decisões no Poder Executivo federal nos moldes da administração burocrática.

15. O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) foi criado com o

objetivo de aprofundar a reforma administrativa destinada a organizar e

racionalizar o serviço público no país.

16. A transição democrática de 1985 representou um avanço na modernização da

administração pública, na medida em que atribuiu à administração indireta

normas de funcionamento idênticas às que regem a administração direta.

(CESPE Técnico/MPU/2013) Julgue os itens a seguir, relativos a administração.

17. Segundo a concepção burocrática de administração pública, o modo mais

seguro de evitar o nepotismo e a corrupção no serviço público é por meio do

43176775717

controle rígido dos processos e procedimentos.

18. A reforma administrativa iniciada pelo Departamento Administrativo do Serviço

Público (DASP) instituiu o Estado moderno no Brasil, com vistas ao combate ao

patrimonialismo e à burocracia estatal.

19. As grandes reformas administrativas do Estado brasileiro, ocorridas após 1930,

foram do tipo patrimonialista, burocrática e gerencial.

foram do tipo patrimonialista, burocrática e gerencial. Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

(CESPE Analista/TRE/2011) Em relação às reformas administrativas

empreendidas no Brasil nos anos de 1930 a 1967, julgue o item a seguir.

20. Nesse período, a preocupação governamental direcionava-se mais ao caráter

impositivo das medidas que aos processos de internalização das ações

administrativas.

21. Entre os anos 1950 e 1960, o modelo de gestão administrativa proposto estava

voltado para o desenvolvimento, especialmente para a expansão do poder de

intervenção do Estado na vida econômica e social do país.

22. A instituição, em 1936, do Departamento de Administração do Serviço Público

(DASP) teve como objetivo principal suprimir o modelo patrimonialista de

gestão.

23. As tentativas de reformas ocorridas na década de 50 do século passado

guiavam-se estrategicamente pelos princípios autoritários e centralizados,

típicos de uma nação em desenvolvimento.

(CESPE OTI/ABIN/2010) Acerca da teoria das organizações aplicada à

administração pública, julgue o item que se segue.

24. Diversos teóricos da área organizacional defendem, para a administração

pública, a adoção do modelo de especialização das tarefas, com a proposta de

descentralização da execução, que deve ser acompanhada por chefes

especialistas. Tal modelo foi adotado no governo do presidente Juscelino

43176775717

Kubitscheck.

(CESPE Técnico/MC/2008) Desde o governo de Getúlio Vargas, diversas

modificações ocorreram nas dimensões estruturais e culturais da máquina

administrativa brasileira. Acerca dessas modificações e da administração pública

brasileira, julgue os itens a seguir.

25. Uma das primeiras reformas empreendidas pelo governo de Vargas visando à

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

racionalização da administração pública foi a criação das primeiras carreiras

burocráticas.

26. A implantação da administração pública burocrática é uma conseqüência da

emergência de um capitalismo moderno no Brasil à época.

27. O Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) foi criado com o

objetivo de realizar a modernização administrativa no âmbito da administração

pública.

28. Nos

primórdios,

a

administração

pública

sofreu

comportamental da administração.

influência

da

teoria

29. No período inicial, foi instituída a função orçamentária como atividade formal,

desvinculada, contudo, do planejamento.

30. No que tange à administração de recursos humanos, foram valorizados

instrumentos importantes como o instituto do concurso público e do

treinamento; deste modo, foi adotada consistentemente uma política de

recursos humanos que respondia às necessidades do Estado.

31. A administração pública burocrática se instalou no Brasil visando a acabar com

o patrimonialismo vigente.

43176775717

32. O Decreto-lei n.º 200/1967 surgiu no bojo de uma reforma que tentou aprimorar

o

modelo burocrático vigente na administração pública.

33. O Programa Nacional de Desburocratização (PRND) buscou revitalizar e

agilizar as organizações do Estado. Suas ações foram voltadas para

simplificação das práticas administrativas e para maior estatização,

consolidando assim os esforços estimulados pelo Decreto-lei N.º 200/1967.

34. As ações rumo a uma administração pública gerencial foram aceleradas com a

administração pública gerencial foram aceleradas com a Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

transição democrática de 1985 e consolidadas com a promulgação da

Constituição Federal de 1988.

(CESPE OCE/TCE-RS/2013) Em relação à abordagem burocrática da

administração e à evolução da administração pública no Brasil, por meio das

reformas administrativas, julgue os itens a seguir.

35. A reforma administrativa no Brasil, realizada por meio do Decreto-Lei n.o

200/1967, representou um avanço em relação à tentativa de romper com a

rigidez burocrática, podendo ser entendida como a primeira experiência de

implantação da administração gerencial no país.

Quase tão discutida quanto as próprias reformas administrativas contemporâneas,

a história das experiências de mudança institucional planejada do Estado brasileiro

tem merecido a atenção de muitos estudiosos da matéria, chegando quase a

constituir um objeto à parte. Assim, existem hoje inúmeros relatos, análises e

estudos sobre as experiências de reforma da administração pública federal

brasileira, com diferentes abordagens, graus de profundidade e níveis de

implicação com os projetos.

Frederico Lustosa da Costa. História das reformas administrativas no Brasil:

narrativas, teorizações e representações. In: Revista do Serviço Público: jul./set-

2008 (com adaptações).

(CESPE Analista/INMETRO/2009) Com referência ao tema do texto acima,

julgue os itens seguintes

36. A reforma administrativa realizada na Era Vargas, a partir da criação do

Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP), teve como

característica marcante o fortalecimento das atividades fim do Estado em

detrimento das atividades meio, ou seja, aquelas relacionadas à administração

43176775717

em geral.

37. A reforma administrativa realizada na década de 60 foi marcada pelo abandono

do isolamento burocrático, tendo como premissa básica a substituição de

Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida – Aula

Administração Pública ACE TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida Aula 1

celetistas por funcionários estatutários. Assim, a reforma norteou-se pelo

enfraquecimento da ação central de planejamento, coordenação e controle e

pela centralização da ação do Estado na órbita da administração pública direta.

(CESPE Ag Administrativo/TCE RO/2013) No que concerne à administração

pública, julgue os próximos itens.

38. O Departamento Administrativo do Serviço Público foi o primeiro órgão da

estrutura administrativa brasileira ao qual se atribuiu a responsabilidade de

diminuir a ineficiência do serviço público e reorganizar a administração pública.

(CESPE ACE/Auditoria Governamental/TCE-ES/2012) Em 1930, com a

chegada de Getúlio Vargas ao poder, teve início a implantação da administração

burocrática no Brasil. No que concerne à evolução, ao funcionamento e à estrutura

organizacional da administração pública no Brasil, julgue os itens que se seguem.

39. De acordo com o modelo de administração pública burocrática, a corrupção

pode ser combatida sem a necessidade de controle rígido dos processos,

mediante o uso de indicadores de desempenho e controle de resultados.

40. A flexibilização e a descentralização constituem princípios orientadores das

reformas administrativas implementadas, no Brasil, durante o período 1990-

1991.

(CESPE AUFC/AGO/TCU/2013) No que se refere às reformas administrativas e à

43176775717

redefinição do papel do Estado, julgue os itens a seguir.

41. A criação do Departamento Administrativo do Serviço Público (DASP) em 1936

representou uma modernização na administração pública brasileira, haja vista

que promoveu a descentralização das atividades administrativas, com o intuito

de se gerar maior eficiência.

42. Na reforma gerencial de 1995, a qual visava eliminar os elementos

patrimonialistas ainda existentes, enfatizaram-se a hierarquização e o rígido

controle de procedimentos.

a hierarquização e o rígido controle de procedimentos. Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br
3. GABARITO Administração Pública – ACE – TCDF Teoria e exercícios comentados Prof. Herbert Almeida