Você está na página 1de 36
Shirley Peroni Neves Cani
Shirley Peroni Neves Cani

Shirley Peroni Neves Cani

Shirley Peroni Neves Cani

UmaUma comunicaçãocomunicação viavia rádiorádio (AM,(AM, FM,FM, TV,TV, telefoniatelefonia móvel,móvel, controlecontrole dede espaçoespaço aéreo,aéreo, radar,radar, etc.)etc.) começacomeça ee terminatermina comcom umum dispositivodispositivo transmissortransmissor ee umum receptor.receptor. EstesEstes equipamentosequipamentos precisamprecisam dede umum acopladoracoplador queque possibilitepossibilite aa interaçãointeração destesdestes comcom oo espaço.espaço.

AsAs antenasantenas sãosão oo meiomeio dede acoplaracoplar osos sistemassistemas dede comunicaçãocomunicação aoao espaçoespaço livrelivre emem tornotorno deles.deles.

AA eficiênciaeficiência dede umum sistemasistema dede comunicaçãocomunicação wirelesswireless dependedepende muitomuito dada antenaantena queque éé utilizadautilizada

comunicaçãocomunicação wirelesswireless dependedepende muitomuito dada antenaantena queque éé utilizadautilizada
comunicaçãocomunicação wirelesswireless dependedepende muitomuito dada antenaantena queque éé utilizadautilizada
Fios pelos quais passam corrente alternada emitem ou irradiam energia eletromagnética. Este é o princípio

Fios pelos quais passam corrente alternada emitem ou irradiam energia eletromagnética. Este é o princípio básico de funcionamento de uma antena transmissora.

básico de funcionamento de uma antena transmissora . Sabemos também que um campo eletromagnético induz corrente

Sabemos também que um campo eletromagnético induz corrente elétrica em um fio. Este é o princípio de funcionamento de uma antena receptora.

A forma e o tamanho da estrutura da antena determinam quanto de energia é irradiada e qual a direção da irradiação nas antenas transmissoras, e quão bem a irradiação é capturada e em que direção é preferencialmente capturada pelas antenas receptoras.

, e quão bem a irradiação é capturada e em que direção é preferencialmente capturada pelas
Heinrich Hertz construiu a primeira antena em 1886 (antena dipolo para a transmissão e a

Heinrich Hertz construiu a primeira antena em 1886 (antena dipolo para a transmissão e a

p ara a

antena em anel recepção);

para a transmissão e a p ara a antena em anel recepção); Na maioria dos casos

Na maioria dos casos pode-se aplicar o Teorema da reciprocidade: as características de uma antena valem tanto para a transmissão quanto para a recepção.

o Teorema da reciprocidade: as características de uma antena valem tanto para a transmissão quanto para

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

Para uma operação eficiente a antena deve estar casada com a impedância do sistema:

Para uma operação eficiente a antena deve estar casada com a impedância do sistema:
A abertura física de uma LT que transporta uma OEM provoca o aparecimento de linhas

A abertura física de uma LT que transporta uma OEM provoca o aparecimento de linhas de campo magnético e elétrico variáveis em torno do dipolo formado, que dão origem a uma onda eletromagnética que se propaga

dipolo formado, que dão origem a uma onda eletromagnética que se propaga Abertura física de uma

Abertura física de uma antena do tipo dipolo

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

As antenas usadas nos sistemas de telecomunicações podem ter os mais diversos formatos e dimensões dependendo da faixa de frequência de operação, diretividade, sensibilidade e alguns outros fatores desejados. No entanto, todas elas partem da antena mais simples em seu princípio de funcionamento que é justamente o dipolo.

O DIPOLO DE MEIA ONDA

O dipolo de meia onda é formado por dois elementos condutores dispostos da maneira indicada na figura e cujas dimensões estão diretamente relacionadas com a frequência do sinal que deve ser recebido (ou transmitido).

e cujas dimensões estão diretamente relacionadas com a frequência do sinal que deve ser recebido (ou

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

O DIPOLO DE MEIA ONDA

Conforme podemos ver, a distância entre as extremidades do dipolo corresponde à metade do comprimento da onda. A onda eletromagnética ao incidir nesta antena, conforme mostra esta figura terá seus valores de pico nas extremidades da antena de modo que a tensão induzida obtida é máxima.

da antena de modo que a tensão induzida obtida é máxima. Um ponto importante que deve

Um ponto importante que deve ser levado em conta ao se falar que o dipolo de meia onda tem dimensões equivalentes a metade do comprimento da onda do sinal a ser trabalhado é que nos metais a velocidade de propagação dos sinais é menor do que no ar (e no vácuo). Isso significa que, na prática as dimensões dos elementos de uma antena de meia onda devem ser um pouco menores do que a metade do comprimento da onda que se propaga no ar.

de uma antena de meia onda devem ser um pouco menores do que a metade do
PolarizaçãoPolarização dada AntenaAntena AA polarizaçãopolarização dada antenaantena estáestá associadaassociada

PolarizaçãoPolarização dada AntenaAntena

AA polarizaçãopolarização dada antenaantena estáestá associadaassociada àà polarizaçãpolarizaçãoo dada OEMOEM irradiadairradiada porpor ela.ela. AA polarizaçãopolarização dede umauma OEMOEM descrevedescreve aa curvacurva seguidaseguida pelapela extremidadeextremidade dodo vetorvetor intensidadeintensidade dede campocampo elétricoelétrico numnum planoplano fixofixo nono espaçoespaço ortogonalortogonal àà direçãodireção dede propagação.propagação.

numnum planoplano fixofixo nono espaçoespaço ortogonalortogonal àà direçãodireção dede propagação.propagação.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

PolarizaçãoPolarização dada AntenaAntena

PolarizaçãoPolarização dada AntenaAntena Uma antena dipolo orientada verticalmente irradia OEM

Uma antena dipolo orientada verticalmente irradia OEM polarizadas verticalmente em relação ao solo.

dada AntenaAntena Uma antena dipolo orientada verticalmente irradia OEM polarizadas verticalmente em relação ao solo.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

Linear vertical

Linear vertical Linear horizontal Campos elétricos em fase Campos

Linear horizontal

Linear vertical Linear horizontal Campos elétricos em fase Campos elétricos de mesma

Campos elétricos em fase

Linear vertical Linear horizontal Campos elétricos em fase Campos elétricos de mesma amplitude e defasados de

Campos elétricos de mesma amplitude e defasados de 90º

Linear vertical Linear horizontal Campos elétricos em fase Campos elétricos de mesma amplitude e defasados de

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

PolarizaçãoPolarização dada AntenaAntena

Basicamente as antenas podem propagar as ondas de três formas distintas de polarização: horizontal, vertical e circular.

polarizaçãopolarização horizontalhorizontal: comumente usada em transmissões de sinais de TV pelo fato das antenas receptoras estarem dispostas neste plano.

polarizaçãopolarização verticalvertical: muito usada para a transmissão de rádio AM pelo fato da maioria das antenas dos receptores de AM estarem dispostas na posição vertical.

polarizaçãopolarização circularcircular: usada em transmissões FM e TV pelo fato de não exigirem alinhamento de antenas facilitando a recepção móvel. A propagação se dá nos dois planos (horizontal e vertical). A vantagem deste tipo de transmissão é a maior robustez na recepção pelo fato de não exigir antenas posicionadas em planos horizontal ou vertical permitindo flexibilidade de recepção independentemente de posição do dispositivo captador.

horizontal ou vertical permitindo flexibilidade de recepção independentemente de posição do dispositivo captador.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

LarguraLargura dede BandaBanda ouou BandaBanda PassantePassante (BW)(BW)

Banda passante é a faixa de frequências aceita pela antena sem causar prejuízos ao desempenho da transmissão ou da recepção.

é a faixa de frequências aceita pela antena sem causar prejuízos ao desempenho da transmissão ou

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

DiagramaDiagrama dede IrradiaçãoIrradiação

Diagrama de irradiação é a representação gráfica da forma como a energia eletromagnética se distribui no espaço.

O diagrama pode ser obtido pelo deslocamento de uma antena de prova em torno da antena que se está medindo. Os sinais recebidos são enviados a um receptor capaz de discriminar com precisão a freqüência e a potência recebidas.

Os sinais recebidos são enviados a um receptor capaz de discriminar com precisão a freqüência e

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

DiagramaDiagrama dede IrradiaçãoIrradiação

Os resultados obtidos são geralmente normalizados. Ao máximo sinal recebido é dado o valor de 0 dB, facilitando a interpretação dos lóbulos secundários e a relação frente- costas.

dos lóbulos secundários e a relação frente- costas. Diagrama de irradiação, a curva em azul representa

Diagrama de irradiação, a curva em azul representa a energia irradiada normalizada em cada direção em torno da antena.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

FormasFormas dede VisualizaçãoVisualização dosdos DiagramasDiagramas dede IrradiaçãoIrradiação

DiagramaDiagrama dede IrradiaçãoIrradiação nana FormaForma PolarPolar

Fáceis de interpretar, os lóbulos são identificados pelo ângulo e amplitude. O lóbulo principal define os ângulos de ½ potência e o máximo ganho. A análise correta da antena necessita-o em dois planos, vertical e horizontal ou Plano E e Plano H.

em dois planos, vertical e horizontal ou Plano E e Plano H. A Forma Polar permite

A Forma Polar permite a visualização da energia irradiada pela antena somente em um plano.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

FormasFormas dede VisualizaçãoVisualização dosdos DiagramasDiagramas dede IrradiaçãoIrradiação

DiagramaDiagrama dede IrradiaçãoIrradiação nana FormaForma TridimensionalTridimensional

Permite-nos visualizar a distribuição espacial de toda a potência envolvida.

FormaForma TridimensionalTridimensional Permite-nos visualizar a distribuição espacial de toda a potência envolvida.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

FormasFormas dede VisualizaçãoVisualização dosdos DiagramasDiagramas dede IrradiaçãoIrradiação

DiagramaDiagrama dede IrradiaçãoIrradiação nana FormaForma RetangularRetangular

Usual nas antenas de alto ganho, onde a pequena abertura do lóbulo principal compromete a interpretação do diagrama de irradiação polar.

alto ganho, onde a pequena abertura do lóbulo principal compromete a interpretação do diagrama de irradiação

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

ÂngulosÂngulos dede MeiaMeia PotênciaPotência ((--3dB)3dB)

Os ângulos de meia potência são definidos pelos pontos no diagrama onde a potência irradiada equivale à metade da irradiada na direção principal.

equivale à metade da irradiada na direção principal. Estes ângulos definem a abertura da antena no

Estes ângulos definem a abertura da antena no plano horizontal e no plano vertical.

-3 dB = 50% da potência

principal. Estes ângulos definem a abertura da antena no plano horizontal e no plano vertical. -3

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

AntenasAntenas IsotrópicasIsotrópicas

Se a antena irradia ondas eletromagnéticas igualmente em todas as direções, ela é chamada de antena isotrópica.

O radiador isotrópico é um modelo idealizado (hipotético), seu diagrama de irradiação é uma esfera com densidade de potência uniforme.

é um modelo idealizado (hipotético), seu diagrama de irradiação é uma esfera com densidade de potência

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

dBidBi

Embora teórica e fisicamente inexistente, o radiador isotrópico é o padrão de referência para determinar o ganho das antenas.

Ex.: Um dipolo de meia onda em espaço livre apresenta um

de

ã o

ganho

concen rar

quando comparado à antena isotrópica.

de

t

2.15

dBi,

ou

seja,

possui

ã

uma

d

capacidade

á

i

x ma

i

di

rra

2 15 dB

.

i

a ma s na sua

di

reç

o

e m

Ao referenciar-se ao ganho de uma antena temos:

Ao radiador isotrópico usa-se a unidade dBi. Ao dipolo de meia onda, usa-se a unidade dBd.

a unidade dBi. Ao dipolo de meia onda, usa-se a unidade dBd. dBi = dBd +

dBi = dBd + 2,15 Ganho (dipolo λ/2) = 0 dBd Ganho (dipolo λ/2) = 2.15 dBi

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

DiretividadeDiretividade dede umauma AntenaAntena

Diretividade D é a propriedade de cada tipo de antena de irradiar energia mais fortemente em algumas direções que em outras.

A diretividade é obtida quantitativamente fazendo a relação entre o campo irradiado pela antena na direção de máxima irradiação e o campo que seria gerado por uma antena isotrópica que recebesse a mesma potência.

D =

E max

E iso

E max : Energia máxima da antena em estudo. E max estará sempre na direção = 0º.

E iso : Energia da antena isotrópica.

= 0º. E i s o : Energia da antena isotrópica. A diretividade D assumirá valores

A diretividade D assumirá valores 1. Quanto maior for o valor de D mais diretiva será a antena.

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

RendimentoRendimento dede radiaçãoradiação

Rendimento ou eficiência de radiação é a relação entre a potência efetivamente irradiada e a potência de RF entregue à antena

(%)

=

P irrad

P entregue

100

Se 100, indica que parte da potência entregue à antena não foi irradiada. A possíveis fontes de perdas são: dissipação térmica nas partes resistivas, fugas de RF nos conectores e isoladores, descasamentos de impedância, etc. A eficiência de uma antena diz respeito ao seu projeto eletromagnético e geralmente deve está compreendida entre 90% e 95%.

de uma antena diz respeito ao seu projeto eletromagnético e geralmente deve está compreendida entre 90%

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

GanhoGanho

O ganho de potência de uma antena é muito parecido com a diretividade mas leva em consideração a eficiência deradiação. Matematicamente, o ganho é o resultado do produto da eficiência pela diretividade.

G =

D

D = Diretividade η = Eficiência

o ganho é o resultado do produto da eficiência pela diretividade. G = D D =

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

CálculoCálculo dada potênciapotência efetivamenteefetivamente irradiadairradiada (ERP)(ERP)

Effective Radiation Power (ERP) é a potência realmente irradiada pela antena

ERP = P + G perdas

t

ERP [dBW, dBm] = potência irradiada

P t [dBW, dBm] = potência de transmissão (potência entregue à antena)

G [dBi] = ganho da antena em relação ao irradiador isotrópico

Perdas [dB] = resultante de perdas

entregue à antena) G [dBi] = ganho da antena em relação ao irradiador isotrópico Perdas [dB]

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

CálculoCálculo dada potênciapotência efetivamenteefetivamente irradiadairradiada (ERP)(ERP)

Exemplo: Calcule a ERP de uma estação transmissora terrena de satélite com amplificador de 2kW (33dBW), antena com 64dBi de ganho e perdas -7dB.

ERP

=

33(

dBW

)

+

64(

dBi

)

7(

dB

)

ERP

= 90

dBW

de ganho e perdas -7dB. ERP = 33 ( dBW ) + 64 ( dBi )

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

TiposTipos dede AntenasAntenas

Espinha de Peixe Yagi Painel Setorial Parábolas Log – Periódicas Helicoidal

dede AntenasAntenas Espinha de Peixe Yagi Painel Setorial Parábolas Log – Periódicas Helicoidal

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

EspinhaEspinha dede PeixePeixe

É composta por elementos ativos, dipolos simples, que são dispostos ligados em paralelo.

Geralmente utilizada como antena receptora. Apresenta baixa impedância e banda de passagem larga, destinando-se a locais de sinal forte, com muitas estações.

Apresenta baixa impedância e banda de passagem larga, destinando-se a locais de sinal forte, com muitas

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

YagisYagis

Apresentam grande alcance com uma pequena área de cobertura – diretiva

Antena composta de um refletor (simples ou grade) um dipolo (simples ou dobrado) e vários diretores. Somente o dipolo é alimentado.

e vários diretores. Somente o dipolo é alimentado. Pode ser instalada na polarização vertical ou horizontal

Pode ser instalada na polarização vertical ou horizontal – polarização linear.

São utilizadas geralmente em sistemas ponto a ponto. A instalação da antenas Yagi é complicada, pois uma antena deve ficar apontada exatamente para a outra, cada uma no topo de um prédio ou morro, de forma que não exista nenhum obstáculo entre as duas.

para a outra, cada uma no topo de um prédio ou morro, de forma que não
para a outra, cada uma no topo de um prédio ou morro, de forma que não

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

YagiYagi

YagiYagi YagiYagiYagiYagi comcomcomcom 5555

YagiYagiYagiYagi comcomcomcom 5555 elementos:elementos:elementos:elementos: 1111 dipolo,dipolo,dipolo,dipolo, 1111 refletorrefletorrefletorrefletor eeee 3333 dirediredirediretorestorestorestores

DipoloDipolo DipoloDipoloDipoloDipolo
DipoloDipolo
DipoloDipoloDipoloDipolo

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

PainéisPainéis SetoriaisSetoriais

Antena composta por um conjunto de dipolos alimentados em fase, e uma chapa refletora.

Utilização: para enlaces ponto – multiponto, onde o ângulo de abertura da antena, atende a uma determinada região.

O ganho e o ângulo de abertura de um painel depende do número de dipolos, das dimensões da chapa refletora, da distância entre os dipolos e sua eficiência na alimentação dos dipolos.

Podem ser construídos com dipolos na pol. vertical, horizontal ou 45 graus.

sua eficiência na alimentação dos dipolos. Podem ser construídos com dipolos na pol. vertical, horizontal ou
sua eficiência na alimentação dos dipolos. Podem ser construídos com dipolos na pol. vertical, horizontal ou
sua eficiência na alimentação dos dipolos. Podem ser construídos com dipolos na pol. vertical, horizontal ou

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

ParábolasParábolas

Consiste em uma antena (alimentador) que ilumina um refletor parabólico que re-irradia essa energia na direção de máximo ganho.

Seu ganho é elevado, logo apresenta pequeno ângulo de abertura – antenas diretivas

de grandes

distâncias, e na recepção de TV SAT na faixa de 2,4 a 2,5 GHz.

São utilizados

para

enlaces

Sua polarização em geral é linear e o ajuste é obtido através do giro de 90 graus do alimentador e do refletor. Nas parabólicas sólidas, gira-se apenas o alimentador.

obtido através do giro de 90 graus do alimentador e do refletor. Nas parabólicas sólidas, gira-se
obtido através do giro de 90 graus do alimentador e do refletor. Nas parabólicas sólidas, gira-se
obtido através do giro de 90 graus do alimentador e do refletor. Nas parabólicas sólidas, gira-se

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

ParábolasParábolas

As antenas parabólicas podem ter refletores do tipo sólido ou vazado.

Quanto à sua posição de alimentação, pode ser do tipo focal point ou off- set.

Existem vários tipos de alimentação, mas o fundamental é que o diagrama de irradiação do alimentador coincida com as bordas do refletor.

Focal Point Off-Set Refletor Parabólico Ponto focal no centro Ponto focal fora do centro
Focal Point
Off-Set
Refletor
Parabólico
Ponto focal no
centro
Ponto focal
fora do centro

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

LogLog -- PeriódicasPeriódicas

Antena utilizada em serviços onde necessitam de uma grande largura de banda (BW). Consiste em vários dipolos de tamanhos e distâncias diferentes, onde ao final, o conjunto ressona em uma largura de banda maior.

Possuem um ganho inferior às yagis, quando comparadas pelo tamanho.

São utilizadas em enlaces ponto a ponto.

Seus diagramas de radiação são similares às yagis .

Podem ser instaladas na polarização vertical ou horizontal.

Seus diagramas de radiação são similares às yagis . Podem ser instaladas na polarização vertical ou

AntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenasAntenas

HelicoidalHelicoidal

Estas antenas utilizam a polarização circular.

São bastante comuns em utilização na comunicação via satélite, pois não precisam ajuste de polarização. Muito utilizadas nas faixas de VHF e UHF.

Muito utilizada em GPS no controle de navegação, pois apresentam uma abertura compatível com o ângulo do sinal irradiado pelos satélites.

no controle de navegação, pois apresentam uma abertura compatível com o ângulo do sinal irradiado pelos

AntenaAntena vendidavendida nasnas lojaslojas dede utensíliosutensílios domésticos.domésticos.

Eficientíssima! Você adquire dois tipos de antenas pelo

que um

tipo de antena funciona um pouquinho melhor que a

preço de uma! Possui um único probleminha

é

outra. Qual delas funciona menos pior?

funciona um pouquinho melhor que a preço de uma! Possui um único probleminha é outra. Qual
funciona um pouquinho melhor que a preço de uma! Possui um único probleminha é outra. Qual