Você está na página 1de 4

SIGA OS PASSOS DELE

ENTREVISTA

EDUCAÇÃO FÍSICA – ATIVIDADE FÍSICA REGULAR –


“MOVIMENTO” – ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA – MEDITAÇÃO –
SONO REPARADOR –

Entrevista com Nuno Cobra – Revista Saúde! 235 – abril 2003

Priscila Boccia,

Nuno Cobra persegue seu grande prêmio: convencer gente comum a


incluir exercícios no dia-a-dia. É sobre isso que ele fala nesta
entrevista.

Nuno Cobra garante que aplica os ensinamentos do seu livro, A


Semente da Vitória. Nele o guro destaca que a atitude positiva têm
três alicerces: sono, alimentação e atividade física, nessa ordem.

Forte, ágil, confiante e bem-humorado aos 64 anos, Nuno Cobra é o


cartão de visitas de uma filosofia de vida que se empenha em divulgar.
Ao pregar que o corpo, mente, emoção e espírito devem ser
trabalhados em conjunto, o professor de educação física de São José
do Rio Pardo, no interior paulista, tornou-se respeitado
internacionalmente.

No currículo acumula um pódio atrás do outro. Foi preparador físico e


mental de feras como Ayrton Senna, Mika Hakkinen e Christian
Fittipaldi. Seu livro, A Semente da vitória, há três anos na lista dos
mais vendidos da revista VEJA, já ultrapassou a marca dos 187 mil
exemplares. O sucesso nas livrarias está lhe rendendo um assédio
sem igual – de gente que deseja melhorar a qualidade de vida. Para
Nuno, isso é fácil e está ao alcance de todos.

Saúde! A experiência de um esportista serve para gente comum, que


deseja simplesmente praticar exercícios?
Nuno Cobra: Sim, dá até para fazer uma analogia. Assim como o
know-how da Fórmula 1 se transfere para os carros de passeio, o
trabalho com atletas é semelhante ao aplicado em gente comum.
Mudam as exigências de desempenho.

Saúde! Como é o método Nuno Cobra?


Nuno Cobra: Os exercícios são conhecidos: caminhada, corrida e
alongamento, por exemplo. A diferença é que, em vez de ficar
apontando falhas, eu valorizo a melhora no desempenho. Assim o
sucesso fica evidente e a pessoa caba se empolgando.

Saúde! Deve-se planejar o início de um programa de exercícios?


Nuno Cobra: Não. É preferível ir fazer. A prática é 1 milhão de vezes
mais fácil que a teoria. Ao se planejar demais, entra em cena a
imaginação, vem todo aquele recalque e começa-se a achar que vai
ser difícil. Aí, não vai conseguir iniciar nada. É proibido pensar!

É simples: não pense muito. Comece a praticar um exercício e


pronto.

Saúde! E depois, como tornar a atividade física um hábito?


Nuno Cobra: Isso acontece naturalmente. O prazer surge com o
tempo. Mas, claro, é preciso dedicação. A pessoa deve se convencer
de que a atividade física lhe trará saúde e investir algum tempo nisso.

Saúde! Mas qual deve ser o ritmo?


Nuno Cobra: Se pensar que terá de caminhar todos os dias de sua
vida, você nem vai começar. No inínio, o ideal é praticar exercícios em
dia alternados. Pode ser quatro vezes por semana, dia sim, dia não ...
Ou dois sim, um não. Em pouco tempo você vai acordar querendo
correr sempre, simplesmente porque é muito gostoso.

Saúde! Alguns especialistas em fitness vivem repetindo que o


importante é a pessoa fazer o que gosta. Você concorda?
Nuno Cobra: Não existe isso. A gente gosta do que faz. Não dá para
gostar sem experimentar. Conheça vários esportes, envolva-se e
lembre-se da necessidade de movimento.

Saúde! Como Assim?


Nuno Cobra: É que herdamos uma necessidade de movimento. No
passado o homem caminhava e caçava. Nos últimos 100 anos,
principalmente, a tecnologia mudou essa realidade. Só que nosso
corpo continua programado para o movimento. Se não nos mexemos,
a máquina humana se atrofia.

Saúde! A obsessão pela vitória ou, no caso de gente comum, por


mudanças no corpo não é prejudicial?
Nuno Cobra: Claro que é. E basta você querer a vitória para chutá-la
longe. Eu fiz muitos atletas serem campeões destacando a
importância do não pensar.
Não se deve partir com a idéia fixa de ganhar, mas apenas em obter
concentração. Chegar lá é uma decorrência natural do envolvimento
no trabalho. Dê o melhor que pode e a vitória aparece. Isso se aplica
ao alto competidor e à pessoa comum.

Saúde! É por isso que tanta gente desiste da ginástica?


Nuno Cobra: Sim, principalmente em academias, porque ali a
preocupação costuma ser apenas estética. Daí o exercício se torna
muito agressivo. A conquista vem gradativamente. Você faz e se
empolga com as transformações. Sente-se bem, com mais energia,
além de ganhar fôlego.

Saúde! Uma companhia nessas horas é importante?


Nuno Cobra: O mais importante é o seu relacionamento consigo
mesmo. Esportes individuais proporcionam momentos grandiosos.

Saúde! Por que?


Nuno Cobra: Porque durante a caminhada, por exemplo, ocorre uma
meditação ativa. É nesse momento que a pessoa se interioriza. Está
errado caminhar ouvindo música ou diante da televisão. A pessoa
precisa estar consigo mesma.

Saúde! A ajuda de um instrutor é indispensável?


Nuno Cobra: Ele funciona como um gatilho, mas é a própria pessoa a
responsável por sua conquista. Nas palestras que faço pelo Brasil,
noto como o meu livro ajuda. Os leitores puderam fazer, sozinhos,
algo por si mesmos. Começam a praticar exercícios, dar mais atenção
ao sono, tomar mais água, respirar melhor... O método mostra o
caminho, mas o indivíduo precisa percorrê-lo.
Saúde! Você segue tudo que está no livro? Dorme bem, come direito,
se exercita sempre?
Nuno Cobra: A minha rotina é a seguinte: às 5 horas da tarde saio do
escritório, atravesso a rua e chego em casa. Aí medito por 15 minutos,
alongo o corpo e tomo um banho. Janto às 6 e, às 7 e meia, visto o
pijama. Depois das 8 estou dormindo. Às 5 da manhã eu acordo, pois
já descansei por nove horas. Antes de sair da cama, me espreguiço.
Depois de uma sessão de alongamento, corro por meia hora. Na volta
entro na piscina. Às segundas, quartas e sextas também pratico
exercícios na barra fixa. Adoro fazer oitavas, pois trabalhei muitos
anos em circo. Pode pegar no meu braço (eu me aproximo e faço o
que ele diz).

Saúde! Nossa! Seu braço é muito forte. Quantos giros você faz?
Nuno Cobra: Eu dou umas nova, dez oitavas, assim, sem por o pé no
chão (mostra o movimento). São 20 minutos de pura satisfação. Com
essa rotina começo o dia bem e chego ao escritório matando.

Saúde! Você está escrevendo um novo livro, não é?


Nuno Cobra: Estou escrevendo dois. Tudo o que eu contei a você é o
apêndice de um livro que vai se chamar O Movimento. E também
estou preparando uma continuação do primeiro. Será A Semente da
Vitória 2. “Quando começam a aparecer as modificações físicas, eu
falo para meus pupilos: ‘Você está ficando você. Antes, você era um
massacre de você mesmo’.”

Fonte:
Revista Saúde! N. 235 - Abril de 2003, pág. 58-61