Você está na página 1de 30

RADIAÇÃO E

RADIOATIVIDADE
MSc MARCIO RODRIGUES MIRANDA
LABORATÓRIO DE TRAÇADORES WOLFGANG CHRISTIAN
PFEIFFER
INSTITUTO DE BIOFÍSICA CARLOS CHAGAS FILHO
topo@biof.ufrj.br
RADIAÇÃO x RADIAÇÃO IONIZANTE

Radiação:
(i) qualquer dos processos físicos de emissão e propagação
de energia, seja por intermédio de fenômenos ondulatórios,
seja por meio de partículas dotadas de energia cinética.

(ii) energia que se propaga de um ponto a outro no espaço ou


num meio material (Novo Dicionário Aurélio da Língua
Portuguesa).
„ Radiação Ionizante: radiação cuja energia é
superior à energia de ligação dos elétrons de um
átomo com o seu núcleo; radiações cuja energia
é suficiente para arrancar elétrons de seus
orbitais.
NUCLIDEOS, RADIONUCLÍDEOS,
RADIOATIVIDADE

„ NÚMERO ATÔMICO = NO. DE PRÓTONS ≈ NO. DE ELÉTRONS

„ NÚMERO DE MASSA = NO. DE PRÓTONS + NO. DE NEUTRONS

„ A RELAÇÃO PRÓTON/NEUTRON PODE VARIAR DENTRO DE


CERTOS LIMITES: 16O, 17O E 18O SÃO NUCLÍDEOS OU ISÓTOPOS
DE OXIGENIO QUE DIFEREM NO NO. DE MASSA (ISO = MESMO,
TOPOS = LUGAR Onde? Na tabela periodica). Nenhum dos nuclideos de
Oxigenio é radioativo
ISÓTOPOS
RADIOATIVIDADE

TRANSMUTAÇÃO RADIOATIVA
PARTÍCULA ALFA
4He
2

NÚCLEO

Eα AX
Z N

A - 4X
Z-2 N-2
PARTÍCULA BETA

n +p + -e + v

AX Eβ-
+p n + +e + v
Z N

AY
Z+1 N-1

Eβ+ AX
Z N

AY
Z-1 N+1
RADIAÇÃO GAMA

γ
RAIOS X
RAIOS X SÃO
RADIAÇÕES
ATÔMICAS
PARTÍCULA x ONDA
a) partículas: possui massa, carga elétrica e
velocidade, esta dependente do valor de sua
energia;

b) ondas eletromagnéticas: não possuem massa e


se propagam com a velocidade de 300.000
km/s, para qualquer valor de sua energia. São
da mesma natureza da luz e das ondas de
transmissão de rádio e TV.
DESINTEGRAÇÃO OU TRANSMUTAÇÃO
RADIOATIVA

‰ Ao emitir as partículas radioativas (α e β) o


elemento se transforma ou se transmuta em outro, de
comportamento químico diferente. Essa
transmutação resulta em uma diminuição gradual de
massa e atividade.
239Pu 235U + 4He
94 92 2 + ENERGIA
ATIVIDADE DE UMA AMOSTRA

„ As emissões de radiação são feitas de modo imprevisto e não se


pode adivinhar o momento em que um determinado núcleo irá
emitir radiação.
„ Para a grande quantidade de átomos existente em uma amostra
espera-se que um certo número de emissões ou transformações
em cada segundo. Essa .taxa. de transformações é denominada
atividade da amostra.

Unidades de atividade:
Bq (Becquerel) = 1 dps (desintegração por segundo)
Ci (Curie) = 3,7 x 1010 Bq
Meia-vida

‰ Tempo necessário para a atividade de um elemento radioativo


ser reduzida à metade da atividade inicial.

131I

131I
SÉRIES RADIOATIVAS NATURAIS
CONSEQÜÊNCIAS FÍSICAS E QUÍMICAS DA INTERAÇÃO
DAS RADIAÇÕES IONIZANTES COM A MATÉRIA

„ Ao arrancarem, aleatoriamente, elétrons das camadas


eletrônicas de átomos, as radiações ionizantes
contribuem para romper o equilíbrio entre as cargas
positivas e negativas do átomo.

„ À introdução de cargas elétricas livres em um meio


irradiado, segue-se um rearranjo eletrônico que pode
envolver elétrons de outros átomos e moléculas. Este
rearranjo de elétrons tem como conseqüência o
restabelecimentodo equilíbrio perdido
RADIÓLISE DA ÁGUA
CONSEQÜÊNCIAS BIOLÓGICAS DA INTERAÇÃO
DAS RADIAÇÕES IONIZANTES COM UM SER VIVO

5’ 3’ 5’ 3’

RADIAÇÃO RADIAÇÃO

3’ 5’ 3’ 5’

MUTAÇÃO QUEBRA DA MOLÉCULA


Consequências da Irradiação da
Molécula de DNA
INTERAÇÃO DAS RADIAÇÕES IONIZANTES COM A
MATÉRIA

PAPEL ESTANHO CHUMBO


APLICAÇÕES
RADIODIAGNÓSTICO
AUTORADIOGRAFIA

AUTORADIOGRAFIA DE UMA AVENCA DE POÇOS DE CALDAS


MARCADOR

A)

B)
DATAÇÃO
FAIXA BÔNUS
ENERGIA NUCLEAR
FISSÃO NUCLEAR E FISSÃO
NUCLEAR EM CADEIA