ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

Introdução

A “ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA” OU “ARQUITETURA SOLAR PASSIVA” VISA
COMPREENDER AS VARIÁVEIS CLIMÁTICAS EXISTENTES NO LOCAL (SOL, VENTO,
ÁGUA) E, COMO ESSAS VARIÁVEIS PODEM INTERAGIR COM O EDIFÍCIO DE
FORMA POSITIVA E PROPICIAR AS CONDIÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO
ADEQUADAS A CADA ESPAÇO.

ESTRATÉGIAS BIOCLIMÁTICAS: “SÃO REGRAS GERAIS QUE SE DESTINAM A
ORIENTAR A CONCEPÇÃO DO EDIFÍCIO TIRANDO PARTIDO DAS CONDIÇÕES
CLIMÁTICAS DE CADA LOCAL.”

COMO O CONSUMO ENERGÉTICO DEPENDE DAS CONDIÇÕES DE CONFORTO
QUE OS OCUPANTES QUEREM ATINGIR, SE O EDIFÍCIO ESTIVER POUCO
ADAPTADO AO CLIMA SERÁ NECESSÁRIO MAIOR CONSUMO DE ENERGIA PARA
ATINGIR AS CONDIÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO PRETENDIDO.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Introdução O PROJETO DE UM EDIFÍCIO SOLAR PASSIVO OU BIOCLIMÁTICO DEVERÁ: .” .SABER SE O CLIMA É FAVORÁVEL A ESSES GANHOS SOLARES NAS DIFERENTES ESTAÇÕES DO ANO.COMEÇAR POR UMA CRITERIOSA ESCOLHA DA IMPLANTAÇÃO E DA ORIENTAÇÃO DO EDIFÍCIO. E QUAIS OS CUIDADOS A TER QUANTO ÀS PROTECÇÕES SOLARES NO PERÍODO DE VERÃO. DE FORMA A OTIMIZAR OS GANHOS SOLARES NO MESMO. “O CONHECIMENTO DA TEMPERATURA AO LONGO DO ANO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA EM VIRTUDE DE SEU PAPEL NO ESTABELECIMENTO DE FLUXOS ENERGÉTICOS: PERDAS E GANHOS TÉRMICOS E DO POTENCIAL EM TERMOS DE VENTILAÇÃO NATURAL. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto ESTRATÉGIAS DE PROJETO Arquitetura Bioclimática .

Ventilação .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Use os PRINCÍPIOS DO MOVIMENTO DO AR para adaptar os dados de ventilação coletados em aeroportos ao nível aproximado de ventilação em determinado sítio.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação A VENTILAÇÃO CRUZADA através dos recintos é incrementada com o uso de grandes aberturas nos lados de pressão e sucção dos ventos. .

.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Áreas externas A ORGANIZAÇÃO DE ÁREAS EXTERNAS em relação ao sol e o vento pode ampliar as estações com conforto externo.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto A VENTILAÇÃO POR EFEITO CHAMINÉ através dos recintos é incrementada com o aumento da distância entre as aberturas altas e as baixas. Efeito chaminé .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Coletores de vento OS COLETORES DE VENTO podem capturar as brisas acima do nível da cobertura nas edificações cujas janelas têm pouco acesso à ventilação. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Torres de Esfriamento TORRES DE ESFRIAMENTO POR EVAPORAÇÃO podem fornecer ar frio aos recintos sem a necessidade de ventiladores ou vento. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Torres de Esfriamento TORRES DE ESFRIAMENTO POR EVAPORAÇÃO podem fornecer ar frio aos recintos sem a necessidade de ventiladores ou vento. .

captadores térmicos e espelhos d’água Casa com “selo verde” em Giessen. Alemanha. . Anke Lubenow e Carsten Peters.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Umidificação/ Energia solar Teto jardim. células fotovoltáicas.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Umidificação/ Energia solar .

França. Marc Daufresne e Ivan Le Garrec .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Brises de aumento da luz natural BRISES DE AUMENTO DA LUZ NATURAL podem proteger as janelas dos ganhos térmicos solares e. ao mesmo tempo. Casa com “selo verde” em Ferret. preservar a visibilidade celeste e reduzir o ofuscamento.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto ZONAS DE TRANSIÇÃO TÉRMICA: os recintos que podem tolerar oscilações de temperatura podem ser localizados entre os espaços protegidos e o calor ou frio indesejável. Zonas de transição térmica .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Iluminação de um Recinto por outro A ILUMINAÇÃO NATURAL DE UM RECINTO ATRAVÉS DE OUTRO é possível quando pequenos espaços forem organizados adjacentes a espaços maiores ou mais altos. .

. relacionando-os tanto horizontalmente (em planta) como verticalmente (em corte).ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Insolação profunda Uma INSOLAÇÃO PROFUNDA em edificações espessas depende de uma organização eficaz dos espaços.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Insolação profunda .

Condicionamento térmico .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto O CONDICIONAMENTO TÉRMICO PASSIVO POR TALUDES pode ser usado para proteger edificações dos extremos de calor e frio e para obter-se uma freção da carga de esfriamento.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto PLANTAS BAIXAS COMPACTAS reduzem a área de pele e. as perdas e os ganhos térmicos. . portanto.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto EDIFICAÇÕES PERMEÁVEIS podem conjugar estratégias com plantas livres e cortes com as estratégias da ventilação cruzada. ventilação por efeito chaminé ou ambas. Edificações permeáveis .

.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ganho térmico PAREDES DE ACUMULAÇÃO coletam e acumulam calor solar na periferia de um recinto.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Esquema de funcionamento de uma Parede de Trombe Inverno /Outono e Primavera/Verão Ganho térmico .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ganho térmico SISTEMA DE GANHO ISOLADO ESTUFAS E COLETORES DE AR Moradia Unifamiliar com Estufa – Vale do Rosal Inverno e Verão com proteção de vegetação Arq. Fausto Simões .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful