ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA

Estratégias de projeto

Introdução

A “ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA” OU “ARQUITETURA SOLAR PASSIVA” VISA
COMPREENDER AS VARIÁVEIS CLIMÁTICAS EXISTENTES NO LOCAL (SOL, VENTO,
ÁGUA) E, COMO ESSAS VARIÁVEIS PODEM INTERAGIR COM O EDIFÍCIO DE
FORMA POSITIVA E PROPICIAR AS CONDIÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO
ADEQUADAS A CADA ESPAÇO.

ESTRATÉGIAS BIOCLIMÁTICAS: “SÃO REGRAS GERAIS QUE SE DESTINAM A
ORIENTAR A CONCEPÇÃO DO EDIFÍCIO TIRANDO PARTIDO DAS CONDIÇÕES
CLIMÁTICAS DE CADA LOCAL.”

COMO O CONSUMO ENERGÉTICO DEPENDE DAS CONDIÇÕES DE CONFORTO
QUE OS OCUPANTES QUEREM ATINGIR, SE O EDIFÍCIO ESTIVER POUCO
ADAPTADO AO CLIMA SERÁ NECESSÁRIO MAIOR CONSUMO DE ENERGIA PARA
ATINGIR AS CONDIÇÕES DE CONFORTO TÉRMICO PRETENDIDO.

DE FORMA A OTIMIZAR OS GANHOS SOLARES NO MESMO. E QUAIS OS CUIDADOS A TER QUANTO ÀS PROTECÇÕES SOLARES NO PERÍODO DE VERÃO.SABER SE O CLIMA É FAVORÁVEL A ESSES GANHOS SOLARES NAS DIFERENTES ESTAÇÕES DO ANO.” .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Introdução O PROJETO DE UM EDIFÍCIO SOLAR PASSIVO OU BIOCLIMÁTICO DEVERÁ: .COMEÇAR POR UMA CRITERIOSA ESCOLHA DA IMPLANTAÇÃO E DA ORIENTAÇÃO DO EDIFÍCIO. . “O CONHECIMENTO DA TEMPERATURA AO LONGO DO ANO É DE EXTREMA IMPORTÂNCIA EM VIRTUDE DE SEU PAPEL NO ESTABELECIMENTO DE FLUXOS ENERGÉTICOS: PERDAS E GANHOS TÉRMICOS E DO POTENCIAL EM TERMOS DE VENTILAÇÃO NATURAL.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto ESTRATÉGIAS DE PROJETO Arquitetura Bioclimática .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Use os PRINCÍPIOS DO MOVIMENTO DO AR para adaptar os dados de ventilação coletados em aeroportos ao nível aproximado de ventilação em determinado sítio. Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação .

.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ventilação A VENTILAÇÃO CRUZADA através dos recintos é incrementada com o uso de grandes aberturas nos lados de pressão e sucção dos ventos.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Áreas externas A ORGANIZAÇÃO DE ÁREAS EXTERNAS em relação ao sol e o vento pode ampliar as estações com conforto externo. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto A VENTILAÇÃO POR EFEITO CHAMINÉ através dos recintos é incrementada com o aumento da distância entre as aberturas altas e as baixas. Efeito chaminé .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Coletores de vento OS COLETORES DE VENTO podem capturar as brisas acima do nível da cobertura nas edificações cujas janelas têm pouco acesso à ventilação. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Torres de Esfriamento TORRES DE ESFRIAMENTO POR EVAPORAÇÃO podem fornecer ar frio aos recintos sem a necessidade de ventiladores ou vento. .

.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Torres de Esfriamento TORRES DE ESFRIAMENTO POR EVAPORAÇÃO podem fornecer ar frio aos recintos sem a necessidade de ventiladores ou vento.

. Alemanha. células fotovoltáicas. captadores térmicos e espelhos d’água Casa com “selo verde” em Giessen.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Umidificação/ Energia solar Teto jardim. Anke Lubenow e Carsten Peters.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Umidificação/ Energia solar .

Casa com “selo verde” em Ferret. preservar a visibilidade celeste e reduzir o ofuscamento. ao mesmo tempo.ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Brises de aumento da luz natural BRISES DE AUMENTO DA LUZ NATURAL podem proteger as janelas dos ganhos térmicos solares e. França. Marc Daufresne e Ivan Le Garrec .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto ZONAS DE TRANSIÇÃO TÉRMICA: os recintos que podem tolerar oscilações de temperatura podem ser localizados entre os espaços protegidos e o calor ou frio indesejável. Zonas de transição térmica .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Iluminação de um Recinto por outro A ILUMINAÇÃO NATURAL DE UM RECINTO ATRAVÉS DE OUTRO é possível quando pequenos espaços forem organizados adjacentes a espaços maiores ou mais altos. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Insolação profunda Uma INSOLAÇÃO PROFUNDA em edificações espessas depende de uma organização eficaz dos espaços. . relacionando-os tanto horizontalmente (em planta) como verticalmente (em corte).

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Insolação profunda .

Condicionamento térmico .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto O CONDICIONAMENTO TÉRMICO PASSIVO POR TALUDES pode ser usado para proteger edificações dos extremos de calor e frio e para obter-se uma freção da carga de esfriamento.

portanto. as perdas e os ganhos térmicos. .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto PLANTAS BAIXAS COMPACTAS reduzem a área de pele e.

Edificações permeáveis .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto EDIFICAÇÕES PERMEÁVEIS podem conjugar estratégias com plantas livres e cortes com as estratégias da ventilação cruzada. ventilação por efeito chaminé ou ambas.

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ganho térmico PAREDES DE ACUMULAÇÃO coletam e acumulam calor solar na periferia de um recinto. .

ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Esquema de funcionamento de uma Parede de Trombe Inverno /Outono e Primavera/Verão Ganho térmico .

Fausto Simões .ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA Estratégias de projeto Ganho térmico SISTEMA DE GANHO ISOLADO ESTUFAS E COLETORES DE AR Moradia Unifamiliar com Estufa – Vale do Rosal Inverno e Verão com proteção de vegetação Arq.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful