Você está na página 1de 61
Projeto de Mecanismos (EMBRAER) Fev/2012

Projeto de Mecanismos

(EMBRAER)

Projeto de Mecanismos (EMBRAER) Fev/2012

Fev/2012

Atividades: Projeto de Mecanismos • Concepção de arquitetura de mecanismos • Elaboração de cinemáticas,

Atividades:

Projeto de Mecanismos

Concepção de arquitetura de mecanismos

Elaboração de cinemáticas, trade-offs de mecanismos, estudos de ergonomia, desenhos de interface e “hinge points”, análise zonal, etc.

Pré-dimensionamento de sistemas mecânicos (relação de transmissão, dimensionamento de molas, sistemas de balanceamento, perfis de cames, mecanismos de 4 barras,etc.)

Interpretação dos requisitos (p. ex.: homologação) e consolidação em “produto“

Detalhamento de peças e definição de interfaces

Acompanhamento e suporte à testes de desenvolvimento e certificação

Suporte operacional da frota.

e certificação • Suporte operacional da frota. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode
e certificação • Suporte operacional da frota. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Aspectos inerentes as atividades: Projeto de Mecanismos • Noções de Ergonomia (Flight Control/Portas) •

Aspectos inerentes as atividades:

Projeto de Mecanismos

Noções de Ergonomia (Flight Control/Portas)

Avaliação de fatores humanos ligados à projeto

Aplicação de Lessons learned

Pré-dimensionamento de sistemas mecânicos

Filosofia de Análise de falhas

Mitigação de riscos, avaliação de cenários

Design for Manufacturing and Assembly (DFMA)

Engenharia de Análise de Valor

Benchmarking (Boeing, Airbus, Bombardier, etc.)

Geometric Tolerancing and Dimensioning (GD&T)

etc.) • Geometric Tolerancing and Dimensioning (GD&T) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode
etc.) • Geometric Tolerancing and Dimensioning (GD&T) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Projeto de Mecanismos Tecnologias Comandos de Vôo Superfícies de Controle Portas e Janelas Trem de

Projeto de Mecanismos

Tecnologias

Comandos de Vôo

Superfícies de Controle

Portas e Janelas Trem de Pouso Diversos

de Controle Portas e Janelas Trem de Pouso Diversos Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Título da Apresentação

é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Título
Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou
Comandos de Vôo
Comandos de Vôo
Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida
Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Funções primárias: Comandos de Vôo – Funções Primárias • Os mecanismos aplicados em comandos tem

Funções primárias:

Comandos de Vôo Funções Primárias

Os mecanismos aplicados em comandos tem como objetivo minimizar os esforços de seus operadores e viabilizar os movimentos da aeronave na direção desejada

O profundor ou Elevator (Nose Down) mecanismos que quando acionando o manche no sentido de empurrar o mesmo, tende em baixar o nariz da aeronave resultando no atitude de descida.

O mesmo mecanismo quando acionado em sentido contrario, ou puxando o manche, tende a levantar o nariz da aeronave resultando na atitude de subida.

Vemos desta forma simplificada que todos os mecanismos tem como função básica transformar uma ação comandada em uma atitude de movimento.

uma ação comandada em uma atitude de movimento. • Estes movimentos seriam impossíveis de realizar devido

Estes movimentos seriam impossíveis de realizar devido ao grande esforço a ser

praticado pelos operadores. Porém, graças aos mecanismos utilizados ( Polias, eixos,

guinhois, cabos de aço, atuadores, setores, etc direcionar uma aeronave para a rota desejada.

Podemos com um esforço reduzido,

para a rota desejada. Podemos com um esforço reduzido, Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Requisitos Básicos: Comandos de Vôo – Requisitos Básicos • Criar mecanismos simples, leves, confiáveis e

Requisitos Básicos:

Comandos de Vôo Requisitos Básicos

Criar mecanismos simples, leves, confiáveis e robustos que possibilitem

executar movimentos nas superfícies que comandam a aeronave. Estes mecanismos podem ser : mecânicos, elétricos, hidráulicos, devem ser projetado de maneira fácil de instalar.

devem ser projetado de maneira fácil de instalar. Esta informação é propriedade da Embraer e não
devem ser projetado de maneira fácil de instalar. Esta informação é propriedade da Embraer e não
devem ser projetado de maneira fácil de instalar. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Comandos de Vôo Requisitos Básicos

Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Comandos de Vôo Requisitos Básicos

Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Tipos de mecanismos: Comandos de Vôo – Tipos e Classificação • Pequenos guinhóis, alavancas de

Tipos de mecanismos:

Comandos de Vôo Tipos e Classificação

Pequenos guinhóis, alavancas de acionamento, fechos de portas, sempre

gerando movimento.

• Mecanismos mais complexos como “quatro barras”, mecanismos de acionamento de portas e trem de pouso, gust lock.

Mecanismos conjugados são acionados mecanicamente porém atuam

válvulas hidráulicas, superfícies de comando etc

atuam válvulas hidráulicas, superfícies de comando etc Atuador hidráulico profundor comando profundor Esta
atuam válvulas hidráulicas, superfícies de comando etc Atuador hidráulico profundor comando profundor Esta
atuam válvulas hidráulicas, superfícies de comando etc Atuador hidráulico profundor comando profundor Esta

Atuador hidráulico profundor comando profundor

comando etc Atuador hidráulico profundor comando profundor Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo – Cames que conduzem um elemento (rolete) através de uma pista gerando

Comandos de Vôo

Cames que conduzem um elemento (rolete) através de uma pista gerando uma seqüência de movimentos.

Molas que geram movimentos e carga pré definidas.

Amortecedores, atuadores hidráulicos, atuadores elétricos e outros.

Engrenagens de diversos tipos, eixos com roscas para movimento (Acme, Trapezoidal, dente de serra, quadradas).

movimento (Acme, Trapezoidal, dente de serra, quadradas). Servo Piloto Automático Atuador Batente Variável Esta
Servo Piloto Automático Atuador Batente Variável
Servo Piloto
Automático
Atuador Batente
Variável
Servo Piloto Automático Atuador Batente Variável Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Comandos de Vôo Requisitos Básicos

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.
Comandos de Vôo – Requisitos Básicos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Comandos de Vôo Requisitos Básicos

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.
Elementos mecânicos aplicados: Comandos de Vôo - Elementos de Máquinas Aplicados • Entalhes ou Estriados,

Elementos mecânicos aplicados:

Comandos de Vôo - Elementos de Máquinas Aplicados

Entalhes ou Estriados, transmitem torque com garantia através de dentes usinados em eixos, guinhóis ou setores de comandos.

Rolamentos auto alinhaveis, precisão e baixo atrito em transmissão de movimentos

Pinos e Parafusos de fixação, garantem a união de vários elementos

de fixação, garantem a união de vários elementos Esta informação é propriedade da Embraer e não
de fixação, garantem a união de vários elementos Esta informação é propriedade da Embraer e não
de fixação, garantem a união de vários elementos Esta informação é propriedade da Embraer e não
de fixação, garantem a união de vários elementos Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo - Elementos de Máquinas Aplicados • Porcas auto frenantes, são porcas de

Comandos de Vôo - Elementos de Máquinas Aplicados

Porcas auto frenantes, são porcas de fixação com ação de freno em sua rosca, ou corpo dimensionado para travamento com cupilha.

Insertos auto frenantes, são roscas postiças que possuem internamente

alguns filetes deformados provocando ação de freno, normalmente são

usados em peças com resistência mecânica a tração baixa, ( alumínio, compostos)

mecânica a tração baixa, ( alumínio, compostos) • Anel de retenção, pino elástico entre outros também

Anel de retenção, pino elástico entre outros também são usados em retenção de elementos que realizam algum movimento ou contribuem para isso.

que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não
que realizam algum movimento ou contribuem para isso. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Superfícies de Controle Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou
Superfícies de Controle
Superfícies de Controle
Superfícies de Controle Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida
Superfícies de Controle Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Funções primárias: – Controle de atitude da aeronave: • Arfagem (Pitch – eixo transversal); •

Funções primárias:

Controle de atitude da aeronave:

Arfagem (Pitch eixo transversal);

Guinada (Yaw eixo vertical); e

Rolagem (Roll eixo longitudinal).

Podem ser:

Comandos de Vôo Funções Primárias

Podem ser: Comandos de Vôo – Funções Primárias – Superfícies Primárias: • Profundores • Leme •

Superfícies Primárias:

Profundores

Leme

Ailerons

Superfícies Secundárias:

Compensadores;

Hipersustendadores (Flapes, Slats, Spoilers, etc.)

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

etc.) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Comandos de Vôo As superfícies primárias controlam a atitude da aeronave nos três eixos principais.

Comandos de Vôo

As superfícies primárias controlam a atitude da aeronave nos três eixos principais. Foram desenvolvidas e aperfeiçoadas nos decorrer dos anos com essa finalidade.

e aperfeiçoadas nos decorrer dos anos com essa finalidade. Esta informação é propriedade da Embraer e
e aperfeiçoadas nos decorrer dos anos com essa finalidade. Esta informação é propriedade da Embraer e
e aperfeiçoadas nos decorrer dos anos com essa finalidade. Esta informação é propriedade da Embraer e
e aperfeiçoadas nos decorrer dos anos com essa finalidade. Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo PROFUNDORES: Controlam a aeronave em seu eixo tranversal . São dispositivos articulados

Comandos de Vôo

PROFUNDORES:
PROFUNDORES:

Controlam a aeronave em seu eixo tranversal. São dispositivos articulados no bordo de fuga do estabilizador horizontal. A atitude da aeronave, provocada pelo acionamento dos profundores

através do movimento da coluna do manche, é chamada de arfagem.

Quando comandados para baixo, o movimento resultante é chamado picagem (nariz para baixo) e quando comandado para cima (nariz para cima) é chamado cabragem.

comandado para cima (nariz para cima) é chamado cabragem . Esta informação é propriedade da Embraer
comandado para cima (nariz para cima) é chamado cabragem . Esta informação é propriedade da Embraer

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

LEME: Comandos de Vôo Controla a aeronave em seu eixo vertical e é articulado na
LEME:
LEME:

Comandos de Vôo

Controla a aeronave em seu eixo vertical e é articulado na parte traseira do

estabilizador vertical.

Ele se movimenta para a esquerda e para a direita, e é controlado pelo piloto através dos pedais. Numa curva para a esquerda, por exemplo, se a aeronave tende para a direita, uma suave pressão sobre o pedal esquerdo causará ao bordo de fuga

do leme defletir para a esquerda, corrigindo essa tendência.

leme defletir para a esquerda, corrigindo essa tendência. Esta informação é propriedade da Embraer e não
leme defletir para a esquerda, corrigindo essa tendência. Esta informação é propriedade da Embraer e não
leme defletir para a esquerda, corrigindo essa tendência. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

AILERONS Controlam a aeronave em seu eixo longitudinal. São dispositivos articulados no bordo de fuga
AILERONS
AILERONS

Controlam a aeronave em seu eixo longitudinal. São dispositivos articulados no bordo de fuga da asa localizados

próximos à ponta desta.

Os ailerons, um em cada semi-asa, se movimentam simultaneamente e em direções opostas. Quando o aileron da semi-asa esquerda sobe, o aileron da

semi-asa direita desce e vice-versa.

O diferencial de fluxo de ar gerado por essa movimentação é o responsável pela atitude de rolagem da aeronave.

Comandos de Vôo

pela atitude de rolagem da aeronave. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e
pela atitude de rolagem da aeronave. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e
pela atitude de rolagem da aeronave. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

As superfícies secundárias: Comandos de Vôo • Auxiliam a operação segura das superfícies primárias; •

As superfícies secundárias:

Comandos de Vôo

Auxiliam a operação segura das superfícies primárias;

Reduzem os esforços dos pilotos durante o vôo;

Permitem melhores condições de operação em determinadas fases do vôo.

condições de operação em determinadas fases do vôo. Esta informação é propriedade da Embraer e não
condições de operação em determinadas fases do vôo. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

do vôo. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem
do vôo. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem
Comandos de Vôo Compensadores: São dispositivos auxiliares de controle cuja finalidade é eliminar tendências

Comandos de Vôo

Compensadores:

São dispositivos auxiliares de controle

cuja finalidade é eliminar tendências indesejáveis de vôo. Na prática, são pequenas superfícies articuladas nas superfícies de controle que, também, têm a função de compensar o avião em diferentes altitudes e reduzir a carga de trabalho dos pilotos.

Todas as aeronaves possuem compensador nos profundores ou controle do estabilizador, porém, somente as aeronaves mais sofisticadas possuem

compensadores nos lemes de direção e

ailerons.

possuem compensadores nos lemes de direção e ailerons. Esta informação é propriedade da Embraer e não
possuem compensadores nos lemes de direção e ailerons. Esta informação é propriedade da Embraer e não
possuem compensadores nos lemes de direção e ailerons. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Flapes: São empregados como geradores de sustentação em baixas velocidades. Permitem uma rápida descida sem

Flapes:

São empregados como geradores de

sustentação em baixas velocidades. Permitem uma rápida descida sem um aumento de velocidade. São usados para auxiliar as aeronaves durante a decolagem quando se quer utilizar um mínimo de espaço (pista) com um mínimo de velocidade. Em geral, são instalados no bordo de fuga da asa, próximo à fuselagem.

Eles não podem ser movimentados diferencialmente como os ailerons; movem-se juntos (simetricamente) para

baixo, aumentando a curvatura efetiva

da asa.

Comandos de Vôo

aumentando a curvatura efetiva da asa. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e
aumentando a curvatura efetiva da asa. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e
aumentando a curvatura efetiva da asa. Comandos de Vôo Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

“Slats” e “Slots”: Comandos de Vôo A principal função dos “slats” e dos “slots” é

“Slats” e “Slots”:

Comandos de Vôo

A principal função dos “slats” e dos “slots” é primordialmente a mesma: permitir

um maior ângulo de ataque da asa antes de ocorrer o fenômeno de “stall”

(perda de sustentação).

A diferença básica entre eles é que um é fixo (“slot”) e o outro é móvel (“slat”).

Os slots de asa são normalmente instalados no bordo de ataque à frente dos ailerons, pois, se o estol começar na raiz da asa e houver redução significativa da sustentação causando o abaixamento do nariz, ainda haverá um bom fluxo de ar sobre os ailerons e o controle lateral será mantido.

de ar sobre os ailerons e o controle lateral será mantido. Esta informação é propriedade da
de ar sobre os ailerons e o controle lateral será mantido. Esta informação é propriedade da
de ar sobre os ailerons e o controle lateral será mantido. Esta informação é propriedade da
de ar sobre os ailerons e o controle lateral será mantido. Esta informação é propriedade da

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Comandos de Vôo Spoilers: Grandes jatos, às vezes, utilizam painéis articulados que se elevam da

Comandos de Vôo

Comandos de Vôo Spoilers: Grandes jatos, às vezes, utilizam painéis articulados que se elevam da parte

Spoilers:

Grandes jatos, às vezes, utilizam painéis articulados que se elevam da parte superior da asa, para destruir a sustentação naquela área e, dessa forma, aumentar a razão de descida. Os spoilers podem também ter função diferenciada que, juntamente com os ailerons, aumenta o controle lateral a baixas velocidades.

ailerons, aumenta o controle lateral a baixas velocidades. Speed Brakes (Freios Aerodinâmicos): As aeronaves de alto
ailerons, aumenta o controle lateral a baixas velocidades. Speed Brakes (Freios Aerodinâmicos): As aeronaves de alto

Speed Brakes (Freios Aerodinâmicos):

As aeronaves de alto desempenho

precisam, às vezes, reduzir sua velocidade

bruscamente enquanto pousam. Dispositivos (painéis) operados hidraulicamente, montados na fuselagem ou na parte superior da asa, podem ser defletidos contra a corrente de ar, para criar uma quantidade excessiva de arrasto

reduzindo, assim, a velocidade da

aeronave.

Speed Brake
Speed Brake
reduzindo, assim, a velocidade da aeronave. Speed Brake Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Portas e Janelas Removíveis Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada
Portas e Janelas Removíveis
Portas e Janelas
Removíveis
Portas e Janelas Removíveis Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou
Portas e Janelas Removíveis Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Definição de Portas Portas, escotilhas, janelas removíveis, painéis de acesso, tampas, etc. no exterior da

Definição de Portas

Portas, escotilhas, janelas removíveis, painéis de acesso, tampas, etc. no exterior da

fuselagem que não requeiram uso de ferramentas para abrir ou fechar. Incluí também

portas ou escotilhas através de cavernas de pressão no interior da fuselagem.

através de cavernas de pressão no interior da fuselagem. Esta informação é propriedade da Embraer e
através de cavernas de pressão no interior da fuselagem. Esta informação é propriedade da Embraer e
através de cavernas de pressão no interior da fuselagem. Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Portas&Janelas - Funções Primárias e Secundárias FUNÇÕES PRIMÁRIAS • Prover acesso e egresso da

Portas&Janelas - Funções Primárias e Secundárias

FUNÇÕES PRIMÁRIAS

Prover acesso e egresso da cabine/cockpit

Manter vedação na pressurização da cabine

Garantir suavidade aerodinâmica

FUNÇÕES SECUNDÁRIAS

Impedir abertura inadvertida ou intencional durante o vôo

Evitar pressurização da aeronave acima de 0,5 psi dP caso a porta/janela não estiver devidamente fechada e travada.

Barreira Balística (Porta de Acesso à Cabine de Pilotagem)

Etc.

(Porta de Acesso à Cabine de Pilotagem) • Etc. Esta informação é propriedade da Embraer e
(Porta de Acesso à Cabine de Pilotagem) • Etc. Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Requisitos Básicos  Legislação FAA (Federal Aviation Administration) FAR§25.783 – Fuselage Doors EASA

Requisitos Básicos

Legislação

FAA (Federal Aviation Administration) FAR§25.783 Fuselage Doors

Aviation Administration) FAR§25.783 – Fuselage Doors EASA (European Aviation Safety Agency) CS§25.783 –

EASA (European Aviation Safety

Agency) CS§25.783 Fuselage Doors

Práticas Recomendáveis pela Autoridade

de Certificação

Advisory Circulars FAA/AC 25.783-1A e EASA/AMC 25.783

Requisitos Internos EMBRAER

25.783-1A e EASA/AMC 25.783  Requisitos Internos EMBRAER Esta informação é propriedade da Embraer e não
25.783-1A e EASA/AMC 25.783  Requisitos Internos EMBRAER Esta informação é propriedade da Embraer e não
25.783-1A e EASA/AMC 25.783  Requisitos Internos EMBRAER Esta informação é propriedade da Embraer e não
25.783-1A e EASA/AMC 25.783  Requisitos Internos EMBRAER Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Requisitos Básicos Legislação compreende 8 Parágrafos (a-h) que definem basicamente quatro níveis (camadas) de

Requisitos Básicos

Legislação compreende 8 Parágrafos (a-h) que definem basicamente quatro

níveis (camadas) de proteção das portas

Travamento (Latching) São os elementos que impedem o movimento relativo da porta em relação a seu enquadramento em qualquer condição de vôo (pressurizado ou não).

Sobre-Travamento (Locking)

Monitora a posição fechada das travas (latches) e as tranca nesta posição.

Sistema de Indicação (Visual e Monitoramento Remoto) Permite visualizar o posicionamento das travas e sobre-travas pelo operador na estação de operação da porta, ao mesmo tempo oferecendo indicação remota nas telas de EICAS da cabine de

pilotagem

Proteção contra Pressurização (Vent Valves ou Vent Flaps) Último nível, caso haja falha de todos os níveis anteriores, esse sistema evita que a aeronave seja pressurizada acima de 0.5 psi, o que poderia ocasionar danos à porta ou a seu enquadramento caso ela não esteja corretamente fechada.

seu enquadramento caso ela não esteja corretamente fechada. Esta informação é propriedade da Embraer e não
seu enquadramento caso ela não esteja corretamente fechada. Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Requisitos Básicos Conjunto de Travamento Conjunto de Sobre-travamento Sobre-Trava Trava Trava Alavanca da Sobre-trava

Requisitos Básicos

Conjunto de Travamento

Conjunto de Sobre-travamento Sobre-Trava
Conjunto de Sobre-travamento
Sobre-Trava
Trava
Trava
Trava
Trava
Alavanca da Sobre-trava Alavanca Alavanca Interna Vent flap Externa
Alavanca da
Sobre-trava
Alavanca
Alavanca
Interna
Vent flap
Externa
Vista Externa Vent Valve
Vista Externa
Vent Valve
Vista Interna Vent Valve
Vista Interna
Vent Valve

Travamento

(Latching)

Sobre-Travamento (Locking)

Sistema de Indicação

Proteção

contra

Pressurizaç

ão (Vent

Valves ou

Vent Flaps)

Monitoramento Remoto Trava Indicação Visual
Monitoramento Remoto
Trava
Indicação
Visual

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Visual Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Visual Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
• Quanto à Dimensão • Portas Tipo I, II, III e IV • Portas tipo
• Quanto à Dimensão • Portas Tipo I, II, III e IV • Portas tipo

Quanto à Dimensão

Portas Tipo I, II, III e IV

Portas tipo A,B e C

Quanto ao Movimento Inicial

Movimento inicial para dentro. Ex. tampa da panela de pressão

Movimento inicial para fora.

Quanto aos Batentes de Pressurização

Batente contínuo

Batente discreto

Quanto à Articulação

Pivot Lateral (Side Hinged)

Pivot Interior (Bottom Hinged)

Corrediça (Slide door)

Quanto ao evento de abertura inadvertida em vôo

Perigosas (HAZARDOUS)

Não Perigosas (NON-

HAZARDOUS)

Perigosas (HAZARDOUS) • Não Perigosas (NON- HAZARDOUS) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode
Perigosas (HAZARDOUS) • Não Perigosas (NON- HAZARDOUS) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Classificação e Tipos

é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Classificação
é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Classificação
é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Classificação
Classificação e Tipos • Quanto à Dimensão • Portas Tipo I, II, III e IV

Classificação e Tipos

Quanto à Dimensão

Portas Tipo I, II, III e IV

Porta tipo Ventral e Cone de

Cauda

Portas tipo A,B e C

Porta tipo Ventral e Cone de Cauda • Portas tipo A,B e C Exemplo: Dimensões Básicas

Exemplo: Dimensões Básicas de Portas Tipo I (oversized).

*Dimensões em milímetros

Portas Largura Altura Raio Maximo de Canto Degrau Subida Degrau Descida Tipo I Tipo II
Portas Largura Altura Raio Maximo de Canto Degrau Subida Degrau Descida Tipo I Tipo II
Portas Largura Altura Raio Maximo de Canto Degrau Subida Degrau Descida Tipo I Tipo II
Portas Largura Altura Raio Maximo de Canto Degrau Subida Degrau Descida Tipo I Tipo II
Portas Largura Altura Raio Maximo de Canto Degrau Subida Degrau Descida Tipo I Tipo II

Portas

Largura

Altura

Raio Maximo de Canto

Degrau Subida

Degrau Descida

Tipo I

Tipo II

Tipo III

Tipo IV

Ventral

Cone de Cauda

Tipo A

Tipo B

Tipo C

24

20

20

19

Idem Tipo I

Ausente

42

32

30

48

44

36

26

Idem Tipo I

Ausente

72

72

48

8

7

7

6,3

Idem Tipo I

Ausente

7

6

10

0

10

20

29

Idem Tipo I

Ausente

0

0

0

N/A

17

27

36

Idem Tipo I

Ausente

N/A

N/A

N/A

20 29 Idem Tipo I Ausente 0 0 0 N/A 17 27 36 Idem Tipo I
27 36 Idem Tipo I Ausente N/A N/A N/A * dimensões em polegadas Esta informação é

* dimensões em polegadas

I Ausente N/A N/A N/A * dimensões em polegadas Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Classificação e Tipos Movimento inicial • Quanto ao Movimento Inicial • Movimento inicial para dentro:

Classificação e Tipos

Movimento inicial
Movimento
inicial

Quanto ao Movimento Inicial

Movimento inicial para dentro:

componente vetorial mínima de movimentação perpendicular ao plano médio de pressão, no sentido

contrário a pressurização. Batentes

discreto ou continuo resistem as cargas de pressurização

Componente vetorial de movimentação contra a pressurização

Movimento inicial para fora:

pressurização tende a abrir a porta,

carregando as travas com cargas de

pressurização

a porta, carregando as travas com cargas de pressurização Exemplo: Porta de movimento inicial para dentro

Exemplo: Porta de movimento inicial para dentro com batentes discretos

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

discretos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Classificação e Tipos • Quanto aos Batentes de Pressurização Batente discreto: ferragens (dedos) distribuídas

Classificação e Tipos

Quanto aos Batentes de Pressurização

Batente discreto: ferragens (dedos) distribuídas simetricamente opostas nas laterais do enquadramento e da porta que sustentam pontualmente as cargas de pressurização

que sustentam pontualmente as cargas de pressurização – – Batente contínuo: sobreposição da estrutura

Batente contínuo: sobreposição da estrutura porta sob uma moldura (ou doubler) na fuselagem de sorte que a carga de pressurização é

continuamente distribuida ao longo do

perímetro da porta

SECTION A-A

A A
A
A
Fuselagem Porta Moldura
Fuselagem
Porta
Moldura
da porta SECTION A-A A A Fuselagem Porta Moldura Esta informação é propriedade da Embraer e
da porta SECTION A-A A A Fuselagem Porta Moldura Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Classificação e Tipos 1 2 3 4 • Quanto à Articulação 1. Pivot Lateral (Side

Classificação e Tipos

1 2
1
2
3
3

4

Classificação e Tipos 1 2 3 4 • Quanto à Articulação 1. Pivot Lateral (Side Hinged),

Quanto à Articulação

1. Pivot Lateral (Side Hinged),

2. Pivot Superior (Top Hinged)

3. Pivot Inferior (Bottom Hinged)

4. Corrediça (Slide door)

Quanto ao evento de abertura

inadvertida em vôo

Perigosas (HAZARDOUS):

afetam a aeronavegabilidade da aeronave quando abertas

podendo ocasionar um

evento catastrófico.

Não Perigosas (NON- HAZARDOUS): afetam minimamente a aeronavegabilidade quando abertas.

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

abertas. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Elementos de Máquinas Aplicados • Mecanismos de Barras • 4 Barras • 6 Barras (Cadeia

Elementos de Máquinas Aplicados

Mecanismos de Barras

4 Barras

6 Barras (Cadeia de Watt)

Cames

Molas, amortecedores e atuadores hidráulicos/elétricos

Engrenagens

Cabos,Correntes, Coroas e Polias

Engrenagens • Cabos,Correntes, Coroas e Polias Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Engrenagens • Cabos,Correntes, Coroas e Polias Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Engrenagens • Cabos,Correntes, Coroas e Polias Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

MECANISMOS DE BARRAS Elementos de Máquinas Aplicados 1. 4 Barras. Ex: Ligação das molas à

MECANISMOS DE BARRAS

Elementos de Máquinas Aplicados

1. 4 Barras. Ex: Ligação das molas à gás a porta

2. 6 Barras (Cadeia de Watt). Ex: Porta mecânica de trem de pouso de nariz.

2
2
1
1
Watt). Ex: Porta mecânica de trem de pouso de nariz. 2 1 Esta informação é propriedade
Watt). Ex: Porta mecânica de trem de pouso de nariz. 2 1 Esta informação é propriedade

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Elementos de Máquinas Aplicados Região Quebra- gelo selo Região de esmagamento do Região Abertura Intencional

Elementos de Máquinas Aplicados

Região Quebra- gelo
Região Quebra-
gelo
Elementos de Máquinas Aplicados Região Quebra- gelo selo Região de esmagamento do Região Abertura Intencional 2
selo
selo

Região de

esmagamento do

Região Quebra- gelo selo Região de esmagamento do Região Abertura Intencional 2 psi CAMES: Uso típico

Região

Abertura

Intencional 2

psi

CAMES:

Uso típico em portas para seqüênciamento de movimentos de travamento e sobre- travamento e de acionamento da vent flap.

Tipos comumente usados

Rotacional Roletado Fechado

Ex: ligação vent flap com mecanismo de sobre-travamento

da porta

Rotacional Roletado Aberto

Ex: ligação da alavanca principal com mecanismo de sobre- travamento da porta

principal com mecanismo de sobre- travamento da porta Região de Ponto Morto Esta informação é propriedade

Região de

Ponto Morto

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Morto Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Elementos de Máquinas Aplicados MOLAS, AMORTECEDORES E ATUADORES HIDRÁULICOS/ELÉTRICOS MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E

Elementos de Máquinas Aplicados

MOLAS, AMORTECEDORES E ATUADORES HIDRÁULICOS/ELÉTRICOS

MOLAS, AMORTECEDORES E ATUADORES HIDRÁULICOS/ELÉTRICOS MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E ABERTURA DA PORTA BARRA DE

MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E ABERTURA DA PORTA

MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E ABERTURA DA PORTA BARRA DE TORÇÃO DE COMPENSAÇÃO DE PESO DA
MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E ABERTURA DA PORTA BARRA DE TORÇÃO DE COMPENSAÇÃO DE PESO DA
MOLA GÁS DE COMPENSAÇÃO E ABERTURA DA PORTA BARRA DE TORÇÃO DE COMPENSAÇÃO DE PESO DA

BARRA DE TORÇÃO DE COMPENSAÇÃO DE PESO DA PORTA

MOLA DE TORÇÃO DE AUXILIO DO SISTEMA DE GUIDAGEM DA PORTA

MOLA DE TORÇÃO DE AUXILIO DO SISTEMA DE GUIDAGEM DA PORTA AMORTECEDOR DE VELOCIDADE DA PORTA

AMORTECEDOR DE VELOCIDADE DA PORTA

DE GUIDAGEM DA PORTA AMORTECEDOR DE VELOCIDADE DA PORTA MOLA ESPIRAL DE INTERTRAVAMENTO DO SISTEMA DE

MOLA ESPIRAL DE INTERTRAVAMENTO DO

SISTEMA DE TRAVAMENTO DA PORTA

DE INTERTRAVAMENTO DO SISTEMA DE TRAVAMENTO DA PORTA MOLA HELICOIDAL DE TRAÇÃO DO SISTEMA DE TRAVAMENTO

MOLA HELICOIDAL DE TRAÇÃO DO

SISTEMA DE TRAVAMENTO DA PORTA

NITROGEN OIL
NITROGEN
OIL

Mola à gás com amortecedor incorporado

PORTA NITROGEN OIL Mola à gás com amortecedor incorporado Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Elementos de Máquinas Aplicados ENGRENAGENS 1 Aplicações: Reversão e redução de movimentos Exemplos: 1.

Elementos de Máquinas Aplicados

ENGRENAGENS 1 Aplicações: Reversão e redução de movimentos Exemplos: 1. Acoplamento da Alavanca Interna e
ENGRENAGENS
1
Aplicações: Reversão e redução de movimentos
Exemplos:
1. Acoplamento da Alavanca Interna e
Externa (reversão)
2. Ligação de mola de balanceamento à
porta (redução 1:6)
2
2
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.
Elementos de Máquinas Aplicados Cabos,Correntes, Coroas e Polias CABO TELEFLEX DO SISTEMA DE ACIONAMENTO DO

Elementos de Máquinas Aplicados

Cabos,Correntes, Coroas e Polias

CABO TELEFLEX DO SISTEMA DE ACIONAMENTO DO TOBOGAN
CABO TELEFLEX DO SISTEMA DE
ACIONAMENTO DO TOBOGAN

CORRENTES E COROAS DO

SISTEMA DE ARTICULAÇÃO

LATERAL DA PORTA

E COROAS DO SISTEMA DE ARTICULAÇÃO LATERAL DA PORTA CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA
E COROAS DO SISTEMA DE ARTICULAÇÃO LATERAL DA PORTA CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA

CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA

LATERAL DA PORTA CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA Esta informação é propriedade da Embraer
LATERAL DA PORTA CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA Esta informação é propriedade da Embraer
LATERAL DA PORTA CABO DE ACIONAMENTO DA SOBRE-TRAVA DA PORTA Esta informação é propriedade da Embraer

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Cinemáticas Porta de Trem de Pouso de Nariz Articulação Virtual de Porta Porta Principal com

Cinemáticas

Porta de Trem de Pouso de Nariz
Porta de Trem de
Pouso de Nariz
Cinemáticas Porta de Trem de Pouso de Nariz Articulação Virtual de Porta Porta Principal com Escada
Cinemáticas Porta de Trem de Pouso de Nariz Articulação Virtual de Porta Porta Principal com Escada

Articulação Virtual

de Porta

Porta Principal com

Escada Embutida

Virtual de Porta Porta Principal com Escada Embutida Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Trem de Pouso Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou
Trem de Pouso
Trem de Pouso
Trem de Pouso Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida
Trem de Pouso Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Trem de Pouso - Funções Primárias e Secundárias DECOLAR É PASSÍVEL DE UMA DECISÃO, MAS

Trem de Pouso - Funções Primárias e Secundárias

DECOLAR É PASSÍVEL DE UMA DECISÃO, MAS O POUSO É IMINENTE.

É PASSÍVEL DE UMA DECISÃO, MAS O POUSO É IMINENTE. Esta informação é propriedade da Embraer
É PASSÍVEL DE UMA DECISÃO, MAS O POUSO É IMINENTE. Esta informação é propriedade da Embraer

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

IMINENTE. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
FUNÇÕES PRIMÁRIAS Trem de Pouso - Funções Primárias e Secundárias • Dissipar a energia cinética

FUNÇÕES PRIMÁRIAS

Trem de Pouso - Funções Primárias e Secundárias

Dissipar a energia cinética da velocidade vertical no pouso (shock struts)

Dissipar a energia cinética da velocidade horizontal no pouso (freios)

Prover direção e estabilidade em manobra no solo

Permitir a rolagem suave da aeronave na pista durante a decolagem

FUNÇÕES SECUNDÁRIAS

Prover engate para reboque (towling)

Garantir suavidade aerodinâmica (trens retráteis)

Fornecer pontos de amarração/ancoragem em solo

etc

Fornecer pontos de amarração/ancoragem em solo • etc Esta informação é propriedade da Embraer e não
Fornecer pontos de amarração/ancoragem em solo • etc Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

REQUISITOS BÁSICOS Trem de Pouso - Requisitos Básicos • Suportar velocidade máxima vertical de pouso

REQUISITOS BÁSICOS

Trem de Pouso - Requisitos Básicos

Suportar velocidade máxima vertical de pouso de 12 pés/segundo (13km/h)

• Projeto “Safe Life”, ou seja, os componentes principais (struts) são dimensionados para durarem a vida toda da aeronave sem substituição.

Em caso de falha dos atuadores, o trem de pouso deve descer por gravidade

(free fall) levando em conta o arrasto aerodinâmico

Operar nas condições de pista determinadas na especificação da aeronave

de pista determinadas na especificação da aeronave Esta informação é propriedade da Embraer e não pode
de pista determinadas na especificação da aeronave Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

aeronave Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Classificação e Tipos Classificação • Quanto à Extensão • Quanto à Articulação • Quanto à

Classificação e Tipos

Classificação

Quanto à Extensão

Quanto à Articulação

• Quanto à Extensão • Quanto à Articulação • Quanto à Posição • Quanto ao Arranjo

Quanto à Posição

Quanto ao Arranjo das Rodas

• Quanto à Posição • Quanto ao Arranjo das Rodas Esta informação é propriedade da Embraer
• Quanto à Posição • Quanto ao Arranjo das Rodas Esta informação é propriedade da Embraer
• Quanto à Posição • Quanto ao Arranjo das Rodas Esta informação é propriedade da Embraer

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Quanto à articulação • Cantilever Mais comumente usado por razões de custo e peso. Os

Quanto à articulação

Cantilever

Mais comumente usado por razões de custo e peso. Os absorvedores de

choque resistem à cargas laterais e

arrasto

Semi Articulado

Mistura de vantagens do cantilever com articulado

Articulado

Usados quando a distância ao solo é limitada ou por razões de espaço de confinamento. Oferecem vantagem de manutenção pois o absorvedor de choque pode ser removido para manutenção. Para pistas

despreparadas, o taxiamento é mais

suave

Para pistas despreparadas, o taxiamento é mais suave Esta informação é propriedade da Embraer e não
Para pistas despreparadas, o taxiamento é mais suave Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Classificação e Tipos

é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Classificação
Classificação e Tipos Quanto à Extensão • Fixos São usados em aeronaves onde a performance

Classificação e Tipos

Quanto à Extensão

Classificação e Tipos Quanto à Extensão • Fixos São usados em aeronaves onde a performance aerodinâmica

Fixos

São usados em aeronaves onde a performance aerodinâmica (arrasto,

alcance e velocidade) não é exigida em

contrapartida ao peso ser mais leve.

Retráteis

Usado na maioria das aeronaves por resultar numa excelente performance aerodinâmica (velocidade, arrasto e alcance)

performance aerodinâmica (velocidade, arrasto e alcance) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
performance aerodinâmica (velocidade, arrasto e alcance) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
performance aerodinâmica (velocidade, arrasto e alcance) Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Classificação e Tipos Quanto à Posição • Trem de Pouso Principal Localizado embaixo da asa

Classificação e Tipos

Quanto à Posição

Trem de Pouso Principal

Localizado embaixo da asa ou

fuselagem próximo ao centro de gravidade da aeronave. Sustentam as maiores cargas de pouso da aeronave

Trem de Pouso Auxiliar

cargas de pouso da aeronave • Trem de Pouso Auxiliar Responsáveis pelo controle direcional da aeronave
cargas de pouso da aeronave • Trem de Pouso Auxiliar Responsáveis pelo controle direcional da aeronave

Responsáveis pelo controle direcional

da aeronave e estabilizam a aeronave

em solo. Podem ser do tipo:

e estabilizam a aeronave em solo. Podem ser do tipo: – Triciclo Localizado no nariz da

Triciclo

Localizado no nariz da aeronave

Bequilha

Localizado na cauda da aeronave

da aeronave – Bequilha Localizado na cauda da aeronave Esta informação é propriedade da Embraer e

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Quanto ao Arranjo da Rodas Classificação e Tipos Esta informação é propriedade da Embraer e

Quanto ao Arranjo da Rodas

Classificação e Tipos

Quanto ao Arranjo da Rodas Classificação e Tipos Esta informação é propriedade da Embraer e não
Quanto ao Arranjo da Rodas Classificação e Tipos Esta informação é propriedade da Embraer e não
Quanto ao Arranjo da Rodas Classificação e Tipos Esta informação é propriedade da Embraer e não

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por
Shock Strut Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida
Shock Strut Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida
Shock Strut Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida

Shock Strut

Shock Strut Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem
Shock Strut Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Vista Isométrica Trem de Pouso Principal Esta informação é propriedade da Embraer e não pode

Vista Isométrica Trem de Pouso Principal

Vista Isométrica Trem de Pouso Principal Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Vista Isométrica Trem de Pouso Principal Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Vista Isométrica Trem de Pouso Principal Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Diversos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem
Diversos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem
Diversos
Diversos

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Diversos Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização
Escada de passageiros Acionamento eletromecanico Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
Escada de passageiros Acionamento eletromecanico
Escada de passageiros
Acionamento eletromecanico
Escada de passageiros Acionamento eletromecanico Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Airstair EJets

informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.
Talha Elétrica : • Usada em aviões de carga • Equipamento sem manufatura • Sua

Talha Elétrica :

Usada em aviões de carga

Equipamento sem manufatura

Sua instalação exige criatividade em Mecanismos de instalação.

exige criatividade em Mecanismos de instalação. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser
exige criatividade em Mecanismos de instalação. Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

Instalação de Talhas

é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito. Instalação
Strut Avião Carga STRUT Mecanismo de sustentação Usado quando é feito o Carregamento da aeronave

Strut Avião Carga

STRUT

Strut Avião Carga STRUT Mecanismo de sustentação Usado quando é feito o Carregamento da aeronave Mecanismo

Mecanismo de sustentação

Usado quando é feito o

Carregamento da aeronave

Mecanismo usado com a finalidade de equilibrar a aeronave quando ocorre o processo de carregamento de equipamentos pesados no interior da aeronave. É posicionado no final da fuselagem onde está a porta rampa

posicionado no final da fuselagem onde está a porta rampa Esta informação é propriedade da Embraer

Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização por escrito.

rampa Esta informação é propriedade da Embraer e não pode ser usada ou reproduzida sem autorização