Você está na página 1de 3

CONTRATO DE TRABALHO PROBATÓRIO

CONTRAENTES PRIMEIRO: Update MAchine, Lda, com sede na cidade da Beira, representada neste acto pelo senhor Benessone Luís Bonomar, na qualidade de Direitor Geral, residente na cidade da beira de nacionalidade moçambicana, portador do B.I. nr. 010100053540i, emitido em 20/03/2015, pelo Arquivo de Identificação Civil da cidade de Lichinga, residente na Beira.

SEGUNDO:

Considerando que o primeiro contraente é proprietário da Update Machine e o segundo é Promotora de Vendas, é celebrado entre os contraentes e reciprocamente aceite, o presente contrato de trabalho, que se regerá pelos seguintes artigos:

ARTIGO PRIMEIRO

(Objecto do Contrato) O segundo contraente colaborará na execução das tarefas inerentes ao sector de promoção de serviços e aquisição de clientes inerentes ao nosso raio de aplicação, devendo-se responsabilizar pela boa execução das tarefas e responsabilidades atribuídas na função de promotora de vendas.

ARTIGO SEGUNDO (Período Contratual) O presente contrato é celebrado pelo período de 6 (seis) meses, em que poderá ser mais tarde prorrogado por consenso de ambas partes

ARTIGO TERCEIRO (Remuneração)

A CONTRATANTE pagará ao contratado (a) pelos serviços prestados o salário de base no artigo Quinto a línea b) acordo com o cumprimento da alínea d) (Cinco mil e setecentos meticais) por mês trabalhado até o 5° dia útil do mês subsequente ao trabalhado.

ARTIGO QUARTO (Horário e local de trabalho) O segundo contraente obriga-se a executar as suas actividades nos escritórios da Update Machine, no mercado de promoção de vendas e Sucursais da mesma sempre que for preciso, obedecendo ao horário laboral de trabalho em vigor.

ARTIGO QUINTO (Direitos e Deveres do Contratado) A segunda contraente tem os direitos e os deveres, em especial de cumprir com zelo, lealdade e dedicação o disposto neste contrato e em conformidade com a Lei nº 23/2007, de 1 de Agosto.

a) O Contratado(a) tem o direito receber 200mt (duzentos meticais) semanalmente referente ao subsídio de transporte;

b) O contratado (a) tem o direito de receber 200mt (duzentos meticais) semanalmente referente ao subsídio de comunicação;

c) O Contratado (a) tem o direito de receber 1.500,00MT (Mil e quinhentos meticais) como rendimento básico;

d) O contratado (a) tem o direito de receber 18% sobre o lucro líquido de cada serviço vendido por ele.

e) O contratado (a) tem o direito de 3 em 3 meses multiplicar a sua base de rendimento básico.

1. O contratado tem o dever de cumprir com 75% de metas definidas semanalmente pela entidade contraente;

2. O contratado tem o dever de cumprir com zelo e rigor as horas estabelecidas pela entidade contraente;

ARTIGO SEXTO Cessação do Contrato O contrato poderá cessar por qualquer uma das causas da cessação previstas na Lei do Trabalho em vigor ou do regulamento interno de trabalho em vigor na entidade contratante. ARTIGO SÉTIMO Resolução de Conflitos 1. Em caso de conflitos jurídicos laborais emergentes deste contrato acordam as partes á solução amigável e extra judicial. 2. Na impossibilidade de resolução pacífica preconizada no número anterior, fica expressamente acordado o recurso ao Tribunal da Província de Sofala.

ARTIGO OITAVO (Casos Omissos) Na integração das lacunas e resolução das dúvidas eventualmente emergentes do clausulado no presente contrato, aplicar-se-ão as disposições da legislação laboral vigente no país.

ARTIGO NONO (Entrada em Vigor)

O presente contrato entra em vigor a partir da data da sua assinatura. Beira, 15 de fevereiro de 2016

O Contratante

(Update Machine)

O

Contratado