Você está na página 1de 12
APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

Curso: Administração de Empresa DISCIPLINA – ORGANIZAÇÃO, SISTEMAS & MÉTODOS Professora Eva Susana Soares de Oliveira. Agosto – 2010

Estruturas Organizacionais

OBJETIVOS:

Capacitar o discente para compreensão da estrutura organizacional e através do

organograma processar a analise e o redesenho das estruturas organizacionais.

ORGANOGRAMA

O organograma é um instrumento de trabalho utilizado pelo administrador para representar de forma gráfica a estrutura organizacional da empresa. O organograma possibilita a interpretação das relações de autoridade hierárquicas de forma rápida e eficaz. O organograma permite verificar o nivelamento da estrutura, a amplitude da autoridade, a unicidade do comando, os limites da amplitude do comando, o papel e a importância relativa de cada órgão, em apenas uma análise visual podem ser verificadas disfunções na estrutura organizacional, tais como papéis conflitantes, duplicidade de comando paralelo e amplitude de autoridade perigosa.

O Administrador que não souber trabalhar com esse instrumento, seguramente, não

terá sucesso na sua vida profissional. É o mesmo caso de um médico não conhece a anatomia do corpo humano.

Carreira, 2009 pg. 271.

O organograma clássico é o tipo recomendado para o estudo da estrutura organizacional por apresentar elementos para análise de fácil compreensão e forma visual simples.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N

Segundo Colenghi, 2007, A empresa terá uma estrutura organizacional de qualidade, se os seus processos estiverem mapeados com objetividade, visando atender aos requisitos de seus clientes internos e internos, independente do modelo organizacional que estiver adotando.

Tipos de estrutura organizacional

Segundo Fayol, “a estrutura organizacional caracteriza-se por uma cadeia de comando, ou seja, por uma linha de autoridade que interliga as posições da organização e especifica quem se subordina a quem” veja exemplo na figura abaixo: Cadeia de comando departamentalizado.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Segundo Colenghi, 2007, A empresa terá uma estrutura organizacional

A estrutura organizacional é representada graficamente no organograma.

Organograma é a representação gráfica de determinados aspectos da estrutura organizacional. Estabelece a estrutura formal de empresa (departamentos) num determinado momento. É estática.

APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

Estruturas Clássicas

São as empresas conhecidas como piramidais, se organizam em níveis hierárquicos, cada nível compreendendo menos pessoas do que no nível que lhe é inferior. O conjunto se afunila a partir de uma base que pode ser mais ou menos ampla (forma piramidal), para chegar ao topo, no qual pode se encontrar apenas uma pessoa: O chefe. Nessas estruturas as informações circulam verticalmente, de baixo para cima ou de cima para baixo, sob forma de ordem e ou orientações.

1. Estrutura clássica linear, militar, hierárquica ou vertical: na estrutura linear prevalece a centralização, essas estruturas exigem chefias autocráticas (um único homem detém o poder supremo) e com visão sistêmica da organização, a autoridade é implacável, os subordinados devem obedecer e executar suas atividades, a hierarquia é nítida, a comunicação é formal. A estrutura clássica linear é bastante utilizada por micro e pequenas empresas, cujo proprietário, é o seu Diretor-Presidente.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Estruturas Clássicas São as empresas conhecidas como piramidais, se

Observa-se que o cliente não exerce nenhuma função na organização, contudo, a empresa é orientada para o cliente.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N

Estrutura linear

O organograma de uma pequena empresa e suas características.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Estrutura linear O organograma de uma pequena empresa e

Militar, piramidal, clássica, habitual.

  • O funcionário tem apenas um chefe

  • Há autoridade de comando

  • As ordens são hierárquicas

  • As organizações são burocráticas

  • Há um alto grau de formalismo

  • Não há comunicação lateral

Vantagens da Estrutura Linear

  • Aplicação simplificada

  • Há sentido claro das tarefas e cargos

  • Há facilidade da comunicação de ordens e informações

  • As decisões são aceleradas

APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

  • Fácil manutenção da disciplina

  • Baixa despesa na administração

Desvantagens da Estrutura Linear

  • A Organização é bastante rigorosa

  • A sobrecarga de trabalho para a direção

  • Exige apenas ótimos coordenadores

  • Não há cooperação de equipe

  • Há abuso da centralização

  • Dificuldades na visão global

2. Estrutura clássica Funcional: Em oposição à estrutura clássica linear surgiu à estrutura clássica funcional, quando Taylor apresentou um projeto no qual a supervisão

dos operários, ao invés de um único responsável, deveria ser exercida por oito supervisores especializados. Na atualidade a estrutura funcional guarda o princípio da especialização proposto por Taylor, dando-lhe ênfase especial. Elimina a figura daquele chefe “excepcional”, substituindo-o por um chefe especializado que tem amplo domínio sobre determinada área, possibilitando, assim, coordenar a geração de produtos e de serviços de qualidade que atendam às expectativas dos clientes.

Cada chefia deve possuir domínio sobre sua área de especialização e possibilitar produtos e serviços de qualidade.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N
Cliente
Cliente

3. Estrutura Clássica Linear- Funcional: staff, assessoria, estado-maior, ou hierárquico-consultivo. Sua característica básica é a manutenção da unidade de comando, sem tirar o poder de decisão dos órgãos de linha. Com a mesma estrutura das formas apresentadas anteriormente, acrescenta-se um órgão de assessoria que tem como objetivo pesquisar, estudar, analisar, realizar diagnósticos e trazer soluções.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Cliente 3. Estrutura Clássica Linear- Funcional: staff, assessoria, estado-maior,
APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

4. Estrutura Clássica Comissional ou Colegiada Normalmente, este é um tipo de estrutura empregada em grandes empresas, especialmente nas sociedades anônimas.

Possui um “pool” de diretores ou membros que deliberam sobre assuntos relevantes

da empresa. São os conselhos, comitês, comissões ou colegiados.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N 4. Estrutura Clássica Comissional ou Colegiada Normalmente, este é

5. Estrutura Pós-Clássica - baseada na Função Graficamente semelhante à estrutura linear, é um modelo em que as atividades

semelhantes e interdependentes se unem ao propósito maior da empresa e constitui uma grande unidade setorial da organização, que se dedica ao desenvolvimento de uma única função.

ESTRUTURAS MODERNAS

Recentemente é a mais utilizada em empresas de planejamento, pesquisa, construção civil, entre outras.

ESTRUTURA MODERNA – MATRICIAL

Surgiu com o advento da tecnologia espacial, pois seus projetos possuem um alto grau de complexidade. Apresenta duas características básicas:

Autoridade - possui uma autoridade hierárquica parecida à da estrutura funcional e outra bem específica e direta que cuida da coordenação de cada projeto;

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N

Mobilidade dos funcionários - os funcionários são permanentemente vinculados à

organização e alocados aos projetos em execução. Após o término do projeto eles retornam a seus órgãos de origem.

ESTRUTURA MATRICIAL

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Mobilidade dos funcionários - os funcionários são permanentemente vinculados

ESTRUTURA MATRICIAL

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N Mobilidade dos funcionários - os funcionários são permanentemente vinculados
APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

O nome Matricial deve-se ao fato de são utilizadas ao mesmo tempo duas ou mais formas de estrutura sobre os elementos da empresa. Também conhecida como estrutura moderna, nasceu no final dos anos 70 em empresas de engenharia, não leva em consideração o principio clássico de unidade estabelecido por Fayol, em seu livro de 1916. É uma tendência da atualidade já que as organizações buscam uma estrutura com poucos recursos e melhores resultados.

  • Há acúmulo de diversos tipos de departamentalização sobre a mesma pessoa.

  • A responsabilidade é compartilhada e exige confiança mútua e dinamismo.

  • Há dificuldades para definir claramente as atribuições e autoridade de cada elemento da estrutura.

  • Para implantar essa estrutura é necessária uma boa preparação da equipe.

O

novo

desenho

compartilhados.

organizacional

será

de

liderança

múltipla

e

de

cargos

Aspectos fundamentais para o bom funcionamento da estrutura matricial.

Postura pessoal – Os gestores modernos são consultores, facilitadores e não chefes ou comandantes, conseqüentemente haverá necessidade de constantes treinamentos, cursos específicos, etc.

Postura Tecnológica – A participação da equipe no processo em desenvolvimento é fundamental, portanto deve o gestor desenvolver a confiança, a transparência e o respeito ao conhecimento de cada um. Seminários e feedback positivos e corretivos são importantes.

Postura Prática – Capacidade de liderança, envolvimento, clima organizacional e comunicação terão reflexos nos relatórios e planilhas de acompanhamento.

Tipos de estrutura matricial

A. Estrutura Matricial Balanceada

A autoridade é balanceada, ou seja, dividida na mesma medida entre a Gestão de Projeto e Gestão Funcional – ambos possuem o mesmo nível hierárquico. É o tipo teórico que mais se encontra nas estruturas organizacionais, porém não é o mais praticado.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N
APOSTILA Título Referente a vídeo aula N B. Estrutura Matricial Funcional É o tipo mais usado.

B. Estrutura Matricial Funcional

É o tipo mais usado. Os Gestores são subordinados aos Gerentes das áreas técnicas. Há colaboração técnica de Gerentes de outras áreas. Portanto na organização com estrutura funcional, cada colaborador terá um superior bastante claro e as equipes são organizadas por funcionalidade (ex. finanças, produção, etc.)

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N B. Estrutura Matricial Funcional É o tipo mais usado.
APOSTILA
APOSTILA

Título Referente a vídeo aula N

C. Estrutura Matricial Projeto

É uma estrutura menos utilizada. O gerente de projeto tem nível hierárquico sobre o gerente funcional. É indicada para grandes projetos e envolve diversas tecnologias.

Nessa estrutura a empresa é organizada em repartições, onde cada colaborador responde a um gerente de projeto. Existem algumas repartições que dão suporte a todos os projetos. Ex. prefeituras.

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N C. Estrutura Matricial Projeto É uma estrutura menos utilizada.

Conflito na Estrutura Matricial

O conflito que poderá ser de origem racional ou emocional.

Redução do Conflito

- Definição e Divulgação de Objetivos e Prioridades

- Definição de Autoridade e Responsabilidade

APOSTILA Título Referente a vídeo aula N
APOSTILA
Título
Referente a vídeo aula N
  • - Distribuição de Méritos e Benefícios

  • - Utilização de Avaliação de Desempenho

  • - Incentivo ao Acumulo de Função

  • - Criação do Setor de Resolução de Conflitos entre outras.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS E OUTRAS

CARREIRA, D. Organização, Sistemas e Métodos. São Paulo: Saraiva, 2009. COLENGHI, V. M. O & M Qualidade Total: uma integração perfeita. 3. ed. Uberaba:

Ed. V.M. Colenghi; 2007. D’ASCENÇÃO, l. C. M. Organização Sistemas & Métodos: Análise, Redesenho e Informatização de Processos Administrativos. São Paulo: Atlas, 2007. OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas, Organização & Métodos: Uma Abordagem Gerencial. 18. ed. São Paulo: Atlas, 2009. RIBEIRO, A. L. Teorias da Administração. São Paulo: Saraiva, 2003.

http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/lucineiagomes/som011.asp