Você está na página 1de 7

Resumo do cap.

4: A arte 
na civilização egeia 
 
 
 
Maryana Ferreira
Turma: 1B
SUMARIO 

Introdução...........................................................................................3

1
Abertura do assunto...........................................................................4
A arte cretense...................................................................................4
Arte micênica.....................................................................................5
Conclusão...........................................................................................6
Referencias........................................................................................7

2
Nesse capitulo será falado sobre a
arte egeia e principalmente, a arte
micênica e a arte cretense.

Colégio Senai Ebep


Professor: Leandro Hall
Aluna: Maryana Ferreira

3
A Arte Egeia ou Arte do Mar Egeu está associada às
civilizações que floresceram no mar Egeu antes do seu
aparecimento dos Gregos por volta de 3000 a.C.

A arte cretense

O início do povoamento da ilha de Creta é incerto. Seus


primeiros habitantes podem ter vindo da própria região
mediterrânea.
A descoberta dos povos que habitavam as Ilhas do mar Egeu
no desenvolvimento da civilização grega é relativamente
recente: ocorreu e 1870, quando o pesquisador alemão
Heinrich Schliemann (1822-1890) descobriu vestígios das
antigas cidades, mais tarde, em 1900, o arqueólogo inglês Sir
Arthur Evans (1851-1941) localizar ia o que ainda restava do
Palácio de Cnossos na Ilha de Creta.
O fato de o comerciante ser mais propenso as inovaçoes e as
mudanças, tivesse sido o diferencial que fez surgir essa arte.
Apesar dessa arte ser ainda aristocrática e cortesã, ela estava
nas mãos de artistas de origem humilde, patrocinados pelos
poderosos, que praticavam o diletantismo e o divertimento,
num estilo delicado e elegante, um estilo cavalheirismo, que
favorecia o surgimento desse tipo de arte.
O estudo das ruínas do Palácio de Cnossos revelou que a
edificação data do segundo Milênio antes de Cristo (1700 a
1500 a.C.). Sua planta arquitetônica é bastante evoluída: em
torno de um Pátio Central Estão dispostos muitas salas,
algumas agrupadas de tal forma que a conduz a outra,
segundo uma ordem bem planejada.

4
A arte da civilização cretense ou minóica, era pictórica
colorida e espontânea, saindo do geometrismo formal que era
comum naquele período. Essa civilização estava voltada
apenas para o comércio, e por isso que a arte cretense evoluiu
separado do estilo geométrico abstrato​.

A arte micênica

A civilização micênica era uma cultura da Idade do Bronze e


desenvolveu-se na Grécia continental. Veio depois da arte
minóica em Creta, surgindo por volta de 1.400 a.C para
tornar-se a cultura dominante. Fragmentos de pinturas
micênicas encontradas em dois sitios na Grécia representam o
que devem ter sido impressionantes murais. Entre os temas
dos murais micenicos, incluíam-se não só as cenas do
cotidiano, mas também descriçoes do mundo natural. Se
comparada à arte minóica, a micênica era bastante solene.
Muitos pesquisadores acreditam ter sido os micênicos, ou os
arqueus, os protagonistas da Guerra de Tróia, da qual temos
conhecimento por meio dos poemas épicos Ilíada e Odisseia.
Além disso os objetos da ourivesaria micênica encontram
paralelos nos objetos descritos nas obras de Homero.
A civilização micênica entrou em colapso por volta de 1.100
a.C. Seu fim marcou o término da Idade do Broze na Grécia.
Os povos eram religiosos. A arquitetura marcou pelos Mégaron
que eram grandes salões com lareira ao centro rodeada por
quatro colunas de madeira que sustentavam a elevada saída
de fumação no telhado. A escultura mais famosa é a ‘’Porta dos
Leões’’.
A partir do século XII a.C., novos povos invadiram o
Peloponeso: os dórios, os jônios, e os eólios. Mas somente
depois de muito estudo dos povos se encontraram sua própria
expressão artística, distinta das formas creto micênicas.

5
Conclusão

A arte egeia foi muito importante para o desenvolvimento da


arte e uma das mais atuais como a egípcia, foi uma arte muito
importante com uma das melhores arquiteturas.
É fato que a influência cretense foi limitada, mas nenhum
estudioso da história poderá esquecer que a civilização egéia
não se baseou numa rígida divisão de classes, havendo dado a
cada cidadão uma oportunidade de liberdade e felicidade. E é
interessante notar que a civilização egéia foi das civilizações
antigas a mais próxima do espirito moderno, pela inclinação ao
conforto e pela ousadia na arte.

6
Referencias

1. Livro de artes
2. http://geisyelecristine.blogspot.com.br/2011/07/arte-micenica.html
3. http://geisyelecristine.blogspot.com.br/2011/07/arte-cretense.html